casa » JUSTIÇA

JUSTIÇA

Fátima Araújo vai participar de Caminhada contra Feminicídio nesta segunda-feira (12)

COMPARTILHE

Feminicídio é o assassinato de uma mulher pela condição de simplesmente ser mulher. Suas motivações mais usuais são o ódio, o desprezo ou o sentimento de perda do controle e da propriedade sobre as mulheres, comuns em sociedades marcadas pela associação de papéis discriminatórios ao feminino, como é o caso brasileiro.

 Há meses a vereadora Fátima Araújo (PCdoB) realizou uma grande Audiência Pública na Câmara Municipal de São Luís que debateu esse tema. E para não ficar no esquecimento da sociedade a Parlamentar vai participar na próxima segunda-feira (12), a partir das 15h, juntamente com alunos e professores da Escola Odylo Costa Filho, de uma grande Caminhada contra o Feminicídio no Brasil.

 

Durante a Caminhada, que percorrerá parte da Avenida Talles Neto e encerrará na Praça do João de Deus, haverá palestras com psicólogos, profissionais ligados à Unidade Regional de Educação (URE) e uma palavra da vereadora Fátima Araújo, que é contra esse mal que assola a sociedade ludovicense.

Em sua página na rede social Facebook, Fátima Araújo fez o convite para toda população do João de Deus e comunidades vizinhas. “Estendo o convite para participar desse ato, à todos quantos desejam que esse número não cresça ainda mais em nosso país. Vamos juntos lutar por uma sociedade com menos violência contra a mulher”, destacou a Pequena Guerreira que parabenizou os alunos, professores e demais envolvidos na organização deste grande evento.

Mozart Baldez é o primeiro a apresentar chapa para concorrer à presidência da OAB-MA

COMPARTILHE

Defensor das prerrogativas dos advogados e advogadas, Baldez agradeceu a confiança dos colegas e, antes de iniciar seu discurso, pediu um minuto de silêncio para repudiar o caso da advogada Valéria dos Santos, que foi algemada e presa durante audiência no 3º Juizado Especial Cível de Duque de Caxias, no RJ.

“Primeiro, gostaria de pedir um minuto de silêncio, em repúdio a truculência e violência policial contra uma mulher, negra e advogada, a  Dra. Valeria dos Santos, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. Segundo, gostaria de agradecer a confiança de todos. Para mim, é uma honra ter sido escolhido como o nome para liderar esse movimento importante e necessário, que tem como objetivo principal, devolver aos advogados e advogadas a dignidade da profissão que exercem”, disse Baldez.

Após o pronunciamento, ao vivo, o criminalista concedeu entrevistas aos programas Na Hora, da Rádio 92.3 FM e Canta Maranhão, na Rádio Difusora AM. Na oportunidade, Mozart Baldez destacou as principais propostas que pretende defender na eleição, como o projeto “Advogado do Futuro”, que visa criar incubadoras de escritório de advocacia, direcionado aos advogados recém-formados, piso salarial para a categoria, um portal de transparência da Ordem, dentre outros.

“Nos dois últimos meses percorremos mais de 50 cidades. Se o nosso movimento não tivesse surgido, temas como a necessidade de um piso salarial e as incubadoras de escritório de advocacia,  não estariam agora no debate. O advogado é o profissional que luta pelos direitos dos outros, mas hoje é ele que precisa ter seus direitos defendidos, foi por esses motivos que aceitei o convite do grupo para disputar a presidência da OAB”, disse.

Quebrando o Tabu

Vários convidados destacaram a grande quantidade de advogados que, de forma espontânea, foram ao local manifestar apoio à pré-candidatura do colega. A advogada Itamargarethe Corrêa Lima enfatizou que mesmo tendo sido um almoço por adesão, se surpreende com as centenas de advogados que compareceram ao local.

“Dr. Mozart Baldez quebrou um tabu ao lançar sua pré-candidatura, ele acaba com uma prática muito comum em tempo de eleição, quando muitos candidatos oferecem comida e bebida de graça e depois que acaba o pleito acabam esquecendo a classe. Advogado não precisa de comida e bebida de graça. Advogado precisa é de respeito”, afirmou.

É oportuno ressaltar, para quem não sabe, festa por adesão é aquela em que o convidado paga o que consome. É exatamente isso: são os convidados que pagam, e não os anfitriões da festa! Basicamente, o almoço por adesão do lançamento da pré-candidatura de Baldez, que contou com a presença de quase 300 advogados, os próprios convidados pagaram a conta, feito inédito durante o processo eleitoral à OAB-MA.

Duarte Jr pode pegar em “fio pelado” ao usar foto do cantor Roberto Carlos sem autorização

COMPARTILHE

Pré-candidato a deputado estadual, afilhado forte de Flávio Dino, o ex-presidente do PROCON- MA, Duarte Jr , pode pegar em “fio pelado” ao usar imagem do cantor Roberto Carlos em autorização do artista. Além de cometer um crime por uso impróprio da imagem do cantor, Duarte ainda usou a foto em referência a campanha política, tentando passar a impressão de ter o apoio do cantor Roberto Carlos. O que parece é que o homem que dar palestra sobre direito, não conhece a legislação do direito de imagem.

O pré-candidato aproveitou que o cantor Roberto Carlos irá fazer um show na capital maranhense no dia 12 de junho, para pegar uma carona na mídia, mas a onda pode terminar em mais um processo, já que Duarte Jr ou sua assessoria não teria pedido a autorização prévia para utilizar a imagem do cantor nas redes socais.

A equipe de redação do Blog Jamys Gualhardo entrou em contato com a produção do cantor , que, por diversas vezes processou os “espertinhos”, e parece que não será diferente desta vez, pois a assessoria de comunicação de Roberto Carlos afirmou que irá acionar o corpo jurídico do artista para verificar esse vacilo de Duarte.

Querendo aparecer de qualquer forma, não se espante nas próximas postagens de Duarte Jr, que é louco por mídia, como se fosse um alimento diário para fortalecer seu ego. O resultado pode ser um processo e desgaste de sua pré-candidatura que pode cair antes de decolar.

A postagem, excluída nesta terça-feira (5), e fazia referência a um suposto apoio do cantor Roberto Carlos à pré-candidatura do comunista. Em resposta ao jornalista Gilberto Leda, Duarte Jr respondeu negando qualquer pressão. “Apaguei essa foto porque eu quis, assim como faço semanalmente nas minhas redes sociais. Da mesma forma que posto, às vezes apago. Não houve qualquer ação me obrigando a deletar. Caso queira, posto de novo”, declarou.

O Maranhão está pagando para ver Duarte publicar a mesma foto em sua rede social.

Corumbá sentará no banco dos réus na cidade de Alcântara-MA

COMPARTILHE

José Vicente Mathias, o ‘Corumbá’, confessou ter assassinado pelo menos cinco mulheres entre os anos de 1999 e 2005, sendo duas no Maranhão. Na próxima semana o serial killer será julgado sobre um dos casos.

Será julgado na próxima semana, em Alcântara, o serial killer José Vicente Mathias, o ‘Corumbá’, que confessou ter assassinado pelo menos cinco mulheres entre os anos de 1999 e 2005, sendo duas no Maranhão. Ele agia sempre em cidades turísticas e se passava por artesão. Os crimes violentos que praticava ganharam repercussão internacional por causa das vítimas estrangeiras que escolhia.

Preso em Goiás, ele já foi condenado por um dos crimes e agora vai a julgamento pelo assassinato da turista espanhola Núria Fernandez Collada, de 27 anos. Núria foi morta a pauladas em 2005 em uma praia em Alcântara, no norte do Maranhão. O assassino teria comido partes do cérebro e bebido o sangue da turista em um ritual de magia negra.

No Maranhão, Corumbá também foi acusado de matar a turista alemã Maryanne Kern, de 49 anos. O corpo dela foi achado com sinais de espancamento em uma cova rasa feita em uma praia de Barreirinhas.

“Não procurei ir atrás de nenhuma delas, elas vieram até mim. Me convidaram para sair com elas”, contou ‘Corumbá’ em 2005.

Na época, testemunhas fizeram um retrato falado do suspeito, que foi identificado depois que a polícia localizou em Goiânia, Valéria Veloso. Ela disse que viajou para o Maranhão na companhia de Corumbá pouco antes dos crimes.

Investigações das mortes

José Vicente passou a ser investigado pela polícia por suspeita de matar mulheres em outros estados. Uma delas foi a russa, naturalizada israelense, Katryn Rakitov, que foi vista pela última vez em agosto de 2004, em Pirinópolis, perto de Goiânia.

Corumbá já foi a julgamento acusado de matar a estudante Lidiane Vieira Melo. Lidiane – que na época tinha 16 anos –, foi morta em 2004, na periferia de Goiânia. Segundo a polícia, a estudante passou um dia e meio amarrada enquanto corumbá bebia o sangue dela. Lidiane foi morta por estrangulamento e depois decapitada.

Outros assassinatos

Na lista de assassinatos atribuídos a corumbá, estão outros dois crimes na Bahia e em Minas Gerais: A hippie Simone Lima Pinho foi morta a pauladas e a pedradas em lençóis, na Bahia, em junho de 2000. A outra morte foi de Nathalia Canhas Carneiro, de 15 anos, que foi assassinada em 1999 na cidade mineira de Três Marias.

Corumbá está preso em Goiânia, onde cumpre pena de 24 anos de prisão por causa da morte da turista israelense Katryn Rakitov.

Por G1/Ma

Eduardo Braide reúne com filiados do PMN na cidade de Alcântara

COMPARTILHE

O deputado estadual Eduardo Braide, reuniu no último domingo (10) com filiados do Partido da Mobilidade Nacional (PMN) na cidade de Alcântara. O objetivo do encontro é fortalecer o partido visando 2018, quando o parlamentar irá disputar uma cadeira na Câmara Federal. O PMN hoje faz parte da gestão municipal em Alcântara e tem como vice-prefeito Sargento Leitão.

Na reunião do partido,estiveram presentes o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos (Evanelson), o presidente do PMN em Alcântara (Ricardo Castro), o secretário de Agricultura (Tivico do SD), professor Roger, Iranilde, Nivaldo do PSOL,  que deve se filiar ao PMN, irmão Eudes da Mamuna, vereador Nho Ré, Minguel do PSD, Denilson Campelo e demais lideranças comunitárias.

No encontro o deputado Eduardo Braide garantiu uma emenda parlamentar para município de Alcântara, que deve ser investida na área da saúde. Após a reunião, o deputado acompanhado de lideranças do PMN aproveitou para visitar a comunidade de Mamuna e conhecer as belezas da praia mais linda do litoral ocidental maranhense.

A expectativa do PMN em Alcântara é de crescimento, já que várias lideranças filiadas em outras siglas devem deixar e se filiar no PMN. Entre as lideranças, devem ingressar no PMN até vereadores de mandato, o que engrandece ainda mais o partido na cidade histórica.

 

Prefeito Edivaldo JR firma parceria com o hospital São Domingos

COMPARTILHE

A Prefeitura de São Luís firmou, nesta quarta-feira (16), termo de cooperação técnica com o Hospital São Domingos para obras de reordenamento viário na Avenida Jerônimo de Albuquerque, com implantação de nova sinalização horizontal e vertical e mudança geométrica da via. O acordo faz parte das ações de melhoria no trânsito da capital por meio de parceria com entidades geradoras de tráfego, conforme Lei 4.052, de 13 de março de 2002, e foi assinado pelo prefeito Edivaldo, pelo presidente do São Domingos, Hélio Mendes, e pelo secretário municipal de Trânsito e Transporte (SMTT), Canindé Barros.

“Estamos firmando cooperação para mais uma intervenção fruto de parceria público-privada. Nesse eixo da Jerônimo de Albuquerque nós assinamos uma parceria com a Faculdade Pitágoras, que já está fazendo duas intervenções e, agora, com o Hospital São Domingos, em parceria com o objetivo claro de dar maior fluidez ao trânsito e mais conforto e segurança para a população”, disse o prefeito Edivaldo.

Durante seu pronunciamento, o prefeito lembrou que ao longo dos últimos quatro anos e meio de gestão, a Prefeitura de São Luís tem trabalhado de forma efetiva no sentido de garantir mais mobilidade urbana. “Para isso, tem firmando importantes parcerias com o Governo do Estado e com a iniciativa privada que têm trazido muitos benefícios à população” frisou o prefeito.

Edivaldo citou como exemplo as intervenções realizadas na Avenida Guajajaras, próximo ao aeroporto e na Forquilha. “As intervenções têm mudado o traçado geométrico de várias vias e ajudando muito na melhoria da mobilidade urbana na capital”, completou o prefeito.

O presidente do Hospital São Domingos destacou que a parceria tem um grande alcance social, uma vez que impacta de forma positiva na vida das pessoas que circulam diariamente pela via. “O nosso intuito é cooperar com a cidade de São Luís. E eu diria até que os empresários da cidade devem olhar por esse aspecto, não pensar que a cidade só tem que fazer por eles, mas que também façam alguma coisa pela cidade e não esperem só pelo poder público”, disse Hélio Mendes, que estava acompanhado do engenheiro Raimundo Nascimento Mendes.

A obra compreenderá o trecho que vai do elevado da Cohama até a entrada do bairro Bequimão (Roque Santeiro). Com a intervenção serão criadas três pistas no sentido bairro-centro e três no sentido centro-bairro e a retirada dos semáforos da entrada do bairro Cantinho do Céu, próximo ao Atacadão, bem como a criação de alças de esquerda livres.

Fotos: Maurício Alexandre

Só 588 “Sangue Bom” foram beneficiados com a saída do Dia dos Pais em São Luís

COMPARTILHE

A 1ª Vara de Execuções Penais da Comarca da Ilha de São Luís (VEP) publicou portaria na qual autoriza a saída temporária de presos para visita aos familiares em comemoração ao Dia dos Pais. A lista traz 588 nomes de apenados que estão aptos a receber o benefício. A portaria, assinada pela juíza titular Ana Maria Almeida, determina a saída às dez horas da manhã desta quarta-feira, dia 9, e o retorno até as 18 horas da terça-feira, dia 15.

A portaria esclarece que os beneficiados não poderão se ausentar do Maranhão, bem como não frequentar festa, bares e similares. Os presos estão proibidos de portar arma ou ingerir bebidas alcoólicas, e devem recolher-se às suas casas até as oito da noite. Os dirigentes das unidades prisionais deverão comunicar junto à 1ª Vara de Execuções Penais, até as 12h do dia 15, sobre o retorno dos internos e/ou eventuais alterações. A saída temporária de presos encontra respaldo na Lei 7.210/1984 (Lei de Execuções Penais).

Sobre a saída de presos, a VEP cientificou a Secretaria de Estado de Segurança Pública, Secretaria de Estado de Administração Penitenciária, Superintendência da Polícia Federal, Superintendência de Polícia Rodoviária Federal, e diretorias dos estabelecimentos penais de São Luís, para operacionalização das medidas estabelecidas na portaria.

CONDIÇÕES

A Lei de Execuções Penais (LEP), de 11 de julho de 1984, trata do direito do reeducando (condenado e internado) nas penitenciárias brasileiras e da sua reintegração à sociedade. Sobre a saída temporária de apenados, ela cita no artigo 122: “Os condenados que cumprem pena em regime semiaberto poderão obter autorização para saída temporária do estabelecimento, sem vigilância direta, nos seguintes casos: Visita à família; Frequência a curso supletivo profissionalizante, bem como de instrução do 2º grau ou superior, na Comarca do Juízo da Execução; Participação em atividades que concorram para o retorno ao convívio social”.

Já o artigo 123 da mesma lei versa que “a autorização será concedida por ato motivado do juiz responsável pela execução penal, ouvidos o Ministério Público e a administração penitenciária e dependerá da satisfação dos seguintes requisitos: Comportamento adequado; Cumprimento mínimo de 1/6 (um sexto) da pena, se o condenado for primário, e 1/4 (um quarto), se reincidente; Compatibilidade do benefício com os objetivos da pena”.

Em parágrafo único, a LEP ressalta que ausência de vigilância direta não impede a utilização de equipamento de monitoração eletrônica pelo condenado, quando assim determinar o juiz da execução penal.

Por Jeisael Marx

Esquema que causou perdas de R$ 200 milhões aos cofres da prefeitura pode ter ligação com máfia fiscal

COMPARTILHE

O esquema de evasão de receitas, descoberto por meio de “baixas-indevidas” de débitos tributários de empresas ligadas ao secretário Lula Filho, além de ter causado perdas aos cofres do município que ultrapassam os R$ 200 milhões, pode ter ligação com outra organização que foi investigada pela Operação Simulacro em outubro de 2016: a máfia fiscal que desviou quase R$ 1 bilhão dos cofres públicos do Estado.

A sonegação fiscal no município há tempo é algo certo e sabido. Um crime flagrante que, até então ocultava nomes, cifras, e dimensões, mas que veio à tona essa semana, depois do vazamento de documentos apontando o principal secretário do prefeito Edivaldo Holanda Júnior como um dos beneficiários do suposto esquema já que, segundo as denúncias, duas empresas ligadas a ele tiveram dividas “baixadas” do sistema de arrecadação fiscal da Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz), referentes ao período de janeiro de 2012 a maio de 2017.

BLOG DA DALVANA MENDES apurou que o esquema de corrupção, sonegação de impostos e outros crimes envolve não apenas o titular da Secretaria Municipal de Governo (Semgov), como também o ex-titular da Semfaz, Raimundo Rodrigues, exonerado em novembro do ano passado, além das duas empresas responsáveis pela terceirização do sigilo fiscal e que são alvos da investigação do Ministério Público do Estado do Maranhão (MPMA), conforme relatório em anexo.

Prefeitura de São Luís virou refúgio da máfia fiscal

De acordo com as denúncias, os envolvidos no esquema fraudulento teriam manipulado o sistema tributário para diminuir ou até mesmo cancelar créditos fiscais, fraudando o município, beneficiando empresas envolvidas no esquema e provocando a evasão de receitas.

Segundo as informações, Raimundo Rodrigues foi nomeado pelo prefeito Edivaldo Júnior, em abril de 2014, para comandar a Secretaria Municipal de Fazenda. Desde então, a pasta virou uma espécie de refúgio da máfia fiscal, organização criminosa que já era suspeita de atuar dentro da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), pasta do Governo do Estado da qual o próprio Rodrigues foi ex-diretor da Célula de Gestão da Ação Fiscal.

DOCUMENTO
Baixe aqui a denúncia contra os envolvidos responsáveis pelo sistema tributário da prefeitura

Pouco mais de dois meses após sua nomeação no cargo, a Comissão Permanente de Licitação (CCL) da Prefeitura de São Luís iniciou dois processos de licitação para contratação de empresa especializada “no fornecimento, implantação e customização de Sistema de Administração Tributária Integrado”. As vencedoras foram a Linuxell Informática e Serviços Ltda e o Centro de Tecnologia Avançada (CTA), como mostra extratos abaixo.

Mesmo citadas nas investigações da Operação Simulacro, tanto a Linuxell quanto a CTA, não tiveram seus contratos cancelados pelo prefeito Edivaldo e continuaram operando a gestão dos tributos arrecadados pelo município.

Embora não tenha tomado nenhuma posição em relação as suspeitas envolvendo as empresas responsáveis pela terceirização do sigilo fiscal e ao secretário Lula Filho, o blog apurou que a gravidade do caso provocou apenas a demissão de dois funcionários por suspeitas de vazamentos dos documentos: um que estava lotado na Semfaz e outro que trabalhava no Centro de Tecnologia Avançada (CTA). Além disso, outra medida tomada pelo chefe do executivo municipal para evitar um desgaste maior ao governo, foi a antecipação das férias de seu auxiliar número 1.

Escândalo veio à tona depois das “baixas-indevidas” de débitos de empresas ligadas a Lula Filho

VEJA TAMBÉM:
Denúncia contra Lula Filho gera demissão e revela sonegação de R$ 200 milhões na Semfaz

Prefeitura dispensa licitação e contrata por R$ 80 mil entidade presidida por Lula Filho

Débitos tributários de empresas ligadas a secretário ‘desaparecem’ da Semfaz

Câmara denuncia ao MP terceirização de sigilo fiscal na Semfaz

OS INVESTIGADOS PELA OPERAÇÃO SIMULACRO

RAIMUNDO RODRIGUES

• Ex-titular da Secretaria Municipal de Fazenda (SEMFAZ), de abril de 2014 a novembro de 2016, depois de ser denunciado criminalmente pelo promotor Paulo Roberto Barbosa Ramos, titular da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Tributária e Econômica de São Luís, no caso chamado de “Máfia Fiscal”.

LINUXELL INFORMÁTICA E SERVIÇOS

• Empresa contratada por Raimundo Rodrigues, em 18 de agosto de2014, para prestar serviços de Tecnologia da Informação (TI). Valor do contrato R$ 2,6 milhões.

CENTRO DE TECNOLOGIA AVANÇADA

• Empresa contratada por Raimundo Rodrigues, em 02 de dezembro de 2014, para fornecimento, implantação e customização de um Sistema de Administração Tributária Integrado com cessão de Código Fonte. Valor do contrato R$ 3,5 milhões.

Por Blog da Dalvana Mendes

Combate às drogas no Maranhão é suspeito de farsa e desvio de verbas públicas

COMPARTILHE
Discussão acerca da política sobre drogas no Maranhão sempre foi suspeita de desvios e contratação de fundações fantasmas.

Surge à tona no Maranhão, novas discussões e “caras” para discutir a política maranhense sobre drogas, desta vez, encabeçada pela deputada federal Eliziane Gama (PPS) e pelo deputado estadual Cabo Campos (PP). A bandeira de luta é importante, contudo, nos últimos anos no Maranhão, o tema sobre drogas não alcançaram seus objetivos, suspeitas de desvios de finalidades e de corrupção desenfreada.

Em 2004, a campanha sobre drogas  iniciou em dezembro, no governo Zé Reinaldo Tavares, por meio da extinta  Secretaria Extraordinária de Solidariedade Humana / Juventude, que tinha à frente  Felipe Klamt, que coordenou todo o programa milionário.

Na época, foi firmado um convênio com a Secretaria de Saúde do Estado do Maranhão, no valor de R$ 2.624.404,95 (dois milhões, seiscentos e vinte e quatro mil, quatrocentos e quatro reais e noventa e cinco reais), para a implantação de programas de combate às drogas. Finalidade do programa não foi alcançada mesmo tendo muito dinheiro e o convênio sendo aditivado por mais duas vezes, o primeiro aditivo no ano de 2005 em mais R$ 2.624.404,95 (dois milhões, seiscentos e vinte quatro mil, quatrocentos e quatro reais e noventa e cinco centavos), e um outro aditivo, desta feita, o segundo termo, no valor de R$ 1.525.046,74 (um milhão, quinhentos e vinte cinco mil, quarenta e seis reais e setenta e quatro centavos).

No total, em 3 anos (2004, 2005 e 2006) foram desembolsados dos cofres públicos, R$ 6,8 milhões para as ações que não resultaram em nada e o que se vê em todo o estado foi um avanço na quantidade de usuários de drogas de toda espécie.

Suspeitas de desvios milionários, a Fundação Raul Bacelar não deu prosseguimento às ações e sumiu do Maranhão, retornando suas atividades na cidade de Parnaíba, no Piauí.

Fundação Raul Furtado Bacelar

Em 2004, por meio da Secretaria Extraordinária de Solidariedade Humana, o então titular Felipe Klamt, resbucou uma fundação do interior do Piauí, que não tinha nenhuma expertise em ações de combate às drogas e firmou um convênio milionário. O capital Social da entidade era menos de R$ 10 mil reais.

Os recursos para bancar as “políticas” de combate às drogas vieram da Secretaria de Saúde como mostram as notas de empenho publicadas à época.

Politicagem sobre drogas

As discussões sobre drogas no Maranhão devem ser encabeçadas por órgãos sérios e de controle, do contrário, estas ações servirão apenas para jogar dinheiro do contribuínte no ralo e ser palco para desvios e corrupções.

POR FILIPE MOTA

Distribuidores entram com ação no Ministério Público para garantir qualidade dos garrafões de água mineral no Maranhão

COMPARTILHE

Em audiência nesta terça-feira (09), a competente e eficaz Promotora de Justiça de Defesa do Consumidor de São Luís, Dra. Lítia Cavalcanti, recebeu em seu gabinete distribuidores de água mineral da capital, todos com uma queixa em comum o péssimo material dos garrafões de água que vem das fábricas.

O distribuidores levaram as amostras de garrafões que comprovam a péssima qualidade dos plásticos, que podem prejudicar e até contaminar a qualidade da água dentro desses recipientes, ocasionando riscos as pessoas que ingerem os produtos que são oferecidos.

As fábricas citadas que são suspeitas pelos distribuidores de está oferecendo um recipiente reciclável e de péssima qualidade inicialmente são cinco; H2O Empresa de Mineração Ltda / endereço São José de Ribamar-Florata, Costa Ind. e Comércio de Plástico Ltda / endereço São José de Ribamar – SIPLAST – Florata, Fábrica de Garrafões Mar Doce / endereço Paço do Lumiar, Zarplast Ind. e Comércio de Embalagem Plástica Ltda / endereço BR-135 – Pedrinhas, R e C PET / endereço EST.MA 230,5, KM 05.

A promotora também solicitou a presença do diretor técnico do INMEQ-MA, Zóis Gantzias, como órgão fiscalizador da qualidade do material citado, que se prontificou em formar uma força-tarefa e garantir o bom estado e qualidade do material.

Em tempo: A Dra. Lítia Cavalcanti com uma atuação exemplar mostra e demonstra como a promotoria pode ser atuante e eficaz em prol dos direitos adquiridos pela população, se grande parte da promotoria do Maranhão tivesse a garra e força de vontade do trabalho da promotora talvez muitas injustiças seriam evitadas no nosso estado.

Por Filipe Mota

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free