casa » Archivo de Etiquetas: Violencia

Archivo de Etiquetas: Violencia

Prefeitura de Alcântara realiza Seminário sobre violência contra Idoso

COMPARTILHE

Prefeitura de Alcântara, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, da Mulher e Igualdade Racial, realizou na manhã desta quinta-feira (03), um Seminário em alusão ao Dia Nacional e Internacional do Idoso, que discutiu a temática sobre violência e negligência contra o idoso.

O evento contou com os palestrantes Promotor do Idoso de São Luís, José Augusto Cutrim Gomes e a professora de psicologia, doutora Ana Beatriz Rocha Lima, da Faculdade Uninassau. Após a formação da mesa, o Grupo de Idosos – A Felicidade não tem Idade, se apresentou com a dança do carimbó e botou o público presente para dançar.

Durante o período de apresentação, a secretária de Desenvolvimento Social, Menca Pinho, destacou o trabalho realizado em Alcântara com os idosos do município na gestão do prefeito Anderson Wilker.

“Com os técnicos da secretaria, a partir dos atendimentos nós identificamos que inúmeros idosos em nosso município tem passado por momentos de negligência. e abandono familiar. Em virtude disso realizamos este seminário que servirá para destacar à sociedade que esse é um problema de todos nós, e não só um problema da família, do governo ou do estado, é um problema da sociedade. Temos que pensar uma política de envelhecimento saudável, políticas voltadas para a população idosa de Alcântara que é crescente no município. Este é nosso papel e a secretaria está levando informações dos direitos e garantias que a população idosa tem”, destacou Menca Pinho, que anunciou a criação do Conselho Municipal do Idoso em Alcântara.

O Promotor do Idoso de São Luís, José Augusto Cutrim Gomes, falou da proteção e cuidados com os idosos, que merecem todo tratamento em qualquer lugar.

“No último dia 01 de outubro se comemorou o Dia Nacional e Internacional do Idoso, que serviu para a gente fazer uma reflexão sobre a violência e negligência contra o idoso. Os idosos são violentados como qualquer outra pessoa, na sua integridade física, psíquica e moral. Estamos trabalhando os tipos de violência, como denunciar e até mesmo como o próprio idoso denunciar da violência, que na grande maioria acontece no seio familiar. O próprio idoso ainda não tem consciência que ele é violentado, principalmente por acharmos que violência só é quando existe espancamento. O índice da violência contra o idoso tem crescido de forma geométrica no Maranhão. Só que a violência sempre existiu, mas os idosos não sabiam como denunciar”, disse.

A psicóloga Ana Beatriz Rocha Lima, professora da Faculdade Uninassau, destacou a importância de programas voltados para o idoso e principalmente o tratamento.

“A expectativa dos idos no mundo aumentou. Nossa preocupação é saber como os idosos poderão viver mais, mas com qualidade. São esse espaços como o Serviço de Convivência, o CRAS e o CREAS que ajudam a gente pensar qual é o papel do idoso na sociedade. A gente pensa em uma cidadania, mas também na inclusão social do idoso. A gente poderia pensar no envelhecimento como um momento da vida, caracterizado por perdas cognitivas e comportamentais, mas para os idosos o tema é mais forte, eles são mais fragilizados e dependentes. A psicologia tem ajudado nesse tema, seja na clínica ou no CREAS e CRAS, seja na área da Assistência Social ou da Saúde”, enfatizou.

TIPOS DE VIOLÊNCIA CONTRA O IDOSO

Violência Física: é todo comportamento que implique agressão física, por exemplo, crimes de ofensa à integridade física, maus tratos físicos, sequestro, intervenções e tratamentos médicos arbitrários.

Violência Psicológica/Verbal:Provocar intencionalmente na pessoa idosa dor, angústia através de ameaças, humilhações ou intimidação de forma verbal ou não verbal, por exemplo, insultos, ameaças, humilhação, intimidação, isolamento social, proibição de atividades.

Violência Sexual: Violência na qual o agressor abusa do poder que tem sobre a vítima para obter gratificação sexual, sem o seu consentimento, sendo induzida ou obrigada a práticas sexuais com ou sem violência.

Negligência e Abandono: é o ato de omissão de auxílio do responsável pela pessoa idosa em providenciar as necessidades básicas, necessárias à sua sobrevivência, por exemplo, o crime de omissão de auxílio e não providenciar acesso a cuidados de saúde.

Violência Financeira/económica: qualquer prática que visa a apropriação ilícita do património de uma pessoa idosa e pode ser realizada por familiares, profissionais e instituições.

Violência Doméstica: Infligir, de forma continuada ou não, maus tratos físicos ou psíquicos, a pessoa particularmente indefesa em razão da sua idade ou dependência económica que consigo coabite, por exemplo, castigos corporais, privações da liberdade e ofensas sexuais.

O município de Alcântara já conta com a Casa de Apoio ao Idoso, inaugurada pelo prefeito Anderson Wilker, que acolhe os idosos alcantarenses tanto da sede, quanto da zona rural. Além disso leva atendimento de saúde, direito e assistência aos idosos.

Estiveram presentes a secretária de Assistência Social ( Menca Pinho), a secretaria de finanças (Alcilene Araújo), o vice prefeito Sargento Leitão, equipe técnica da secretaria, idosos e sociedade civil.

Prefeitura de Alcântara realiza Mesa de Debates sobre violência contra a mulher

COMPARTILHE

Na luta no combate a violência contra mulheres, a Prefeitura de Alcântara, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, da Mulher e de Igualdade Racial, realizou nesta quinta feira ( 28), no auditório do IFMA, uma mesa de debates envolvendo a equipe do CREAS (Centro de Referência Especializado da Assistência Social), a advogada Ana Lyns Campos Brito Lobato, a psicóloga, Sônia Maria de Sousa, a assistente social, Lucimeire Pereira de Oliveira, a diretora do Departamento da Mulher, Irenilde Alves Silva e a secretária de Desenvolvimento Social, Maria do Nascimento França Pinho. O evento foi em alusão ao Dia Internacional da Mulher.

Os temas em debate foram Feminicídio, Lei Maria da Penha e combate a violência contra Mulher, o evento reuniu aproximadamente 220 pessoas, entre elas, professores e diretores da escolas públicas, usuários do CRAS, CREAS, PCF (Programa Criança Feliz), Serviço de Convivência, profissionais da saúde, representantes do IBRAM, IPHAN, IFMA, os vereadores Luís Fernando (Nhô Ré) e Haroldo Júnior, além das Igrejas Evangélicas (Betel, Peniel, Presbiteriana e Batista Nacional).

Também estiveram presentes Dulciane Amorim (representando a secretaria de saúde), Dediolene Cantanhede (representando a secretaria de educação) e  Marcelina Serrão Silva (secretária de Cultura e Turismo).Como forma de coroar o debate,o evento teve a participação da atriz revelação do Festival de Teatro em 2018, a jovem estudante, natural do quilombo de Peru, Ana Raquel e o estudante do Ensino Médio, João Gabriel.

Para a secretária de Desenvolvimento Social, Maria do Nascimento, eventos desses enriquecem o debate e colocam em pauta temas importantes sobre a violência contra mulheres. “O debate foi oportuno e essencial tendo vista a necessidade das mulheres alcantarenses se apropriarem desses temas que afetam o país. Só no município de Alcântara tem dezenas de casos sobre ocorrência de violência contra mulher. Um feminicídio recente no povoado Tubarão e há 1 ano e 4 meses tivemos o desaparecimento de Alexandrina Garcia. As mulheres de Alcântara precisavam desse espaço para refletir sobre o seu papel, sua importância e seus direitos na sociedade alcantarense”, destacou a secretária.

SAIBA COMO ESTÁ A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NO BRASIL

Segundo pesquisas divulgadas em 2018, o Brasil registrou 13 mulheres assassinadas por dia, quase 5 mil sentenças e casa da vítima como local mais perigoso, onde os crimes mais acontecem. Em 2016, 4.645 mulheres foram assassinadas no país, o que representa uma taxa de 4,5 homicídios para cada 100 mil brasileiras, um aumento de 6,4% no período de dez anos. 13 mulheres são mortas violentamente no Brasil por dia. Fonte: Atlas da Violência 2018.

Os tribunais de justiça de todo o país movimentaram 13.825 casos de feminicídio em 2017: 3.039 processos foram baixados, restando pendentes ao final do ano 10.786 processos. Foram contabilizadas 4.829 sentenças proferidas em casos de feminicídio. Foram 4.829 sentenças por feminicídio em 2017. Fonte: Poder Judiciário.

Levantamento do Ministério Público do Estado de São Paulo revelou que a maioria dos assassinatos de mulheres acontece dentro do ambiente familiar e também durante a semana, de segunda a sexta-feira (68%). Segundo o MP-SP, 66% dos feminicídios acontecem na casa da vítima. Fonte: Raio X do Feminicídio.

O evento iniciou às 15h30 e encerrou às 17h, com um aulão de zumba, comandado pela facilitadora de dança do Serviço de Convivência, Giozyane Brito. No final do evento na quadra Poliesportiva do IFMA, os organizadores realizaram distribuição de lanches e sorteio de vários brindes para as pessoas presentes.

Fotos: Reprodução

Vereador Osmar Filho e lideranças políticas participam de I caminhada contra exploração sexual a crianças e adolescentes

COMPARTILHE

As ruas dos bairros Cohatrac e Cohab viraram palco de grande mobilização neste sábado (19) pelo enfrentamento contra abusos sexuais a menores de idade. Com o subtema: ‘’Abuse do Brincar, Não brinque de Abusar: Não à Violência’’ a comunidade recebeu conscientização e foi alertada sobre o assunto. A iniciativa foi motivada em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, comemorado dia 18.

Parlamentares apoiadores desta causa ergueram a bandeira da não violência sexual e caminharam pelas ruas da comunidade, mostrando colaboração ao movimento. Como o parlamentar, Osmar Filho (PDT), Raimundo Penha (PDT), Pedro Lucas Fernandes (PTB) além da Secretária da Semcas, Andreia Lauande, representando o município.

Para o Vereador, Osmar Filho (PDT) que possui em seus trabalhos como parlamentar prioridades na pasta de educação, e ciência dos problemas sociais relacionados a essa temática, ressaltou a importância da programação em chamar a atenção da coletividade sobre o assunto, “inicialmente quero parabenizar os idealizadores desse evento pela organização, pois esse momento é de conscientização para que desperte em toda a sociedade a atitude de sempre proteger nossas crianças, e o de combater o abuso e a exploração sexual, pois sabemos que elas são vítimas no dia a dia, dessa forma, é de suma importância que esse assunto seja alertado para que as instituições como a família, a igreja e a escola, se sensibilizem com esta causa, e protejam nossas crianças. Enquanto vereador, compreendo essa realidade, e sei que em conjunto com esses setores sociais podemos encontrar soluções para uma infância protegida e abraçada’’, destacou.

As ações fazem parte das atividades realizadas pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMCAS), juntamente com o conselho tutelar daquela região, o Centro de Referência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) que durante todo o mês de maio orienta sobre a prevenção de casos de violência sexual praticados contra esses jovens.

Ações de entrega de materiais informativos, sobre a temática, estiveram dentro da programação durante a caminhada que iniciou na Praça Nossa Senhora de Nazaré, no Cohatrac e finalizou na Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no bairro Cohab.

Para o conselheiro tutelar, Daniel Rodrigues da área Cohab-Cohatrac, o objetivo do evento foi divulgar o trabalho do conselho tutelar como uma entidade que tem a missão de garantir os direitos da criança e adolescentes, tanto na proteção quanto na orientação, informando a população sobre a importância de denunciar, “Esse mês de maio alertamos à sociedade, que não olha e compreende esses abusos, o quanto ele é danoso às crianças e adolescentes. Por isso, definimos a intensificação desse trabalho em vários pontos do bairro, com material de panfletagem para alertar a importância da denúncia”, afirmou.

A comunidade escolar, representada pelos diretores das unidades colegiais, a igreja, e lideranças politicas da cidade foram os protagonistas que levantaram a voz em favor da conscientização e do basta aos criminosos que violentam crianças e adolescentes em todo o mundo.

Texto: Tamara Cristina

Com a segurança pública fracassada na baixada, Bequimão foi alvo de muita violência neste final de semana

COMPARTILHE

Que o estado está jogado ao fracasso, todo mundo já sabe, agora o que está acontecendo quando o assunto é violência, as autoridades estaduais estão fazendo vista grossa para os casos. Na baixada maranhense não é diferente, a região está tomada por marginais e hoje a população anda sobressaltada a todo momento. A falta de compromisso com o povo, faz com que a violência aumente a cada dia no Maranhão. Enquanto o secretário de segurança faz festa para comemorar sobre a “paz” dentro do presídio, lá fora a bandidagem tomou de conta e faz a festa 24h.

Em Bequimão, no litoral ocidental maranhense, a violência tomou conta do município neste final de semana.  Na comunidade Quindíua, um homem foi assassinado no quintal de casa, quase dentro da cozinha, na noite do último sábado (2) e até agora a polícia não se manifestou. Na noite de domingo (3), um rapaz foi executado ao chegar em casa no povoado Marinho, na região de campos alagados. Na comunidade Rio Grande, um vendedor ambulante foi sequestrado e colocado no matagal por muito tempo até ser liberado. Já na sede do município, uma jovem funcionária de um posto de combustível que faria um depósito da empresa no banco do bradesco, localizado na Avenida Antônio Dino, no Centro da cidade, foi vítima de assalto  na porta do banco, e segundo populares, os bandidos levaram R$ 36 mil reais e mais uma moto que a vítima pilotava. Mas o valor roubado não foi confirmado pela empresa. Segundo informações, a moto tinha rastreador e encontrada na cidade de Turilândia.  Ouça o áudio abaixo com o relato do roubo feito por uma ouvinte da Rádio Mirante AM.

Segundo moradores de Bequimão, os policiais tem boa vontade, mas as condições de trabalho impetradas pela Secretaria de Estado de Segurança são as piores possíveis. De acordo um morador da cidade, a viatura quase sempre está sem combustível, os policiais sempre com pouca munição e a bandidagem bem armada.

“Quando ligo minha TV acho que estou morando em outro planeta. Na propaganda são 12 mil novos policiais, mil viaturas entre carros e motos, mas ninguém consegue toda essa quantidade. De nada adianta ter viaturas, se não tem combustível. Ter milhares de policiais e não ter armas e munições. O certo é que estamos entregues ao léu. O que me deixa irritado são as mentiras. Um homem que mente, é capaz de fazer qualquer coisa. A polícia tem vontade, mas está acuada”, desabafou um morador revoltado.

 

Bárbara Soeiro representa as mulheres do Maranhão em Seminário em Brasília-DF

COMPARTILHE

A vereadora Bárbara Soeiro (PSC) representou a Câmara Municipal de São Luís,  na tarde desta terça-feira (21), na Câmara Federal, durante o Seminário de Boas Práticas no Combate à Violência contra a Mulher, ao lado de mulheres aguerridas como a Deputada Soraya Santos, coordenadora da Bancada Feminina, da representante da ONU MULHER,  Nadine Gasman e demais autoridades representativas.

No evento foram discutidas políticas públicas, como programação da  Campanha Mundial “16 dias de Ativismo pelo fim da Violência contra as Mulheres”. Este evento é de muita relevância,pois  busca conscientizar a população sobre os diferentes tipos de agressão contra as mulheres em todo o mundo, propondo medidas de prevenção , de combate e enfrentamento, com o intuito da garantir igualdade de direitos.

 Em discurso, Bárbara agradeceu o convite feito pela organização do Seminário, e colocou-se à disposição do seu Estado e também do País, na luta em defesa das Mulheres.

– Hoje estou aqui em Brasília, e estarei em qualquer lugar desse país, para levantar a bandeira do respeito, proteção e empoderamento da Mulher brasileira. No meu Estado (Maranhão), estamos com a sociedade civil, comunidades, instituições públicas, irmanados para coibirmos a violência contra a Mulher, a nossa luta é diária em São Luís, mas também quero ajudar ao Brasil, a acabar com essa estatística triste e lamentável, que atinge a todas nós, discursou sob aplausos a parlamentar ludovicense, em Brasília.

Traficantes deixam três crianças baleadas na cidade de Rosário

COMPARTILHE

O absurdo em que chegou a violência na cidade de Rosário, região do munim no interior do Maranhão. Três crianças de uma escola de reforço, localizada na rua quatro, bairro Vila Ivar Saldanha, foram baleadas, por traficantes que perseguiam pela localidade um bandido rival.

Segundo informações, o “homem” que vinha sendo perseguido invadiu o prédio da escola, quando dois elementos que estavam em uma motocicleta, dispararam várias vezes.

Três crianças foram baleadas, uma foi trazida em estado grave para São Luís. Mesmo com o tiroteio, o bandido que invadiu o prédio, conseguiu fugir e não teve nada. Os dois atiradores, estão sendo procurados pelas polícias militar e civil. Em Rosário, os moradores reclamam da onda de violência, apesar de ser uma regional tem muita gente reclamando da falta de segurança. A pergunta que fica é: cadê os investimentos em segurança do governo Dino que não consegue conter a violência em uma cidade com menos de 50 mil habitantes?

Fonte: Rosário em foco

 

Empresário é baleado no centro de Pinheiro

COMPARTILHE
Imagem e Matéia extraída do Blog do Vandoval

Imagem e Matéia extraída do Blog do Vandoval

O empresário pinheirense, conhecido como Inacinho, proprietário do Hipermercado Fortaleza, foi assaltado no início da tarde desta segunda-feira (23), quando chegava à Agência Banco do Brasil no centro da cidade de Pinheiro.

Por volta das 12:10hs, o empresário como vários que ainda se arriscam a chegar com o pacote debaixo do braço nas Agências Bancarias de Pinheiro, ao invés de contratar uma empresa de segurança para fazer o transporte de seus valores, foi surpreendido por dois bandidos.

De acordo com informações de populares, quando o empresário subia os primeiro degraus da calçada que dá acesso a Agência, foi abordado por um bandido que chegou juntamente com outro comparsa. Os ladrões chegaram de motocicleta e enquanto um dos assaltantes realizava a ação, o outro ficou na espera em plena avenida.

Pessoas que estavam dentro da Agência, e presenciaram o acontecido, afirmaram que o empresário tentou reagir ao assalto e foi alvejado com um disparo que atingiu o braço da vítima.

Os bandidos fugiram do local, levando uma quantia em dinheiro ainda não revelada pela família da vítima. O empresário foi socorrido e levado para o hospital Antenor Abreu, seu estado expira cuidados.

As câmeras de monitoramento da Agência devem ajudar nas investigações da elucidação do crime já que apenas um dos assaltantes estava de capacete.

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free