casa » Archivo de Etiquetas: Roberto Rocha

Archivo de Etiquetas: Roberto Rocha

Zé Martins e Roberto Rocha participam de jantar com ministro Marcos Pontes

COMPARTILHE

O prefeito de Bequimão, Zé Martins (MDB), acompanhado do senador Roberto Rocha (PSDB), participou na noite desta segunda-feira (15), de um jantar oferecido ao ministro de Ciências, Tecnologias, Inovação e Comunicação, Marcos Pontes.

Durante o jantar em São Luís, os prefeitos Zé Martins (Bequimão) e Dr. Washington (Bacuri), com o apoio do senador da República, Roberto Rocha, apresentaram e reforçaram as reivindicações de muitos municípios maranhenses ao ministro Marcos Pontes.

Representando as Prefeituras da Baixada e Litoral Maranhense que integram o consórcio Conguarás, Zé Martins e Dr. Washington fizeram questão de expor ao ministro sobre a importância de estudos e projetos para implantação da BR- 308, que vai interligar a costa litorânea dos estados do Maranhão e Pará.

A proposta entregue ao Ministro destaca a possibilidade do Governo Federal criar ainda um acesso com a construção de duas pontes que permitirão a ligação entre o Porto do Itaqui e a futura Base de Alcântara. Zé Martins teve uma conversa bastante proveitosa com o Ministro e o senador Roberto Rocha.

Zé Martins reúne com o senador Roberto Rocha em Brasília

COMPARTILHE

O prefeito de Bequimão, Zé Martins (MDB), acompanhado do ex-vice prefeito de São Bento, Isaac Dias Filho esteve reunido na última segunda-feira (8), com o senador Roberto Rocha (PSDB), onde juntos discutiram questões relacionadas a Bequimão e Baixada Maranhense. Desde a questão do acordo bilateral entre Brasil e Estados Unidos para exploração da base de Alcântara, até outros problemas cruciais como o alagamento dos campos e soluções para os municipios da região.

Durante a conversa entre o senador Roberto, Zé Martins e Isaac Filho, foram discutidas também a construção da rodovia federal, que ligará o norte ao o Nordeste, que passará por vários Municípios da Baixada. Sabendo do potencial que Bequimão tem na pesca e agricultura, o prefeito Zé Martins apresentou ideias para o senador Roberto Rocha, que podem ser transformadas em projetos para o Litoral Ocidental Maranhense, polo da Floresta dos Guarás.

O prefeito Zé Martins aproveitou a XXII Marcha em Defesa dos Municípios em Brasília, para reunir com autoridades da esfera federal, afim de adquirir verbas para implantar em obras no município de Bequimão, tanto para a educação, saúde e infraestrutura. Só em 2018, o prefeito Zé Martins conseguiu em projetos, ais de R$20 milhões de reais para obras e serviços.

Flávio Dino pode ter caído no conto do vigário ao acreditar em Eliziane Gama

COMPARTILHE

Sabe aquele provérbio popular, “comprou gato por lebre”? É justamente isso que pode ter acontecido com o governador Flávio Dino (PCdoB) ao desprezar Zé Reinaldo (PSDB) e Waldir Maranhão (PSDB), que sempre foram aliados fiéis do comunista desde o início da carreira política do ex-juiz federal. Declarado padrinho da candidatura do deputado federal Weverton Rocha (PDT) ao Senado da República, Flávio Dino pode ter tropeçado ao escolher seu segundo nome ao senado, já que Eliziane sempre jogou contra o comunista e nunca confirmou em pé o que falou sentada.

A ganância pode ser um dos erros de Flávio Dino ao acreditar que Eliziane teria mais de um milhão de votos do seguimento evangélico. Dino esqueceu que a “Irmã” foi humilhada nas urnas em 2016, quando tirou pouco mais de 6% dos votos, um total de 32.500 votos válidos. Onde estavam os evangélicos que não souberam da candidatura de Eliziane para prefeita em 2016? Foi a 4ª colocada, ficando atrás do terceiro com mais de 70 mil votos de diferença. Com a entrada do Pastor Bel na briga por uma vaga ao senado, Eliziane pode ficar mais uma vez pelo meio do caminho.

Com um quadro fraco de candidatos ao senado (Weverton Rocha, Zé Reinaldo, Waldir Maranhão e Eliziane Gama), Flávio teve que escolher duas alternativas para carregar nos ombros e ainda escolheu as opções erradas. Weverton que comanda o PDT tá longe de dar liga, mesmo falando que tem 140 prefeitos nas mãos. Eliziane conta com os mais de 1,5 milhão de evangélicos maranhenses, mas nenhum acredita nela. Zé Reinaldo, que deve encerrar sua carreira política em 2018, vai ser a maior decepção das urnas. Já Waldir Maranhão que foi excluído pelo PP, abandonado pelo PCdoB e esculachado pelo pelo PT, deve morrer abraçado com Zé Reinaldo e Roberto Rocha no ninho tucano.

 

Na briga de queda de braço, Roberto Rocha fica com o ninho e Flávio Dino com os tucanos

COMPARTILHE

Não demorou muito tempo para a briga de queda de braço entre Flávio Dino X Roberto Rocha pelo Partido Socialista Democrático Brasileiro (PSDB) tivesse um final, que não agradou muito o senador. Na divisão de poder, o governador do Estado levou a melhor e ficou com os tucanos. Já para Roberto Rocha, sobrou apenas o ninho sujo. A debandada foi tão grande e pode ser ainda maior, mostrando que o senador não tinha muito carisma dentro do partido.

A articulação foi feita pelo deputado federal, Kléber Verde (PRB), que já havia emplacado um aliado no Iterma, dando a entender que estaria no mesmo palanque com o governador Flávio Dino em 2018. A oferta do Partido Republicano Brasileiro (PRB) ao Palácio dos Leões, tem peso de ouro. No pacote entrou o vice-governador Carlos Brandão, 23 prefeitos, incluindo Luís Fernando (prefeito de Ribamar), o ex-deputado federal e suplente de senador Pinto Itamaraty e diversas lideranças políticas que anunciam saída do PSDB, e irão se filiar ao PRB. O partido tucano passou a ser controlado no Maranhão pelo senador Roberto Rocha, desafeto do governador Flávio Dino, e que deve ser candidato ao governo em 2018.

O  anúncio foi feito por Carlos Brandão na noite desta quarta-feira (13), em sua página na rede social no Facebook. “Boa noite, amigos! Acabo de receber suplente de senador, deputados, prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e diversas lideranças do PSDB. Juntos, definimos a nossa saída do partido. Juntos, devemos caminhar pelo bem do Maranhão. Anuncio oficialmente que em breve estarei filiado ao PRB”, anunciou o vice-governador.

Com  a ida de Brandão para o PRB, tudo indica que o vice-governador continuará na chapa encabeçada pelo governador Flávio Dino. Vale lembrar que ainda brigam pela vaga de vice, o PDT, PSB, PT, PR e DEM. Ainda restam alguns vereadores se manifestarem, como Gutemberg Araújo e Josué Pinheiro, que são do PSDB.

Quatro anos depois Flávio Dino pode ser contaminado novamente pela síndrome do “Rocha”

COMPARTILHE

O choro pela possível traição de Roberto Rocha ao governador Flávio Dino (PCdoB), ainda é constante e atinge todo estado. A pregação de que Roberto Rocha é um traidor e só foi eleito por ter sido carregado no ombro de Flávio Dino, anda no mundo digital por onde o Palácio dos Leões comanda as senhas de blogues, sites e portais.

Se Roberto Rocha é considerado pelos comunistas uma bactéria traidora, o que teria motivado o rompimento com o governo Flávio Dino? Para os palacianos, Roberto Rocha tem sede de poder, psicologicamente sonha em ser governador, porque é filho do ex-governador Luís Rocha. Então esse seria o motivo óbvio para o rompimento. Só que Roberto Rocha tem se posicionado ao contrário dos comentários palacianos.

Só que, essa possível bactéria não está alojada apenas no senador Roberto Rocha. Em 2014, o governador não teve muitas opções, e agora contínua do mesmo jeito, tendo como primeira opção para 2018 ao senado, o deputado federal Weverton Rocha, que segundo o STF, pode não concorrer, caso seja condenado. A síndrome do “Rocha” vai permanecer em Flávio Dino e desta vez ainda mais forte e perigosa.

Com sede de poder ainda maior, Weverton Rocha é capaz de qualquer coisa para ser eleito senador, e caso seja eleito em 2018, até o Palácio dos Leões está ameaçado de ser demolido, como fez com o Ginásio Costa Rodrigues. O terreno cobiçado por Weverton Rocha está justamente no quintal do Palácio dos Leões e caso seja eleito com o apoio de Flávio Dino, em 2022 será candidato ao governo do Estado, mesma atitude de Roberto Rocha. Flávio Dino poderá ser traído novamente por um aliado.

O certo mesmo é que Flávio Dino se conseguir eleger algum senador, pode ficar novamente sem representante no senado. As pesquisas não são favoráveis aos candidatos do governador, e o único fiel escudeiro é Zé Reinaldo, mas está no banco de reservas do Palácio.

 

 

 

“Bobagens que não devem ser consideradas”, diz Márcio Jerry sobre declarações de Roberto Rocha

COMPARTILHE

O secretário de Comunicação Social e Assuntos Políticos do Maranhão, Márcio Jerry, foi entrevistado no programa ‘Na Hora, que vai ao ar de segunda à sexta, de 13h às 14h, na Rádio 92.3FM. Ele aproveitou para fazer um balanço das ações realizadas pelo Governo do Estado e da participação dele no I Seminário de Gestores de Câmaras Municipais do Maranhão, realizado pela Câmara Municipal de São Luís quarta-feira (23), no Rio Poty Hotel.

No evento, o secretário condenou, em seu discurso, o achincalhamento político. Segundo ele, a declaração está relacionada a setores da sociedade que tentam criminalizar a política, como se ela fosse um erro. “Existem falhas na política, assim como em qualquer outro setor de trabalho e na vida em sociedade, mas não há um padrão geral que os outros setores estão errados, como essas pessoas querem associar a política ao erro”, destacou Márcio.

Sobre o pronunciamento do senador Roberto Rocha (PSB), no programa ‘Na Hora’ de terça-feira (22), no qual ele disse que o Governo do Estado queria fazer aluguel camarada no PSB, Márcio Jerry declarou que “as bobagens recorrentes que o senador expele têm sido ignoradas pelo governo. Eu nem vou dar atenção para isso, porque esta é mais uma da infinidade de bobagens. Acho que um senador da república deveria se ocupar com aquilo que é a atividade essencial do Senado. Ele deveria ajudar o Maranhão neste momento que o estado bravo e corajosamente transpõem o momento de crise econômica nacional e consegue realizar grandes obras, oportunizar muitas realizações e imprimir uma agenda administrativa de mudança efetiva, direcionada aqueles que mais precisam, e ao longo dos tempos foram ignoradas pelos gestores”.

Em relação ao PSB, o secretário disse que a ligação do partido com o governo é uma questão interna, que não poderia se meter. “Respeitamos qualquer decisão que o partido venha tomar, porque isso faz parte do processo democrático adotado pelo nosso partido, o PCdoB,” destacou Jerry.

O secretário ainda falou sobre as obras de recuperação asfáltica em vias urbanas que o Governo do Estado tem feito em parceria com os prefeitos de várias cidades do Maranhão, por meio do programa Mais Asfalto. Na Região Metropolitana de São Luís, o Governo vai colocar 200 quilômetros de asfalto nas ruas e avenidas mais importantes das quatro cidades. Além disso, outra parceria com a Prefeitura da Capital visa recuperar as ruas que cortam os bairros, por meio do programa ‘Asfalto na Rua’.

 

Roberto Rocha prega como melhorar o mercado de trabalho em São Luís, mas não paga os funcionários da Rádio Capital AM

COMPARTILHE

Com salários atrasados, funcionários da Rádio Capital AM, entraram em greve desde segunda-feira (01) e quem sintoniza a Rádio Capital AM na frequência 1.180kHZ vai escutar somente música na sua programação, quando no período da noite fica fora do AR por falta de sonoplastas. Certamente algo muito estranho para uma emissora de amplitude modulada, que tem como Slogan: “A Informação além da Notícia”.

O motivo da greve são os salários atrasados. Há quase três meses os funcionários lotados na operação de áudio da Rádio Capital AM não sabem a cor da grana e nem explicações são dadas aos funcionários. A emissora que tem 90% de sua programação arrendada; recebe em dia a grana, mas não repassa aos funcionários. Para protestar contra o patrão que hoje está no mandato de Senador e prega geração de emprego em São Luís, os Operadores resolveram paralisar as atividades.

Somente com o pagamento dos salários atrasados, os programas voltarão ao ar normalmente, até lá, a rádio funciona no piloto automático (Computador) e somente músicas vão ser exibidas. Nos meses de setembro a outubro do ano passado, a Rádio pertencente ao Senador Roberto Rocha ficou fora do por 73 dias em virtude da suspensão do fornecimento de energia elétrica, tudo por conta de débitos junto a Cemar que giravam em torno de trinta mil reais.

Sem solução para o problema, que já se tornou crônico, está na hora da Delegacia Regional do Trabalho (DRT) intervir fortemente para resguardar os direitos destes funcionários que trabalham e precisam receber para honrar seus compromissos e colocar o pão de cada dia na mesa de suas famílias.

A falta de uma gestão qualificada voltada para a Rádio Capital AM, faz com que os donos das emissoras coloquem pessoas da família sem nenhum conhecimento de causa em cargos de direção e muitos não tem a mínima aptidão nem conhecimento do mundo do veículo chamado Rádio e o resultado está aí: desastroso.

Uma boa saída poderia ser a venda da emissora para grupos que queiram colocar em novos, seguros e bons caminhos a Rádio Capital AM de São Luís. O difícil entender é como um cidadão como o Senador Roberto Rocha, que não cumpre com suas obrigações trabalhistas, pode pregar geração de emprego, criação de zona franca em São Luís, se ele é um zero à esquerda? Um verdadeiro falso profeta!

TEXTO: Samir Ewerton (Com Edição)

Com Rocha no Senado, vice-prefeito de São Luís será “Astro”

COMPARTILHE

rocha

Com o pedido de exoneração de Roberto Rocha (PSB) para assumir a cadeira de senador em Brasília, o presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum (PMN), foi alçado hoje (30) ao posto de “vice-prefeito de fato” na capital do Maranhão.

Roberto Rocha foi eleito senador da república em 2014 pelo Maranhão, e renunciou hoje (30) ao cargo de vice-prefeito, para o qual havia sido eleito em 2012. Com isso, o presidente da câmara municipal Ludovicense, Astro de Ogum, agora é o novo vice de Edivaldo Holanda Júnior.

RRI rocha

Essa é uma exigência legal para que ele assuma o mandato no Senado. A carta de renúncia foi entregue hoje cedo, ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC). Quem esteve presente no momento da entrega da carta, foi o vereador de São Luís, Ivaldo Rodrigues (PDT).

Sendo assim, em caso de impedimento ou vacância do prefeito de São Luís, Astro de Ogum é o próximo na linha sucessória, o que o torna uma espécie de vice-prefeito. Lembrando que no último dia 01/01, Astro assumiu a presidência da casa legislativa Ludovicense.

RG1

 

Ivaldo Rodrigues apresenta suas lideranças a Flávio Dino

COMPARTILHE

IV1

O candidato a deputado estadual pelo PDT, Ivaldo Rodrigues, apresentou nesta quarta feira (23) suas lideranças de todo o Maranhão para o candidato ao Governo do Estado, Flávio Dino (PCdoB) e ao Senado Federal, Roberto Rocha (PSB).

No encontro que contou com as maiores lideranças de todo Estado, estiveram presentes representantes de todas as regiões do Maranhão. Alinhado e focado na vitória, Ivaldo mostrou a seu candidato ao Governo, que se depender de suas lideranças, a vitória será confirmada dia 5 de outubro.

PDT1PDT5

Na região da baixada maranhense, Peri-Mirim, Guimarães, Bequimão, Pinheiro e tantos outros municípios, foram representados pelas maiores lideranças de cada cidade. Nas outras regiões também foram representadas e fortaleceram o evento que reuniu uma gama forças políticas do Maranhão.

PDT2PDT4

A cidade de Bequimão foi representada pelo grupo comandado por Dr. Leonardo Cantanhede, Cesar Cantanhede e vereador Sinhor, além tantos outros líderes como o coronel Lopes do PSDB.

Com tantos apoios firmados nas principais regiões do Estado, Ivaldo se torna um grande nome para a Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão.

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free