casa » ALCÂNTARA (página 4)

ALCÂNTARA

Prefeito de Alcântara paga primeira parcela do retroativo da implementação do Plano de Carreira e Remuneração do Magistério

COMPARTILHE

A Prefeitura de Alcântara, por meio da Secretaria Municipal de Educação, comunica aos professores que já foi feita a liberação da remessa da folha complementar, correspondente à primeira parcela do retroativo, relativo a implementação do Plano de Carreira e Remuneração do Magistério, estando disponível nas contas bancárias neste sábado, dia 18 de novembro de 2017.

Uma das marcas da gestão do prefeito Anderson Wilker (PCdoB) é cumprir metas e honrar compromisso. Pensando na valorização dos educadores da rede municipal de ensino, o prefeito Anderson Wilker (PCdoB), efetivou à implementação do Plano de Cargos e Remuneração do Magistério, com o enquadramento funcional, reajustando o salário conforme o nível (titulação) e a classe (tempo de serviço), de cada professor.

O reajuste foi implantado na folha de pagamento referente ao mês julho/2017, e no último dia primeiro de agosto os professores já receberam seus vencimentos com o aumento. A partir deste mês (novembro) o prefeito irá pagar o retroativo relativo a implementação do plano. A primeira parcela estará nas respectivas contas bancárias neste sábado (18).

 

Prefeitura de Alcântara divulga nota de esclarecimento sobre postagem tendenciosa no Facebook

COMPARTILHE

A prefeitura de Alcântara, por meio da Secretaria Municipal de Educação divulgou nota de esclarecimento sobre uma postagem tendenciosa publicada na rede social Facebook, afirmando de forma irresponsável e criminosa que no transporte escolar está incluído uma caminhonete 4X4. Em respeito a população alcantarense, em especial aos pais de alunos e comunidade estudantil, a Secretaria de Educação de Alcântara, esclarece:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A prefeitura de Alcântara, através da Secretaria Municipal de Educação, vem a público esclarecer acerca da imagem de uma caminhonete com alunos que circula nas redes sociais, na qual O Serafim, integrante da gestão passada, afirma de forma irresponsável e criminosa, que a caminhonete 4×4 trata-se de um transporte escolar.

1 – Cumpre-nos informar que todos os alunos da rede municipal, estadual e federal de Alcântara, transportados pela prefeitura, são atendidos em ônibus, micro-ônibus ou van, fato esse que é de conhecimento de todos no município;

2 – A foto postada nas redes sociais, trata-se de um fato isolado ocorrido na última quarta-feira, dia 08 de novembro no povoado de Oitiua, que devido a problemas mecânicos no ônibus terceirizado que faz o transporte dos alunos do povoado São Raimundo, o proprietário (motorista), atendendo ao apelo dos estudantes decidiu levá-los de caminhonete até o ônibus que daria apoio que estava a mais ou menos 500 metros da escola;

3 – Ao tomar conhecimento do fato a Secretária de Educação imediatamente acionou a empresa responsável pelo transporte escolar, para apuração e tomada das providências cabíveis;

4 – A prefeitura de Alcântara esclarece ainda, que a Secretária de Educação esteve na escola municipal Duque de Caxias – povoado Oitiua no dia seguinte – quinta-feira (9), acompanhada do representante da empresa, para conhecer o fato e na oportunidade advertiu a direção da escola e o proprietário (motorista), para que novos casos como esse não venham a ocorrer.

5 – A Secretaria de Educação repudia a atitude do comunicador social, que por má fé, tentou manipular a população alcantarense, com uma postagem irresponsável, mostrando desconhecer a verdade dos fatos.

 

 

Alcântara-MA, 10 de novembro de 2017

____Rowsykléa Araujo Chaves____

Secretária Municipal de Educação

 

Prefeito de Alcântara participa do segundo encontro do Programa LIDER na cidade de Cururupu

COMPARTILHE

O prefeito de Alcântara, Anderson Wilker (PCdoB), acompanhado da secretária de cultura e turismo, Marcelina Serrão e do padre William Guimarães, participou nesta quinta e sexta-feira (9 e 10) de novembro, do segundo encontro do Programa Líder, realizado pelo Sebrae na cidade de Cururupu, no litoral ocidental maranhense.

O objetivo da iniciativa no Maranhão é contribuir para o desenvolvimento sustentável do Litoral Ocidental do estado, por meio do fortalecimento da boa governança, pela participação equilibrada dos setores público, privado e terceiro setor, favorecendo a identidade regional, grupal e a formação de capital social, para elaboração coletiva e execução de um Plano Estratégico de Desenvolvimento para a região, que é rica em diversidades natural e cultural.

O PROGRAMA LÍDER

É uma ação do Sebrae Nacional, que apresenta uma metodologia de mobilização, qualificação e integração de lideranças, que estimula a criação de um ambiente favorável aos pequenos negócios para o desenvolvimento regional sustentável. É pensando nisso, que a prefeitura de Bequimão enviou representantes para participar do segundo encontro que aconteceu nos dias 9 e 10 de novembro (quinta e sexta-feira) na cidade de Cururupu.

Para o prefeito de Alcântara, o encontro é importante, mas precisa ser fortalecido com a união dos 11 prefeitos que compõem a região. Durante sua fala no encontro, o gestor destacou a visão individual sobre as riquezas de cada município. “Tenho muito interesse em ajudar desenvolver nossa região, e no que depender de mim, estarei sempre disponível para entrar na luta. Por isso estou aqui para trocar ideias, experiências, para buscarmos uma solução que desenvolva nossa região. Para Alcântara que tem um potencial turístico gigantesco, será muito importante” – destacou Anderson Wilker.

O ENCONTRO

Para acrescentar mais conhecimento aos participantes, o Sebrae trouxe do Estado do Paraná, o ex-prefeito e atual vice-prefeito da cidade de Bom Jesus do Sul, Paulo Deola, fronteira da Argentina para palestrar sobre o Líder, que foi implantado lá e levou resultados importantes para o desenvolvimento da região composta por quatro municípios (dois paranaenses, um catarinense e um argentino) com aproximadamente 35 mil habitantes.

Durante a palestra, Paulo falou dos avanços conquistados pelos quatro municípios, que formaram o Consórcio Intermunicipal da Fronteira, órgão que briga por melhorias na educação, saúde, infraestrutura, saneamento e segurança da região. Além disso, o vice-prefeito paranaense destacou a forma que tem a união dos 11 prefeitos para conseguir investimentos para a região do Litoral Ocidental Maranhense.

“O meu município tem pouco mais de 4 mil habitantes, o menor do consórcio, mas hoje a diferença é muito grande. Primeiro é preciso deixar a vaidade pessoal e esquecer as ideologias partidárias, visando o desenvolvimento de cada município que consequentimente beneficiará a região por completa”, disse Paulo Deola, que destacou a educação integral de seu município como a principal conquista.

Após o almoço na quinta-feira foram realizados trabalhos em grupo como dinâmica para criar novas ideias baseadas no desenvolvimento da região. Na sexta-feira, no encerramento, novos trabalhos em grupos alternados foram realizados, já buscando uma marca que represente os 11 municípios da região, aliada à uma frase que provoque investidores.

Para o Superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins, o Líder é uma grande oportunidade que está sendo implantado na região, mas precisa ser levado à sério. “Primeiro é preciso quebrar alguns paradigmas, como por exemplo, fazer com que alguns prefeitos tenham interesse e entendam que  o programa é importante para a região e principalmente para seu município. Seria bom que todos estivessem presentes aqui. Isso aqui não é brincadeira, isso aqui é um produto caro e precisa ser valorizado. A prova disso são as inúmeras vantagens e os resultados obtidos nas regiões sul e sudeste do Brasil. É por isso que estamos trazendo para esta região” – finalizou.

Participaram do segundo encontro, o Diretor Superintendente do Sebrae Maranhão, João Martins, a prefeita de Cururupu, Professora Rosinha (PCdoB), o prefeito de Central do Maranhão, Ismael Monteiro (PSDB), o prefeito interino de Guimarães, Osvaldo Gomes (PDT), ex-prefeitos, secretários municipais, empresários, e lideranças de diversos segmentos de toda a região do litoral ocidental maranhense.

Sebrae e Prefeitura de Alcântara articulam implantação do programa Hospital Inteligente

COMPARTILHE

Uma articulação institucional da superintendência do Sebrae no Maranhão, está resultando em um trabalho inédito na região do litoral ocidental maranhense. A cidade histórica de Alcântara será a pioneira na implantação de um sistema de gestão especializada em sua rede municipal de saúde.

A reunião realizada recentemente no município, serviu para apresentar o programa “Hospital Inteligente” para o prefeito de Alcântara, Anderson Wilker, seus secretários municipais, diretores e coordenadores ligados diretamente a área da saúde de Alcântara.

 “Um planejamento estratégico é fundamental para qualquer administração e quando ele é bem executado dentro da gestão pública traz ganhos exponenciais em todas as áreas e essa é uma preocupação que nós temos percebido por parte de alguns prefeitos maranhenses. Por isso o Sebrae está aqui, e estará onde for solicitado, para ajudar esses gestores em todos os segmentos das políticas públicas”, afirmou o Diretor Superintendente do Sebrae Maranhão, João Martins.

A principal característica que será trabalhada durante a implantação do programa “Hospital Inteligente” será a humanização no atendimento. Os funcionários receberão capacitações voltadas para o tratamento especial que deverão ter com os pacientes que chegarem em busca de atendimento nos estabelecimentos de saúde. Esse acompanhamento será feito por uma equipe multidisciplinar de consultores especializados, que inclui psicólogos, especialistas em tecnologia da informação, gestão hospitalar e de saúde, além de consultores em atendimento.

“O bom atendimento e a gestão eficiente na área da saúde é algo que estamos priorizando na nossa gestão, poder contar com a ajuda do Sebrae para o aprimoramento dos nossos serviços é muito importante. Eu acredito nos benefícios que a implantação do programa “Hospital Inteligente” proporcionará para o município de Alcântara e no final, todos ganharão. A população receberá um atendimento ainda melhor, os nossos funcionários estarão sendo capacitados e a administração estará cumprindo com louvor o seu papel”, declarou o prefeito de Alcântara, Anderson Wilker.

ETAPAS

O programa “Hospital Inteligente”, contemplará todas as unidades de saúde do município, terá duração de um ano e será dividido em três etapas.

Na primeira, que levará três meses, será feito um diagnóstico onde serão levantadas as informações sobre o funcionamento dos estabelecimentos de saúde de Alcântara em relação ao atendimento, processo, administração e competências. As dificuldades que impedem o bom funcionamento do sistema serão convertidas em um plano de ações que tratará especificamente de cada problema.

Na segunda e mais extensa etapa do programa, acontecerá de fato a implantação do “Hospital Inteligente”, reestruturando o atual sistema de saúde, propondo uma redefinição das instalações físicas e implementando ao longo de seis meses ferramentas que irão garantir uma maior eficiência nos processos, impactando diretamente na produtividade, com o aumento do número de atendimentos, redução drástica dos custos e ampliação da qualidade dos serviços prestados aos pacientes.

A terceira etapa do programa consiste em realizar um monitoramento sistemático que será finalizado com a elaboração de um cronograma de ações que deverão ser executadas nos próximos doze meses pela equipe de saúde do município.

O calendário de implantação do programa já está sendo elaborado, uma equipe da secretaria municipal de saúde e da unidade regional do Sebrae em Pinheiro, estão definindo o cronograma e a data de início da primeira etapa que deve acontecer ainda este mês de novembro.

“A implantação do programa é uma prioridade para nós, assim como o acompanhamento detalhado do seu andamento e dos progressos alcançados. Será um trabalho desafiador, mas que com certeza servirá de referência para toda a região do litoral ocidental maranhense”, afirmou Graça Fernandes, gerente regional do Sebrae em Pinheiro, responsável pelo atendimento do município.

Prefeitura de Alcântara amplia serviço de iluminação pública na sede e zona rural

COMPARTILHE

A prefeitura de Alcântara, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Obras e Serviços, está trabalhando na ampliação do serviço de iluminação pública na sede e zona rural do município. O trabalho está sendo feito seguindo uma planilha, e vai beneficiar os mais de 200 povoados além de bairros e centro da cidade.

O serviço feito pelos profissionais da prefeitura, inclui troca de lâmpadas, papeiros e braços, o que já atingiu mais de mil iluminarias, em um total aproximadamente de 2 mil pontos de iluminação na sede e zona rural do município. As Lâmpadas colocadas são de acordo com as normas da Aneel, sendo que todas serão de Led.

Comunidades como Manival, Mamuna, Japeú, Codó, Prainha, Cujupe, Ponta Seca, Espera, Brito, Rio dos Paus, Mocajituba II, Peroba de Cima, Paraíso, Itaperaí, Baiacuaua, Itaaú, Pepital, Paquatiua, Santana, e já foram iniciadas em povoados como Santa Maria, Oitiua, São João de Cortes, Marudá, Castelo, Samucangaua, Trajano, Itapera, além de outras comunidades que estão com serviço em andamento e fase de conclusão.

Com a ampliação do serviço de iluminação, ruas, avenidas e praças da sede e zona rural ganharam um visual diferente, agora a população alcantarense, assim como os turistas podem andar em ruas bem iluminadas, principalmente no centro da cidade, onde se concentra grande número de turistas que visitam a cidade histórica.

Potencial em Alcântara estimula inovação em mestrado de engenharia aeroespacial

COMPARTILHE

O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), fundando há 34 anos, está situado nas proximidades da linha do Equador, o que resulta numa economia de até 30% no uso de combustível no ato do lançamento de satélites. Diante desse cenário, a Universidade Estadual do Maranhão (Uema) inovou na linha de pesquisa criando o mestrado em engenharia espacial.

A linha de pesquisa é pioneira, na qual, pela primeira vez, a Uema estabelece uma linha de pesquisa voltada a Sistemas Computacionais Aplicados a Engenharia Aeroespacial, na área de concentração de Computação Aplicada do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Computação e Sistemas. A ideia é estudar e resolver problemas práticos enfrentados pelo Centro de Lançamento de Alcântara.

O tema ganhou o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria  de Estado de Ciência e Tecnologia e da Fapema, possibilitando um acordo de cooperação técnica entre a Uema e o Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA). Isso possibilitou a mobilidade de docentes e de pesquisadores que estão transferindo conhecimento e tecnologia para o Maranhão.

“Atualmente, a presença no Centro de Lançamento de técnicos maranhenses altamente qualificados como os que estamos preparando ainda é incipiente. Acredito que, se continuarmos a formação de mais profissionais, teremos logo uma nova cadeia produtiva no Estado com grande capacidade tecnológica que possibilitará geração de novas empresas, empregos e geração de renda, num mercado altamente qualificado. Isto trará para o Maranhão novas perspectivas de captação de empresas”, diz Henrique Mariano Amaral, professor e coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Computação e Sistemas da Uema.

Além de produzir pesquisa, o mestrado poderá servir para que maranhenses se capacitem para trabalhar no CLA, acrescenta o professor. “Claro que sim. Não só trabalhar no CLA, mas criar uma cadeia produtiva capaz de estabelecer um conjunto de empresas e startups de serviços e criação de novos produtos inovadores. Acreditamos muito nisto”, ressalta.

O coordenador do programa de mestrado fala das visitas e dos pequenos estágios junto à equipe do CLA: “Estamos finalizando um acordo com o CLA que permita o ‘estágio’. Enquanto isso, foram selecionados 16 temas referente a problemas que foram levantados pelo CLA que nossos alunos, juntamente com pesquisadores do ITA e da UEMA, estão estudando”, diz Henrique Amaral.

“As áreas englobam sistemas computacionais de controle de rastreio, lançamento de foguetes, reconstrução de softwares de acompanhamento de trajetória, software embarcado para controle de trajetória, dentre outros”, explica.

Atualmente o mestrado conta com a participação de 20 alunos, que ingressaram na primeira turma, formada em janeiro deste ano.  A próxima turma deverá ser formada no início de 2018. O número de vagas que serão disponibilizadas ainda está sendo estudado pela organização do programa junto aos coordenadores da Secretaria de Estado de Ciências e Tecnologias (Secti).

Outro fator importante é que instituições como Uema, UFMA, IFMA, UFC, UFPA, UFRN e UFPE estão formatando um Doutorado em Engenharia Aeroespacial, que funcionará em rede de forma colaborativa, previsto para iniciar em 2019. Neste particular, o Maranhão sairá na frente, pois já terá pelo menos 20 mestres com formação básica para prosseguir com o doutoramento.

Potencial maranhense

A criação de uma cadeia produtiva na área gerará emprego e renda numa indústria que movimenta centenas de bilhões de dólares em todo o mundo. “A tecnologia que nós trabalhamos diariamente como celulares, aviões seguros, telecomunicações, satélites, automação industrial, redes wireless e microprocessadores, dentre outras, são subprodutos da área aeroespacial e da área computacional”, conclui o coordenador do curso.

O Governo do Maranhão já entregou o prédio da computação da Uema. A estrutura foi projetada para atender prioritariamente a pós-graduação em seus laboratórios e espaços para o desenvolvimento de projetos de pesquisa, inovação e extensão tecnológica, além de um espaço apropriado para a realização de palestras, workshop, etc.

Por Blog Vandoval Rodrigues

Prefeitura de Alcântara garante transporte para alunos que farão o ENEM 2017

COMPARTILHE

Para facilitar o deslocamento dos estudantes alcantarenses que irão fazer a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), dias 5 e 12 de novembro (domingo), a Prefeitura de Alcântara, por meio da Secretaria Municipal de Educação, garantiu transporte para os alunos durante os dois dias de prova do Enem 2017.

A medida foi tomada pelo prefeito Anderson Wilker (PCdoB) durante reunião com a secretária de educação, Rowsyklea Araújo. Como o município dispõe de uma grande quantidade de alunos que irão fazer a prova, o prefeito vai disponibilizar o transporte.

Os ônibus escolares sairão de: Porto Novo, passando pelo Oitiua; Peroba; São João de Cortes; pelas Agrovilas, até o Centro de Alcântara. Os ônibus sairão a partir das 8h da manhã de domingo, com retorno previsto às 17h20.

“É uma forma de ajudar os nossos estudantes chegarem para a prova do Enem, descansados, antecipados e sem correria. Isso irá facilitar muito na hora para chegar cedo e fazer uma boa prova, o que posteriormente ajuda galgar uma vaga na Universidade” – destacou o prefeito.

NO DIA DA PROVA DO ENEM

Os portões serão fechados às 12h, horário local. Mas, para entrar no local de prova e poder encarar as 90 questões de linguagens e ciências humanas, é preciso prestar atenção a alguns detalhes que podem fazer a diferença. Separar o material necessário para os dias de provas é uma das tarefas importantes.

O QUE PRECISA LEVAR

  • Documento original com foto na validade (não vale carteirinha de estudante ou certidão de nascimento)
  • Caneta preta de tubo transparente
  • Cartão de confirmação impresso: contém data e local da prova. Está disponível na página do participante, no site do Enem

O QUE É BOM LEVAR

  • Água
  • Alimento (lanchinhos leves, como fruta ou sanduíche, em pote transparente; alimentos industrializados lacrados)
  • Cartão de confirmação impresso (ele não é obrigatório)

O QUE É PROIBIDO

  • Lápis, borracha, calculadora
  • Fone de ouvido
  • Óculos escuros
  • Boné, chapéu, gorro
  • Aparelho eletrônico, como celular, tablet
  • Relógio
  • Livros e anotações

SE LEVAR ALGUM DOS OBJETOS:

Colocar os objetos proibidos, como celular, dentro do envelope lacrado, embaixo da carteira, que será dado pelo fiscal.

CONFIRA OS DETALHES

O edital do Enem deixa claro quais são os objetos permitidos e proibidos durante as provas. Por exemplo: candidatos não poderão fazer o exame vestindo boné ou qualquer tipo de aparelho eletrônico. Além disso, fazer o Enem a lápis ou com caneta azul ou colorida é um critério para a eliminação: o Enem só pode ser feito com caneta preta esferográfica e de tubo transparente.

Outros itens que devem ficar fora das salas, segundo o edital, são borracha, apontador, lapiseira, grafite, livros, manuais, impressos, anotações, máquinas calculadoras e agendas eletrônicas ou similares, telefones celulares, pagers, bip, walkman, gravador, mp3 ou similar, ou qualquer receptor ou transmissor de dados e mensagens.

DOCUMENTOS DE IDENTIDADE

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) afirma no edital que nem todos os documentos de identidade serão aceitos no Enem. Eles precisam ter foto de identificação e ser expedidos por autoridades específicas. Veja abaixo a lista de documentos que os candidatos poderão usar nos dias de provas:

  • Cédulas de identidade (RG) expedidas pelas Secretarias de Segurança Pública, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar, pela Polícia Federal;
  • Identidade expedida pelo Ministério da Justiça para estrangeiros, inclusive aqueles reconhecidos como refugiados, em consonância com a Lei nº 9.474, de 22 de julho de 1997;
  • Identificação fornecida por ordens ou conselhos de classes que por lei tenham validade como documento de identidade;
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social, emitida após 27 de janeiro de 1997;
  • Certificado de Dispensa de Incorporação;
  • Certificado de Reservista;
  • Passaporte;
  • Carteira Nacional de Habilitação com fotografia, na forma da Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997;
  • Identidade funcional em consonância com o Decreto nº 5.703, de 15 de fevereiro de 2006;

Documentos não permitidos: protocolos, Certidão de Nascimento, Certidão de Casamento, Título Eleitoral, Carteira Nacional de Habilitação em modelo anterior à Lei nº 9.503/97, Carteira de Estudante, Registro Administrativo de Nascimento Indígena (Rani), crachás e identidade funcional de natureza privada, nem documentos ilegíveis, não identificáveis e/ou danificados, ou ainda, cópias de documentos válidos, mesmo que autenticadas;

EXCEÇÕES

De acordo com o edital do Inep, é possível que um candidato faça o Enem sem apresentar um documento de identidade válido, mas só em casos “extravio, perda, furto ou roubo” do documento. Porém, para conseguir essa permissão é preciso apresentar, no local de provas, um boletim de ocorrência feito com menos de 90 dias de antecedência do exame. Além disso, o candidato precisará passar por um processo especial de identificação, com o fornecimento de outros dados pessoais, e assinar um formulário específico.

CARTÃO DE CONFIRMAÇÃO

Caneta preta e documento de identificação são os únicos itens obrigatórios para fazer o Enem. Mas o Inep recomenda que os candidatos levem, impresso, o cartão de confirmação, já que ele contém todas as informações sobre a inscrição, como o local de provas, o endereço exato e o número da sala em que o participante fará o Enem.

 

Começa hoje (1º) a Exposição que homenageia os 369 anos de Alcântara

COMPARTILHE

Entra em cartaz, nesta quarta-feira (1º) a II Exposição Olhares, que tem como tema “Divina Cidade – Tapuitapera a Alcântara”. A mostra é resultado do trabalho de alunos dos cursos de Comunicação Social, História e Design da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), e busca registrar diferentes perspectivas da cidade histórica conhecida pelos seus casarões e sobrados coloniais. A exposição de caráter educativo é uma homenagem ao município de Alcântara pelos seus 369 anos, que serão celebrados no dia 22 de dezembro deste ano.

O trabalho faz parte do projeto de extensão da universidade chamado “Fotografando Notícias”, que é desenvolvido pelo Laboratório de Fotografia do curso de Comunicação Social da UFMA e traz conhecimentos sobre fotojornalismo e fotografia artística, levantando discussões sobre a área de atuação e questionamentos dentro da profissão fotográfica.

De acordo com a professora Áurea Costa, o curso ajuda o aluno saber olhar o mundo.“A proposta do curso é fazer o aluno ter um olhar diferenciado da fotografia que não é só técnica, não é só apertar um botão, mas sim saber olhar o mundo que está a sua frente, pois a fotografia não é equação matemática fechada. A fotografia são possibilidades. Para isso é necessário aprender a ler a fotografia, estudar a linguagem fotográfica para repassar a informação com harmonia e dinamicidade”, explica.

Além da exposição, o curso também lançará em breve o jornal online “Fotografando Notícias”, atividade que oferece aos alunos a prática dos conhecimentos aprendidos e discutidos durante o curso.

A exposição “Divina Cidade – Tapuitapera à Alcântara” fica em cartaz até o dia 8 de novembro, de segunda a sexta-feira, das 9h às 20h, na Galeria Valdelino Cécio, no Centro de Criatividade Odylo Costa Filho (Praia Grande).

Por MA10

Projeto Turismo na Escola leva alunos da rede pública de ensino ao CLA e pontos turísticos de Alcântara

COMPARTILHE

O Projeto Turismo na Escola criado pelas secretarias de Cultura, Turismo e Juventude, em parceria com a secretaria de educação, leva alunos da rede pública de ensino para conhecer o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) e pontos turísticos da cidade histórica.

Nesta sexta-feira (27), os diretores Alim Pereira (turismo) e Maurício Cesar (juventude), idealizadores do Projeto, levaram 39 alunos e professores das Escolas Municipais Vereador Júlio Monteiro e Marechal Castelo Branco, localizadas nas comunidades Japeú e Raimundo Sú, respectivamente, que foram os pólos educacionais que englobam as comunidades (Mocajituba, Itamatatiua, Jacaré, Macaco, São Pedro, Primirim e Japeú) para conhecerem o CLA. A tarde o passeio aconteceu no centro histórico, casas históricas, museu histórico e trilha beirada de Alcântara, que teve a participação do professor Reginaldo filho Corvelo.

O principal objetivo da visita é apresentar à comunidade estudantil as atividades desempenhadas pela organização militar da Força Aérea Brasileira, responsável pelo lançamento e rastreio de engenhos aeroespaciais, localizada no município do interior maranhense. Além disso, os estudantes puderam conhecer um pouco da história da cidade que compõe o maior acervo arquitetônico do Maranhão e que faz parte da vida dos alcantarenses.

Ao chegarem à cidade de Alcântara os visitantes puderam conhecer a área construída do CLA por meio de uma maquete, instalada na entrada do Prédio do Centro Técnico, onde está localizada parte dos setores administrativos e operacionais e a Direção do Centro. Em apresentação institucional, alunos e professores puderam compreender o contexto que envolve um programa espacial, histórico das atividades espaciais no país, meios disponíveis e avanços que foram implementados no CLA nos últimos anos, operações realizadas em Alcântara e no exterior, bem como as principais formas de ingresso à FAB, seja via alistamento militar, concursos ou seleções públicas.

A aluna da Escola Estadual Marechal Castelo Branco, Maria Alice, de 15 anos, gostou do que aprendeu com a visita ao CLA. “É a primeira vez que eu visito o CLA e eu agradeço muito essa oportunidade. Gostei bastante e aprendi coisas que nem imaginava que existiam, não sabia que existiam mais de 1.500 satélites ativos. Hoje vou levar conhecimentos para pessoas que nunca tiveram a possibilidade de conhecer o Centro”, afirmou a estudante moradora da comunidade Itamatatiua.

Após a apresentação, os visitantes puderam conhecer as instalações operacionais do CLA, iniciando pelo Centro de Controle, onde é feita a coordenação das operações realizadas em Alcântara, e as estações de Meteorologia (previsão meteorológica), de Telemedidas (antenas para coleta de dados em voo via telemetria) e Radar Adour (radar de rastreio de trajetória em voo), ambos localizados na parte central do CLA, no Setor de Comando e Controle (SCC).

A visita ao CLA foi encerrada no Setor de Preparação e Lançamento (SPL), com alunos e professores conhecendo a Torre Móvel de Integração (TMI), a plataforma de operação e lançamento do Veículo Lançador de Microssatélites (VLM), foguete em desenvolvimento pelo Brasil em parceria com a Alemanha, que visa colocar em órbita a partir de Alcântara microssatélites.

“É extremamente importante recebermos alunos no Centro, ainda mais em se tratando de alunos do município de Alcântara, para que possamos demonstrar as atividades que desenvolvemos. Por outro lado, com projetos como esse, esperamos levar conhecimentos e incentivar a comunidade local em relação às carreiras ligadas à ciência e tecnologia, especialmente aquelas voltadas para o setor aeroespacial”, explica o Coronel Engenheiro Luciano Valentim Rechiuti, Diretor do CLA.

PROJETO TURISMO NA ESCOLA

Essa foi a terceira visita ao CLA dentro do Projeto “Turismo na Escola”,  idealizado pela Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer e Secretaria Municipal de Cultura e Turismo da Prefeitura de Alcântara.

O objetivo do projeto é propiciar aos estudantes da zona rural, acesso aos espaços culturais, históricos, artísticos, turísticos, tecnológicos e ambientais do município, através de visitações in loco, contribuindo para a formação dos estudantes, através da vivência e troca de conhecimento. Além da promoção de atividades pedagógicas que incentivem e fomentem a preservação do patrimônio material e imaterial, através de palestras, rodas educativas, e ações de mobilização.

“A gente vê com grande importância a participação do Centro de Lançamento de Alcântara, que entra nesse roteiro do projeto como um dos principais locais de visitação. É uma grande satisfação visitar o CLA com nossos alunos do nono ano que irão para o ensino médio levando esse conhecimento e uma ideia adequada do que realmente é o Centro”, explicou o Sargento Leitão, ex-militar do CLA, e atualmente vice-prefeito de Alcântara que também participou da visita.

Estiveram presentes o secretário Hermison Martins (Juventude, Esporte e Lazer), o vice-prefeito Sargento Leitão, os diretores Alim Pereira (turismo) e Maurício Cesar (juventude), além do Tenente Huxley Bruno (CLA) e Soldados George e Kelson (palestrantes).

Por ASCOM DO CLA 

 

Sebrae e Prefeitura de Alcântara reafirmam parceria no campo das políticas públicas

COMPARTILHE
Durante o encontro, o Sebrae apresentou sua carteira de ações empresarias que poderão ser desenvolvidas na região. No próximo dia 31, já ocorre a primeira ação prevista no planejamento estratégico, que resultará em ações conjuntas realizadas entre o Sebrae e a Prefeitura de Alcântara.

O diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins e o prefeito de Alcântara, Anderson Wilker, estiveram reunidos recentemente e reafirmaram a parceria entre a prefeitura municipal de Alcântara e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Maranhão (Sebrae).

O encontro teve ainda a presença da gerente regional do Sebrae em Pinheiro, Graça Fernandes, das gerentes de políticas públicas do Sebrae no Maranhão, Cristiane Corrêa e de Atendimento, Soluções e Interlocuções, Giovana Figueiredo e de secretários municipais de Alcântara.  O objetivo foi apresentar a carteira de soluções empresariais e de políticas públicas do Sebrae que podem ser implantadas no município.

“O principal objetivo dessa reunião será a elaboração de planejamento estratégico que vai resultar em ações conjuntas, entre o Sebrae e a Prefeitura de Alcântara, para ajudar na implementação de políticas públicas e projetos que vão trazer, com certeza, desenvolvimento para o município”, afirmou João Martins.

Uma das propostas de políticas públicas apresentadas durante a reunião, foi a de implantar no sistema de saúde do município, um trabalho de humanização que capacitará servidores públicos que atuam no atendimento à população, o que deverá melhorar consideravelmente a qualidade dos serviços prestados dentro das unidades de saúde de Alcântara.

O trabalho batizado inicialmente de “Hospital Inteligente”, será iniciado com uma palestra de sensibilização, realizada no próximo dia 31 de outubro e que explicará a equipe da secretaria municipal de saúde, de maneira aprofundada, o contexto do atendimento.

“O Sebrae tem consciência da importância das suas ações de políticas públicas dentro dos municípios que atende, por isso, essa é uma das nossas linhas de atuação na região da baixada e litoral ocidental maranhense. Nos colocamos a disposição para apoiar os municípios e construir ações que fortaleçam o território e criem um ambiente favorável para o desenvolvimento sustentável”, enfatizou Graça Fernandes, gerente regional do Sebrae em Pinheiro, que atende o município de Alcântara.

Foram demandadas também ações de políticas públicas que contemplem soluções para a área do meio ambiente e sustentabilidade, os pequenos empreendedores do campo, com capacitações e consultorias técnicas, que culminarão até o final do ano, em uma feirinha da agricultura familiar que atenda munícipes e gere renda para os produtores.

Para Anderson Wilker, prefeito de Alcântara, a parceria com o Sebrae só irá trazer benefícios para o município.

“Essa é uma excelente parceria que está se consolidando da qual colheremos bons frutos e num futuro bem próximo a cidade estará agradecendo pela parceria firmada entre o Sebrae e a prefeitura de Alcântara, que sem dúvida nenhuma trará resultados positivos. Já demos o start em algumas ações e temos certeza que com todos os programas que o Sebrae tem, só irá fortalecer as nossas iniciativas na gestão do município”, afirmou Wilker.

Outra ação que ficou definida durante a reunião, foi a implantação de ações de educação empreendedora no município já a partir de 2018. As metodologias, Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP), Despertar e Crescendo e Empreendendo, estão sendo analisadas pela equipe da secretaria municipal de educação, que definirá em um reunião de planejamento estratégico, como funcionará o cronograma de implantação das metodologias e das capacitações, que irão acontecer no início do ano que vem, preparando os professores para a aplicação e acompanhamento.

Um assunto também muito discutido durante o encontro foi o turismo. Ações que contemplem os pequenos empreendedores locais que transformam a arte em sua fonte de renda e negócio deverão acontecer nos próximos meses. As capacitações beneficiarão desde artesões até os condutores de embarcações que transportam turistas e moradores. Eles serão formalizados e capacitados para atender melhor e com mais segurança os seus clientes.

O Sebrae destinará uma atenção especial as comunidades de Tamatatiua e Santa Maria, históricas produtoras de artesanato tipicamente Alcantarense. Uma das preocupações mais debatidas foi o pouco tempo de permanência dos turistas no município. Para solucionar essa questão, serão elaboradas ferramentas para criação de atrativos que ampliem esta estadia. O Sebrae também realizará o mapeamento turístico da região e dará apoio na elaboração do inventário turístico do município.

O Diretor Superintendente do Sebrae Maranhão, João Martins, fez um prognóstico positivo das ações que deverão ser implantadas e destacou os benefícios que elas trarão para o município histórico de Alcântara.

“Não temos dúvida de que essa será uma parceria que proporcionará ganhos gigantescos para a população de Alcântara, seus empresários e os milhares de turistas que visitam a cidade anualmente. Acreditamos no potencial que a região tem para se desenvolver e o Sebrae está preparado para auxiliar nesse desenvolvimento, trazendo ações que irão preparar empresários, gestores públicos e lideranças regionais para as mudanças positivas que se aproximam”, projetou Martins.

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free