casa » NOTÍCIAS

NOTÍCIAS

Desesperado, Kabão usa seu último cartucho

COMPARTILHE

O último cartucho

A água já passou da boca e agora está no nariz. O náufrago, ex-prefeito de Cantanhede, José Martinho dos Santos Barros (Kabão) procura desesperadamente por um fio de cabelo para tentar fugir do afogamento político, que a cada dia que passa fica mais evidente.

Além de ter o grupo político diminuído gradativamente desde a sua saída da prefeitura em 31 de dezembro de 2016, com 80% de reprovação, o ex-prefeito tem que conviver com um pesadelo maior que a sua própria ambição em querer voltar ao comando de Cantanhede.

Zé Martinho como é conhecido na sua terra natal, tem perdido muitos aliados, entre eles, o ex-vereador e seu candidato à prefeitura de Cantanhede em 2016, Paulo Coelho e o atual vereador, Ribamar Lopes (PV).

Paulo Coelho assumiu a secretaria de Assistência Social do governo Ruivo e o vereador Ribamar Lopes passou a fazer parte da bancada de situação na Câmara de Vereadores.

Ao contabilizarmos as saídas da base política de Kabão, damos conta que já saíram do grupo político do ex-prefeito de Cantanhede vários suplentes de vereador e lideranças políticas. Também deixaram a base de Kabão, os atuais vereadores, Edmilson Marques, Emerson Costa e Jairon Dantas.

Hoje, a situação na Câmara de Vereadores é a seguinte: Na base aliada do prefeito Ruivo estão os vereadores: Jorismar Santos (PSD), Meire do Godô (PRP), Dércio Rodrigues (PP), Manoel Veras (PT), Alan Bajara (PDT), Dênis Roberth (PSB) e Ribamar Lopes (PV).

Aliados do empresário Maranhão, que figura como uma terceira via para as eleições de 2020, estão: Emerson Costa (PROS) e Jairon Dantas (PHS).

O vereador, Edmilson Marques (PSC) segue na linha da independência de grupo político. A vereadora, Rosa Uchoa (PRB) é hoje, a única aliada do ex-prefeito Zé Martinho, no parlamento municipal.

Abatido com a perda de muitos aliados, mergulhado no título de prefeito mais irresponsável da história política de Cantanhede, por ter deixado uma dívida de mais de 50 milhões de reais entre precatórios, INSS e previdência própria para o atual prefeito pagar e de ter deixado o município com uma carrada de inadimplências devido a não prestação de contas de vários convênios federais e estaduais, entre eles, convênios com INCRA, FUNASA, SECID, Ministério do Turismo, Secretaria de Estado da Saúde, Secretaria de Estado da Cultura, Projovem Campo e FNDE.

Zé Martinho é conhecido pelos modos operantes de humilhar até mesmo os aliados. Truculento e com atitudes de perseguição, tem em sua folha corrida uma fila inacabada de inimigos que construiu durante os seus 20 anos de mandatos em Cantanhede, sendo 4 anos como vereador, 8 anos como vice-prefeito e 8 anos como prefeito.

O empresário da noite ludovicense é dono da Choperia Kabão, uma espécie de inferninho no Anel Viário e dos restaurantes Conchas Bar e Oceanos Bar, na Avenida Litorânea, na capital maranhense, esse último adquirido e reformado no final do seu segundo mandato.

KABÃO perdeu a credibilidade por adorar bruxaria, constituir uma grande indústria de fofoca e pregar pesquisas falsas nos últimos anos. Em 2016, usou o instituto da amiga e publicitária, Dalva Lemos com a divulgação de pesquisas mentirosas.

A INOP ficou tão desacredita em Cantanhede, que o ex-prefeito resolveu usar este ano, a Exata como instrumento de manobra e lenha para seu projeto de poder.

Além das pesquisas fraudulentas, KABÃO resolveu apostar todas as suas fichas no apoio do Deputado Federal, Hildo Rocha. KABÃO e Hildo Rocha formaram nas eleições de 1996 e 2000, a chamada “dupla café com leite”, sendo Hildo o cabeça de chapa. Em 2004, quando KABÃO se preparava para suceder Hildo Rocha veio o maior ato de traição da história política de Cantanhede. Hildo Rocha deu uma rasteira por trás em KABÃO, que teve que ser socorrido no hospital São Domingos em São Luís para não chegar a óbito.

Entre 2004 e 2016, o município ficou dividido em duas alas políticas motivadas pela briga entre os dois caciques. Famílias, comerciantes, funcionários públicos e profissionais liberais foram perseguidos e KABÃO pregava nos quatro cantos do mundo que Hildo Rocha era o maior câncer da política mundial.

Em 2016, o rancor e o ódio de Zé Martinho por Hildo Rocha foram vencidos pela ambição de poder e KABÃO passou a rastejar e lamber as botas de seu maior inimigo.

Mas, em 2016, Hildo Rocha preferiu apoiar o então candidato Ruivo. Porém, a caminhada de KABÃO pelo apoio de Hildo Rocha teria um outro componente, a reconciliação passaria por um acordo financeiro entre os dois, ou seja, uma troca de favores.

KABÃO teria pago parte da dívida de campanha de Hildo Rocha de 2014. O parlamentar do MDB, é hoje, uma das alternativas para o grupo Sarney continuar respirando, para tanto, Hildo inicia uma investida de sondagem de intensão de voto do seu nome para ser o candidato ao governo do Maranhão em 2022.

Caso a trajetória de Rocha rumo ao Palácio dos Leões tenha algum sentido terá que viver em cima do muro, principalmente nos municípios onde tem raízes nas duas alas, como é o caso de Cantanhede.

Mesmo contrariando a legislação eleitoral, por sua conta e risco, Zé Martinho faz campanha abertamente pela zona rural de Cantanhede e em pronunciamento recente chegou a dizer que a reprovação de suas contas não o impedirá de ser candidato, disse chegar a 90% das intenções de voto e anunciou o apoio de Hildo Rocha ao seu projeto de retorno ao comando do município de Cantanhede.

O ex-prefeito falou também que a traição de 2004, teria sido a mau companhia que Hildo Rocha recebeu quando era presidente da FAMEM. Quando perguntado se irá apoiar KABÃO nas eleições de 2020, Hildo Rocha dá uma de João sem braços e sem pernas, afirmando:”as eleições ainda estão longe”, “não tem nada definido” ou “quem tem boca diz o que quer”.

Certo mesmo é que 90% do grupo de Hildo Rocha já disse que se ele se aliar ao ex-prefeito KABÃO irá sozinho. Em 2016, Hildo Rocha cozinhou o galo por seis meses até declarar apoio ao candidato Ruivo. Uma aliança entre Hildo e KABÃO pode literalmente ter o tiro do último cartucho saindo pela culatra.

A marola política tem água no convés e o empresário da noite, que dizia em 2008, que se fosse eleito iria fazer uma casa a cada mês com seu salário de prefeito está em uma verdadeira sinuca de bico, um beco sem saída, ou mato sem cachorro, pois além do derretimento de sua base eleitoral, das mais de trinta ações do Ministério Público, Zé Martinho dorme e acorda todos os dias com uma ampulheta no travesseiro.

Kabão teve três contas reprovadas pelo TCE (Tribunal de Constas do Estado), 2010, 2011 e 2013. A situação que está tirando o sono do ex-gestor é o fato de que no ano de 2010, ele fez o repasse para Câmara Municipal maior que o permitido constitucionalmente.

Este processo 3904/2011, Kabão perdeu até o momento, em todos os recursos e por unanimidade, restando somente o julgamento do recurso de reconsideração, que poderá acontecer a qualquer momento.

Se perder mais uma vez, caberá tão somente o recurso de revisão, mas que não altera o resultado e aí Zé Martinho passa a figurar como inelegível pelo TCE.

Reprovada no TCE, a prestação de conta irá para apreciação e voto da Câmara de Vereadores de Cantanhede. A Câmara terá um prazo de 60 dias para aplicar o rito e aí Kabão terá que ter oito votos na câmara para mudar o resultado.

Cantanhede sempre foi muito política e com certeza viverá mais um capítulo de grande audiência nos próximos dias. E como dizia o pai da emancipação política de Cantanhede, o deputado Líster Caldas: “Quem viver verá”.

Vereadora Fátima Araújo solicita através de Indicação e Requerimento benefícios para população ludovicense

COMPARTILHE

A vereadora de São Luís, Fátima Araújo (PCdoB) solicitou através de Indicação ao governador Flávio Dino e ao secretário de Trabalho e Economia Solidária do Estado, a realização de uma ação que beneficie as comunidades, através do Programa Mutirão Rua Digna nas ruas São Benedito, Raimundo Marques e rua da Mangueira, localizadas no bairro Pirapora.

Fátima Araújo, ainda solicitou ao prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior e ao secretário da Semosp,Antônio Araújo através do Requerimento Nº605/19, solicitando a colaboração e manutenção das luzes, colocação de postes e instalação de iluminação pública no Residencial Santos Dumont.

“Esse é meu trabalho, minhas atividades no plenário Simão Estácio da Silveira e fora também. Trabalho 24h em prol dessas comunidades. Graças a Deus se hoje estou vereadora, o povo é responsável”, disse Fátima Araújo.

Morros contratou cooperativa investigada pelo MP por mais de R$ 5 milhões

COMPARTILHE
A contratação da entidade pode ser a primeira de uma série denúncia envolvendo a gestão do prefeito Sidrack Santos Feitosa
A gestão do prefeito de Morros, Sidrack Santos Feitosa (MDB), pode virar caso de polícia. O gestor morruense contratou uma cooperativa envolvida em casos de corrupção e investigada pelo Ministério Público do Maranhão (MP-MA).

 

 

De acordo com levantamento realizado pelo blog, a Diversa Cooperativa de Trabalho e Serviços Múltiplos, teria movimentado mais de R$ 5 milhões em contratos irregulares para fornecimento de funcionários para a administração municipal somente em 2018.
Segundo as informações obtidas, a entidade teria firmado pelo menos quatro contratos para o fornecimento de mão de obra de serviços gerais. O primeiro, valor de R$ R$ 1.214.312,00, atendeu as necessidades da Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Recursos Humanos.
O segundo contrato, de R$ 3.750.390,00, foi para prestação do mesmo objeto visando atender as necessidades da Secretaria Municipal de Educação. O terceiro, no valor de R$ 282.742,50, foi firmado com a Secretaria Municipal de Assistência Social, através do Fundo Municipal de Assistência Social. Por fim, o quarto contrato de R$ 416.710,00, atendeu as necessidades da Secretaria Municipal de Saúde. A soma dos contratos passa dos R$ 5 milhões, conforme documentos em anexos.
Embora tenha conseguido movimentar quase R$ 7 milhões de reais, a cooperativa passou quase oito meses com salários dos funcionários atrasados. A situação motivou o Ministério Público de Contas a suspender os contratos, conforme documentos em anexos.
Por conta dessas e de outras irregularidades, não está descartada hipótese de chegar ao Ministério Público denuncia que evidenciando um suposto esquema de desvio de verbas. Afinal, como é que uma cooperativa movimentou mais de R$ milhões em apenas um município e mesmo assim atrasava os salários dos funcionários?
Para responder esse e outros questionamentos, o prefeito Sidrack Santos Feitosa pode ser alvo de representação no Ministério Público e ações populares na justiça.
COOPERATIVA ACIONADA
Por valores bem menores dos quais foram praticados em Morros, a Promotoria de Justiça da Comarca de Cantanhede ingressou, em outubro do ano passado, com uma Ação Civil Pública na qual requereu, em regime de urgência, a suspensão do contrato firmado entre a Prefeitura de Cantanhede e a Diversa Cooperativa de Trabalho e Serviços Múltiplos para fornecimento de funcionários para a administração municipal, burlando a exigência de concurso público.
Na época, o Parquet apontou que o contrato no valor de R$ 1.227.023,30, tinha irregularidades desde o processo licitatório. De acordo com a denúncia, o processo foi iniciado em 14 de fevereiro de 2017, mas a autorização para a sua realização é datada de 24 de fevereiro, “o que indica que o processo licitatório foi objeto de montagem, reforçado pelo contexto que a Cooperativa requerida foi a única licitante”, observa o promotor de justiça Tiago Carvalho Rohrr.
Também não constava documento delegando ao secretário de Administração e Finanças a autorização para a realização do processo licitatório e nem empenho para liquidação e pagamento do contrato. A natureza do serviço, em que há vínculo de emprego e subordinação dos profissionais com a cooperativa, já seria suficiente para impedir a contratação da Diversa Cooperativa.
Além do Ministério Público do Maranhão, o Ministério Público do Trabalho (MPT) também ingressou com ação e conseguiu liminar determinando à Diversa Cooperativa que se abstenha de intermediar ou fornecer mão de obra a terceiros em desobediência à Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) e aos princípios e lei que regem o cooperativismo.
O Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA) também acolheu medida cautelar para determinar que o Município de Cantanhede suspenda quaisquer pagamentos firmados com a Diversa Cooperativa e se abstenha de realizar novas contratações com a entidade. O TCE-MA reconheceu o caráter inidôneo da cooperativa, a ilegalidade da contratação, os indícios de irregularidades na licitação e a lesividade do contrato.
Além da liminar para a suspensão do contrato, o Ministério Público do Maranhão requer, ao final do processo, que a Justiça determine a rescisão definitiva do contrato entre o Município de Cantanhede e a Diversa Cooperativa de Trabalho e Serviços Múltiplos.
INVESTIGAÇÃO DO MP
Curioso é que a contratação da Diversa em Morros ocorreu no mesmo ano, em que a Operação Cooperare, realizada pelo Grupo de Atuação Especial no Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), em parceria com a Polícia Civil e Controladoria Geral da União (CGU), culminou com a prisão de 10 pessoas suspeitas de participar de um esquema criminoso dentro da Cooperativa Maranhense de Trabalho e Prestação de Serviços (COOPMAR), que prestava serviços para a Prefeitura de Paço do Lumiar e rendeu R$ 12.929.170,11 à cooperativa.
Segundo o MP, relatórios técnicos constataram que a Coopmar não possuía os requisitos necessários para ser classificada como cooperativa de trabalho e funcionava, na prática, como uma empresa privada que tinha contratos com 17 prefeituras maranhenses.
As investigações apontaram que um pequeno grupo da cooperativa se beneficiava com os recursos milionários por meio de suas empresas, enquanto a maioria dos trabalhadores recebia um salário mínimo mensal. Ou seja, exatamente, como ocorre no contrato da Diversa em Morros.

Prefeitura realiza abertura dos Jogos Interclasses de Bequimão

COMPARTILHE

A Prefeitura de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer, com apoio das secretarias de Educação, Assistência Social, Cultura e Igualdade Racial e Administração e Transportes, realizou, no último sábado (14), a abertura dos Jogos Interclasses de Bequimão, que envolve alunos-atletas das escolas municipais de Mojó, Jacioca, Barroso e Sumaúma.

Na primeira partida de futebol, as meninas de Sumaúma e Mojó venceram a equipe do Barroso. Na modalidade masculina, o Sumaúma ganhou por 4 a 1 do time do Mojó.

Aproveitando a competição esportiva, o Juventude Unida pela Vida na Amazônia (JUVA) cumpriu o desafio de número 01, proposto pelo Unicef, pela articulação entre as secretarias municipais e o Conselho Tutelar.

Com essa ação, Bequimão ganhou 100 pontos no Selo Unicef e segue firme entre os 10 melhores municípios do Brasil.

Além dos alunos, os pais, mães, moradores das comunidades, lideranças e professores participaram do evento, que aconteceu na Arena Esportiva do povoado Vila do Meio. O evento tem o apoio cultural do vereador Professor Zeca.

Em Brasília, vereadores solicitam retorno da Lei dos 30 Minutos em São Luís

COMPARTILHE

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Osmar Filho, e o vereador Pavão Filho, ambos do PDT, estiveram, nesta quarta-feira (04), na sede do Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília, pleiteando o retorno da Lei Municipal nº 6.113/2016, que garante gratuidade de até 30 minutos nos estacionamentos privados da capital maranhense.

De autoria do próprio Pavão, a Lei foi suspensa em junho deste ano por decisão monocrática do ministro Ricardo Lewandowski, que atendeu pedido feito pela Associação Brasileira de Shopping Centers (ABRASCE).

“Trata-se de um dispositivo importante, que beneficia o cidadão e garante seu direito. Solicitamos um novo entendimento e estamos confiantes que o Pleno do STF mudará esta decisão monocrática e atenderá o recurso que já foi interposto pelo Município”, disse o presidente da Câmara, que estava acompanhado dos deputados federais Pedro Lucas Fernandes (PTB) e Gil Cutrim (PDT).

Pavão Filho também classificou a visita como muito proveitosa. “Esta Lei foi uma grande conquista do povo de São Luís. Repudiamos a decisão liminar que a suspendeu e estamos esperançosos no sentido de revertermos o entendimento do ministro Lewandowski”.

Os vereadores participaram do lançamento da Frente Parlamentar em Defesa do Patrimônio Histórico Nacional. Na oportunidade, Osmar e Pavão dialogaram com a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa; elogiaram a sua gestão; e pleitearam novos investimentos para capital e o estado.

Osmar e Pavão também foram recebidos pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM- RJ), e pelo senador Weverton Rocha (PDT).

Maia e o presidente da Câmara de São Luís iniciaram tratativas que resultarão, em breve, em um parceria institucional que modernizará, ainda mais, o Parlamento Ludovicense através de ações no setor de comunicação.

Os parlamentares acompanharam Weverton em uma reunião com policiais rodoviários federais, que apresentaram vários pleitos feitos pela categoria.

Os pedetistas, juntamente com o deputado federal Juscelino Filho e o deputado estadual Neto Evangelista, ambos do DEM, reuniram-se com o vice-presidente da Fiberhome Brasil (empresa que fabrica componentes tecnológicos), Chris Li, que estuda a possibilidade de instalar uma unidade no Maranhão e desenvolver o projeto de Cidade Inteligente – que usa tecnologia para otimizar serviços como wifi, socorro de saúde, policiamento e educação, por exemplo.

Obra de construção da nova sede da Câmara de São Luís terá início ainda em 2019

COMPARTILHE

A obra de construção da nova sede da Câmara Municipal de São Luís, que será implantada na antiga Fábrica São Luís, no Centro da capital, terá início ainda este ano.

A informação foi confirmada pela presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa, aos vereadores Osmar Filho (PDT), presidente da Casa, e Pavão Filho (PDT); e ao deputado federal Pedro Lucas Fernandes (PTB).

Os três políticos reuniram-se, nesta quinta-feira (05), com Kátia Bogéa na sede do Instituto, em Brasília.

Na capital do país, os vereadores estão cumprindo agenda de trabalho composta por reuniões com classe política, com o objetivo de obter novos benefícios para a cidade, e visitas a órgãos federais e do Poder Judiciário.

Kátia explicou aos parlamentares que o projeto arquitetônico do novo Palácio Pedro Neiva de Santana, elaborado pela superintendência regional do Instituto, já está sendo analisado pela equipe técnica do Iphan nacional. O referido projeto faz parte do programa PAC Cidades Histórias.

Informou, ainda, que os recursos para que a obra seja iniciada estão garantidos. A previsão é de que a ordem de serviço seja assinada em dezembro, mês no qual a CMSL comemorará o seu quarto centenário.

“A nova sede é uma vitória de todos os vereadores e, em especial, do povo de São Luís. Agradeço a companheira Kátia pelo empenho. Agradeço também o deputado federal Pedro Lucas e aos demais agentes da classe política que estão contribuindo para que este sonho se concretize”, afirmou Osmar Filho.

“Esta obra é um grande feito em comemoração aos 400 anos da Câmara”, comentou Pedro Lucas.

Nova Câmara – Pelo projeto apresentado – além do Centro Administrativo composto por plenário, gabinetes dos vereadores e demais dependências de todos os setores da Casa – a Fábrica São Luís contará com uma praça cívica e um auditório com 180 lugares para a realização de eventos culturais.

Prevê, ainda, instalação de um hall que abrigará exposições do sistema fabril e da história da Câmara como mais um atrativo para turistas e cidadãos.

A nova sede do Poder Legislativo ludovicense também será incluída em uma rota de turismo que abrange a visitação a alguns pontos da cidade, como as Fábricas Santa Amélia e Progresso.

Assembleia em Ação levará atuação legislativa ao interior do Maranhão

COMPARTILHE

O Plenário aprovou, na sessão desta quinta-feira (5), o Projeto de Resolução Legislativa 102/2019, de autoria da Mesa Diretora, que dispõe sobre a criação do programa “Assembleia em Ação” no âmbito do Poder Legislativo do Maranhão.

O objetivo é promover a troca de conhecimentos e experiências entre a Assembleia Legislativa do Maranhão, em suas diferentes áreas de atuação, com as Câmaras de Vereadores dos 217 municípios maranhenses.

A primeira edição acontecerá no dia 13 de setembro, em Balsas. Segundo o presidente da Alema, deputado Othelino Neto (PCdoB), o programa pretende levar o Legislativo estadual ao interior do Maranhão, uma vez que, em muitos municípios, as pessoas ainda têm pouco conhecimento sobre aquilo que é produzido na Assembleia Legislativa.

“Nós percebemos que muita gente não conhece bem a finalidade do Poder Legislativo estadual. Então, esse programa tem por objetivo fazer com que a Assembleia chegue a todo o Maranhão, não só através dos veículos de comunicação, mas pela presença dos deputados ouvindo a população e os agentes políticos locais. Pretendemos fazer com que a Assembleia chegue a todos os 217 municípios do Maranhão”, afirmou.

Othelino informou que serão realizadas algumas edições este ano, com continuidade, também, nos anos seguintes. “É um programa permanente, que tem o objetivo de fazer com que todos tenham bastante conhecimento do potencial do Poder Legislativo para melhorar a vida das pessoas”, concluiu.

Paricatiua comemora 128 anos com vasta programação e apoio da Prefeitura de Bequimão

COMPARTILHE

Oficialmente, o povoado de Paricatiua completou 128 anos de história somente nessa terça-feira (10). Mas uma grande festa, com o apoio da Prefeitura Municipal de Bequimão, movimentou a comunidade no último fim de semana. O prefeito Zé Martins, representado pelo secretário de Administração, José Orlando Ferreira, reafirmou o compromisso da sua gestão com o povoado.

“Paricatiua está de parabéns pela festa linda em comemoração aos seus 128 anos. Cumprimento toda a comunidade e mando um abraço especial ao líder comunitário Jorge Filho, um dos responsáveis pela organização da festa. Nossa administração sempre olhou com muito carinho por Paricatiua, realizando projetos importantes para seu desenvolvimento. Agora mesmo, estamos avançando no trabalho de asfaltamento e de recuperação das estradas que dão acesso ao povoado e às comunidades vizinhas. É uma região com muito potencial e que só tende a crescer. Parabéns, Paricatiua”, declarou o prefeito em suas redes sociais.

A programação do aniversário de Paricatiua teve início na sexta-feira (6), com um culto em ação de graças, realizado pela Igreja Assembleia de Deus. A ministração da Palavra ficou por conta do missionário Allanderson, da cidade de Pinheiro. Os louvores foram entoados pela cantora gospel Cláudia Sousa, também pinheirense, e pelos grupos Louvor e Adoração e Ministério Promessas, ambos do município de Bequimão.

No domingo (8), a programação iniciou com o desfile cívico, abordando o tema “O fantástico mundo das crianças”, que percorreu as ruas da comunidade. Alunos, ex-alunos e professores da Unidade Integrada Paricatiua (UIP) retrataram a história de personagens que marcaram o universo infantil, como a Turma do Chaves e a Branca de Neve e os Sete Anões. O som da banda da Escola de Música Emerson Pereira embalou o desfile, em todo o percurso.

Ainda na manhã de domingo, houve competição das corridas rústica e ciclística, além da tradicional cavalgada. À tarde, uma gincana pôs à prova as habilidades físicas e intelectuais da comunidade infantojuvenil, impulsionando o desenvolvimento motor, social e criativo de crianças e adolescentes do povoado. A atividade, assim como o desfile cívico, foi coordenada pelo professor Cipriano Assunção, diretor da UIP.

No fim de tarde, foi a vez da canoagem. Além de assistir à competição, moradores e visitantes puderam contemplar o lindo pôr do sol que o cais, construído na gestão do ex-prefeito Juca Martins, reserva àqueles que têm Paricatiua como refúgio. À noite, shows da Banda Sensual, Beijo de Menina e DJ Xuxa encerraram o aniversário do povoado com chave de ouro.

“Agradeço a Deus por ter nos proporcionado mais um ano dessa festa brilhante. Agradeço também ao prefeito Zé Martins, porque ele sempre nos ajudou. Não só com esta festa, mas também com muito trabalho ao longo da sua gestão. Maior exemplo disso é a pavimentação asfáltica, que, se Deus quiser, vai chegar em breve, trazendo infraestrutura e qualidade de vida para o nosso povo. Outra novidade é que Paricatiua será incluído no projeto de pólo turístico, o que vai gerar emprego e aumentar a renda daqueles que vivem aqui. Todos sabem que quando o turismo chega, a economia local cresce”, concluiu, otimista, o líder comunitário Jorge Filho.

 

Honorato é reeleito para presidência do PT de São Luís

COMPARTILHE

O vereador Honorato Fernandes foi reeleito, na madrugada desta quarta-feira (11), para presidência do diretório municipal do PT em São Luís.

De acordo com o resultado do Processo de Eleições Diretas (PED) da sigla, Fernandes obteve quase 60% dos votos válidos. Ele bateu o sindicalista Kléber Gomes, ligado ao ex vice-governador e atual conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Washington Luiz.

Honorato comandará o partido pelos próximos quatro anos.

O resultado do pleito para o comando do diretório estadual deverá ser divulgado ainda hoje.

Estão na disputa Augusto Lobato, atual presidente, e Francimar Silva.

Prefeitura de Bequimão promove ação com bebês prefeitos

COMPARTILHE

Em cada edição da Semana do Bebê Quilombola, a primeira criança das comunidades remanescentes de quilombos que nasce após a abertura do evento recebe o título de “Bebê Prefeito”. Esses recém-nascidos recebem assistência e cuidados, que se estendem por todas as fases de crescimento, representando o compromisso da Prefeitura de Bequimão com a garantia de direitos à infância. No sábado (31), uma equipe da administração municipal visitou os bebês que receberam os títulos no ano de 2018.

A estratégia, levada a cabo desde 2013 pelo prefeito Zé Martins, é orientada pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). A mãe dessas crianças precisa ter feito as consultas regulares do pré-natal e o parto deve ter sido normal, preferencialmente. Outro critério importante é o da amamentação. Em geral, no último dia da Semana do Bebê Quilombola, é feita a entrega simbólica da chave da cidade.

No ano passado, duas crianças receberam o título: José Henrique, filho de Elkênia Silva e José Reinaldo, do Marajá, e Vitória Gabriele, filha de Gisleia Macedo e João Macedo Sá, de Ariquipá. Na visita feita pela equipe da Prefeitura, as famílias dos bebês prefeitos ganharam benefícios eventuais (cestas básicas), atendimentos psicossociais e tiveram acompanhamento do Programa Bolsa Família, além de inscrição nos programas, serviços e projetos da Secretaria Municipal de Assistência Social. Também foram encaminhados para cobertura pela Secretaria Municipal de Saúde.

Na ação, a Secretaria Municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial definiu a criação do Prontuário do Bebê Prefeito e um dia de recreação para todos os bebês prefeitos das últimas edições. Segundo o secretário Rodrigo Martins, a nova gestão dessa política pública tem como foco o bem estar das famílias quilombolas e a conquista de resultados.

As ações da Semana do Bebê Quilombola são acompanhadas pela Comissão Intersetorial do Selo Unicef. Bequimão passou a cumprir todos os desafios necessários para que o município conquiste o Selo. Quando isso acontecer, significa que as crianças das comunidades quilombolas recebem toda a assistência necessária para um bom desenvolvimento.

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free