casa » ESPORTE (página 9)

ESPORTE

Final do Campeonato de Peri-Mirim coloca mais torcedores no Estádio que a Primeira Divisão do Futebol Maranhense.

COMPARTILHE

A final do Campeonato Perimiriense de Futebol, realizada nesta segunda feira (18) no Estádio Deusdete Gamita Campos, levou milhares de torcedores e lotou as arquibancadas. Uma rodada dupla, onde houve duas decisões, tanto na primeira divisão, quanto na divisão de acesso. Na preliminar a Escolinha sub18, denominada Peri-Mirim Atlético Clube (PAC) sagrou-se campeã em cima do Vila Verde, do bairro Portinho. No tempo normal, o jogo ficou empatado em 1×1. Nas penalidades máximas, o PAC venceu por 4×2 e conquistou o título e o acesso a primeira divisão de 2016.

WP_20160118_20_33_49_Pro[1] WP_20160118_20_31_40_Pro[1]

Organizado pela Liga Esportiva de Peri-Mirim, com o apoio exclusivo da prefeitura municipal, através do prefeito João Felipe (PT), o campeonato da primeira divisão também conheceu seu campeão de 2015. O União de Curitiba enfrentou o Portinho e conquistou o caneco. No tempo normal, o jogo ficou o empate de 2×2, com destaque para o Jogador Hall, que balançou as redes duas vezes. Nos pênaltis o União venceu por 4×3 e levantou a taça.

WP_20160118_21_31_02_Pro[1] WP_20160118_22_28_52_Pro[1]

A Premiação para o campeão foi R$2.500 e para o vice R$1.500. O prefeito João Felipe esteve presente ao estádio, assim como o secretário de Esportes, Neto Abreu, que participou da entrega de premiações.

Para o prefeito, o grande público ao estádio mostra o quanto o povo de Peri-Mirim valoriza sua tradição. “Esta é a prova de trabalho feito com seriedade. Os contras achavam que o campeonato não iria acontecer. Fizemos a segunda e primeira divisões e tai o resultado. Casa cheia e um público satisfeito com o evento” – disparou o prefeito. Já o secretário Neto Abreu, mostrou com gestos, que os resultados só aparecem com trabalho. “Nossa missão está sendo cumprida a risca. Temos dificuldades, enfrentamos crise, mas o trabalho não pode parar. Nosso povo gosta de futebol. Temos nossa seleção fazendo uma campanha histórica e muitos atletas da terra se destacando” – disse.

WP_20160118_22_58_02_Pro[1] WP_20160118_20_34_04_Pro[1]

O jogo da final do campeonato foi realizado no período da noite, haja vista que o Estádio tem iluminação e um gramado em perfeitas condições para a prática do futebol. A festa de são Sebastião, começou justamente nas arquibancadas, como mostra o vídeo abaixo.

FICHA TÉCNICA DAS FINAIS

DIVISÃO DE ACESSO:

PAC – Ivan, Terezinho, Joel, Wildson, Thalyson (Rany), Marcos (Evanilson), Aldair, Elismar (Tonilson), Tatá, Cabôclo e Oziel. TEC: Pastor Manoel.

VILA VERDE – Laylton, Devinho, Maicon, Maicon I, João Victor, Madeu (Roberval), Leandro, Anderson, Bito (Lhego), Thiago (Rony) e Bismark. TEC: Mendelson Melo.

PRIMEIRA DIVISÃO:

PORTINHO – Beto, Djadielson, Lucas, Thiago (Nhôgo), Marlon, Douglas, Josmar, Cara de Gato e Lineker (AD), Vinícius (Jojó) e Kleber Pereira. TEC: Zeca de Tonho.

UNIÃO DE CURITIBA – Santêro, Maicon (Jandiá), Josias, Kleyton, Thiago, Leno (Danilo), Guell (Hiltinho), Wescley, Santana (Roque), Hall e Bolego. TEC: Vavá.

ESTÁDIO: Deusdete Gamita Campos – Peri-Mirim/MA

Mesmo com derrota para Barreirinhas, seleção de Peri-Mirim permanece na briga pela classificação.

COMPARTILHE

Em um jogo dramático, onde prevaleceu o dito popular do futebol: “Quem não faz leva”, a seleção de Peri-Mirim acabou sendo derrotada por 3×0 para Barreirinhas neste sábado (16) no Estádio Municipal Arena das Dunas, nos lençóis maranhenses. Em um primeiro tempo bastante disputado, onde a seleção de Barreirinhas mesmo jogando em casa, se defendia, Peri-Mirim desperdiçou inúmeras chances claras de gols e perdeu de abrir o marcador.

WP_20160116_16_07_14_Pro[1] WP_20160116_16_03_45_Pro[1]

Na volta do segundo tempo, a seleção de Peri-Mirim teve uns minutos de apagão, onde o cansaço pela viagem prevaleceu. Com isso, a equipe de Barreirinhas que não acertou nenhum chute no primeiro tempo, abriu o placar aos 8’ minutos, por intermédio de Roberto. Dois minutos depois, Gleycinho ampliou para 2×0. A partir daí, o técnico Zeca de Tônho fez várias mudanças, e Peri-Mirim voltou a comandar as ações, mas não acertava o gol de Barreirinhas.

Decretado que a tarde não estava em favor de Peri-Mirim, aos 40’ minutos da etapa final, Melk fechou o placar, fazendo 3×0 e dando números finais na partida. Com a vitória, Barreirinhas garantiu vaga nas semifinais e Peri-Mirim depende apenas de si para conquistar a segunda vaga do grupo.

WP_20160116_16_11_09_Pro[1] WP_20160116_18_10_28_Pro[1]

No próximo sábado (23) a seleção de Peri-Mirim recebe Santa Luzia do Paruá em casa podendo se classificar com uma simples vitória. Mesmo perdendo o jogo e a invencibilidade, Peri-Mirim ocupa a segunda colocação do Grupo E, somando 3 pontos. No final do jogo em Barreirinhas, os jogadores se reuniram no meio do gramado juntamente com a comissão técnica e o Secretário Municipal de Esportes, Neto Abreu e  fizeram um pacto pela classificação diante de Santa Luzia.

Para o meia atacante, Celso, a derrota não fazia parte do projeto, mas faz parte do jogo. “Estamos na briga, agora vamos trabalhar e buscar nossa classificação em casa, onde somos muito fortes. Somos um grupo. A derrota é de todos, não vamos colocar a culpa em ninguém. Assim como a vitória é de todos” – destacou o jogador, que está confiante na classificação de sua seleção.

FICHA TÉCNICA DO JOGO

Peri-Mirim – Adriano, Djadeilson (Marlyson), Edny, Kedson e Nhôgo (Ruy), Ribamar,Phillipp (Jojó), Arílio (Elinaldo), Celso e Ivanildo, Vinícius e Anselmo (Luis Carlos). TÉCNICO: Zeca de Tônho.

Barreirinhas – Gleydson, Valdo, Ray, Alex e Nenê (Jhon), Roberto, Pança (Melk), Carlão e Galvão (Maurício), Gleycinho e Tizé. TÉCNICO: Ronaldo Costa.

ARBITRAGEM DO JOGO

Juiz: Paulo Mourão

Aux1: Antônio Galvão

Aux2: Gleydson Barbosa

4º Árbitro: Luís Fernando Conceição

Local: Estádio Municipal Arena das Dunas em Barreirinhas-MA

Nem Freud explica saída de Edson Porto do URT

COMPARTILHE

Quase três meses após ser anunciado, Edson Porto foi o primeiro técnico do Campeonato Mineiro a deixar o clube que treinava na temporada de 2016. A decisão foi confirmada pela presidência do URT, nesta quarta-feira, e o motivo não tem nada a ver com o resultado do primeiro teste, quando a equipe perdeu para o Crac-GO. Além do treinador, o preparador de goleiro, Mazinho, o preparador físico, Florindo Ghidine e o gerente de futebol, Waltinho, também deixam o clube.

O presidente do URT, Roberto Túlio de Miranda, afirmou que o desentendimento em relação ao valor do “bicho”, premiação extra que o clube paga ao elenco quando a equipe consegue um bom desempenho, motivou a saída.

– Foi um problema a respeito do valor da premiação oferecida. Resolvemos então trocar a comissão – explicou.

Segundo o Edson Porto, o valor da premiação oferecido aos atletas era cinco vezes maior que o da comissão técnica. Quando foram reivindicar valores próximos, a diretoria não aceitou.

– A gente reivindicou e a direção não aceitou. A dos jogadores seria de R$ 1 mil, e a da comissão técnica seria R$ 200. Na verdade, ficamos sem saber o que realmente aconteceu. Não pedimos demissão, mas a direção tem seus motivos. Não houve discussão, nem atrito. É uma coisa normal – explicou Edson Porto.

No último sábado o elenco fez o primeiro teste no amistoso contra o Crac, em Catalão-GO. Com dois gols contra, o time de Patos de Minas perdeu por 2 a 1. Analisando a atuação, Edson Porto considerou a URT superior e afirmou que a demissão não está relacionada com o jogo teste.
– Eu acredito que não tenha influenciado. Se tiver algo a ver, é complicado. Quero acreditar que seja só essa divergência financeira. O grupo vinha bem demais e sem problemas entre os jogadores, direção ou comissão técnica – comentou o agora ex-treinador do URT-MG.

PRÓXIMOS PASSOS DO URT

Para a vaga em aberto, o presidente tem um nome: Ademir Fonseca, ex-treinador do Guarani (SP).

– Ele deve chegar até o fim da semana. Nós  conhecemos o trabalho dele. Ontem fizemos uma lista com cinco nomes e chegamos ao Ademir – adiantou Roberto.

Edson Porto, que foi anunciado pela URT no dia 15 de outubro, tem experiência internacional e analisa possibilidades de voltar a comandar times no exterior.

– Hoje tive uma sondagem. Está bem encaminhada, mas não é algo 100%. A oportunidade seria para fora do Brasil e a possibilidade é grande – disse Edson.

GE-TRIÂNGULO MINEIRO

 

Seleção de Peri-Mirim não toma conhecimento de Rosário e vence por 2×0 em Bacabeira

COMPARTILHE

Em tarde chuvosa, a seleção de Peri-Mirim viajou 274 KM até a cidade de Bacabeira, no eixo do munin e venceu o selecionado de Rosário por 2×0 no Estádio Municipal Arnaldão. Com um gramado razoável para a prática do futebol e um bom público presente, a equipe de Rosário se impôs como favorita, mas acabou se dando mal no final do jogo. Por ser a campeã de 2015, Rosário não respeitou à equipe de Peri-Mirim e perdeu uma carrada de gols. Como diz o ditado no futebol: quem não faz leva. Foi isso que aconteceu na partida.

WP_20160109_15_55_01_Pro[1] WP_20160109_15_58_28_Pro[1]

Pressionado, Peri-Mirim jogava no contra-ataque e explorava as boas jogadas do maia Celso, que comanda o meio campo da seleção. Com um time bastante jovem, Rosário buscava sair pelas pontas, mas a zaga de Peri-Mirim estava bastante compacta. Aos 44 minutos da etapa inicial, Rosário por pouco não abriu o placar no Arnaldão, mas o goleiro Adriana fez um milagre, mantendo o jogo em 0x0.

WP_20160109_16_04_43_Pro[1] WP_20160109_15_52_23_Pro[1]

Na volta do intervalo, o técnico Josevaldo fez logo duas alterações, mas não surtiu efeito. No mesmo ritmo da primeira etapa, a seleção de Rosário pressionava, mas não concluía em gol. Aos 10 minutos, o meia rosariense perdeu um gol só ele e o goleiro Adriano. Aos 18 minutos, Rosário tentou novamente, mas a zaga perimiriense tirava de qualquer jeito. Aos 19 minutos da etapa final, em um contra-ataque fulminante, a bola sobrou para Vinicius fazer 1×0 Peri-Mirim.

WP_20160109_15_57_19_Pro[1] WP_20160109_17_54_50_Pro[1]

A partir daí, o time de Rosário foi todo para o ataque em busca do empate. Mais uma vez o provérbio de “Quem Não faz Leva” prevaleceu. Aos 42 minutos, Jeferson perdeu um gol só ele e o goleiro Adriano. No contra-ataque, a bola sobrou para Celso e com categoria mandou para o fundo das redes, Peri-Mirim 2×0.

WP_20160109_16_21_05_Pro[1] WP_20160109_17_41_09_Pro[1]

No final do Jogo, o meia atacante Celso, falou emocionado sobre o resultado positivo fora de casa. “Futebol é assim mesmo, os caras tiveram as oportunidades e não fizeram, já a gente teve poucas chances e fomos felizes, concluímos em gols e conseguimos a vitória. Gostaria de agradecer a receptividade do povo de Rosário, mas infelizmente que eles comentaram sobre nossa equipe, não aconteceu. Diziam que iriam nos golear de 5,6 e 10×0 foi anunciado. Futebol é disputado dentro das 4 linhas e nosso foco são as vitórias. A prefeitura Municipal de Peri-Mirim tem nos dado apoio, através do prefeito João Felipe, sobre o transporte, alimentação e isso estamos retribuindo com as vitórias dentro de campo. Não importa se joga bonito ou não, o que vale é bola dentro do gol” – destacou o camisa 10 da seleção de Peri-Mirim.

WP_20160109_17_55_28_Pro[1] WP_20160109_17_55_28_Pro[1]

Após o jogo, o prefeito de Peri-Mirim, João Felipe reuniu com os jogadores e mostrou seu apoio aos atletas após a vitória. “Mais uma vitória e desta vez fora de casa, diante do atual Campeão do Intermunicipal, onde nossa equipe se doou os noventa minutos. Na saída de Peri-Mirim, falei para os jogadores que o jogo é decidido dentro de campo e tai o resultado. A muito tempo nossa seleção não participava do Intermunicipal e em nossa gestão assumimos o compromisso de ajudar o futebol local e tai, estamos fazendo bonito, graças a Deus, onde estou feliz em ajudar esses jogadores que tanto merecem”, disse Felipe.

FICHA TÉCNICA DO JOGO:

ROSÁRIO-MA – Preto, Vivico, Evandro, Nonato e Bibico, Pedro, Dodô (Willame), Dayvid (Francenilson), Ylbrener (Bruno), Gegeu (BrunoII) e João (Jeferson). Técnico: José Valdo.

PERI-MIRIM – Adriano, Djadeilson, Thiago, Edney e Nhogo (Rui), Samuel (Luís Carlos), Arílio (Kédson), Anselmo e Celso, Ivanaldo e Vinicius (Jojó). Técnico: Zeca de Tonho.

GOLS DA PARTIDA:

Vinícius (1×0, aos 19’ 2T) e Celso (2×0, aos 42’ 2T)

ABITRAGEM DO JOGO

Juiz: Maicon Matos Nunes

Aux1: Damásio Câmara

Aux2: Elson Araújo

4º Árbitro: Alisson de Oliveira

Delegado do Jogo: Simas Junior

 

 

 

Escolinha Reconstruindo o Futebol de Bequimão realiza torneio de confraternização e abre inscrições para mais 20 alunos

COMPARTILHE

Com três anos de fundação e criado pelo professor Júnior Lopes, o Projeto Escolinha Reconstruindo o Futebol de Bequimão, já conta com 85 alunos e este ano abre vagas para mais 20 atletas. A Escolinha tem o apoio do prefeito Zé Martins, que incentiva a formação de cidadãos, onde o acompanhamento dos alunos é feito pelo professor Junior Lopes, trimestralmente nas escolas através de boletins.

E1 E2

A Escolinha é gerenciada por categorias. Existem 42 alunos entre 8 e 10 anos, e 43 alunos de até 15 anos de idade. As atividades começam sempre em fevereiro e são distribuídas por módulos. Os primeiros três meses são basicamente parte física, três meses de amistosos, e nos últimos três meses é realizado um “Torneio de Confraternização”, onde é feito um café da manhã para os pais das crianças e premiação de medalhas para os times campeões nas duas categorias. Além disso, a aluno nota dez também recebe medalha.

E3 E4

O torneio é divido em 4 equipes por categoria, onde categoria joga dentro da mesma categoria, levando em conta a idade de cada atleta. Em jogo de ida e volta, o torneio se torna mais atrativo e no final todos os atletas fazem a festa com os pais e o professor Júnior Lopes.

DE OLHO NO BOLETIM

E5 E7

Pelas regras da Escolinha, o aluno que não desenvolver a atarefa escolar e não se empenhar em sala de aula, perde a vaga no projeto. Com isso, o professor Junior Lopes visita as escolas onde existem atletas da Escolinha e verifica o desempenho do aluno. Em caso de falta de vontade do aluno ou notas baixas, tanto a criança, quanto os pais, são chamados para uma reunião.

PASSEIO E DIVERSÃO

EZ1 EZ2Em 2015, o Projeto Escolinha de Futebol, com o apoio do prefeito Zé Martins, fez uma bela surpresa aos atletas e de presente, levou todos os alunos da Escolinha Reconstruindo o Futebol para o ENZO PARK na cidade de Pinheiro, justamente no dia das crianças, onde todos se divertiram acompanhados e supervisionados pelo professor Junior Lopes. Lá a criançada pode conhecer a natureza de um outro anglo.

PRINCIPAL OBJETIVO DO PROJETO

E7 E8Além do caça talentos, o projeto busca formar cidadãos e aproximar os alunos dos livros, professores, sociedade e principalmente aos pais, buscando novos horizontes, adquirindo conhecimento e traçando o caminho para o futuro. Para o professor Junior Lopes, responsável pelo projeto, a luta é grande, mas o resultado é gratificante. “Temos um trabalho grande, mas o resultado é maior ainda. Formamos cidadãos e aproximamos famílias. Nossa meta está sendo alcançada, graças a Deus” – disparou o professor Lopes, que foi categórico ao afirma que os pais também precisam fazer sua parte.

E9 E10

No ano passado, o aluno Nota 10 veio da Escola Batutinhas e nome da fera é Carlinhos, que recebeu uma medalha de reconhecimento. Um bom exemplo para os alunos que almejam subir ao pódio.

 

 

Superclássico Moto X Sampaio termina empatado em Bequimão

COMPARTILHE

O jogo das torcidas entre Moto x Sampaio realizado no último domingo (27) no estádio Vivaldo Lemos Paixão (Vivaldão) na cidade de Bequimão, acabou ao estilo superclássico em 2×2. A partida que contou com a transmissão da Rádio Bequimão FM 106,3MHZ, levou um grande público ao estádio. A cidade abraçou a ideia, mas a maior torcida foi a rubro-negra, que deixou parte do estádio vermelho & preto.

WP_20151227_08_44_20_Pro WP_20151227_10_40_28_Pro

O jogo começou morno, mas o Sampaio tratou de abrir o marcador por intermédio do torcedor Índio. Após o gol, o Moto acordou e começou mandar no jogo. Em uma bela cobrança de falta, o jovem Carlos Vinícius, mandou para o fundo do gol e empatou a partida. Ainda no primeiro tempo, o time do Moto teve a chance de virar, mas acabou desperdiçando a oportunidade.

WP_20151227_08_35_47_Pro WP_20151227_10_40_40_Pro

Na volta do segundo tempo, o time Motense fez várias mudanças e em uma delas, acabou infringindo o regulamento da partida, que pedia a substituição de novo para novo e veterano para veterano. O técnico do time do Sampaio, Junior Lopes, percebeu o erro e invadiu o gramado. Os torcedores do Papão não aceitaram a reclamação e partiram para o bate-boca. O árbitro que estava vestido com a camisa do MAC; acabou apaziguando e o jogo foi reiniciado.

WP_20151227_16_12_32_Pro WP_20151227_16_13_00_Pro

Após pedir para ser substituído, Carlos Vinícius que havia marcado o gol de empate, voltou ao gramado e novamente em cobrança de falta, virou o jogo para os Motenses, fazendo 2×1. O time da Bolívia Querida estava bastante perdido em campo e com poucas opções no banco, mas em uma falha da zaga motorizada, Cabrinha acabou deixando tudo igual no Vivaldão, em 2×2.

WP_20151227_08_36_04_Pro WP_20151227_11_21_39_Pro

Realizado pelos irmãos Rogério Lopes (Motense) e Junior Lopes (Boliviano), o jogo das torcidas foi beneficente e arrecadou alimentos para famílias carentes de Bequimão. Mesmo sendo em cima da hora, a partida entre Moto x Sampaio ganhou grande repercussão no município e já começa a planejar o jogo de 2016.

WP_20151227_08_44_30_Pro WP_20151227_11_21_59_Pro

Após a partida, todos os torcedores que compareceram ao Vivaldão, foram para o bar beira mar, na orla marítima de Bequimão, onde as pedras rolaram ao som do Reggae Roots, no comando de Rodiney Luciano, Renan Lemos, Denys Brown, Marcos Vinícius (Motense) e Joaquim Zyon, que acabou em festa.

Macajubal conquista o Campeonato Feminino de Bequimão 2015

COMPARTILHE

O Estádio Municipal Vivaldo Lemos Paixão (Vivaldão) recebeu um grande público e com uma torcida pra lá de animada na grande final do segundo campeonato feminino de futebol em Bequimão, realizada neste domingo (27) de dezembro. A competição contou com a participação de oito agremiações. Na decisão do terceiro lugar entre Paricatíua e Ramal de Quindiua, que acabou com a vitória das meninas da terra da carnaúba, Paricatiua venceu por 1×0 e ficou o terceiro lugar. Já na decisão do título, o Sampaio de Macajubal enfrentou a equipe do Sol Nascente e venceu de virada por 2×1 e conquistou a taça de campeão 2015.

WP_20151227_16_34_35_Pro WP_20151227_17_58_51_Pro

Em um jogo bastante equilibrado, com destaque para as jogadoras Évilla e Luana (Macajubal), Catiane e Erivane (Sol Nascente), o tricolor de Macajubal levou a melhor. Mas a garra das campeãs foi decisiva quando o assunto é finalíssima. A cada lance, as torcidas reagiam com gritos e euforia, como há muito tempo não se via nas partidas de futebol no Vivaldão. A equipe de Sol Nascente saiu na frente com um belo gol da jogadora Catiane, mas no segundo tempo o time de Macajubal virou e levantou a taça.

WP_20151227_18_00_50_Pro WP_20151227_18_01_02_Pro

O campeonato foi organizado pela Prefeitura Municipal de Bequimão, por intermédio da Secretaria de Esportes. O prefeito Zé Martins (PMDB) entregou a premiação, acompanhado do secretário Kell Pereira e do professor Junior Lopes (treinador da escolinha de futebol).

O prefeito Zé Martins assistiu a decisão e descreveu a felicidade de promover o segundo campeonato feminino consecutivo em sua gestão. “É um resgate do esporte em nosso município. Estamos no segundo campeonato e com isso estamos dando a maior premiação já vista no futebol bequimãoense. Minha felicidade é ver as pessoas felizes. Se o povo está feliz, é porque estamos no caminho certo. Ainda não está do jeito que queremos, mas estamos trabalhando para melhorar cada vez mais”, disse.

WP_20151227_17_59_54_Pro WP_20151227_18_00_25_Pro

Já o secretário Kell Pereira, que acompanhou cada partida deste campeonato, falou do empenho para realizar uma competição de sucesso. “É o segundo ano consecutivo e isso se deve ao prefeito Zé Martins, que se preocupa com o esporte de nosso município. Se tem alguém responsável por tudo isso, esse alguém é o prefeito. Sou apenas uma personagem no projeto. O verdadeiro autor de tudo é ele, que incansavelmente luta pelo povo de Bequimão”, destacou.

WP_20151227_18_03_07_Pro WP_20151227_18_03_43_Pro

Após a entrega da premiação, as jogadoras tanto de Macajubal, quanto de Sol Nascente, caíram na folia e começaram a fazer a festa ainda no gramado do Vivaldão. Nem o prefeito Zé Martins escapou da maizena jogada pelas atletas. O certo mesmo, é que tudo foi festa no estádio.

FICHA TÉCNICA DO JOGO

MACAJUBAL – Tatiana, Derlange, Ana Cristina, Joselina, Luana, Eliana (Rosidalva), Érika, Maíza e Joseilda; Évilla e Irlane. Tec: Ronaldo.

SOL NASCENTE – Gleucilene, Maria Raimundo, Luziene, Marileide e Beatriz (Talícia), Lurdilene, Milene, Josenilma e Erivane; Catiane e Jacilene. Tec: Robson.

GOLS DA PARTIDA:

Catiane (Sol Nascente 1×0)

Évilla 1×1 e Ana Cristina 2×1 (Macajubal)

 VEJAM TODAS AS FOTOS CLICANDO AQUI

 

Edmilson Jansen participa da final do campeonato da Vila Embratel

COMPARTILHE

O vereador de São Luís, Edmilson Jansen (PTC) – participou no último dia (13), da final do campeonato realizado no Estádio do  Primavera, no bairro Vila Embratel, promovido pelo departamento de futebol local, e contou com a participação de dez equipes.

A final do campeonato foi disputada entre as equipes do Juventus de dona Mundoca X Vila Verde de Neném, ambas da mesma localidade.

O time do Vila Verde, chegou a fazer 3 a 0, ainda no 1º tempo, mas permitiu a reação da equipe rival no início da segunda etapa, deixando o Juventus empatar em 3 a 3, e quando a decisão parecia se encaminhar para as penalidades, ai que surgiu, o surpreendente, Renan, em uma linda jogada, definiu o campeonato, levando o Vila Verde ao título de campeão de 2015. O craque estava recém-chegado ao bairro, e foi logo o artilheiro do campeonato, com seis gols, em apenas 3 jogos, que disputou pelo Vila Verde.

O vereador também participou da entrega de troféus e das comemorações das duas equipes, na Rua do Arame. No ato de entrega da premiação ao campeão, o parlamentar, agradeceu o empenho de cada equipe que participou da competição. “Foi muito gratificante trabalhar com vocês. Todas as equipes mostraram competência e principalmente respeito por todos. Chegamos ao final da competição com tranquilidade. Parabéns a todos, principalmente aos campeões” – Concluiu Edmilson Jansen.

Texto: Mauro Garcia

Peri-Mirim & Palmeirândia estão na segunda fase do Intermunicipal

COMPARTILHE

Campeonato Intermunicipal de futebol, competição promovida pela Federação Maranhense de Futebol (FMF), definiu neste final de semana, as seleções classificadas para a segunda fase da competição, que este ano teve apenas 14 agremiações, sendo 12 em grupos de 4 e duas seleções que vão ingressar na segunda fase (Campeão e vice de 2014).

Pelo Grupo A, a bola rolou neste sábado (19) e a seleção de São Bento foi derrotada por Palmeirândia pelo placar de 2×0, enquanto a Seleção de Santa Helena só empatou com Peri-Mirim em 2×2, na capital do Turí. Com os resultados, Palmeirândia e Per-Mirim garantiram suas vagas na segunda fase do Intermunicipal.

Já pelo Grupo B, a seleção de Barreirinhas derrotou Cajarí pelo placar de 1×0, enquanto Miranda do Norte venceu Viana por 3×1 no estádio Mirandão. Com os resultados, as seleções de Barreirinhas e Cajarí, garantiram as vagas do grupo na segunda fase da competição.

Pelo Grupo C, as seleções de Santa Luzia do Paruá e Nova Olinda empataram em 0x0 e Maracaçumé derrotou Governador Nunes Freire pelo placar de 3×2. As seleções de Maracaçumé e Santa Luzia seguem para a segunda fase da competição.

SEGUNDA FASE – Após a definição das equipes classificadas, os grupos da segunda fase da competição ficaram assim definidos. No Grupo D, estão as seleções de Pinheiro, Maracaçumé, Palmeirândia e Cajari, enquanto que no Grupo E estão inseridas as equipes de Rosário, Barreirinhas, Peri-Mirim e Santa Luzia.

PROXIMOS JOGOS – O Campeonato Intermunicipal de Seleções da uma parada devido às comemorações de Natal e Ano Novo. A bola volta a rolar somente no dia 9 de janeiro. Pelo Grupo D, a seleção de Pinheiro vai enfrentar Palmeirândia e Maracaçumé vai encarar Cajarí. No Grupo E, Rosário enfrenta Peri-Mirim e Barreirinhas joga contra Santa Luzia do Paruá.

 

Bequimão vai receber o maior clássico do futebol maranhense (Sampaio x Moto)

COMPARTILHE

O dia 27 de dezembro de 2015 vai ficar marcado na história do futebol bequimõense. Pela primeira vez, o Estádio Municipal Vivaldo Lemos Paixão (Vivaldão) vai receber o Super Clássico (Moto x Sampaio) em uma partida beneficente realizada por torcedores dos dois times. É o Super Clássico de torcedores do Papão com os Bolivianos

A partida que está marcada para começar às 8h da manhã e vai arrecadar alimentos não perecíveis, tanto dos que vão assistir o confronto, quanto dos que estão habilitados a jogar.

A realização é do professor Rogério Lopes e deve contar com personalidades de vários setores, que vão abrilhantar a partida, que ao mesmo tempo, serve como festa de confraternização, encerrando as atividades esportivas do município. É a primeira vez que será realizada uma partida de futebol entre torcedores de Moto x Sampaio em Bequimão; o que pode movimentar o município no último domingo de 2015.

Além disso, serão sorteadas duas camisas oficiais de Moto x Sampaio para os torcedores que comparecerem ao Vivaldão. Todo alimento arrecadado será doado. Após o jogo, a famosa confraternização dos torcedores e simpatizantes.

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free