casa » POLÍTICA (página 97)

POLÍTICA

Vereador de São Luís recebe homenagem do COMEFC

COMPARTILHE
Ivaldo recebe a PLACA das mãos do prefeito Altemi Botelho

Ivaldo recebe a PLACA das mãos do prefeito Altemi Botelho

O vereador de São Luís, Ivaldo Rodrigues (PDT), pré-candidato a deputado estadual, foi homenageado com uma “PLACA” no primeiro aniversário do COMEFC, realizado na noite de sábado (26) no salão de eventos do hotel pestana, no bairro do Calhau, em São Luís. Ivaldo que sempre esteve na luta pelo povo do Maranhão, teve seu trabalho reconhecido e foi agraciado com essa homenagem. Em seu discurso, o vice presidente do COMEFC e prefeito de Tufilândia, Doutor Neto (PPS), agradeceu de público ao vereador de São Luís, Ivaldo Rodrigues, pelo apoio dado durante a criação do consórcio dos Municípios da Estrada de Ferro Carajás no Maranhão (COMEFC). “O vereador Ivaldo Rodrigues, comprou a briga e está com a gente até hoje, precisamos de homens de coragem assim, e espero que os outros municípios abracem esse projeto” – disse Doutor Neto.

 A prefeita de Bom Jesus das Selvas e presidente do Consórcio, Cristiane Damião (PTdoB), destacou que o sonho virou realidade. “O que foi dito aqui hoje me deixa muito feliz. Vocês entenderam e apoiaram a luta deste consórcio. Antes era um sonho e agora é uma realidade de grandes conquistas e vitórias. Este consórcio é uma família, uma irmandade que garantiu todas essas conquistas que nós tivemos, principalmente diante do Marco Regulatório da Mineração”.

Em reconhecimento à contribuição durante o primeiro ano do COMEFC foram homenageados também, o deputado federal Cleber Verde (PRB/MA); o deputado estadual Stênio Resende (PMDB); o vice-prefeito de Açailândia, Juscelino Oliveira (PP); a prefeita de Bom Jesus das Selvas e presidente do Consórcio, Cristiane Damião (PTdoB); o prefeito de Tufilândia e vice-presidente do Consórcio, Doutor Neto (PPS).

Também receberam homenagens o prefeito de Alto Alegre do Pindaré e tesoureiro do Consórcio, Atemir Botelho (PRTB); o prefeito de Santa Rita e segundo vice-presidente do COMEFC, Tim Ribeiro (PRB); o diretor executivo do Consórcio, Leôncio Lima; o deputado federal e relator da Comissão do Novo Marco Regulatório da Mineração, Leonardo Quintão (PMDB/MG), representado na solenidade pelo deputado Cleber Verde, e o secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, Carlos Nogueira, representado também pelo parlamentar.

A solenidade de homenagens foi prestigiada pelo presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão, deputado Arnaldo Melo (PMDB); o deputado estadual Hélio Soares (PMDB); a prefeita de Itinga do Maranhão, Vete Botelho (PDT); o prefeito de Arari, Djalma Melo (PTB); o prefeito de Buriticupu, Zé Gomes (PMDB); o prefeito de Bacabeira, Alan Linhares (PTB); o prefeito de Monção, Queiroz (DEM); o prefeito de Miranda do Norte, Júnior Lourenço (PTB).

 O deputado Cleber Verde (PRB) falou sobre a importância e resultados do COMEFC, formado por 23 municípios maranhenses cortados pela estrada de ferro Carajás. Ele explicou ainda sobre os benefícios com a aprovação do novo marco regulatório da mineração para os municípios e estados. Com a luta do COMEFC, a Vale já disponibilizou linhas de crédito no valor de R$ 85 milhões de reais para projetos nas áreas de saúde, educação e geração de emprego e renda.

O COMEFC é formado pelos municípios de Açailândia, Alto Alegre do Pindaré, Anajatuba, Arari, Bom Jesus das Selvas, Buriticupu, Bom Jardim, Bacabeira, Cidelândia, Igarapé do Meio, Itapecuru-Mirim, Itinga do Maranhão, Miranda do Norte, Monção, Pindaré-Mirim, São Luís Gonzaga, Santa Rita, São Pedro da Água Branca, São Francisco do Brejão, Santa Inês, Tufilândia, Vila Nova dos Martírios e Vitória do Mearim, que juntos têm 76% de extensão da malha ferroviária.

Vereador Ivaldo Rodrigues fará homenagem ao TJMA

COMPARTILHE
Vereador Ivaldo Rodrigues

Vereador Ivaldo Rodrigues

O vereador Ivaldo Rodrigues (PDT), estará nesta terça feira dia 29, homenageando com uma “Placa” o Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) pelos seus 200 anos de trabalhos prestados ao povo maranhense.

Um dos vereadores mais atuantes no legislativo de São Luís, Ivaldo Rodrigues, enviou ofício de Nº 103/2013 ao vereador Astro de Ogum que era o presidente em exercício na Câmara municipal de São Luís, naquele Período, solicitando autorização e agendamento, para a entrega de Placas alusivas ao Tribunal de Justiça do Maranhão – TJMA, pelos seus 200 anos de história e trabalho.

Além da Placa ao TJMA, o vereador Ivaldo Rodrigues entregará “Certificados” aos ex-Presidentes e Vices, e aos atuais Presidentes e Vices do Tribunal de Justiça do Maranhão -TJMA.

Competente e trabalhador, Ivaldo Rodrigues reconhece o valor do Tribunal de Justiça do Maranhão, e por esse motivo fará uma grande homenagem aos seus 200 anos de história e luta, em favor dos maranhenses.

Ligado em tudo que acontece na Ilha de São Luís, o vereador Ivaldo Rodrigues tenta de todas as formas soluções para os problemas do povo Ludovicense. Além disso, Ivaldo se mostra bom de briga & duro na queda. Por isso é um dos políticos mais respeitados por todas as classes.

Luciano Genésio está inelegível até 2020

COMPARTILHE
Luciano Genésio & Zé Arlindo

Luciano Genésio & Zé Arlindo

Nesta terça-feira (22), o Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE) voltou a se reunir e em um dos julgamentos, apreciou os embargos declaratórios, em que o suplente de deputado estadual Luciano Genésio (SDD), queria reverter à decisão da própria corte que no ano passado lhe condenou, tornando-o inelegível até 2020.

No entanto para infelicidade de Genésio, a Corte, por 4 x 3, negou os embargos e manteve a decisão de dezembro de 2013. Agora o suplente de deputado, que pleiteava novamente disputar uma vaga na Assembleia Legislativa do Maranhão está definitivamente fora da eleição de 2014.

Luciano Genésio que foi candidato a vice-prefeito de Pinheiro e condenado juntamente com o ex-aliado e ex-prefeito de Pinheiro, Zé Arlindo. A ação que culminou com a inelegibilidade dos dois políticos foi movida pela coligação “O Trabalho Está de Volta”, do atual prefeito, Filuca Mendes (PMDB).

Com uma grande gama de eleitores no município de Pinheiro e na grande parte da baixada maranhense, Luciano Genésio deve agora, escolher um substituto para concorrer a eleição deste ano, 2016 e 2020, quando terminará sua condenação pelo TER.

Vereador Ivaldo Rodrigues tem requerimento aprovado na Câmara de São Luís

COMPARTILHE
Ivaldo Rodrigues iniciando seus trabalhos na Câmara

Ivaldo Rodrigues iniciando seus trabalhos na Câmara 22/04/14

Dizem os mais velhos, que Deus só ajuda a quem madruga. E sabe que isso é verdade mesmo! Em dia de seção na Câmara Municipal de São Luís, o vereador Ivaldo Rodrigues (PDT) como bom parlamentar, cumpre seus horários e é sempre o primeiro a chegar à casa legislativa. Primeiramente o Vereador recebe dezenas de pessoas em seu gabinete e conversa com cada um. Após atender os visitantes, Ivaldo desce para o plenário onde cumprimenta cada pessoa presente no momento.

Mas se você acha que a vida de Ivaldo é só isso, está totalmente enganado. No período da tarde, o Vereador visita várias comunidades todos os dias na grande São Luís. Ivaldo é tão popular que se identifica com vários movimentos com o carnaval, Bumba-meu boi e até o futebol. Mesmo assim, ainda sobra tempo para fazer projetos e requerimentos em benefícios do povo Ludovicense.

Hoje dia (22) o vereador Ivaldo Rodrigues teve um requerimento aprovado por unanimidade na Câmara Municipal de São Luís. O requerimento Nº 149/14, que pedia o envio de ofício ao prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior (PTC) e ao secretário da SMTT – Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes, solicitando estudos técnicos que viabilizem a implantação do sistema de Biometria facial, no sistema de transporte coletivo de São Luís.

Além desse projeto de autoria do vereador Ivaldo Rodrigues, outros requerimentos de vários vereadores também foram aprovados. Destaque para o projeto de autoria do Vereador Osmar Filho, que concede Título de cidadão de São Luís, ao Sr. Raimundo Penha, Secretário de esportes de São Luís. Apenas 23 dos 31 vereadores, compareceram ao plenário da Câmara nesta terça feira (22), pós-feriado.

Cordato e muito querido, Ivaldo concedeu entrevista para vários veículos de comunicação da capital após a seção da Câmara. Atuante como sempre na casa legislativa, Ivaldo honra seus compromissos e mostra ser um excelente funcionário público, dando exemplo aos colegas de trabalho. Durante o final de semana você acha que Ivaldo descansa? Nunca. Nos finais de semana, Ivaldo permanece trabalhando. Visita bairros, cidades, associações e até Igrejas. Por isso, seu nome é Ivaldo Rodrigues, mas seu sobrenome, é trabalho.

 

Vereador acusa prefeito de fraudar licitações

COMPARTILHE
João Felipe, prefeito de Peri-Mirim

João Felipe, prefeito de Peri-Mirim

O presidente da Câmara municipal de Peri-Mirim, vereador Jean Reis, acusa o prefeito do município, João Felipe (PT), de favorecimento em licitações, para construção de postos de saúde, na zona rural do município.

De acordo com o parlamentar, o prefeito João Felipe havia nomeada no início de seu mandato a Srª Ana Lúcia Almeida, para assumir a secretaria de saúde do município. Após algum tempo no cargo, Ana Lúcia foi exonerada da função. Segundo o vereador, mesmo com pouco tempo como secretária, Ana mostrou competência e foi em busca de recursos para a saúde de Peri-Mirim.

Nesse período, Ana Lúcia adquiriu R$ 2.000.000,00 (dois milhões de reais) para construção de cinco postos de saúde nas comunidades da zona rural. Os povoados beneficiados seriam: Centro dos Câmaras, Santa Maria, Canaranas, Santana e Conceição. A ex-secretária deixou 50% da grana em caixa para início das obras e antes de deixar o cargo, entregou ao prefeito João Felipe.

Foi bem aí, que tudo começou pelo caminho errado. Segundo o vereador, o prefeito João Felipe, teria feito licitações fraudulentas e entregou as construções dos postos de saúde, nas mãos de pessoas sem o mínimo de conhecimento em engenharia.

Como se não bastasse o serviço mal feito, as obras foram iniciadas em outubro de 2013 e até agora, após seis meses, ainda continuam no famoso alicerce. E pra piorar a situação, os alicerces foram contratados de concretos, mas estão sendo feitos de tijolos. As obras foram vistoriadas pela comissão de justiça da câmara, através dos vereadores Adalberto Martins, Telma e Jean Reis.

Esteve presente também na fiscalização das obras, o presidente da comissão de obras & serviços, o vereador Irmão Ednaldo, que fez o relatório das irregularidades nas construções. Todo o serviço mal feito, foi filmado pelo vereador Jean Reis. Veja o vídeo aqui!

José Sarney mostra porque é respeitado até por seus adversários

COMPARTILHE
Ex-Secretário Luís Fernando Silva

Ex-Secretário Luís Fernando Silva

Com o titulo: Um exemplo de dignidade, o senador e ex-presidente da republica, José Sarney, publicou artigo em sua coluna semanal do jornal “O Estado,” neste domingo (13), elogiando a figura do ex-pré candidato ao governo do estado do Maranhão, ex-prefeito de São José de Ribamar e ex-secretário de estado, Luis Fernando Silva.

Vale ressaltar que José Sarney é o segundo a sair em defesa de Luis Fernando, após desistência da candidatura ao governo. Antes, apenas o ex-secretario Hildo Rocha que em nota havia feito largos elogios ao ex-secretario Luis Fernando.

LEIA O ARTIGO NA ÍNTEGRA:

“Um Exemplo de Dignidade”

É do Antonio Carlos, o mineiro em que o Getúlio passou a perna, a frase de que a “política é como uma nuvem, muda a cada minuto”. E eu acredito sempre que a maior certeza que se observa na política, numa análise que não seja restrita ao imediato, é que o impossível sempre acontece.

A renúncia, com o gesto do Jânio meio incompreensível e alucinado, maculou-a, mas é sempre, em meio ao idealismo humano, uma atitude de grandeza, quando é motivada por atitudes nobres. Acabamos de assistir a uma que merece o nosso respeito e engrandece um homem público. Luis Fernando, um homem de grande virtude, honrado, competente, inteligente, experiente, acaba de nos dar um exemplo de que a política não é isso o que em geral se procura construir e que os políticos não são esses demônios que pintam.

A maior aspiração de um político é governar o seu estado. Só depois podem vir outras. Pois bem, num momento em que todos arrancam os cabelos e não abrem mão de nada, Luis Fernando nos dá esse exemplo. Saiu sem ódio, sem criar problemas, sem atribuir a ninguém o seu gesto e dono de uma tranquilidade e uma firmeza de convicção que nos faz ter nele um exemplo.

O comunicado que ele fez é uma peça que merece ficar inscrita nos anais de nossa vida política. Reconhece que foi escolhido candidato, e se houve com grande dignidade nessa condição, que “no mundo político as condições se alteram, no interesse do êxito eleitoral”.

Outros não examinariam esse aspecto. O desejo do poder é maior e lutaria contra tudo e todos, sem essa avaliação. Acrescente-se mais que ninguém lhe cobrou esse balanço e em torno dele estávamos certos de que teríamos uma grande vitória. Ele foi escolhido pelas suas qualidades e pelo seu passado.

No governo, como secretário em duas pastas, fez um trabalho extraordinário, semeando obras no Maranhão inteiro, viajando por todo o nosso território e procurando unir, sem criar incompatibilidades nem encher o peito de presunção com a sua candidatura. Manteve a humildade, pautou-se pela decência e mesmo tendo deixado a disputa é um nome que merece o nosso respeito e continuará a servir ao Maranhão.

Ajudou o estado e saiu com o mesmo afeto a Roseana, dentro do mesmo grupo de seus amigos e disposto a lutar com o mesmo espírito público e com a mesma força.

A ele, Luis Fernando, nossa homenagem pela conduta correta, digna, como soube entrar e soube sair, sem nenhum arranhão em sua personalidade, dignidade e honradez, fidelidade e competência, pronto para outros desafios.

Maria Aragão, a eterna HEROÍNA do Maranhão

COMPARTILHE

*Texto do Jornalista Abimael Costa.*

Reportagem especial sobre Maria Aragão - 11/04/2014

Reportagem especial sobre Maria Aragão – 11/04/2014

Passados exatos cinquenta anos que os militares através de um famigerado golpe tomaram o poder no Brasil, interrompendo a democracia de forma violenta e autoritária e impondo em seu lugar uma ditadura violenta e cruel, que censurou, perseguiu, prendeu, torturou e matou centenas de inocentes pela pratica de um único crime, defender a democracia e lutar pela liberdade de expressão e de pensamento.

Muitos nomes se destacaram nesta luta contra a opressão e a ditadura em todo o Brasil, homens e mulheres sacrificaram suas vidas em nome de um bem maior, a democracia. Entre estes nomes, destaca-se uma mulher, pobre, negra e maranhense. Com uma história de vida dedicada inteiramente a luta contra a opressão dos poderosos, ela sempre esteve ao lados do menos favorecidos, sua garra luta e determinação fez a diferença para muitos brasileiros, seu nome ocupa lugar de destaque na história como exemplo de determinação e altivez.

É lamentável que apenas uma pequena parcela de maranhenses e brasileiros conheçam a historia desta grande figura que faz parte de nossa história recente de lutas contra os poderosos opressores que historicamente tolhem as raras oportunidades de pobres e negros disputarem em pé de igualdade a ascensão social através de uma educação de qualidade.

A mulher guerreira de que tanto falamos é Maria José de Camargo Aragão, a Maria Aragão, ela sem duvida é uma rara e bela exceção, já que tudo ao seu redor conspirava contra ela, Maria Aragão, reunia todas as características e condições para ser apenas mais uma, bravamente ela foi superando um a um os obstáculos até se tornar a grande heroína de todos nós.

Maria José de Camargo Aragão nasceu em 10 de fevereiro de 1910 no Engenho Central, hoje Pindaré-Mirim, interior do Maranhão, uma das principais áreas de conflitos de terras no estado. Terceira em uma família de sete irmãos, seu pai, Emídio Aragão, era guarda-fios da Companhia de Telégrafos, descendente de africanos e sua mãe, Maria José Camargo Aragão, mesmo sendo analfabeta, foi decisiva na educação e formação dos filhos. Foi dela a iniciativa de fixar residencia na capital para assim poder dar um estudo de qualidade para os filhos, certa feita ela teria dito aos os filhos, “a fome só vai desaparecer desta casa se vocês estudarem.”

A família vem para São Luís, onde Maria Aragão conclui o curso primário, faz o exame admissional e vai estudar no Liceu Maranhense, a mãe queria que ela cursasse o Normal que era a formação para professores e ela queria fazer o ginasial que dava direito a prestar vestibular. Vale lembrar que quase todas as mulheres da época optavam pelo curso Normal para exercerem a profissão de professoras. O argumento da mãe de Maria Aragão era que: “Se você fizer i curso de professora, você pode ensinar e é muito mais fácil arrumar um emprego para você e aqui deixa de haver fome”. enfatizava Maria Camargo, já que muitas vezes não tinham nada para comer em casa, e Maria Aragão nunca levava lanche para a escola, no horário de recreio, enquanto todos saiam da sala, ela continuava la, aproveitava para subir no banco e estudar geografia no mapa pregado na parede. 

Maria Aragão faz o curso Normal, conforme era vontade sua mãe, é aprovada com aluna brilhante e de destaque, graças as muitos esforços de sua mãe que colocava os filhos para estudar a noite e os acordavam na madrugada sempre no cantar do galo, para estudarem novamente. Maria Aragão, fez em seguida o curso ginasial em dois anos, uma espécie de supletivo que dava direto a prestar vestibular, já que alimentava o sonho de ser médica. 

Doente, a mãe de Maria Aragão precisa de cuidados médicos, e Carlos Macieira indica um medico no Rio de Janeiro, em julho de 1934, ela chega ao Rio com a mãe que morre pouco tempo depois. Após a morte da mãe, ela decide então começar o curso de medicina, decidiu cursar Medicina na antiga Universidade do Brasil, (hoje Universidade Federal do Rio de Janeiro). Sem recursos, Maria Aragão enfrenta inúmeros sacrifícios, mesmo passando todo tipo de privações, dormindo apenas três horas por noite e passando muita fome,  ela não desiste e segue obstinada e focada em seu objetivo maior que era concluir o curso de medicina. Ela decide então que tem que trabalhar, começa dar aulas de português, é e com o esse dinheiro que ela consegue sobreviver, em 1936, no segundo ano do curso, de tanto passar sono e fome, Maria Aragão fica doente e quase desiste do curso.

A formatura aconteceu em 12 de novembro de 1942, agora já medica pediatra, Maria Aragão vai trabalhar no Rio Grande do Sul, onde enfrenta um grande preconceito por ser mãe solteira, já que ela tem uma filha, tempos depois Maria Aragão sofre novo golpe, a filha morre vitima de uma epidemia e ela entra em depressão, abandona o trabalho e volta ao Rio de Janeiro. Desde então ela abandona a pediatria e passa a atuar  na ginecologia.

Em 1944 volta a trabalha, desta vez no Hospital Miguel Couto, neste mesmo ano possa a frequentar reuniões do Partido Comunista, ao participar do histórico comício de Carlos Preste no Estádio São Januário, fica encantada com a figura e a fala do líder comunista, ali ela decide entrar no Partido Comunista.

Em 1945 Maria Aragão retorna ao Maranhão, com objetivo de organizar e fortalecer  o Partido Comunista  no estado. Logo ela desenvolve intensa atividade politica, com muitos comícios, escrevendo e distribuindo jornais e panfletos, além de manifestações nas portas das fabricas, neste período o partido chega a ter 2.600 filiados.

Não tardaram a surgir as perseguições, padres a chamavam de “besta fera,” quando Maria Aragão chegava aos municípios em suas muitas viagens ao interior do estado, os padres mandavam tocar o sino  a dobre de finados. 

Como médica, Maria Aragão, durante muito tempo atendeu de graça,  ia a casa dos pacientes e estes só pagavam sua despesa de transporte, pois ela não tinha dinheiro sequer para pagar o bonde, andava muito a pé Montou um consultório em sua residência, mas recebia muito pouco pelas consultas, em 1970 consegue uma vaga na Liga Maranhense de Combate ao Câncer, hoje Fundação Antonio Jorge Dino que abriga o Hospital Aldenora Belo, além disso, atendia também no Posto de Saúde do bairro do João Paulo. Posteriormente, foi convidada a dirigir o Centro de Saúde do bairro do Anil, ambos municipais. 

Mesmo durante o período em que vigorou a ditadura militar de 1964-1985 -, ela não abandonou a medicina, sua sagrada missão, fazendo desta uma bandeira de luta. Entre as muitas passagens críticas nesse período, a mais humilhante foi ter que atender pacientes em seu consultório, cercada por policiais. Filiou se ao PDT devido a grande admiração que nutria por Leonel Brizola.

Foi presa pela primeira vez em 1951, durante a revolta popular contra a politica de Vitorino Freire, na época Maria Aragão dirigia o Jornal “Tribuna do Povo”, que fazia duras criticas a Vitorino. Em dezembro de 1965, foi presa novamente, desta vez no 24º BC, em maio de 1973 foi presa mais uma vez, levada pela Polícia Federal para Fortaleza, onde foi brutalmente torturada, foi solta em 08 der março de 1978.

Maria José Camargo Aragão, faleceu em São Luis aos 81 anos de idade, em 23 de julho de 1991, milhares de pessoas participaram do velório e do enterro de Maria Aragão, durante o percurso entre a Assembleia Legislativa – onde o corpo foi velado – e o Cemiterial do Gavião, artistas maranhenses cantaram as musicas que marcaram a trajetória vitoriosa de nossa heroína.   

Com o objetivo de manter vivo o ideal de luta contra a injustiça e a desigualdade social, um grupo de amigos de Maria Aragão, decidiriam criar o Instituto Maria Aragão, criado oficialmente em 09 de fevereiro de 2001, o Instituto visa desenvolver atividades e apoiar ações em defesa dos direitos humanos,além de organizar acervos de dados relacionados a história e á memoria das lutas sociais e politicas no Maranhão.

Em 11 de setembro de 1997, o então deputado federal Haroldo Saboia, apresenta o projeto de criação do Memorial Maria Aragão, apresentado a Oscar Niemeyer, ele acatou a ideia, e desenhou planta do memorial. Inaugurado em 25 de junho de 2004, o Memorial abriga um vasto espaço para manifestações populares e artísticas, com palco, camarins e jardins, além de uma sala de um auditório e sala de exposições, onde fica exposto o acervo de Maria Aragão.

Maria Aragão deixa um legado de coragem, desprendimento e determinação, em uma época de fortes preconceitos e discriminações, ela sai de Pindaré Mirim, como mulher, pobre e negra, família de sete irmãos, supera inúmeros obstáculos, torna se médica e defensora dos pobres e oprimidos, exerce importante papel no combate a ditadura militar e no enfrentamento aos poderosos. 

maria-aragao1

“O ideal socialista continuará a germinar no coração dos homens enquanto houver injustiça, desigualdades, discriminação, miséria, analfabetismo, doença e fome, que justifiquem a luta por uma sociedade libertária e fraterna, sonho que acompanha a humanidade desde seus primórdios e viverá conosco até o instante final de nossa civilização.” MARIA ARAGÃO.

Bequimãoense assume secretaria municipal de Comunicação de São Luís

COMPARTILHE
Robson Paz, sendo agraciado pelo Prefeito Edivaldo Holanda Jr

Robson Paz, sendo agraciado pelo Prefeito Edivaldo Holanda Jr

O bequimãoense, jornalista Robson Paz, assumiu na última segunda-feira (7) a secretaria municipal de Comunicação Social de São Luís (Secom). Robson Paz, que nasceu no povoado Jacioca, zona rural do município de Bequimão, era o secretário adjunto da pasta e agora assume após a saída de Márcio Jerry, que se dedicará à campanha do pré-candidato Flávio Dino ao governo do Estado.

Filho de Luiz Gonzaga e Dona Celina, Robson tem no sangue o apelo político, além de ser um grande profissional da comunicação. Em seu currículo familiar, o jornalista conta com dois irmãos na política. Fredson, que hoje é ex-vereador e Elanderson (SDD) que é um vereador atuante no município de Bequimão.

Após bom trabalho como adjunto, Paz ganhou a confiança do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC) pelo desempenho operacional desenvolvido na secretaria e pelo bom relacionamento com a imprensa. A maioria dos jornalistas era favorável à indicação do bequimãoense.

Ao longo do primeiro ano da gestão, Robson fazia o papel de cuidar do relacionamento com os veículos de comunicação e os jornalistas. E como bom bequimãoense, o jornalista mostrou competência e muito trabalho.

Na secretaria adjunta quem assume é a jornalista Viviane Leite. Na Superintendência de Imprensa da Secom, quem já está batendo o ponto é a jornalista Carol Nahuz, em substituição à jornalista Rafaela Vidigal, que assumiu outro compromisso profissional.

Que rugem os “Tambores” Astro é aclamado presidente da Câmara

COMPARTILHE
Imagem retirada do Blog do Zeca Soares

Imagem retirada do Blog do Zeca Soares.

O vereador Astro de Ogum (PMN), que atualmente é o vice presidente da Câmara municipal de São Luís e substitui o presidente, vereador Isaías Pereirinha (PSL), que está licenciado, foi aclamado hoje (9) presidente da Casa do legislativo Ludovicense para o biênio 2015/2016.

Candidato único, o atual presidente em exercício do legislativo municipal, Astro de Ogum teve uma eleição bastante tranquila na manhã desta quarta-feira (9). Mesmo assumindo em 2015, a eleição foi antecipada, por causa de um requerimento do vereador Marquinhos (PRB). Astro colocou o nome de sua chapa “Professor Lisboa” que também é vereador de São Luís.

Foram eleitos também; os outros integrantes da Mesa Diretora que terá: Chico Carvalho (1º vice-presidente), Josué Pinheiro (2º vice-presidente), Ricardo Diniz (3º vice-presidente), Pavão Filho (1º secretário), Pedro Lucas (2º secretário), Marlon Garcia (3º secretario), Bispo Paulo (4º secretário) e Professor Lisboa (5º secretário).

Marco Civil da Internet, um exemplo para o mundo. Será que vai funcionar?

COMPARTILHE

*Texto de Abimael Costa*. 

Imagem do Blog do Abimael Costa

Imagem do Blog do Abimael Costa

Aprovado na Câmara dos Deputados, na terça-feira (25), o Marco Civil da Internet apelidado por muitos de Constituição da Internet, vem chamando a atenção de vários países do mundo devido a sua importância e ineditismo. 

Os primeiros passos para criação do Marco Civil da Internet começaram a ser dados ainda em 2009, quando um texto elaborado pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), entidade civil sem fins lucrativos formada pelo governo, acadêmicos, empresários e terceiro setor marcaram o inicio das discussões sobre o tema. Varias consultas públicas foram realizadas entre outubro de 2009 e maio de 2010 além de sete audiências publicas em quatro das cinco regiões do Brasil, o resultado de toda esta discussão deu origem ao projeto de lei 2126/11, batizado como “Marco Civil da Internet”, que chegou ao Congresso Nacional deforma inédita e muito madura, já que foi fruto de uma longa consulta popular por meio da internet. Foram aproximadamente 2,3 mil contribuições da sociedade civil organizada, desde que começou a tramitar até ser aprovado na câmara o projeto recebeu outras 36 contribuições.

Para o autor do projeto deputado Alessandro Molon (PT-RJ), o objetivo principal é que o Marco Civil funcione com uma espécie de Constituição da Internet, estabelecendo de forma clara os direitos e deveres de usuários e provedores da internet no Brasil, além de oferecer princípios legais e garantias do uso da internet. Considerado a menina dos olhos da presidenta Dilma Russeff, o projeto tem a responsabilidade de ser a principal ferramenta legal de combate a ciberespionagem estrangeira.

A importância do projeto e tão grande que governantes do mundo inteiro estão com os olhos voltados para o Brasil, já que o Marco Civil é um projeto inédito, ou seja, não existe nada parecido no mundo, segundo Tim Berners-Lee, criador da rede mundial de computadores (world Wide Web) “O Brasil tem a oportunidade de oferecer ao mundo um modelo que reafirma sua condição de grande democracia e dessa forma ajudará a inaugurar uma nova era: aquela em que os direitos dos cidadãos em todos os países ao redor do mundo são protegidos por leis digitais” Tim Berners afirma ainda que: “Se o Marco Civil for aprovado, sem atrasos ou alterações, este seria o melhor presente de aniversario possível para os usuários da web brasileira e mundial”

Os recentes casos de retrocesso e bloqueio de conteúdos da internet em alguns países com características democráticas, como a Turquia, onde o acesso ao Twitter e o Youtube foram bloqueados para evitar o envio de mensagens denunciando corrupção e mobilização de movimentos populares, reforçam ainda mais a importância da aprovação do Marco Civil da Internet.

Alguns pontos se destacam no Marco Civil, entre eles, a proibição de que terceiros tenham acesso a dados, correspondências e comunicação na internet, à liberdade de expressão e a proteção da privacidade e dos dados pessoais. O projeto prevê que os provedores serão obrigados a guardar sob sigilo e em lugar seguro os registros de comunicação dos usuários por um período de seis meses, a guarda destes dados será feita de forma sigilosa e segura, ou seja os provedores guardarão apenas o IP e não as informações pessoais do usuário.

Vale ressaltar que o projeto amplia as garantias a liberdade de expressão na internet, já que o os provedores só podem retirar conteúdo da rede após ordem judicial, outra inovação é que os provedores só poderão ser penalizados se não cumprirem a determinação da justiça. Ao disciplinar temas importantes como: privacidade, dados pessoais, armazenamento de dados, vigilância na web e internet livre, o Marco Civil da Internet mostra ser um projeto de lei inovador, democrático e acima de tudo futurista, uma vez que avança em um terreno até então sem nenhuma regulamentação especifica.

O Marco Civil da Internet é um projeto de lei inovador que normatiza a internet até então considerada terra de ninguém, terra sem lei, ele deve funcionar como uma espécie de guarda chuva, onde devem se abrigar outras leis que regulamentarão a internet no Brasil, este é apenas o primeiro passo em direção a uma legislação mais ampla e completa obre a internet no país. O projeto foi aprovado em votação simbólica na Câmara Federal e segue agora para votação no Senado, a expectativa é que o projeto seja aprovado sem ressalvas e siga para sanção presidencial ainda no mês de abril deste ano.

É imprescindível que os senadores aprovem o projeto na forma como está sem ressalvas ou emendas sob pena de inviabilizar o Marco Civil da Internet, em entrevista sobre o assunto, o senador Lindbergh Farias foi enfático ao afirmar: “Qualquer mudança que o Senado faça no projeto do Marco Civil fará com que ele volte para a Câmara dos Deputados. Caso isso aconteça, provavelmente o projeto não será aprovado neste ano. Isso beneficiará as grandes corporações de telefonia em detrimento do cidadão que usa os serviços. Se o Marco Civil voltar para a Câmara corre o grande risco de ser piorado. Nós não podemos retroceder. E eu acredito que há este clima favorável à cidadania digital no Senado”.

*Abimael Costa*

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free