casa » ESPORTE (página 4)

ESPORTE

Prefeitura de Alcântara reúne ciclistas em mutirão para limpar o Rio da Comunidade Espera

COMPARTILHE

Em uma força tarefa, a prefeitura municipal de Alcântara através da secretaria de Esporte & Juventude, em parceria com as secretarias de Cultura & Turismo, Meio Ambiente, Infraestrutura e Serviços Públicos, e Saúde, realizou na manhã deste domingo (22), o primeiro passeio ciclístico, reunindo os amigos do pedal com objetivo de promover interação entre os participantes e assim oferecer uma manhã de lazer aos ciclistas.

Além do lazer, o grande foco estava literalmente relacionado à saúde. Os ciclistas pedalaram, mas também fizeram a limpeza das marginais do Rio da Comunidade Espera; local em que pode servir como ponto turístico e enquadrar no planejamento do prefeito Anderson Wilker, que vai investir alto no mercado do turismo, uma das maiores indústrias do mundo.

A concentração, e saída dos ciclistas aconteceu por volta das 7h da manhã da Praça da Matriz, no centro histórico da cidade com destino ao Rio da comunidade Espera para realizar a coleta do lixo que tomava conta das margens do Rio. O lixo foi ensacado para ser coletado pelo transporte de limpeza pública da cidade. Após a coleta do lixo, os ciclistas retornaram.

No final da ação, o secretário de Esporte & Juventude, Wemerson Martins, agradeceu a parceria e renovou o convite aos aventureiros do pedal para novas ações que serão realizadas em outros pontos da cidade.  O objetivo é praticar esporte com foco em saúde pública.

Já o prefeito Anderson Wilker (PCdoB), comentou os benefícios da ação dos aventureiros do pedal. “A limpeza é um dever do município, mas também é obrigação da população preservar o ambiente. Essa atitude dos ciclistas deve servir como exemplo para outros segmentos de nosso município. O bom mesmo é não jogar lixo nas ruas. Isso ocasiona sujeira nos leitos dos rios, que abastecem as torneiras de nossa cidade. A saúde começa pela limpeza” – destacou o gestor.

Escolinha de Futebol de Bequimão faz a festa de confraternização neste sábado (17)

COMPARTILHE

Com quatro anos de fundação e criado pelo professor Júnior Lopes, o Projeto Escolinha Reconstruindo o Futebol de Bequimão, já conta com 80 alunos, e tem dado bons frutos, tanto em cidadania, quanto no desenvolvimento escolar. A Escolinha tem o apoio da Prefeitura de Bequimão, que incentiva a formação de cidadãos, onde o acompanhamento dos alunos é feito pelo Treinador, trimestralmente nas escolas através da vistoria nos boletins.

A Escolinha é gerenciada por categorias. Este ano o professor Junior Lopes realizou mais um torneio que envolve 4 times nas categorias entre 8 e 10 anos, e 4 times nas categorias de 12 até 16 anos de idade. A premiação acontecerá na noite deste Sábado (17) na Escola Minas Gerais, na Avenida Bandeirantes, no centro da cidade de Bequimão. A festa de confraternização e premiação terá a presença dos pais dos atletas.

trofeu1

O torneio que é divido em 4 equipes por categoria, onde cada categoria joga dentro da mesma categoria, levando em conta a idade de cada atleta. A grande final das duas categorias acontece neste sábado (17) pela manhã no estádio Vivaldão. Este é o terceiro ano do torneio, que terá premiação apenas para os campeões.

DE OLHO NO BOLETIM

Pelas regras da Escolinha, o aluno que não desenvolver a atarefa escolar e não se empenhar em sala de aula, perde a vaga no projeto. Com isso, o professor Junior Lopes visita as escolas onde existem atletas da Escolinha e verifica o desempenho do aluno. Em caso de falta de vontade do aluno ou notas baixas, tanto a criança, quanto os pais, são chamados para uma reunião.

PRINCIPAL OBJETIVO DO PROJETO

Além do caça talentos, o projeto busca formar cidadãos e aproximar os alunos dos livros, professores, sociedade e principalmente aos pais, buscando novos horizontes, adquirindo conhecimento e traçando o caminho para o futuro. Para o professor Junior Lopes, responsável pelo projeto, a luta é grande, mas o resultado é gratificante. “Temos um trabalho grande, mas o resultado é maior ainda. Formamos cidadãos e aproximamos famílias. Nossa meta está sendo alcançada, graças a Deus” – disparou o professor Lopes, que foi categórico ao afirma que os pais também precisam fazer sua parte.

 

Time da Câmara Municipal disputa final do Campeonato de Futebol Society

COMPARTILHE

O time de futebol da Câmara Municipal de São Luís encontra-se a um passo de conquistar a taça do IV Campeonato de Futebol Society dos Servidores Municipais. A equipe do Legislativo Ludovicense entra em campo neste sábado (10), a partir das 10 horas, na Associação do IPAM, para enfrentar o time formado pelos integrantes do grupo de Salva Vidas/Guarda Municipal de São Luís.

Mantendo-se invicto no certame, tendo vencido as seis (06) partidas disputadas, o time da Câmara para mais esse confronto, está confiante em mais uma vitória, objetivando sagrar-se campeão da competição. Vale ressaltar que a equipe conta com o artilheiro Hamilton Gomes, assim também como o goleiro Aldo Carneiro, sendo o que menos vazado no campeonato.

A equipe conta com os atletas Aldo, Jordão, Lulinha, Welder, Wé, Aldinho (Ex-Sampaio), Cedral (Ex-Sampaio), Max, Júlio César, Hamilton, Yuri, Alexandre, Dedê, Maninho, Marquinhos, Zé Maria, Neto, Gramiler, Tatá e Nélio. Os treinadores responsáveis pelo sucesso do time são Marciano, Galego e Lula, além da torcedora oficial e mascote Lourdes Maria.

Tendo sido iniciado no dia 18 de outubro, o Campeonato dos Servidores Municipais marca seu encerramento neste sábado. Para um dos treinadores da equipe da Câmara, o time ta forte e tem chances de levantar o troféu “Estamos bastante confiantes em conquistarmos a vitória para nos tornarmos campeões dessa modalidade”, afirmou com entusiasmo o treinador Marciano.

 

Presidente do PAC entra em contato com o editor deste Portal e descreve sua versão sobre matéria anterior publicada aqui

COMPARTILHE

O presidente do Pinheiro Atlético Clube (PAC), e da Liga Pinheirense de Futebol, Filemon Guterres, entrou em contato com o editor deste Portal de Notícias na manhã desta segunda feira (28), para explicar sua versão com relação a matéria publicada aqui sobre a polêmica entre Santa Quitéria X Federação Maranhense de Futebol (FMF), onde o PAC juntamente com Filemon foram citados no texto.

A tese abordada para sua defesa foi sobre uma suposta oferta da Secretaria de Esportes de Pinheiro para Filemon e em troca Luciano bancaria o PAC no campeonato maranhense. “Nunca sentei com Luciano para falar sobre secretaria de esportes de Pinheiro. Houve sim, uma reunião com ele em São Luís, mas onde levei dois orçamentos do PAC: um para o time fazer boa campanha e outro para brigar por título. Isso porque não tenho condições de manter um time. Fui contra a entrada do PAC no futebol profissional, e com o seletivo perdemos os patrocinadores” – destacou Filemon.

Com relação ao texto que destacava Filemon como afilhado e único cabo eleitoral de Antônio Américo nas eleições deste ano em Pinheiro, ele foi categórico ao explicar tudo. “Não fui cabo eleitoral de Américo como foi passado para o Portal. Rompi com Antônio Américo mesmo antes das eleições, já que não concordava com algumas atitudes dele na campanha. Na FMF também estamos rompidos e cada um segue seu caminho, nossa relação é simplesmente profissional, já que sou presidente do PAC e da Liga” – finalizou.

Sobre o cargo vitalício de Filemon na Liga Pinheirense, ele foi franco em afirmar que houve equívoco por parte da fonte, mas deu sua versão. “Essa história de cargo vitalício, isso é balela. Meu mandato termina em janeiro de 2018, e ali existe um Estatuto e tem a lei que rege isso tudo. Já temo o Profute e ninguém mais pode se perpetuar em cargos de entidades. Estou ali por paixão ao futebol amador e não luto só pelo esporte de Pinheiro, meu esforço também gera luta pela baixada” – disse.

Para finalizar seus argumentos, Filemos destacou seu trabalho e compromisso com o esporte da região. “Hoje tenho 16 atletas do sub19 e só eu sei como faço para mantê-los até a Copa São Paulo de Futebol Junior. Será um mês de preparação e isso tudo é gasto. Se compro um pão pra mim, tenho que comprar mais 16 para os jogadores. Se for pra assumir alguma secretaria em Pinheiro, que seja por mérito de minha qualificação, jamais por apadrinhamento. Já fui secretário de esportes em Pinheiro e a população sabe de meu trabalho” – finalizou Filemon Guterres.

Só lembrando que esse mingau de caroços pode render muitos capítulos, já que os regulamentos das duas competições não estão sendo respeitados pela FMF e isso pode parar na justiça. Até um torcedor por acionar a FMF na justiça, baseado no Estatuto do torcedor. O certo mesmo, é que a cidade de Pinheiro toda comenta sobre a pasta da Secretaria de Esportes na gestão de Luciano. VAJA AQUI no Blog de Herasmo Leite.

FMF mistura política com futebol, e pode transformar o campeonato maranhense de 2017 em mais uma “salada” de problemas.

COMPARTILHE

A expectativa dos torcedores e dirigentes do futebol maranhense seria de um campeonato mais organizado, atraente e rentável para os clubes participantes. Só que nem foi construída da tabela e muito menos o regulamento do certame de 2017, e já temos a primeira mexida drástica.

Segundo fontes deste Portal, a exclusão do Santa Quitéria do campeonato maranhense de 2017, nada tem haver com praça esportiva, já que nenhum clube participante tem estádio e depende exclusivamente do poder público, como por exemplo Moto, Sampaio, Mac e Americano (este que nasceu em Bacabal), e hoje mendiga pelas ruas da capital. De acordo com a fonte, a suposta saída do Santinha, se deve a uma suposta oferta política ao Presidente da Federação Maranhense de Futebol (FMF), Antônio Américo, que estaria negociando a Secretaria Municipal de Esportes de Pinheiro, com o novo prefeito Luciano Genésio, para que o presidente do Pinheiro Atlético Clube (PAC) e também Presidente da Liga Esportiva Pinheirense, Filemon, assuma a secretaria de esportes da Princesa da baixada. Em troca, Américo colocaria o PAC no campeonato maranhense a partir de 2017, onde Luciano bancaria o time e apoiaria Américo para deputado estadual em 2018.

Ainda segundo a fonte, Filemon é homem de confiança de Antônio Américo e foi o único cabo eleitoral do presidente da FMF em Pinheiro, onde Américo foi candidato a prefeito pelo PPS e recebeu uma votação pífia de pouco mais de 400 votos. Como não houve segunda divisão do maranhense em 2016, a FMF fez um seletivo e no regulamento diz que apenas o campeão subiria para a Série A do campeonato maranhense de 2017. Só que Américo pode rasgar dois regulamentos ao mesmo tempo, o da série A e B ao colocar o PAC no estadual.

De acordo com a fonte, Filemon já está vitalício como presidente da Liga Esportiva Pinheirense, agora assumiu a presidência do PAC e deve assumir a Secretaria de Esportes de Pinheiro, o que seria uma espécie de afilhado de Antônio Américo. Segundo a fonte, Antônio Américo e Filemon já se encostaram com Luciano. De acordo com a fonte, Luciano havia dito dias atrás que se o PAC disputasse o campeonato maranhense, ele bancaria o time e de quebra Américo ganharia a pasta do esporte no município. Vamos aguardar pra ver esse desenrolar… O certo mesmo, é que o Santinha dançou.

Rei Zulu: do trono para a cadeira de rodas

COMPARTILHE

Uma pequena casa com a entrada em elevado de escadas de cimento, com apenas dois cômodos, sem pintura, cuja cama de dormir fica separada da sala por uma cortina de plástico, no bairro da Vila Luisão, em São Luís, abriga um mito da luta-livre do Brasil, Casimiro do Nascimento Martins, o Rei Zulu, que encantou o público nas décadas de 1970, 1980 e 1990.

O bequimãoense da Comunidade Quilombola de Pontal deixou o trono sem a majestade de outrora e hoje vive e se acomoda numa cadeira de rodas, por conta de um acidente doméstico que lhe fraturou o fêmur, no começo do mês de outubro. Anos antes, enfrentou um Acidente Vascular Cerebral (AVC) que não lhe deixou sequelas.

Aos 72 anos, ainda exibe uma musculatura de fazer inveja, com 115 quilos distribuídos em 1,88 de altura, o que, quando em pé lhe dá a postura respeitável  de um gigante do ringue, que, ao longo da carreira, abateu centenas de adversários. Os dentes alvos e completos servem de adorno para um sorriso largo e inocente.

A lucidez é impressionante e o raciocínio muito rápido. Numa rápida conversa com os jornalistas Djalma Rodrigues, Nelson Nogueira e Walkir Marinho, fala da infância em Bequimão, da vinda da família para São Luis, do Exército, onde serviu ao longo der 3 anos e o início da carreira.

“Começou bem cedo, logo quando deixou o Exército. O porte físico impressionava e comecei a luta livre, para mim a melhor, porque não precisa de luvas e nenhum aparato”, destaca Zulu.

SOBRE A SITUAÇÃO FINANCEIRA:

Vocês sabem como é família do interior, né? Todo mundo é unido. Nossa família é grande, somos 18 irmãos. Quando comecei a ganhar dinheiro, tive de ajudar irmãos, sobrinho, pai e mãe. Se tivesse guardado o que ganhei estaria rico; mas isso não aconteceu” – assinala o Rei.

Sempre sorridente Zulu diz que a luta  mais marcante de sua vida foi o combate com o Rickson Gracie, no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro.

“Meu pai havia me adito. Olha Zulu, como é que tu, um preto do interior do Maranhão, desconhecido vai encarar esse lutador, que é uma estrela, tem todo apoio e todo aparato? Mesmo assim fui lá e tenho certeza que venci, mas os juízes apontaram a minha derrota por pontuação”, acrescenta o Rei Zulu.

Sem demonstrar  qualquer ponta de mágoa, afirma que enfrenta muitas dificuldades financeiras, porque sobrevive apenas com um salário mínimo, mas diz esperar dias melhores.

Sobre a falta de locomoção, destaca que vai conseguir andar. Durante a conversa, recebe o telefonema de uma amiga, que diz que vai lhe enviar uma medicação caseira, à base de sebo de carneiro.  Como todo interiorano, ela acredita que receita como essa, auxiliada por benzeduras, vai lhe fazer andar dentro de poucos dias.

A conversa foi saborosa, temperada por goles de café pretos e os três jornalistas deixaram a pequena casa de Casimiro Nascimento, na certeza de que, quem já foi rei jamais perde a majestade, mesmo sem pompas  de realeza. As fotos, em frente a uma pequena estante de madeira, ornamentada com troféus e fotos que lembram a carreira desse grande lutador, hoje abatido pela idade e pela falta de recursos.

QUEM É REI ZULU:

Casimiro de Nascimento Martins, conhecido mundialmente por Rei Zulu, nasceu em 9 de junho de 1947 no município de Bequimão, na baixada ocidental maranhense. Lutador de vale-tudo brasileiro, especialista na luta tradicional “Tarracá” que ele mesmo desenvolveu.

Rei Zulu ficou famoso por desafiar lutadores do Brasil e de outras partes do mundo. Em 1980, depois de 17 anos de competição e invícto após 150 lutas. Foi então que, Rei Zulu lançou um desafio à família Gracie (criadores do MMA) para provar quem era o melhor lutador de vale-tudo

do Brasil.

O também invícto Rickson Gracie aceitou o desafio e lutou com Rei Zulu em um combate televisionado histórico no Brasil. Em uma luta dura, Rei Zulu perdeu sua invencibilidade quando Rickson Gracie o derrotou por finalização. Em um reencontro poucos anos depois, Rei Zulu foi derrotado novamente por pontos. Porém, no dia 30 de Novembro de 1984 Rei Zulu alcançou sua maior vitória sobre o competidor Sérgio Batarelli, lutador de kickbox.

Rei Zulu já era considerado uma figura lendária no MMA) e continuava a lutar.

Em 1990, foi derrotado por nocaute por James Adler. Em 6 de Abril de 2000 no Piauí, num combate televisionado, Rei Zulu, com 55 anos de idade, perdeu por nocaute para o lutador de Kung Fu Wellington Dourado. Rei Zulu perdeu o combate quando foi atingido, caindo do ringue e desmaiando ao bater com a cabeça no chão.

Lutando como meio de sobrevivência, em 2007 com 62 anos, Rei Zulu fez três lutas no Brasil e venceu todas elas por nocaute. Hoje aos 72 anos, o ex-lutador tenta se recuperar de um AVC e para piorar, recentemente quebrou o fêmur da coxa esquerda deixando sem poder se locomover.

Atualmente vive de ajuda de amigos e de um salário mínimo de aposentadoria da Previdência Social (INSS). Mesmo assim, tem sonhos para o futuro, destacando esperar apoio de alguns amigos, através de uso de sua imagem em projetos que venham a beneficiar principalmente as crianças. Acha que a prática do esporte é um antídoto contra as drogas, contra a marginalidade.

Release de Assessoria de Comunicação

 

HANS NINA: MEUS AGRADECIMENTOS

COMPARTILHE

As decisões que tomamos na vida nem sempre são agradáveis. Ponho nas mãos de Deus aquilo que Ele entender melhor. Em junho de 2015 assumi a presidência do Moto Club de São Luís. Naquele momento, cercado de desconfiança pela falta de recursos, e de surpresa por parte dos amigos. “Estás louco?”, foi a pergunta que mais ouvi.

Com muito trabalho, esforço, dedicação, apoio familiar, dos patrocinadores e torcida; conseguimos alcançar cinco grandes objetivos em campo: o título de Campeão Maranhense, uma das quatro vagas de acesso da série D para a série C do Campeonato Brasileiro, vaga para Copa do Nordeste, vaga para Copa do Brasil e a revelação de grandes promessas para o futebol maranhense.

Fora de campo, iniciamos a organização administrativa do clube; adesão ao Programa de Recuperação Fiscal, com o parcelamento de débitos; fechamento e cumprimento de acordo trabalhistas; pagamento em dia de salários; pagamento de premiações; melhorias no CT com o apoio do MOTIM; reforma do estatuto; venda direta de produtos licenciados; quitação de parcelamento de conta de energia do CT etc.

Muito ainda precisa ser feito pelo Moto Club. Muito mesmo!!! Meu projeto pessoal era levá-lo à Série A em 2020. Infelizmente, neste momento, a saúde não permite, a mim, a dedicação que o clube precisa.

Em fevereiro deste ano, ainda no início do Estadual, sofri um infarto, então com 39 anos. A partir dali, passei a empregar um sofrimento à minha família. Dentre contratações, pagamentos e providências tomadas ainda na uti do hospital, falei que ficaria na presidência até o fim do Estadual. Fomos campeões! Veio o Brasileiro! Como sair assim?

Depois de muita conversa, falei que ficaria até o fim do Brasileiro. Conquistamos o acesso! Aí vem a Série C!

O conflito familiar instalou-se. Alguns dos meus sonhos, ser presidente do clube, ser campeão, subir de divisões do Brasileiro…não poderia largar.

Relutei. Argumentei. Enfim, cedi. Os sonhos e conquistas só valem a pena se partilhados com felicidade por aqueles que amamos. E minha família não estava feliz.

Por outro lado, não poderia ser ingrato com o Moto. “A alegria que esse clube me proporcionou nos últimos meses, preciso retribuir”. E a melhor forma de fazer isso é permitir que outro motense dê continuidade a essa belíssima história que o Moto construiu ao longo de décadas.

Um clube de futebol exige de qualquer presidente dedicação integral. 24 horas por dia. 7 dias da semana. Com 4 competições ao longo de 10 meses, nem se cogita outra conduta. E isso, nesse momento, minha saúde não permite. Não posso insistir e prejudicar o clube e essa maravilhosa e apaixonada torcida. Tentar ficar e sair durante uma competição não é justo.

Há 17 meses ninguém imaginava que estaríamos nesse cenário tão positivo. Quem chegar encontrará parte de cota da Copa do Brasil e a cota da Copa do Nordeste a receber; débitos parcelados; negociações iniciadas; 2 meses para contratar; 1 mês para treinar antes do Estadual e o interesse de vários jogadores em virem para o Papão.

Meu agradecimento eterno por todo apoio recebido ao longo desse período: ao Governo do Estado do Maranhão, na pessoa do governador Flávio Dino; à Secretaria de Esportes do Estado, na pessoa do secretárioMarcio JardimJoslea RodriguesLeonardo CordeiroJefferson BarbosaMaxwell Guerra e todos que apoiaram o Moto Club; à Secretaria de Fazenda do Estado, na pessoa do secretário Marcellus; à Cemar, nas pessoas de Hubert, Luiz Carlos e Jeane Pires; ao Supermercado Mateus; Hospital Aldenora Belo; Hotel Bristol, Planotopo, JeováBarbosa Engenharia, na pessoa de Neto Oliveira; Superclínica, Safemed e clínica DOM, nas pessoas de Henrique Almeida, Gustavo Almeida, Gustavo Vinhas ; Gelo da Ilha, na pessoa de Jorge Mesquita; Água You Happy; D+ Academia, na pessoa de Luciana ArguellesLuart Malharia e Eggos Malharia São Francisco; a DataClick, na pessoa de Mauro Pereira; ao deputado Glalbert Cutrim; à Federação Maranhense de Futebol e toda sua equipe; à SuperBolla; DCTR Eirele; Dani E Antônio Marão; Edson Araújo; Luiz Carlos e Adriana Vieira, contadores; Neto Dragões e toda família Hely Carlos Cláudio; equipe da UFMA, nas pessoas dos professores Mário Sevilio Junior e Emerson Silami.

Também terei gratidão eterna por quem ombreou conosco nessa luta, Waldemir RosaJose Alexandre RochaAdolfo Testi, Dra Julia AminGilberto CamaraCelio Sergio, Anderson Lima, Flávia Bitencourt Jose Rui Aires Jr.Epifanio Souza, Cláudio, Ithamar Sousa Ferreira, Seu Dico. A quem me fez ingressar na diretoria, Edmar Cutrim, Roberto Júnior e Roberto Fernandes.

A todos que trabalharam direta e indiretamente, funcionários e quem honrou a camisa rubro negra.

Ao MOTIM: (Wender SilvaIsabela CastroVitor PfluegerElyson ViníciusEvandro Cleane Figueiredo) que apoiou inclusive financeiramente no momento que precisamos. A todos os torcedores que incentivaram e apoiaram, nas vitórias e derrotas (somente 4). À imprensa que trabalha de forma séria e comprometida com a verdade.

Aos clubes e dirigentes adversários pela dedicação ao futebol; em especial ao Sérgio Frota, que deixou a rivalidade de lado, colaborando com empréstimo de atleta no campeonato Brasileiro.

E, principalmente, quem permitiu que eu chegasse até aqui: Deus, sem Ele nada acontece; minha mãe Socorro e minha esposa Patricia Rocha.

Enfim, se me esqueci de algum nome por puro lapso, deixo meu muito obrigado!

A unanimidade nunca vai existir. Tive falhas. Muitas. Sempre querendo acertar. Quem virá, certeza que logrará mais êxitos. Estarei torcendo e colaborando da forma que for possível.

Qualquer situação dita, além disso, não passa de devaneio.

Com lágrimas e tristeza escrevo essas palavras. Em breve, as transformarei em alegria pelas conquistas que o Moto continuará alcançando pela próxima gestão.

Até breve!

Hans Nina

 

Maranhão recebe I Taça Ilha Favela

COMPARTILHE

Contagem regressiva para a realização da I Taça Ilha Favela, idealizada e promovida pela Central Única das Favelas, CUFA.O evento envolve atividades esportivas e culturais, tendo em destaque uma competição de futebol de campo masculino, entre times compostos por moradores de favelas.

No Maranhão a ação ganha o mesmo formato desenvolvido em outros estados do Brasil e envolverá o público das favelas localizadas na Grande São Luís, nas áreas da Cidade Operária, Coroado, Coroadinho além do Sá Viana. De acordo com a coordenação estadual da Cufa no Maranhão, Preto Nando, a I Taça Ilha Favela ocorrerá de forma simultânea e contando com a parceria do Governo do Maranhão grande apoiador do evento com o objetivo de gerar cidadania entre os jovens das periferias.

“A Taça será lançada já no início de novembro e deverá ser um marco na promoção e integração de nossas comunidades através do esporte e, claro, que também vai contribuir para que novos talentos sejam descobertos”, brincou o coordenador.

CRONOGRAMA TAÇA ILHA FAVELA

A Taça Ilha Favela será aberta oficialmente no próximo dia 05 de novembro no Viva da Cidade Operária, unidade 205 a partir das 16h. O evento se estenderá no dia 26 no Complexo Esportivo do Cardosão, no bairro do Sá Viana. O evento ocorrerá sempre aos finais de semana com grande programação esportiva, cultural e shows com artistas de renome nacional.

De acordo com o presidente da Cufa Global, Preto Zezé, a data de início do torneio deverá inaugurar em todo o Maranhão a chegada oficial da Cufa que pretende criar oportunidades e valorização dos jovens.

“Será uma grande festa da cidadania e faremos mais de vinte dias de ações direta envolvendo amplamente os nossos jovens. Por meio do esporte, arte e dança vamos passar a mensagem da paz”, detalhou o presidente que esteve em recente visita ao Maranhão fechando parceria com o Governo do Maranhão para ações voltadas às favelas da capital.

A abertura do evento deverá contar com grande movimentação dos bairros envolvidos, como Cidade Operária, Sá Viana e Área Itaqui Bacanga, Coroado e Coroadinho. Para a programação de abertura, já está confirmado o cantor Dexter, grande nome do rapper nacional.

No encerramento, dia 26, a festa fica por conta de MV Bill, um dos fundadores da Cufa Nacional e grande referência musical.

PROGRAMAÇÃO I TAÇA ILHA FAVELA

Dia 05 de Novembro

16h – Lançamento do Projeto com a presença dos Times

Apresentação Dança e Roda de B. Boy Livre

17h – Chute Inicial

Eletro Acústico Preto Nando

19h – Show de abertura com Dexter

  • Domingo (06) *programação acontece simultaneamente nos bairros da Cidade Operária, Sá Viana, Coroado e Coroadinho.

08h – 12h

– Início do Torneio às 08h;

– Feira de Esporte Urbana

(Exposição de produtos do artesanato local, Apresentação de Dj’s, Grafite, dança de rua e Estética Afro);

Dias 12 e 13

* Sábado – 14h às 18h

– Início do Torneio às 14h;

– Feira de Esporte Urbana

(Exposição de produtos do artesanato local, Apresentação de Dj’s, Grafite, dança de rua e Estética Afro);

* Domingo (13) – 08h às 12h

– Início do Torneio às 08h;

– Feira de Esporte Urbana

(Exposição de produtos do artesanato local, Apresentação de Dj’s, Grafite, dança de rua e Estética Afro);

Dias 19 e 20 – Sábado e Domingo

* Sábado 14h às 18h

– Início do Torneio às 14h;

– Feira de Esporte Urbana

(Exposição de produtos do artesanato local, Apresentação de Dj’s, Grafite, dança de rua e Estética Afro);

  • Domingo (20) – 08 às 12h

– Início do Torneio às 8h;

– Feira de Esporte Urbana

(Exposição de produtos do artesanato local, Apresentação de Dj’s, Grafite, dança de rua e Estética Afro);

Encerramento I Taça Ilha Favela dia 26 – Sá Viana / Complexo Esportivo do Cardosão

A partir das 14h

Final dos jogos

Premiação

18h – Show de encerramento

MV Bill e Comunidade da Rima (CE)

SERVIÇO:

O que: I Taça Ilha Favela

Quando: 05 de novembro de 2016 – Abertura

Onde: Viva Cidade Operária / Unidade 205.

Informações:

Keith Almeida (98)991534418

Agência Clarear

Hans Nina renuncia presidência do Moto Club por problemas de saúde

COMPARTILHE

O presidente do Moto Club de São Luís, Hans Nina, aproveitou a assembleia de conselheiros na noite desta terça-feira (01) para anunciar sua saída do comando do time motorizado. O encontro foi no auditório do Tribunal de Justiça Desportiva do Maranhão (TJD-MA), no Palácio dos Esportes, no Centro de São Luís e pegou os torcedores de surpresas.
O dirigente alegou problemas de saúde, e pressão familiar. “Com o apoio de todos, conseguimos o título estadual e o acesso para Série C de 2017, mas minha família me cobra por conta da minha saúde e este ano, todos sabem, fui parar no hospital durante o Estadual” – destacou o presidente rubronegro.

O presidente se colocou à disposição da próxima diretoria e informou que vai organizar e pagar as contas de outubro. Na oportunidade, o clube elegeu ainda o conselho fiscal e adiantou situações de jogadores para 2017, que não foram reveladas à imprensa. Este assunto foi tratado com a imprensa fora da sala.

Em 2017, o Moto vai disputar o Campeonato Maranhense, Copa do Brasil, Copa do Nordeste e Série C do Campeonato Brasileiro.

Hans Nina deixa um clube organizado, e com um calendário cheio para a nova temporada. O Portal de Notícias www.joaofilho.com, deseja saúde ao vitorioso presidente, que mesmo desacreditado por muitos, mostrou que gestão é diferente de paixão. Só sabe o valor da saúde, que já perdeu ou está perdendo. Boa Sorte, Hans Nina!

GE/MA

Time do Quilombo Conceição fica entre os quatro melhores da Copa Estadual de Quilombos

COMPARTILHE

O quilombo Conceição que foi o campeão da fase classificatória realizada no município de Bequimão, onde 11 comunidades quilombolas disputaram; participou da fase de “Mata-Mata” realizada em São Luís, e ficou na 4ª colocação entre todos os quilombos do Maranhão que estiveram no torneio.

A equipe de Conceição comandada pelo técnico Heliones estreou nas oitavas de final na tarde deste sábado (17) no Campo do Ipem, no bairro Calhau, contra a comunidade quilombola de Cotia I do município de Matinha, também na baixada maranhense, e venceu por 1X0 com gol de Thiago. Na mesma tarde, às 17h Conceição voltou a  campo contra uma comunidade do município de Serrano, mas acabou sendo derrotada por 3×1, e eliminada da grande final.

comc comc1

Já neste domingo (18) a equipe da Conceição voltou a campo às 8h da manhã para enfrentar Cujupe, comunidade alcantarense e acabou perdendo por 5×4 nas penalidades máximas, ficando assim, com a 4ª colocação do campeonato. O secretário municipal de Esportes de Bequimão esteve presente durante os jogos em São Luís representando o prefeito Zé Martins (PMDB).

EQUIPE DA CONCEIÇÃO:

  • Elivelton (Goleiro)
  • Bruno e Wesley (Zagueiros)
  • Rosivan e Joelber (Laterais)
  • João Edson, Delvian (Volantes)
  • Adailton, Thiago (Meias)
  • Breno, Elieldo (Atacantes)

RESERVAS:

  • Rogério (Goleiro)
  • Albert (Zagueiro)
  • Jalbert (Lateral)
  • Robert (Atacante)
  • Roberto (Meia)
  • Eliones (Atacante)
  • Carlos Eduardo (Volante)

TÉCNICO: Heliones

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free