casa » POLÍTICA (página 50)

POLÍTICA

Deputado Wellington do Curso faz avaliação do seu 1° ano de mandato

COMPARTILHE

Durante sessão plenária de encerramento dos trabalhos na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Wellington do Curso (PPS) utilizou o grande expediente para fazer um balanço das atividades parlamentares no ano de 2015.

Ao iniciar o discurso, o parlamentar fez uma retrospectiva da sua trajetória de vida até chegar ao parlamento estadual, além de discorrer sobre sua atuação como vice-presidente das comissões de Educação e de Direitos Humanos da Assembleia, e membro das comissões de Segurança Pública, Meio ambiente, Administração e Obras.

“Agradeço a Deus a oportunidade de estar nesta Casa e representar o povo do Maranhão. Hoje nesta Assembleia, há um deputado que estudou em escola pública, vendeu frutas na rua, que tem a impressão do povo maranhense por ter origem humilde semelhante à maioria da população e que acredita ser a educação o principal instrumento de transformação da sociedade. Tenho orgulho de estar deputado nesta Casa e representar, não só os que votaram em mim, mas todo o povo do Maranhão. Vivi muitas experiências neste parlamento que marcaram a minha trajetória de vida, me trouxeram muitas aprendizagens e somaram às minhas ações em defesa de todos os maranhenses”, destacou.

Na ocasião, Wellington, que se destacou como o deputado que mais realizou Audiências Públicas neste primeiro ano de mandato da atual legislatura, citou as 21 Audiências que já realizou, dentre as quais destacou a audiência em defesa dos professores excedentes do último concurso público; em defesa dos autistas; policiais militares; da Enfermagem; das pessoas com Hanseníase; dos aprovados do TJ/MA; dos animais; dos advogados; dos radialistas e demais profissionais da Comunicação; dos conselheiros tutelares, dentre outros segmentos sociais, além de fazer referência às 389 proposições que apresentou até hoje, divididas entre185 Indicações, 27 Projetos de Lei, 172 Requerimentos, 2 Moções e 3 Projetos de Emenda Constitucional.

O deputado fez referência, ainda, às políticas públicas que destacou em defesa da Baixada Maranhense, às palestras motivacionais que ministrou nas escolas públicas, à defesa de políticas públicas voltadas para os jovens e recordou, também, as denúncias ja feitas contra as gestões municipais de São Luís, Alcântara e Imperatriz.

Após agradecer os apartes recebidos por alguns parlamentares, que destacaram a sensibilidade do deputado Wellington com as diversas causas, e enalteceram a atuação do parlamentar em defesa das minorias e dos direitos humanos, Wellington esclareceu sobre as denúncias que apresentou na tribuna durante o primeiro ano de mandato e esclareceu, ainda, suas defesas políticas.

“As críticas que trazemos a esta tribuna não estavam relacionadas a posições políticas, mas ao fato de que não podemos nos calar diante os desmandos do poder público. Há alguns meses, fui questionado sobre meu ‘lado’ político, mas, mais uma vez, afirmo que o meu lado é o povo maranhense. Hoje sou deputado da base e não tenho nenhum benefício político. Sou da base por espontânea vontade, por coerência, por convicção e por ainda acreditar na ‘mudança’ do Maranhão. Todas as minhas solicitações são em defesa do Maranhão e as denúncias foram feitas com responsabilidade, mesmo não obtivendo respostas até hoje”, enfatizou.

Wellington finalizou o último discurso do ano, agradecendo a Deus, ao povo do Maranhão, aos seus familiares, amigos e colaboradores, a toda a sua equipe de assessores pelo trabalho desenvolvido, aos demais parlamentares pela compreensão e apoio dos pares, ao destacar o trabalho coletivo da Assembleia Legislativa, aos funcionários da Casa, à imprensa pela difusão dos trabalhos realizados e, na ocasião, externou seu carinho, gratidão e reconhecimento, também, aos municípios de São Luís, Imperatriz, Alcântara, São José de Ribamar e Paço do Lumiar, pela receptividade com o qual sempre foi recebido nas vezes que foi a esses municípios, além de reafirmar seu compromisso na defesa dessas cidades e com o povo de todo o Maranhão.

 DO BLOG DO ROBERT LOBATO

 

Fernando Furtado: Do céu ao inferno

COMPARTILHE

O deputado estadual, Fernando Furtado (PCdoB), que calado seria um poeta, perdeu a chance de ficar em silencio, ao subiu no palanque no interior do estado para falar bobagens, quando chamou índios de veados, disse que Juízes do Maranhão são vendedores de sentenças, e além dessas babaquices, Furtado ainda cometeu outras trapalhadas, que lhe renderam o prêmio de Maior racista do planeta, sendo destacado na mídia internacional.

Fernando Furtado, que mesmo sendo representante do povo e ao mesmo tempo, tem ódio do povão, está entre os protegidos do governador Flávio Dino (PCdoB), e mereceu atenção especial do programa jornalístico da Rede Globo “Hora Hum” levado ao ar toda manhã cedo, em rede internacional. Sem argumentos para se defender, Furtado passou a elogiar os mesmos que ele havia criticado e discriminado durante pronunciamento no interior.

Após uma matéria direto de Jerusalém, o repórter Rodrigues Alvarez, falou do título que Furtado ganhou de maior racista de 2015 e encerrou a reportagem dizendo que o parlamentar maranhense deu mais um motivo para os brasileiros se orgulharem de políticos, como esse, eleito pelo povo, mas que odeia povo.

Fernando Furtado espera a resolução de um processo que tramita na comissão de justiça e ética da Assembleia, para cassação do deputado racista. Pior que nada vai adiantar!

 

Prefeito de Bequimão mantém salários em dia e paga a segunda parcela do 13º dentro do prazo

COMPARTILHE

O prefeito de Bequimão, Zé Martins (PMDB), já pagou a segunda parcela do 13º salário aos funcionários municipais. O pagamento foi liberado nesta sexta-feira (18), dois dias antes do prazo estabelecido pela legislação. Todos os funcionários já podem procurar sua agência, já que a grana já está na conta desde as primeiras horas desde sábado (19).

Com dinheiro no bolso, os funcionários do município ficam com mais poder de compra para o Natal e o Réveillon, o que deve se reverter em aquecimento da economia local. Além disso, o Centro Comercial de Bequimão deve ficar bastante movimentado nas duas últimas semanas de dezembro.

Além de manter os salários em dia e ter feito o pagamento da segunda parcela do 13º dentro do prazo, o prefeito Zé Martins ainda vai distribuir quase sete mil brinquedos a todas as crianças de Bequimão. A distribuição vai acontecer nas escolas polos na terça feira (22) e na Rua Vitorino Freire, em frente a Prefeitura, no centro da cidade.

 

Esta matéria foi excluída por ordem Judicial

COMPARTILHE

PROCESSO400-07.2016.8.10.0064 (4032016)

Dia-Dia da Câmara Municipal de São Luís

COMPARTILHE

Lei Orçamentária Municipal para 2016 recebe total de 43 emendas

A Comissão de Orçamento e Finanças da Câmara Municipal de São Luís recebeu quarenta e três (43) emendas parlamentares ao projeto da LOA (Lei Orçamentária Anual) para o exercício financeiro de 2016. O prazo para a apresentação das emendas, que teve início em 18 de novembro, encerrou no dia 02 deste mês. As emendas protocoladas na Comissão de Orçamento e Finanças são aditivas, que sugerem itens novos à LOA e, modificativas, que alteram o texto do Projeto em tramitação.

As propostas e sugestões que foram avaliadas pelo vereador José Joaquim Guimarães (PSDB), relator do projeto, passam por discussão e apreciação para integrar ou não o relatório final do projeto retificado da LOA 2016, que estará apto para entrar na pauta da Ordem do Dia a partir desta quarta-feira (16) e deve ser votada em plenário até o fim do período legislativo. A LOA, que traz a receita prevista para o ano de 2016 de R$ 2,7 bilhões, com prioridade em saúde, educação e mobilidade urbana, foi elaborada com base num cenário econômico adverso, conforme sua redação.

Os vereadores Fábio Câmara (PMDB) e Rose Sales (PV) que integram a bancada de oposição na Casa de Leis se mostraram insatisfeitos com a repartição de recursos elaborada pelo Executivo. Por conta disso, os parlamentares apresentaram emendas aditivas e modificativas com o objetivo de alterar o texto do projeto elaborado pelo governo.

Rose Sales, por exemplo, apresentou 36 emendas. Numa delas, a líder do PV na Câmara pede para promover, construir, reformar, ampliar e conservar feiras e mercados. No caso de Fábio Câmara, ele apresentou 07 emendas. Entre as propostas, ele sugere para incluir na LOA o programa de infraestrutura de sinalização de trânsito.

TRAMITAÇÃO DO PROJETO   

A LOA traz, de forma detalhada, as ações que serão implementadas e executadas pelo Executivo Municipal no período de um ano. Deve conter todas as receitas e despesas relativas ao orçamento fiscal, o orçamento da seguridade social e o orçamento de investimentos, para um ano de exercício (no caso em questão: 2016).

A LOA é elaborada pelo Executivo Municipal e depois de pronta é encaminha à Câmara. Na Casa, a Comissão de Orçamento e Finanças o assume a análise e a coordenação dos trabalhos referentes à realização de audiências públicas, inclusão de emendas e propostas de substitutivo. Depois acontece a apreciação em plenário. Findada a tramitação e votação, o Legislativo devolve a LOA ao Executivo para ser sancionada antes do começo do ano de vigência do orçamento.

Texto: Isaias Rocha

___________________________________________________________________

Presidente do TCE recebe vereador Pavão Filho e comitiva de agentes comunitários

O Primeiro Secretário da Mesa Diretora da Câmara Municipal de São Luís, vereador Pavão Filho (PDT), acompanhado de representantes dos agentes comunitários de saúde, reuniu nesta terça-feira (15) com o presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Jorge Pavão, para tratar sobre o resultado de consulta quanto à possibilidade e legalidade da alteração do regime jurídico sob o qual exercem suas funções.

O presidente do TCE-MA informou à comitiva que, embora a matéria ainda não tenha sido objeto de apreciação do Pleno, e ainda não conte com parecer do Ministério Público de Contas, já existe um relatório com a posição do setor técnico sobre o assunto.

Representando a Consultoria Técnica em Controle Externo (Cotex), o auditor de controle externo Fábio Alex Mello, explicou que não existe qualquer obstáculo à transposição do regime celetista para o regime estatutário dos agentes comunitários de saúde e dos agentes de combate às endemias, investidos inicialmente em empregos públicos.

A única exigência, explicou o auditor, é que a transposição seja feita por meio de lei que estabeleça regras para a mudança de regime e para o reenquadramento dos agentes em cargo público. Fábio Alex Melo lembrou ainda que a despesa com pessoal não pode sofrer aumento nos últimos 180 dias do ano do mandato, conforme estabelece a Lei de Responsabilidade Fiscal e a Lei Eleitoral.

“Diante desse entendimento, o mais provável é que tanto o Ministério Público de Contas em seu parecer, quanto à decisão do colegiado sejam favoráveis ao pleito, que atende tanto ao interesse do Executivo municipal quanto a essa importante categoria funcional”, observou o presidente Pavão.

A consulta foi formalizada em nome do prefeito de São Luís, Edvaldo Holanda Junior, e tem como relator o conselheiro Washington Luiz de Oliveira.
Fonte: Assessoria do TCE-MA

_________________________________________________________

Vereador Bispo Paulo Luiz requer melhorias para o Mercado do Peixe

Uma das mais tradicionais feiras de São Luís é o Mercado do Peixe, localizado na área do Portinho, no Centro Histórico, é uma referência na venda de mariscos há mais de vinte anos.

Desde a sua fundação poucas mudanças aconteceram no mercado, em virtude da falta de investimento público no local. Um dos principais problemas apontados pelos feirantes ainda é a carência no recolhimento de lixo.

O vereador Bispo Paulo Luiz (PRB) ciente dessa situação e buscando solucionar os problemas apresentados, elaborou o requerimento nº 684/15 em que solicita da Prefeitura de São Luís, através da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (SEMOSP), a intervenção à curto prazo, em caráter de urgência, nos serviços de limpeza pública, além da adequação do saneamento básico e a manutenção total na infraestrutura do Mercado do Peixe.

O requerimento foi aprovado por unanimidade na sessão desta terça-feira (15) pelos parlamentares presentes no plenário da Câmara Municipal de São Luís.  O requerimento deve ser encaminhado essa semana para o órgão responsável pela execução do serviço, a SEMOSP.

Texto: Juliana Sipaúba

___________________________________________________________________________

Honorato Fernandes denuncia WPR por compra ilegal de terreno na Zona Rural de São Luís

O vereador Honorato Fernandes (PT) usou a tribuna na Câmara esta semana para fazer uma grave denúncia sobre a venda de um terreno de 252.000,00 M2, de frente para a Bacia de São Marcos, na área do Cajueiro, Zona Rural de São Luís, adquirido pela WPR São Luís Gestão de Portos e Terminais LTDA. A venda foi realizada pelo Governo do Estado no final de 2014, faltando menos de três meses para o fim do Governo, o que por si só já constitui numa transação ilegal visto proibição expressa na Constituição do Estado no período eleitoral. Outra ilegalidade nesta transação é que a área em questão foi transferida na década de 90, a título de condomínio, a mais 100 famílias para formação de assentamento rural, cuja finalidade não pode ser alterada ou desvirtuada.

A WPR São Luís Gestão de Portos e Terminais LTDA conseguiu fechar o negócio em tempo recorde, bastou apenas 21 dias após o início do processo de compra e venda para efetivação da escritura do imóvel em favor da empresa. As famílias que residem na região vivem sobre o terror de sair para trabalhar e ao voltar encontrar suas casas derrubadas pela empresa que já está atuando no local.

“Vale ressaltar que o valor cobrado pela área foi de R$ 155 mil reais por uma área de 252 mil metros quadrados, ou seja, R$ 0,61 centavos por metros quadrado e isso pago em 10 parcelas, considerando que este é um valor irreal para tal localização”, explicou o vereador Honorato Fernandes.

“Está mais do que claro que todos os passos desta negociação foram no mínimo estranhos. O valor cobrado pelo terreno e a “agilidade” da negociação é uma afronta a inteligência das pessoas. Quero passar tudo isso a limpo. Estou na luta ao lado dos moradores daquela região e vamos lutar para fazer valer os seus direitos”, disse Honorato ressaltando ainda que estes pontos da negociação precisam ser apurados com muita atenção.

 “No dia 8 de outubro de 2014 a WPR deu entrada em pedido de compra da área para instalação de terminal portuário. No dia17 do mesmo mês a Secretaria de Industria e Comercio pediu informações ao SPU que de forma muito mais que eficiente devolveu em menos de duas horas certidão solicitada pelo órgão. Já no dia 23, a comissão defere pela aquisição da área pela WPR sendo a escritura assinada por representantes da empresa e do Governo no dia 29 na cidade do Rio de Janeiro. Tudo isso, volto a frisar, em 21 dias”, destacou.

Com o objetivo de trazer à tona a forma que foi realizada esta negociação e os desdobramentos desta negociata para os moradores do local o vereador Honorato comunicou aos parlamentares presentes que deu entrada, na manhã desta terça-feira a uma representação, junto a Secretaria de Estado de Transparência e Controle do Maranhão, com cópia para a Secretaria de Direitos Humanos, Ministério Público Federal, Ministério Público do Estado do Maranhão e Defensoria Pública do Estado do Maranhão, sobre a ilegalidade do ato de alienação de imóvel no Disal (Distrito Industrial de São Luís).

O objetivo do pedido é a suspensão imediata de todos os processos administrativos, visando a emissão de atos autorizativos em curso na Secretaria do Meio Ambiente do Estado, além de encaminha-lo à Procuradoria Geral do Estado para que avalie a necessidade de uma ação anulatória da transação.

O vereador Honorato finalizou seu pronunciamento deixando no ar os seguintes questionamentos: Como pode a WPR comprar uma terra já cedida para a população desde a década de 90; Como pode a extensão de tamanha área ser vendida a uma empresa a R$ 0,61 centavos o M2 e ainda dividida em 10 parcelas totalizando R$155 mil reais; Como pode a mesma área ser dada como garantia ao Banco do Brasil por 270 vezes o valor de R$0,61 centavos o M2.

“Estes e outros questionamentos são pontos que acho fundamentais serem esclarecidos. Basta da população ser lesada por negócios feitos no apagar das luzes”, finalizou Honorato Fernandes.

Texto: Karina Lindoso

 

 

 

Armando Costa pede ao prefeito a instalação de abrigos para coletivos e reestruturação da sinalização de trânsito na Cidade Operária

COMPARTILHE

A Câmara Municipal de São Luís aprovou por unanimidade o requerimento do vereador Armando Costa, o Vereador Comunitário, que solicita ao Prefeito de São Luís, a construção de abrigos novos nas paradas de coletivos da Cidade Operária.

O vereador acompanhado de várias lideranças comunitárias por alguns dias esteve observando o fluxo de tráfego de veículos, com observações importantes para o considerável número de motos, autos, carros pesados e coletivos, decorrente do crescimento do bairro.

Armando Costa pediu também ao prefeito e ao Secretário Municipal de Trânsito e Transporte, a total reestruturação das sinalizações horizontais e verticais e a necessidade de um estudo técnico para que a sinalização seja estendida a outros locais, diante da necessidade, decorrente do tráfego que já é bastante intenso e o trânsito de pessoas bem acentuado.

O Vereador Comunitário tem se constituído como um dos vereadores bem articulados no meio comunitário, sempre procurando levar ao Executivo Municipal, os anseios coletivos da população de São Luís.

 

Divulgação de análise de qualidade da água tem solicitação feita por Chaguinhas

COMPARTILHE

Manifestando preocupação com saúde da população e com a qualidade da água que ela vem consumindo, o vereador Francisco Chaguinhas (PSB) aprovou, esta semana, uma indicação na Câmara Municipal de São Luís solicitando a realização de estudos técnicos para implantar um sistema de divulgação mensal setorial das análises químicas da qualidade potável da água distribuída na região metropolitana da capital maranhense.

A proposição do vereador socialista tendo como destinatários o governador Flávio Dino e o presidente da CAEMA (Companhia de Saneamento Ambiental), Davi Telles, argumenta que o pedido é formulado para respeito a Lei do Saneamento Básico 11.445/07, “que estabelece as diretrizes nacionais e a Política Federal do saneamento Básico 11.445/07, que estabelece procedimentos e responsabilidades relativas ao controle e vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de portabilidade”, justifica.

Dando mais fundamento jurídico ao seu pleito, Francisco Chaguinhas cita a Resolução 357/05 e 430/11, do Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA), bem como estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes, além do Decreto 5.440/05, que estabelece definições e procedimentos sobre o controle de qualidade da água dos sistemas de abastecimento e institui mecanismos e instrumentos para a divulgação e informação ao consumidor sobre a qualidade para o consumo humano.

O parlamentar do PSB diz que essa providência há muito estava precisando ser tomada para que sejam esclarecidas para conhecimento público algumas situações que provocam alguns equívocos nas cabeças das pessoas .
“Como é de conhecimento popular, existem muitas reclamações das pessoas sobre possíveis irritações e erupções na pele, bem como outros males na epiderme e enfermidades acometendo a saúde sem uma causa plausível, e atribuem tudo isso a água que estão consumindo”.

Segundo Francisco Chaguinhas é preciso verificar a qualidade da água e assim desfazer qualquer dúvida existente sobre a questão.
“Precisamos desfazer alguns mal entendidos, colocar os pingos nos iis, e confiar na lisura e prefeita prestação do serviço público, como nesse caso é o consumo da água, é que estamos pedindo para as autoridades providência como a divulgação mensal setorial das análises químicas da qualidade da água que consumimos”, finalizou ele.

 

Texto: Alteré Bernardino

Sebrae apoia Feirão Imobiliário do Servidor Público

COMPARTILHE

Buscando aquecer os mercados da construção civil e imobiliário, o Sebrae no Maranhão esteve presente ao I Feirão Imobiliário do Servidor Público, promovido pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-MA) em parceria com o Governo do Estado, nos dias 12 e 13 de dezembro, no Multicenter Sebrae, em São Luís. Com um estande institucional, o Sebrae ofereceu atendimento empresarial ao público presente, além de prestar orientações e informações sobre o projeto Desenvolvimento da Cadeia da Construção Civil em São Luís, executado desde o início deste ano pelo Sebrae.

O Sinduscon aponta que mais de R$ 513 milhões foram negociados nos dois dias de ação, levando fôlego a um dos setores que mais tem sentido os efeitos da crise econômica no país. Segundo o presidente Fabio Nahuz, o Maranhão é o estado que registra o maior déficit habitacional no país, o que pode ser visto como uma oportunidade pelas empresas do setor.

“Questões como essa tem nos aproximado cada vez mais do Sebrae, por entender que é possível ter um parceiro que apoie o avanço da Construção Civil no Estado, seja através da melhoria das empresas que atuam no setor, seja na parceria institucional que nos ajude a desbravar e reconhecer novos mercados, convertendo a parceria em ganhos para a toda a cadeia”, reconhece Nahuz.

JOAO E F JOAO E FLA

O diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, ressalta o esforço conjunto que as duas instituições têm enveredado, resultando numa série de parcerias que fortalecem o desenvolvimento da Construção Civil maranhense. “Toda a cadeia econômica em torno deste setor tem sido beneficiada com o projeto Desenvolvimento da cadeia da Construção Civil em São Luís, executado pela Unidade Regional do Sebrae em São Luís, atendendo a toda a região metropolitana da capital. O projeto está em seu primeiro ano de execução, mas os resultados têm sido muito satisfatórios para os empresários acompanhados pelo Sebrae, tendo superado todas as metas definidas para este ano”, enumera Martins.

A Unidade Regional do Sebrae em Imperatriz também integra as ações da instituição pelo desenvolvimento desta cadeia produtiva na região tocantina, com um projeto específico envolvendo as microempresas e empresas de pequeno porte que atuam ali.

A secretária de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano, Flávia Alexandrina Moreira, também visitou o estande institucional do Sebrae e reafirmou a importância da instituição enquanto fomentadora do crescimento econômico do Estado através apoio aos pequenos negócios. “Em sua expertise, o Sebrae tem sido referência no Maranhão, como sinônimo de um trabalho comprometido com o crescimento econômico sustentável de nosso Estado”, disse Flávia.

Convênio – Durante a Feira do Empreendedor 2015, Sebrae e Sinduscon abriram mais uma frente de trabalho conjunto: assinaram um convênio que atenderá, por meio de capacitações oferecidas pelo Sebrae, profissionais da construção civil desligados de seus postos de trabalho, com o objetivo de torná-los potenciais empreendedores do segmento, capacitando-os para abrir o seu próprio negócio.

João Martins evidencia este momento de consolidação da parceria entre as duas instituições, colocando o Sebrae à disposição de trabalhadores do segmento dispostos a empreender e gerar sua própria renda. “Temos algumas ferramentas para capacitá-los, prepará-los e habilitá-los para que possam voltar ao mercado, seja no setor da construção civil, seja na indústria ou empreender neste segmento. Dessa forma, poderemos ter uma massa de trabalhadores qualificados e gerando resultado para o empregador e, principalmente, para estas próprias pessoas que estão sem vagas no mercado de trabalho”, disse.

Além do Sebrae, o I Feião Imobiliário do Servidor Público recebeu apoio das prefeituras municipais de São Luís, São José de Ribamar, Raposa, Paço do Lumiar, Imperatriz, Caxias, Balsas e Barreirinhas, da Associação dos Dirigentes das Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi), Corregedoria de Justiça, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bradesco e cartórios da capital.

 

Gisele Amaral

Unidade de Comunicação e Marketing (UCM)

SEBRAE MA / WComunicação Assessoria

Contatos: (98) 8807 4575 / 3133 5910

Facebook.com/Sebrae MA

Twitter: @Sebrae_MA

Instagram: @SebraeMaranhao

 

Governo usa Emap para comprar mídia Internacional

COMPARTILHE

A Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) desembolsou R$200.000 (duzentos mil reais) para divulgar bobagens em jornal Espanhol. O matutino EL PAÍS, ganhou uma grana preta e ainda denegriu o Maranhão, com uma Manchete chula e preconceituosa, escolhida pela comunicação estadual. Mesmo contratando uma empresa para prestar serviços de comunicação ao estado, a Emap ainda meteu a mão no bolso.

Vejam abaixo a capa do jornal espanhol, ostentando a logomarca do governo do Maranhão. Jornalistas do exterior encheram o bolso e ainda falaram mal de nosso belo Maranhão.

EMAP EMAP1

A revelação foi feita durante a sessão desta segunda-feira, 14 de dezembro, na tribuna da Assembleia legislativa, pelo deputado estadual Adriano Sarney (PV), que reclamou da forma que os recursos oriundos dos cofres públicos estão servindo para denegrir o próprio estado, já que as reportagens serviram para anunciar a peça publicitária do governador comunista, que teve como foco, chamar o Maranhão de atrasado, que “está no século XVI”.

Após pedido de Manoel Rêgo, “Mais Asfalto” chega ao Coroadinho

COMPARTILHE

O Programa “Mais Asfalto” que é fruto de uma parceria celebrada entre a Prefeitura de São Luís e o Governo do Estado chega ao bairro do Coroadinho, através do Vereador Manoel Rêgo, que diariamente tem cobrado na Câmara Municipal de São Luís para que, tanto o governo do estado, quanto a prefeitura se sensibilizem e façam valer as garantias de direitos daquela comunidade.

Foi aprovado no dia 3 de fevereiro de 2015, no Plenário da Câmara de São Luís, o requerimento de autoria do vereador Manoel Rêgo no qual solicita ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior e ao Secretário de Obras e Serviços Públicos (SEMOSP), para que fossem feitos serviços de asfaltamento nas ruas Dom Pedro II e nas demais ruas. Depois de inúmeras cobranças feitas ao executivo municipal, o vereador encaminhou uma Indicação ao governador Flávio Dino, pedindo para que todas as ruas do polo Coroadinho fossem incluídas no Programa “Mais Asfalto”, com a máxima urgência, pois o bairro se encontra totalmente intrafegável, numa situação caótica, e sendo assim a indicação do vereador foi aceita pelo governo do estado.

De acordo com Manoel Rêgo, o bairro do Coroadinho vai receber com alegria o lançamento desse programa, que vai beneficiar toda a comunidade: “Após várias lutas que travei na Câmara Municipal de São Luís, a minha comunidade foi contemplada, através do Programa do Governo Estadual, o “Mais Asfalto”. Fiz vários requerimentos e indicações ao poder público, enfatizando que no período chuvoso ocorrem grandes alagamentos nas ruas e nas casas, gerando prejuízos aos moradores da região”, disse.

“É com muita alegria que convido todos a estarem no dia 15 de Dezembro às 9h, onde vamos dar o ponta pé inicial para o lançamento do programa, e a partir daí, vamos começar o trabalho de asfaltamento em nossas ruas e avenidas”, finalizou.

Lançamento do Programa “ Mais Asfalto no Coroadinho”

QUANDO? Dia: 15/12/15 – Hora: 9h

ONDE? : Rua da Mangueira com a Rua do Arame (Ponto Final dos ônibus da Vila Conceição – em frente à Igreja em Células)

 

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free