casa » EDUCAÇÃO

EDUCAÇÃO

Vereadora Fátima Araújo leva estudantes do “Educar para Vencer” para a Feira do Livro

COMPARTILHE

Uma das maiores incentivadoras da educação básica, a vereadora Fátima Araújo tem feito um trabalho voltado para fortalecer o Reforço Escolar no Complexo de bairros João de Deus. Para fortalecer ainda mais o vínculo entre educação e conhecimento, a vereadora Fátima Araújo reuniu aproximadamente 35 alunos do projeto e levou-os à Feira do Livro de São Luís no Multicenter Sebrae no bairro Cohafuma.

Para que a visita à Feira do Livro fique marcada na história dos estudantes do Projeto Educar para Vencer, a vereadora Fátima Araújo comprou um livro para cada criança do projeto, incentivando à leitura e mostrando a importância do conhecimento para o futuro de cada estudante. O Projeto Educar para Vencer trabalha com 7 professores e atende dezenas de crianças de 1º ao 5º ano com aula de reforço escolar.

Em sua página na rede social Facebook, a vereadora Fátima Araújo destacou a ação com os estudantes do projeto Educar para Vencer. “A vereadora Fátima Araújo levou as crianças do seu projeto Educar para Vencer para a Feira do Livro de São Luís. Esse projeto eu mantenho com recursos próprios. Faço isso por entender e reconhecer a importância para educação para nossas crianças”, descreveu a Pequena Guerreira.

Fotos: Edilson Gomes

Alunos do projeto Educar para Vencer voltam às aulas

COMPARTILHE

Os quase cem alunos matriculados para as aulas de reforço escolar do projeto Educar para Vencer, Polo I, mantido pela vereadora de São Luís, Fátima Araújo (PCdoB), tiveram retorno às aulas na manhã desta segunda-feira (06). Os alunos foram recebidos com muita alegria e descontração pelos oito professores que compõem o corpo docente do Polo I, localizado na Vila Conceição/João de Deus, nos períodos matutino e vespertino.

Para a vereadora Fátima Araújo, a educação é a base de tudo, principalmente nas comunidades carentes. “O retorno às aulas significa para a continuidade um sonho, hoje, vivido, por mim e por dezenas de famílias de nossa região. Com o período de recesso, tivemos a oportunidade de trabalhar alguns detalhes, a fim de melhorar, ainda mais, a qualidade de ensino do nosso projeto”.

Criado com a finalidade de dar uma educação de qualidade às crianças das comunidades do Complexo de bairros do João de Deus, o Educar para Vencer atinge hoje aproximadamente 100 alunos e beneficia dezenas de famílias da região. Prestes a completar um ano de funcionamento, o Projeto além de gratuito também disponibiliza fardas e lanches de qualidade aos alunos.

Por Maxsuel Bruno

Câmara aprova projeto que amplia horário dos postos da bilhetagem eletrônica em São Luís

COMPARTILHE

De autoria do vereador Raimundo Penha (PDT), o projeto de lei nº 155/17 já foi aprovado pela Câmara Municipal de São Luís e seguirá, em breve, para sanção do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

A proposta amplia os horários de funcionamento dos postos que comercializam passagens do Sistema de Transporte Coletivo da capital, através de créditos eletrônicos da chamada Bilhetagem Automática.

Presidente da Comissão de Mobilidade Urbana da Casa, Raimundo Penha, após conversas com usuários e inspeções em alguns postos de venda, dentre eles os Terminais da Integração da Cohama e Cohab, constatou que a comercialização, tanto dos créditos estudantis, quanto do vale-transporte, é feita das 8h às 17h, sendo que em alguns casos excepcionais o trabalho é prolongado até às 19h.

O parlamentar verificou, ainda, a existências de filas muito grandes para a aquisição do benefício, — principalmente no chamado horário de pico — o que penaliza estudantes e trabalhadores, por exemplo.
O projeto do pedetista visa objetiva, justamente, otimizar o atendimento e beneficiar todos os usuários do sistema.

De acordo com ele, no Terminal do Distrito Industrial, nos dias úteis, a comercialização será feita no horário das 7h às 17h. Nos Terminais da Praia Grande, Cohama/Vinhais, Cohab/Cohatrac e São Cristóvão a venda será feita, de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 20h.

Nos postos da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) o atendimento ocorrerá das 9h às 19h, também nos dias úteis.

“Avaliamos que estender o atendimento até às 20h beneficiará estudantes e trabalhadores que não precisarão faltar serviço ou aula para comprar os créditos”, destacou Penha.

O projeto de Raimundo Penha também estabelece um prazo máximo de 15 minutos de espera nas filas.
Vale destacar que a venda do vale-transporte e dos créditos eletrônicos são de responsabilidade do Sindicato das Empresas de Transportes (SET).

Também é importante ressaltar que o usuário, ao fazer a recarga com os créditos eletrônicos, está antecipando uma compra, pagando por um serviço que ele utilizará posteriormente.

“Aproveito para agradecer todos os colegas vereadores que votaram este importante projeto para a Cidade de São Luís” finalizou Penha.

Por Gláucio Ericeira

Prêmio Estácio de Jornalismo distribui R$ 125 mil reais

COMPARTILHE

Inscrições vão até 5 de julho

Ainda há tempo para jornalistas de todo o Brasil inscreverem seus trabalhos na edição 2018 do Prêmio Estácio de Jornalismo. O evento tem o objetivo de fomentar a produção, na imprensa, de matérias jornalísticas que abordem o Ensino Superior no país. O concurso é, atualmente, o mais importante e tradicional dedicado exclusivamente à temática e contemplará reportagens inéditas, que tenham sido publicadas ou veiculadas entre os dias 11 de junho de 2017 e 2 de julho de 2018.

A cada edição, o prêmio atrai um número cada vez maior de inscrições de reportagens com qualidade e diversidade dos temas propostos. Os materiais que chegam à coordenação do concurso estão mais elaborados e estruturados, demonstrando que os jornalistas acreditam no Prêmio e na seriedade da instituição, daí o esforço na produção de trabalhos cada vez mais consistentes.

O processo de inscrição é prático, seguro, rápido e pode ser feito até o próximo dia 5 de julho, exclusivamente, na plataforma online, acessada por meio do site oficial do concurso (www.premioestaciodejornalismo.com.br). Cada candidato pode participar com o envio de até cinco matérias.

Premiação

Ao todo, a Estácio distribuirá R$125 mil em prêmios, em duas modalidades diferentes, além da premiação principal, que é de R$25 mil. Podem ser inscritos trabalhos publicados em mídia Impressa (jornais e revistas), em TV, em Rádio e na Internet.

São, portanto, quatro categorias na modalidade nacional, com prêmio de R$15 mil cada; e quatro na modalidade regional, com premiação de R$10 mil para cada vencedor.

Julgamento

A apreciação das reportagens será realizada em três etapas. Na primeira, uma comissão da Estácio ficará encarregada de fazer a pré-seleção dos trabalhos. Nessa etapa, os especialistas vão verificar se os trabalhos inscritos obedecem aos critérios estabelecidos pelo regulamento.

As reportagens pré-selecionadas serão encaminhadas para a Comissão de Seleção, composta por professores universitários de Jornalismo da Estácio, com atuação no mercado de trabalho em várias partes do país. São eles que indicarão os três finalistas de cada categoria, nas duas modalidades.

Na terceira e última etapa, a Comissão de Premiação, composta por formadores de opinião de projeção nacional, vai eleger os vencedores do Prêmio Estácio de Jornalismo – edição 2018 – em cada categoria e, também, o vencedor do prêmio principal, o Grande Prêmio Estácio de Jornalismo. Os nomes dos membros da Comissão de Premiação serão conhecidos e divulgados ao longo do processo.

Resultados

Os finalistas terão seus nomes divulgados em setembro e o anúncio dos vencedores será feito durante solenidade, em lugar e data a serem divulgados oportunamente. Todos os vencedores receberão certificado e troféu alusivos à premiação.

Texto: Andréa Brito

Curso do seu Sonho na Faculdade Estácio São Luís

COMPARTILHE

Um sonho cada vez mais real e possível. É assim que o acesso ao ensino superior é visto por muitos brasileiros, e o Maranhão não foge à realidade nacional. Se antes a conquista da vaga em um sonhado curso era dificultada por fatores como a distância e até a falta de oferta, agora, graças ao advento do EaD – Ensino à Distância, em especial, essa realização pessoal e profissional tem mudado vidas e transformado sociedades.

Pensando em chegar ainda mais perto dos maranhenses que almejam a formação profissional de qualidade, a Estácio traz ao Maranhão, pela primeira vez, o projeto “No Curso do seu Sonho”. Entre os próximos dias 13 (quarta-feira) e 16 de junho (sábado), moradores da região de Santa Rita, além da própria capital do estado, São Luís, poderão visitar o caminhão itinerante da Estácio, que percorrerá cerca de 500 quilômetros em estradas maranhenses.

No caminhão, que é uma verdadeira unidade móvel da Estácio, as pessoas interessadas em se graduar no ensino superior poderão fazer as inscrições gratuitamente e, ali mesmo, passar pelo exame do vestibular, com as provas que são aplicadas a fim de selecionar os candidatos. Além do vestibular, os candidatos poderão tirar dúvidas sobre os cursos oferecidos e matrículas, por exemplo.

Serviços gratuitos

O caminhão itinerante do projeto “No Curso do seu Sonho” é todo estruturado para oferecer, com conforto e segurança, vários outros serviços gratuitos à população. Enquanto estiver no Maranhão, e cada parada, serão oferecidos serviços de saúde, como a aferição da pressão arterial, medição de glicemia e cálculo do IMC – Índice de Massa Corporal.

Além disso, haverá consultoria com alunos e professores dos diversos cursos da instituição, como o de Direito, por meio do NPJ – Núcleo de Práticas Jurídicas.

Nos dias 13 e 14, o Caminhão do projeto estará na cidade de Santa Rita; o primeiro dia, 13, quarta-feira, será destinado às atividades. Já nos dias 15 e 16, a ação se concentrará em São Luís, onde as dinâmicas e serviços programados ocorrerão na sexta-feira, 15. O vestibular e a consultoria sobre a vida acadêmica na Estácio serão realizados durante os quatro dias de ação.

Texto: Dalva Rêgo

Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado do Maranhão divulga nota sobre a suspensão das aulas durante greve dos caminhoneiros

COMPARTILHE

O Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado do Maranhão (SINEPE/MA) comunica que a decisão sobre a suspensão ou não das atividades letivas, em decorrência da paralisação dos caminhoneiros, é exclusivamente de responsabilidade da diretoria de cada instituição, que deve avaliar suas condições e particularidades. Em vários estabelecimentos as aulas foram suspensas, em outros não.

 

Aprovada MP que reajusta vencimentos de servidores estaduais da Educação Básica

COMPARTILHE

O Plenário da Assembleia Legislativa aprovou, na sessão desta quarta-feira (16), a Medida Provisória 272/2018, que dispõe sobre reajuste dos vencimentos de servidores públicos estaduais do subgrupo Magistério da Educação Básica. A matéria segue, agora, para promulgação.

O Artigo 1º da MP fixa o vencimento-base dos servidores públicos estaduais do subgrupo Magistério da Educação Básica, em consonância com a Lei Federal 11.738, de 16 de julho de 2008, que regulamenta o Piso Salarial Profissional Nacional do Magistério para o ano de 2018, com efeitos financeiros a partir de 1º de janeiro de 2018, conforme tabelas constantes no Anexo I da Medida Provisória.

Na Mensagem encaminhada à Assembleia Legislativa, o governador Flávio Dino diz que a Medida Provisória “reafirma o compromisso da atual gestão com a valorização dos servidores da educação, essenciais para a sociedade, como formadores das novas gerações, bem como para a melhoria do desempenho e da qualidade dos serviços prestados à população escolar do Estado do Maranhão”.

O chefe do Executivo acrescenta que, “de fato, a garantia de uma remuneração digna aos profissionais do Magistério, bem superiores aos padrões nacionais, resulta em serviços de qualidade para o cidadão”.

Antes da votação da proposta encaminhada pelo Governo do Estado, o Plenário rejeitou as emendas dos deputados César Pires (PV) e Eduardo Braide (PMN), que propunham que a reposição salarial de todos fosse retroativa a janeiro.

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Rogério Cafeteira (DEM), disse que, apesar dos votos contrários da oposição, a base do governo “garantiu esta vitória para os professores. Com a aprovação desta Medida 272, o Magistério do Maranhão, na rede pública estadual, passa a obter uma das maiores remunerações do país. Isto é motivo de orgulho para o nosso Estado”, enfatizou Rogério Cafeteira.

Ele disse que houve uma movimentação de um grupo minoritário, no movimento sindical do magistério, que tentou inviabilizar a votação do projeto na Assembleia Legislativa.
“Houve uma tentativa nesse sentido, porque estamos em um ano eleitoral, e muitos tentam polemizar qualquer assunto que se traga a esta Casa. Mas o mais importante, neste momento, é ressaltar a vitória do Governo e, principalmente, dos professores, que são valorizados no governo Flávio Dino e passam a ter agora uma das melhores remunerações do Brasil”, frisou o líder do Governo.

Durante o encaminhamento da votação, o deputado César Pires manifestou-se contrário à MP. “É um desrespeito ao estatuto e à classe de professores que deveria ter, de forma linear, os 10.47% como preconiza o artigo 32, retroativo a 1º de janeiro”.

A Medida Provisória foi aprovada por ampla maioria. O texto e suas respectivas tabelas estão publicados no Diário da Assembleia Legislativa, edição de 5 de março de 2018.

 

Educação: Única arma capaz de vencer a desigualdade

COMPARTILHE

Vivemos num país em que a educação está em primeiro lugar em tudo, menos na prática. Nos discursos dos palanques da vida, a educação é sempre a primeira a ser lembrada. Nas catástrofes que atingem a família brasileira, a educação também é lembrada. Nos centros de recuperação de menores, a educação é lembrada. Nas palestras, seminários, entrevistas e até na igreja, a educação está sempre em primeiro parágrafo do discurso. Na prática, não funciona assim. Temos um povo semianalfabeto, ignorante, desmotivado e preparado para ingressar na criminalidade. Por outro lado temos políticos que tratam a educação como gasto desnecessário e não como investimento. Poucos políticos se salvam quando o assunto é educação.

O livro como arma é pouco usado nas escolas públicas. O jovem como soldado da sabedoria, pouco é explorado educacionalmente falando. O professor como comandante do conhecimento é muito utilizado e pouco valorizado. Os quartéis do conhecimento estão abandonados pelo poder público e em alguns lugares nem existem, uma das fragilidades para enfrentar uma guerra social que assola milhões de brasileiros.

No Maranhão parece que a realidade começa a mudar gradativamente após a implantação do programa Escola Digna, que segundo o governo Flávio Dino, já somam mais de 300 em todo Maranhão. Pelo que ouço ou vejo os professores não tem do que reclamar, são bem remunerados e estão entre os mais bem pagos do país. Não é muita coisa, mas para quem estava paralítico, 300 escolas é um número alto em um país que a única lição é sobre corrupção.

Além disso o governo Flávio Dino criou os famosos IEMAS que capacitam jovens para o mercado de trabalho. Só que educação não se refere apenas a saber ler e escrever. Educação é um conjunto de ideias que formam um arquivo chamado conhecimento, uma estrada chamada ética e um campo chamado respeito. São com esses itens que o futuro soldado da educação pode está armado para enfrentar uma guerra social criada por políticos incompetentes e corruptos que pouco se importam com a educação do país.

Ir à escola não significa estudar, responder o dever de casa, não representa um aluno dedicado, e achar que as oportunidades são apenas para os ricos, pode ser a principal arma para o início de um fracasso. As escolas precisam ter bibliotecas (convencionais ou virtuais), mas o principal item dever ser a força de vontade, aliada ao incentivo à leitura, munição que é usada em apenas uma arma, o caráter.

Hoje (29/01/2018) as escolas do Estado iniciaram suas aulas, mas o ano letivo não pode ser apenas como forma de agradar aos pais ou simplesmente para não ficar em casa, agradando sua preguiça. Na parte pedagógica não pode ser apenas um faz de conta. A vida é uma atleta que precisa está competindo 24h, e um bom competidor não gosta de perder. Na educação o pódio é seriado ou seja, o estudante será eternamente estudante, mesmo que se torne um professor, já que a educação é a única arma capaz de vencer a desigualdade sem agressão.

No nível superior, não tem desculpas. São inúmeros programas que podem colocar qualquer estudante de qualquer classe social em qualquer curso para ingressar em uma faculdade, seja ela pública ou privada, basta tirar uma boa nota na prova do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), vestibular brasileiro. Mas para isso, o melhor caminho é aproveitar bem o ensino médio, um bom treinamento para ser sempre o primeiro.

Por João Filho (Radialista e Jornalista)

 

 

Facema: A Melhor Faculdade Privada do Interior do Maranhão

COMPARTILHE

Nesta segunda-feira, dia 27 de novembro, os alunos e colaboradores da Facema escreveram mais um capítulo de sua gloriosa história: a Instituição se tornou a melhor faculdade privada de todo o interior do Maranhão, segundo o Índice Geral de Cursos (IGC) do Inep/MEC. O município de Caxias e toda a região do Leste Maranhense passaram a estar sob os holofotes de um projeto educacional de excelência que, com apenas oito anos de existência, já desponta como uma referência estadual.

Confira o ranking abaixo, disponível  no site do Inep: http://portal.inep.gov.br/indice-geral-de-cursos-igc-

Além da coroação coletiva da Facema, enquanto faculdade, quatro dos nossos cursos foram avaliados no último ano. Dentre esses, tivemos a alegria de classificar três cursos como os melhores dentre todas as faculdades privadas de todo o estado do Maranhão (incluindo a capital). Foram eles, os cursos de Enfermagem, Fisioterapia e Nutrição.  Já o curso de Serviço Social, foi apontado como o melhor curso de todas as faculdades privadas do Leste Maranhense. Deste modo, a Facema reforça sua Missão e caminha em passos largos para ser uma referência nacional, na medida em que seus cursos já se colocam em posição de destaque em relação aos melhores cursos da capital do Maranhão.  Parabéns a todos que fazem da Facema, a melhor faculdade do interior do Maranhão!

Prefeitura de Alcântara entrega Certificados para alunos da primeira turma do EEJA

COMPARTILHE

Pensando melhorar os índices da educação de Alcântara, e recuperar o tempo perdido de estudantes que não concluíram o ensino médio, a Prefeitura Municipal por meio da Secretaria de Educação e com empenho do vice-prefeito Sargento Leitão e do então Secretário de Educação, Denílson Campelo, firmou uma parceria com a Secretaria Estadual de Educação (SEDUC), para a realização do primeiro Exame de Educação de Jovens e Adultos (EEJA) no município de Alcântara.

O resultado do empenho de todos os envolvidos na realização do EEJA foi à certificação dos estudantes na noite desta segunda-feira (17). A cerimonia de entrega dos certificados aconteceu no Colégio John Kennedy no Centro da cidade histórica, onde o aluno Wallyn Diniz Brito, sendo o orador da turma emocionou a plateia com seu discurso e foi ovacionado pelo público presente.

A Secretaria Municipal de Educação (SEMED) conseguiu através da SEDUC, garantir 30 (trinta) inscrições para o primeiro EEJA em Alcântara. Mas para que a prova fosse aplicada na Cidade Histórica, foi feito um trabalho de divulgação nas comunidades da zona rural e sede do município. Foram mais de 200 inscrições realizadas e a prova foi aplicada nos dias 22 e 23 de Abril.

Com o objetivo de promover a oportunidade de conclusão do Ensino Médio para os alcantarenses, a secretaria de educação contou com professores gabaritados como (Elizabeth Leitão, Roger Melo, João Carlos Ribeiro e Abiel Pedraza) que colaboraram voluntariamente com aulas que antecederam o Exame, mostrando que a educação é o principal caminho para o sucesso e cidadania.

De acordo com a SEMED, dos 176 candidatos que fizeram a prova, 12 foram aprovados. Os demais estudantes ficaram com pendências em algumas disciplinas, tendo a oportunidade de realizar as provas em outro momento.

O vice-prefeito falou sobre a importância da educação na vida das pessoas. “Muitos perdem oportunidades todos os dias devido a falta de conclusão do ensino médio. Me empenhei e busquei parcerias para concretizar esse projeto, porque acredito que a Educação é a chave para o desenvolvimento da comunidade. Agradeço o empenho de todos, principalmente pela disponibilidade dos professores que se doaram sacrificando seus fins de semana para contribuir com o projeto” destacou Sargento Leitão.

Compareceram ao ato solene de entrega de certificados, o vice-prefeito João Francisco Leitão (Sargento Leitão), os secretários Rowsykléa Araújo Chaves (Educação), Dediolene Diniz Cantanhede (Adjunta de Educação), Marcelina das Graças Serrão Silva (Cultura e Turismo), Eraldo Ribeiro Campelo (Meio Ambiente), Hermison Santos Martins (Juventude, Esporte e Lazer), Maria do Nascimento França Pinho (Adjunta de Desenvolvimento Social), o vereador Guterres Filho, além de técnicos da SEMED, gestores de escolas, professores, diretores de departamentos e familiares dos concludentes.

 

FOTOS: José Lindoso

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free