casa » DIA-DIA DO MA (página 3)

DIA-DIA DO MA

Rádio Timbira mexe na programação e reforça equipe com grades profissionais

COMPARTILHE

A direção da rádio Timbira AM, agora chamada de Nova 1.290, fez algumas aquisições no mercado radiofônico maranhense para reforçar o time da emissora que já era muito forte. Composta por grandes profissionais, a emissora estatal, comandada pelo Jornalista e Radialista Robson Paz, entra na briga pela audiência do rádio maranhense.

Novos profissionais vão integrar a Rádio Timbira a partir de 02 de maio. As novidades ficam por conta de Silvan Alves, que até esta sexta-feira (28) estava na Difusora AM 680 KHZ e José Raimundo Rodrigues, que já comandou programas culturais até nas rádios Atual AM de São Paulo e Nacional do Rio de Janeiro e atualmente apresenta o Maranhão TV na Guará canal 23. Outro que entrou no time foi o radialista Ivison Lima, que se despediu da rádio Capital AM nesta sexta-feira (28). Com o aval do governador Flávio Dino, Robson Paz foi às compras e voltou com peças importantes na bagagem.

CONFIRA OS NOVOS PROGRAMAS

Contraponto – Ívson Lima – 18h

Bom dia 1.290 – Batista Matos – 6h

Jornal das Onze – Maria Spindola e Ronald Pimenta – 11h

Ronda 1.290 – Silvan Alves – 12h

Coisa Nossa – Zé Raimundo – 16h

Os demais programas estão mantidos por Robson Paz, em que a programação terá mais dinâmica. O Portal entrou em contato com o Subsecretário, mas não obteve êxito, já que seu celular estava fora de área. O espaço fica aberto para quaisquer novidades na programação da Nova Timbira.

Empresários de Guimarães viabilizam ações após II Festival Gastronômico

COMPARTILHE
No coração da Floresta dos Guarás, o lançamento do evento promovido pelo Sebrae, movimentou a economia de Guimarães e tornou-se opção de lazer para as famílias e visitantes no feriadão.

O município de Guimarães, na microrregião do Litoral Ocidental Maranhense, recebeu no sábado, 15, o último evento de lançamento do II Festival Gastronômico Delícias do Mar, realizado pelo Sebrae no Maranhão. Na cidade coração da Floresta dos Guarás, mais de 400 pessoas foram ao Espaço Trapiche, às margens da Baía de Cumã, e prestigiaram a ação de marketing idealizada para promover o evento. O resultado foi tão positivo que os empresários já estão organizando mais ações similares para movimentar a economia e os estabelecimentos locais de alimentação fora do lar.

“A cidade precisava de uma ação impactante como o II Festival Gastronômico até mesmo para despertar os empresários daqui. O Sebrae nos ajudou a entender o quanto esses eventos dão certo e o quanto temos potencial e atrativos turísticos que podem nos dar uma nova perspectiva de negócios. Agora, estamos mais unidos, vamos buscar capacitação para dar continuidade ao que iniciamos aqui com esse festival”, apontou empresária Juciely Andrade.

Para o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, o objetivo da instituição é justamente fazer com que os empresários tomem à frente e, com mais conhecimento e gestão adequada, possam se manter no mercado com sustentabilidade.

“Temos um Litoral Ocidental cheio de belezas naturais, com praias, banhos de águas cristalinas, maior reserva de manguezais do mundo, dezenas de ilhas, locais para descanso e até camping. Juntamente com a gastronomia regional, que tem base em pescados e mariscos, podemos formatar uma rota bastante atrativa para quem visita a região. O Sebrae vai estar empenhado nesse trabalho que necessita de todo o apoio do poder público e da população dos municípios que integram o polo da Floresta dos Guarás”, destacou.

À fala do executivo do Sebrae, juntou-se a do prefeito em exercício de Guimarães, Osvaldo Gomes, um grande entusiasta e apoiador do II Festival Gastronômico Delícias do Mar. “Tivemos a alegria de ver Guimarães sendo presenteada com este evento que só engrandeceu a nossa cidade e mostrou ao Maranhão e ao Brasil as belezas e potencialidades turísticas da nossa região. Vamos intensificar a parceria com o Sebrae e aproveitar esse bom momento para idealizarmos juntos outras ações para fomentar o empreendedorismo e a economia do município que, acreditamos, ter no turismo um ponto de partida para o desenvolvimento”.

Vimarenses e turistas que visitavam a cidade durante o ferido da Semana Santa também aprovaram o lançamento do evento, regado a muitas delícias do mar e ao som da voz e do violão do cantor Fernando Pessoa. “Estamos adorando esse festival. Foi uma ideia acertada do Sebrae em trazer o evento para essa região. Espero que nos próximos anos, outras localidades sejam contempladas porque o nosso Maranhão tem uma culinária muito rica que agrada tanto a nós maranhenses quanto a quem nos visita. Esse festival já é um sucesso”, comentou José Moisés Abreu que passeava no último final de semana em Guimarães com a esposa Aida.

Participaram da ação de lançamento do II Festival Gastronômico – Delícias do Mar, em Guimarães, seis restaurantes vimarenses, um de Cururupu e três de Porto Rico do Maranhão.

SOBRE O FESTIVAL

O II Festival Gastronômico “Delícias do Mar” acontece até o dia 23 de abril, numa ação conjunta dos projetos Cadeia de Valor do Turismo na Regional de São Luís e Desenvolvimento Econômico e Territorial do Litoral Ocidental – DET Litoral Ocidental, executados, respectivamente, pelas Unidades Regionais do Sebrae em São Luís e Pinheiro com apoio de parceiros institucionais, envolvendo os municípios de São Luís, São José de Ribamar, raposa, Alcântara, Bequimão, Cedral, Cururupu e Porto Rico do Maranhão.

Para o festival, os chefs dos 47 restaurantes participantes prepararam pratos inéditos e especiais, com toques diferenciados, tendo como base a diversidade de mariscos encontrados em nosso litoral, como sururu, camarão, caranguejo e sarnambi. Juntamente com sobremesas de frutas regionais, os pratos serão ofertados ao público a preços promocionais no cardápio para estimular o consumo dos antigos clientes e conquistar o paladar de novos, principalmente de quem visita os municípios envolvidos.

ROTEIRO PARA INTEGRAR LITORAL DO MARANHÃO E PARÁ  

Martins revela que o objetivo futuro do Sebrae é interligar o litoral ocidental maranhense com o litoral oriental do Pará, criando a Rota da Amazônia Atlântica. Aos municípios do Litoral Ocidental, ainda se juntarão os do Litoral Norte do Maranhão, como Turiaçu, Cândido Mendes, Godofredo Viana e Carutapera. Do Pará, entrariam no roteiro integrado cidades como Viseu, Augusto Correa, Bragança, Quatipuru, Salinas e outras.

“Além das belezas naturais e da gastronomia, temos o turismo religioso que é muito forte nos municípios dessa parte do litoral maranhenses e paraense. São potencialidades que já estão sendo diagnosticadas e colocadas no papel pelo Sebrae Maranhão e que, em 2018, começam a ser estruturadas por meio de projeto específico. Fizemos isso com a Rota das Emoções há mais de dez anos e temos a satisfação em ver, com esse trabalho contínuo, um roteiro já consolidado nacional e internacionalmente”, informou o diretor superintendente do Sebrae, pontuando que a experiência com estruturação do roteiro a instituição já tem.

“Mas assim como aconteceu na Rota das Emoções, precisamos fortalecer a governança do Litoral Ocidental e Norte do Maranhão, bem como convidar os municípios da costa paraense que poderão integrar a rota. São articulações que vamos buscar, com o apoio do Sebrae Nacional, dos governos estaduais e municipais e governo federal, por meio do Ministério do Turismo”, sinaliza o executivo.

As ações do Sebrae no Litoral Ocidental são executadas hoje pelo projeto Desenvolvimento Econômico e Territorial – DET, de responsabilidade da regional em Pinheiro que atende os municípios da região.  “Realizamos ações contínuas nos nove municípios da Floresta dos Guarás e ainda na cidade de Alcântara. Acreditamos que podemos mudar, por meio do empreendedorismo, a realidade de toda essa região da Baixada e Litoral Ocidental Maranhenses. Esse é o nosso papel enquanto Sebrae e é o que sabemos e nos esforçarmos para fazer”, salienta a analista Graça Fernandes, que acaba de assumir a gerência regional do Sebrae em Pinheiro.

FLORESTA DOS GUARÁS

O Polo Turístico Floresta dos Guarás é um pequeno ecossistema brasileiro, localizada no litoral ocidental do estado e banhada pelo oceano Atlântico, composto por parte da floresta amazônica em sua fauna e flora, mangues, florestas, ilhas desertas e áreas de restingas. Leva esse nome em homenagem à bela ave de plumagem vermelha, comum na região: o guará.

O local, que conta com atrativos naturais e culturais, foi incluído com polo ecoturístico por excelência e envolve os municípios de Bequimão, Cedral, Guimarães, Mirinzal, Porto Rico do Maranhão, Serrano do Maranhão, Cururupu, Bacuri e Apicum Açu. Destaca-se como santuário ecológico formado por baías e estuários onde os rios deságuam em meio a manguezais.

Cabo Campos reúne com famílias de policiais desaparecidos

COMPARTILHE

Como membro da Comissão  de Segurança da Assembleia Legislativa o deputado Cabo Campos (DEM) recebeu na Sala das Comissões da AL, familiares dos policiais lotados no município de Buriticupu, Cabo Cezar e Soldado Alberto e desaparecidos  desde o dia 17 de novembro do ano passado.

O deputado  informou às famílias que o caso já havia sido denunciado por ele e demais parlamentares na tribuna da Assembleia.

 Segundo Cabo Campos, questionado sobre o caso,  o secretário de Segurança do Estado, Jefferson Portela, informou que “há uma testemunha chave que pode ajudar no esclarecimento dos fatos, a investigação corre em sigilo”, explicou.

 Para a  ex-mulher do PM Cabo Cesar, Ana Claudia Reis a suspeita começou pela demora do PM em fazer contato com os familiares, já que ambos haviam saído para uma missão.

“A última vez que falei com ele foi 17 de novembro dia do desaparecimento deles, uma quinta-feira pelo celular, depois disso mandei mensagem e ele não respondeu e o celular sempre fora de área, ligamos para o Aberto (companheiro dele) e também estava fora de área. Como eles saíram juntos para uma missão, nós ficamos preocupados, então eu fui registrar o B.O”, explicou.

O deputado  informou que deve dar os encaminhamentos aos órgãos de defesa dos direitos humanos como a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia, OAB/MA, e demais instituições como ONU (Organização das Nações Unidas) e OEA (Organização dos Estados Americanos).

“As autoridades não podem deixar essa questão cair no esquecimento. Vamos aqui dar os encaminhamentos às instituições necessárias como à Comissão de Direitos Humanos da AL, OAB/MA,  ONU e OEA.  A presença dos familiares na Assembleia só reforça a nossa denúncia feita nessa Casa”, pontuou Cabo Campos.

 

Concluída a venda da Odebrecht Ambiental à Brookfield

COMPARTILHE

A companhia passará a se chamar BRK Ambiental

A Brookfield Business Partners LP, uma empresa líder global em gestão de ativos, em conjunto com outros investidores institucionais, assumiu hoje o controle dos 70% da Odebrecht Ambiental que pertenciam a Odebrecht S.A. O investimento foi de US$ 908 milhões. Esse valor inclui um pagamento de US$ 768 milhões e aproximadamente US$ 140 milhões em injeção de capital para suportar o crescimento futuro da Companhia.

O FI-FGTS manteve a sua participação de 30% na empresa.

Toda a estrutura técnica está incluída na transação, garantindo a sua capacidade técnica-operacional e a manutenção dos compromissos com os seus clientes e reguladores. A entrada dos novos acionistas fortalece a estrutura econômica e financeira da companhia, ampliando seu acesso a novas tecnologias.

Sob a nova gestão, a empresa mudará de nome para BRK Ambiental. Em paralelo a isso, a Brookfield implantará prontamente diversas políticas de conformidade adotadas pelo grupo globalmente, observando os mais elevados princípios éticos e em acordo com a legislação e regulamentos aplicáveis nas diversas regiões em que a BRK Ambiental atua.

Maior empresa privada de saneamento do país, a BRK Ambiental está presente em mais de 180 municípios brasileiros, beneficiando a vida de 15 milhões de pessoas.  Opera também plantas de tratamento de resíduos e água para operações industriais.

A Brookfield investe e administra ativos em mais de 30 países, nos cinco continentes. Hoje, são US$ 250 bilhões investidos nos segmentos de Energia Renovável, Imobiliário, Infraestrutura e Private Equity. Sua filosofia de investimento leva em conta a excelência de gestão, o compromisso com o crescimento sustentável de seus negócios e visão de longo prazo.

A Brookfield iniciou suas operações no Brasil, em 1899, criando a Light, empresa responsável pela energia elétrica em São Paulo e Rio de Janeiro. A partir disso, se expandiu pelo país, cuidando de concessões públicas que mudaram a realidade do transporte público, da infraestrutura e de energia elétrica nos maiores centros urbanos brasileiros. Atualmente a Brookfield detém aproximadamente R$ 43 bilhões em ativos sob gestão no Brasil e suas operações geram cerca de 16.000 empregos.

O FI FGTS é um fundo de investimentos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço criado em 2007 e administrado pela Caixa Econômica Federal, que aplica os recursos do trabalhador brasileiros em projetos de infraestrutura no país. O FI FGTS é um importante investidor e parceiro da Companhia desde 2008.

Com a BRK Ambiental, a Brookfield e o FI FGTS reforçam sua tradição em contribuir com o desenvolvimento econômico e social, investindo num setor importante para o futuro da economia do País e da qualidade de vida de milhões de brasileiros.

Maranhão

Desde 2015, a BRK Ambiental é responsável pelos serviços de água e esgoto, ao longo de 35 anos, em São José do Ribamar e Paço do Lumiar que juntas abrigam mais de 320 mil pessoas. A concessionária tem como principal meta ampliar o fornecimento de água tratada para 100% dos domicílios da região até 2020, bem como a implantar sistemas de esgotamento sanitário para atender 90% dos habitantes da área urbana em até dez anos. Para isso estão sendo investidos mais de R$ 450 milhões em obras de recuperação, ampliação e modernização dos sistemas.

Câmara de São Luís vai usar redes sociais para aproximar população do Legislativo

COMPARTILHE

As redes sociais são a segunda maior mídia de massa depois da TV e a maior mídia dentro da internet, segundo pesquisa encomendada ao Ibope, em março de 2014, pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República. Pensando nisso, a partir da próxima semana, a Câmara Municipal de São Luís (CMSL), vai utilizar esses aplicativos eletrônicos para tentar aproximar, ainda mais, o público das questões relevantes em aprovação no Legislativo da capital maranhense.

 Para marcar sua presença nas novas tecnologias de comunicação, por meio das quais pessoas e instituições se conhecem e se dão a conhecer, trocam ideias e informações, se manifestam sobre assuntos de seu interesse e interagem com diferentes atores sociais, a Superintendência de Comunicação da Câmara começou um processo de adequação para permitir a divulgação dos trabalhos e ações do Poder Legislativo ao meio digital.

Esse trabalho, que será coordenado pela jornalista Carla Lima, propiciará a divulgação ampla das atividades parlamentares, como reuniões, visitas técnicas, audiências públicas e projetos de lei em tramitação. As páginas da Câmara nas redes sociais (Facebook, Twitter, Instagram e YouTube) terão o objetivo de atrair e aproximar a população da Casa.

Além do seu portal na internet, em que são divulgados os dados e informações sobre atividade legislativa e prestações de contas, o Parlamento ludovicense também vai marcar presença nas principais redes sociais, ampliando e conferindo maior atratividade e eficácia à sua estratégia comunicativa.

 Quem acessar as páginas e os perfis da Câmara poderá, além de se informar sobre as ações dos vereadores, participar do processo legislativo, dando sua opinião em relação às proposições ou acompanhando as reuniões parlamentares e audiências públicas.

COMPROMISSO E TRANSPARÊNCIA

De acordo com a diretora da Comunicação da Câmara, Itamargareth Correia Lima, a ampliação da divulgação das atividades legislativas nas redes sociais para melhor informar os ludovicenses é mais um compromisso do vereador Astro de Ogum (PR), que quando assumiu a Presidência da Câmara, anunciou que colocaria entre as prioridades de sua gestão uma atuação mais eficiente da Casa na internet conferindo ainda mais transparência aos atos praticados e garantindo à população da capital maranhense mais um meio de interação com o Parlamento.(IR)

“Assim que assumiu a Presidência da Câmara, o vereador Astro [de Ogum] anunciou que colocaria entre as prioridades de sua gestão uma atuação que pudesse garantir à população da capital maranhense uma interação com o Parlamento. E, nesse quesito as redes sociais servem como um grande canal pra discutir diretamente com as pessoas aquilo que interessa a vida delas, e que necessariamente passa pelo Legislativo”, diz Itamargarethe Lima.

Ela disse ainda que a Câmara se esforça para se modernizar a cada dia, apesar das já conhecidas dificuldades que enfrenta, por se tratar de órgão público. No entanto, ciente dos muitos passos que ainda precisa caminhar, Astro de Ogum, segundo Itamargarethe Corrêa Lima, aprimorará ainda mais a Comunicação da Casa, que em breve terá as suas sessões sendo transmitidas ao vivo por uma emissora de TV aberta.

“Por ser a Casa do Povo, o objetivo principal do Legislativo da capital maranhense é informar da melhor maneira possível todos os cidadãos ludovicenses”, completou a diretora da Comunicação da Câmara.

Para acessar:

Instagram: www.instagram.com/camaramunicipalslz

Twitter:       twitter.com/camarasaoluis

Facebook:  www.facebook.com/Câmara-Municipal-de-São-Luís

Youtube:   youtube.com/@saoluis

Texto: Isaias Rocha

 

Governador anuncia pacote de ações para facilitar acesso à saúde no bairro Vila Luizão

COMPARTILHE

O Governo do Estado expandiu ações para implementar o sistema de acolhimento e atendimento ao paciente no Hospital Dr. Adelson de Sousa Lopes, na Vila Luizão, que prevê o início do agendamento de consultas cinco vezes por semana, a partir desta quarta-feira (26), no turno vespertino, até a implantação do Sistema Nacional de Regulação (SISREG). Dentre as novas ações estão ainda criação de uma força-tarefa de consultas especializadas, de sexta-feira (28) a terça-feira (2) e a implantação de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) nesta localidade, em até 60 dias, em parceria com a Prefeitura de São Luís.

Nesta quarta-feira (26), começa o agendamento diário das consultas especializadas no Hospital Dr. Adelson de Sousa Lopes, entre 14h e 18h, cinco vezes por semana, em substituição ao processo realizado anteriormente na unidade.

Em até 15 dias, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) vai implantar o Sistema Nacional de Regulação (SISREG). Com funcionamento do Sistema, por exemplo, o usuário, quando necessário, após a consulta com o especialista, sai da unidade com o agendamento dos exames, otimizando o tratamento do paciente, de forma integrada.

“O Sistema Nacional de Regulação, o SISREG, é um projeto piloto que vai unificar as demandas que vão para o Estado e Município. Com o sistema, as demandas serão colocadas na central unificada – todas as consultas e os exames existentes, hoje, na rede do estado, na rede do município de São Luís, além da rede contratada. É um eficiente sistema de regulação ambulatorial”, explicou o assessor especial da Rede de Assistência à Saúde da SES, Mariano de Castro Silva.

Outra ação adotada pelo Governo do Estado é a força-tarefa de Consultas Especializadas no Hospital Dr. Adelson de Sousa Lopes. A ação beneficiará os pacientes da Vila Luizão e região com atendimento já agendados, a partir desta sexta-feira (26), nos turnos matutino e vespertino. A força-tarefa prossegue até terça-feira (2).

“Vamos colocar nos quatro dias de atendimento da força-tarefa mais médicos especializados nas maiores demandas que temos no Hospital Dr. Adelson de Sousa Lopes, realizando as consultas das demandas reprimidas”, disse Mariano de Castro Silva.

No pacote de ações para região da Vila Luizão, O Governo e a Prefeitura de São Luís implantarão, em até 60 dias, uma Unidade Básica de Saúde (UBS). A SES fornecerá os profissionais médicos. Já os insumos e demais recursos humanos serão disponibilizados pelo município. “Estamos reforçando, ainda, a parte de ambulatório Hospital Dr. Adelson de Sousa Lopes, com exames ambulatoriais e de imagem”, disse Mariano de Castro Silva.

Contato para essa pauta: Vanessa Moreira    Telefone: ()     E-mail: vanvanmoreira@gmail.com

Secretaria da Comunicação Social e Assuntos Políticos do Maranhão – Governo MA. Telefone: (98) 2108-6314. E-mail: agencia.secap@secap.ma.gov.br
Veja outras sugestões de pauta. Caso você não queira receber estes releases, clique aqui.

 

Servidor perseguido por Geraldo Amorim percorre 70 KM para trabalhar

COMPARTILHE

Uma onda de perseguições está sendo implantada no município de Peri-Mirim após o prefeito Geraldo Amorim assumir a gestão em janeiro de 2017. A regra é a mais cruel de alguém que foi eleito para trabalhar pelo povo. Quem não votou em “Dr. Bigodon”  está sujeito a ser transferido para bem longe de seu local de nomeação.

“Ele me transferiu por perseguição, alegando que nesse povoado não tinha pessoas competentes para dar aula. Só que a professora do Povoado é pedagoga e ele transferiu para outra comunidade por perseguição também, porque não votou nele” – desabafou uma professora, que gasta grande parte de seu salário com combustível para se deslocar e percorrer 70 KM.

O Editor deste Portal também ficou sabendo que servidores da Comunidade Três Marias, foram transferidos e atravessam o município de Peri-Mirim e vão trabalhar muito longe, tudo por não terem votado em Geraldo Amorim. Esperamos que não seja verdade, mas se for que o Ministério Público do Maranhão (MPE) tome uma providência urgente.

ESCOLAS & UBS SEM ÁGUA NA ZONA RURAL

Na comunidade Três Marias, a Unidade Básica de Saúde (UBS) e a Escola Municipal São Benedito estão sem água há 2 meses. Para piorar, as salas de aula da Escola São Benedito estão sem lâmpadas e os professores são obrigados a darem aula em plena escuridão.

De acordo com a denúncia, as perseguições são maiores que a competência do prefeito, que abandonou o município e está apenas caçando os adversários para persegui-los.

 

Município de São José de Ribamar reduz ISS para 2,5%

COMPARTILHE

O município de São José de Ribamar reduziu para 2,5% a alíquota do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN). Nos últimos seis anos, a prefeitura cobrou, na maior parte da gestão passada, uma alíquota de 5%, valor máximo permitido por lei e contrário à política de estímulo à economia local, iniciada pelo prefeito Luis Fernando em sua primeira gestão.

Articulada pela equipe de transição do novo governo, a redução foi aprovada pela Câmara Municipal ribamarense e, agora, após obedecido o princípio da noventena, empresários de vários setores da economia terão o benefício da redução da alíquota.

De acordo com o prefeito Luis Fernando, a medida torna o empresariado local mais competitivo, estimula a atração de mais empresas e fomenta, consequentemente, a criação de novos empregos no município.

Ele lembra que a decisão adotada logo que assumiu o comando da prefeitura em 2005, ajudou no crescimento econômico registrado nos seis anos os quais esteve à frente do Executivo. “Naquele momento reduzimos a alíquota e com isso aumentamos a base de arrecadação. Após a nossa saída, essa alíquota aumentou e um dos resultados foi a fuga de empresas do nosso município”, comentou Luis Fernando.

Arrecadação – Mesmo com uma alíquota de 5% do ISSQN, nos primeiros meses da nova gestão, o município já registrou aumento na arrecadação municipal. Em fevereiro de 2017, por exemplo, foram arrecadados R$ 2,9 milhões. Comparando com o mesmo mês de fevereiro de 2016, foi observado um acréscimo de 106,55%. Em fevereiro de 2016, foi contabilizada uma arrecadação de apenas R$ 1,4 mi.

A expectativa é que essa arrecadação continue crescendo com o aumento na base de arrecadação, por meio do estímulo da redução do imposto municipal. Além do fator da redução, outro aspecto deverá contribuir com o crescimento futuro da economia local: a credibilidade.

Empresários, profissionais liberais e a população em geral, voltaram a ter a certeza de que os recursos arrecadados serão revertidos em serviços e obras para a população. “Hoje as pessoas sabem que existe uma administração honesta e uma gestão correta com os recursos da receita pública”, finalizou o prefeito.

 

Difusora AM após migrar para o FM passará a ser sintonizada em 93,1 MHZ

COMPARTILHE

Em entrevista na tarde desta segunda feira (10), ao Programa “Nossa Voz” apresentado pelos jornalistas Kim Lopes & Diego Emir, na Rádio Difusora AM 680 KHZ, o empresário Edson Lobão Filho anunciou algumas novidades sobre o Sistema Difusora de Comunicação. Durante a sabatina, Edinho revelou que nos próximos meses vai lançar seu novo veículo de comunicação, que já foi batizado de NOVA FM, vai funcionar na frequência 93,1 MHZ e será comandada pela Radialista e Apresentadora, Paulinha Lobão. Questionado sobre a TV e Difusora FM, Edison Lobão Filho confirmou que as emissoras entraram em processo de opção de compra por um grupo de investidores.

Segundo o empresário Lobão Filho, a Difusora AM nos próximos meses vai migrar para a faixa de Frequência Modulada (FM). Toda programação, tanto conteúdo de entretenimento e jornalístico vai ser idealizado por Paulinha Lobão que está montando uma super equipe para oferecer o melhor da programação de rádio do Maranhão. “Paulinha tem a experiência de 30 anos de rádio, hoje ninguém mais entende de rádio no estado do que a Paulinha”, declarou o empresário.

A expectativa para a Nova FM 93,1 MHZ, é que ela se torne a rádio mais moderna do Maranhão, atendendo as demandas da sociedade, que já não busca apenas programação musical, mas sim, conteúdo jornalístico com uma opinião forte e embasada.

Quanto a TV e a Difusora FM, Lobão Filho explicou que não pode passar muitos detalhes por conta do contrato que assinou, mas explicou que existe a intenção de compra do grupo por parte de investidores de outros estados, e com uma participação minoritária de políticos, os quais vão ter seus nomes preservados por conta das clausulas contratuais.

Edinho ainda falou sobre sua pretensão política para 2018 e ainda fez uma avaliação do atual governo Flávio Dino, assim como suas impressões para o cenário que está se desenhando para o próximo ano.

Por Diego Emir (com edição)

 

Donos de Ferry boats querendo aumentar passagem na calada da noite?

COMPARTILHE

Um transporte podre, enferrujado, desgastado e quase parando, pode ser esta a definição daquilo que nós baixadeiros chamamos de Ferry boat. O carnaval de 2017 por pouco não teria uma ressaca amarga, com sabor de desrespeito aos milhares de passageiros que atravessam a baía de São Marcos todos os dias pagando R$11,00 para sentar em cadeiras duras e desconfortáveis, isso quando não passamos 1h30 em pé de São Luís ao Porto de Cujupe.

Graças a Procuradoria Geral do Estado, o aumento de 5% nas passagens não aconteceu na quarta feira de cinzas, até quando, ninguém sabe. Sem estruturas para transportar idosos, vários Ferry boats, sequer tem rampas, e muitos idosos, ou até pessoas com dificuldades de mobilidade, são obrigadas a subirem escadas, já que o contêiner que os donos de Ferry chamam de salas, não suporta tanta gente que necessita ficar embaixo.

O aumento das passagens de Ferry boat foi o grande assunto da mídia na quarta feira de cinzas, mas até agora não vi sequer um deputado se manifestar sobre o tema, já que a desculpa dos empresários em aumentar o valor do bilhete, seria por causa do ICMS que foi inflacionado pelos próprios parlamentares que para agradar o governador esqueceram-se do povo.

O lindo de tudo isso, é que o aumento do ICMS criado pelo governo do estado faz com que tudo aumente no Maranhão, mas o governo prega que foi ele quem coibiu o aumento das passagens. Lindo isso né? Emocionante, para não dizer trágico.

Tratou-se em 2015 de licitação do transporte de Ferry boat, mas foram simplesmente palavras ao vento. Hoje, ninguém fala no assunto. Criou-se uma tal Agência de Mobilidade Urbana, também conhecida por MOB, que simplesmente funciona só a partir das 13h, trabalha pouco, não faz nada, não sabe de nada, mas tem muita gente pendurada no “Cabide” que mais parece um elástico.

O certo mesmo, é que ninguém se manifesta, o serviço é precário e muito caro. O bonito é ver nos feriados, tantos órgãos infiltrados no meio do povo fingindo que estão trabalhando, só para fazer média. É AGED, SMTT, PM, PRF, PRE, EMAP, Vigilância Sanitária, PROCON, Guarda Portuária e Polícia Fazendária. Sabe quem trabalha? Os funcionários das empresas de Ferryboats, PM e mais nada. Você não pode tirar sequer uma foto, para onde se aponta uma câmera, tem alguém com colete do estado. De nada adianta, por exemplo, um lanche na Lanchonete do Ferry boat no período do carnaval, custava no mínimo R$8,00 (Um refrigerante de lata 350 Ml + Um pacote de biscoito), que no supermercado, compram-se esses dois produtos por R$3,65. A pergunta é: onde estava o PROCON?

Agora vai após os feriados nos Portos de Cujupe e Espera, desaparecem todos os “Papagaios de Piratas”. Após o carnaval, os passageiros só vão dar “topadas” nesses personagens, na semana santa. Triste, em tudo que se ver tem teatro. Para piorar, as passagens de Ferry boats no Maranhão, você pode comprar sem sequer um documento. E pode comprar qualquer quantidade. Inacreditável. Uma desorganização total.

 

 

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free