casa » Archivo de Etiquetas: Quilombos

Archivo de Etiquetas: Quilombos

Prefeitura de Bequimão e MoqBeq continuam trabalhos para certificação das comunidades de Boa Vista, Iriritíua e Santa Tereza

COMPARTILHE

No domingo (13), as comunidades de Boa Vista, Iriritíua e Santa Tereza, em Bequimão, elaboraram documentação de autodeclaração como grupos remanescentes de quilombolas. Essa definição é requisito legal para o requerimento da certificação de comunidades quilombolas pela Fundação Palmares. Esse trabalho está sendo orientado pela Prefeitura de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, e pelo Movimento Quilombola de Bequimão (MoqBeq).

Nas reuniões, foram elaboradas as atas de autodefinição. Pela proximidade, as comunidades de Boa Vista e Iriritiua entraram em acordo e solicitaram coletivamente a certificação.

Participaram das reuniões o secretário municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, Rodrigo Martins; a sociologia Andréia Rabelo, que fez um diagnóstico das comunidades e explicou como seria feito o processo de requerimento no cadastro geral, bem como a expedição do verificado de autorreconhecimento como remanescentes de quilombo. Ela representou o chefe regional da Fundação Cultural Palmares no Maranhão, Alan Ramalho.

Já foi realizada um encontro na comunidade de Pontal, mas falta a reunião final, para elaboração da ata de autodeclaração. Estão programadas reuniões nos povoados Águas Belas, Frexal, Monte Alegre e Monte Palma, que também buscam a certificação. Até agora, 11 comunidades de Bequimão já foram certificadas: Ariquipá, Conceição, Marajá, Pericumã, Ramal do Quindiua, Santa Rita, Sassuí, Sibéria, Juraraitá, Rio Grande e Mafra.

Prefeitura de Bequimão inicia coleta de dados do projeto de pesquisa que estuda as condições de vida e saúde dos idosos Quilombolas

COMPARTILHE

A prefeitura de Bequimão, através das secretarias de Cultura e Promoção da Igualdade Racial e Saúde, em parceria com profissionais da saúde da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), iniciou a primeira coleta de dados do projeto de pesquisa que estuda as condições de vida e saúde dos idosos Quilombolas bequimãoenses.

O objetivo do estudo através de uma metodologia eficaz, é analisar as condições de vida desse publico alvo através de um processo de coleta de dados e informações detalhadas de cada paciente remanescente no Quilombo. Na ocasião são feitas dentre diversas atividades, exames, avaliação física, mental, nutricional, consultas clínicas e especificas, entre outros.

Desta forma, o povoado Conceição, comunidade certificada foi contemplado como os pioneiros no processo, os atendimentos foram feitos na UBS do povoado vizinho de Paricatíua. Desde que assumiu a administração do do município de Bequimão, o prefeito Zé Martins sempre apoia iniciativas dessa grandeza. E a Secretaria de Saúde, sempre trabalhando em parceria com as demais e órgãos.

Para o Secretário de Saúde de Bequimão, Sidney Bouéres, é mais um grande avanço que o município está dando na saúde pública. “É sempre gratificante disponibilizar o poder público local para apoiar e incentivar esse tipo de iniciativa, pois através dessa integração, que podemos aproximar mais ainda a população das politicas públicas, e sempre com o apoio, aval e dedicação do prefeito Zé Martins”, destacou o secretário.

Prefeito Zé Martins reúne com Lideranças Quilombolas em Bequimão

COMPARTILHE

O prefeito Zé Martins, um dos gestores que mais investiu em políticas públicas para Quilombolas em Bequimão, reuniu neste sábado (28), com lideranças do Movimento Quilombola de Bequimão – MOQBEQ, para tratar das demandas sobre políticas públicas nas comunidades quilombolas do município. Desde que assumiu a gestão do município de Bequimão em janeiro de 2013, Zé Martins tem levado políticas públicas para as comunidades quilombolas. Foram estradas recuperadas e construídas, poços artesianos, kits sanitários, além de outros benefícios.

Uma das ações criadas pelo prefeito Zé Martins, que envolve todas as comunidades quilombolas de Bequimão, é a Semana do Bebê Quilombola, que este ano vai para sua VI Edição. Após a criação desse evento, que envolve a Unicef, Fundação Josué Montello e a Secretaria Municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, os indicadores de políticas públicas das comunidades quilombolas melhoraram consideravelmente.

Em cinco anos de gestão, o prefeito Zé Martins já recuperou e construiu mais 400 quilômetros de estradas vicinais em todo município, além da construção de poços artesianos nas diversas comunidades bequimãoenses. Na zona rural o prefeito Zé Martins está substituido as pontes de madeiras por bueiras de concreto. Nos povoados de campos inundados, já foram construídos vários açudes que darão vazão no período do verão para criação de animais e irrigação da colheita.

Sempre aberto ao diálogo com as comunidades, Zé Martins faz de sua gestão um laboratório de ideias com as lideranças comunitárias, sejam elas quilombolas ou não. No último dia 21, o MOQBEQ, reuniu com as lideranças no quilombo Rio Grande e com a participação do grupo LIDA/Uema. Após o encontro foi elaborado um relatório com todas as demandas por políticas públicas existentes nas comunidades que foi apresentado e discutido com o prefeito neste sábado (28).

As demandas vão desde construção de Unidade Básica de Saúde (UBS), recuperação e abertura de estradas, reforma de escolas e iluminação pública. Muitas demandas já estão sendo atendidas, como por exemplo a construção e reformas de escolas, Serviços de Abastecimento de Água (SAA), etc.

Ao final da reunião ficou acertado que a coordenação executiva, após 15 dias, se reunirá com o prefeito para se informar do andamento das resoluções. Mesmo sabendo que os municípios passam por uma crise imensa, é fundamental o diálogo entre poder público e movimento social, bem como toda a sociedade civil. No final os representantes do MOQBEQ parabenizaram o prefeito Zé Martins pelo trabalho que vem desenvolvendo e principalmente pelo diálogo com o Movimento Quilombola que tem sido constante.

 

 

Campanha de desarmamento infantil foi um sucesso em Bequimão

COMPARTILHE

Com a finalidade de educar crianças bequimãoenses, a Prefeitura de Bequimão, por meio das Secretarias de Assistência Social e Cultura e Igualdade Racial, promoveu a campanha do desarmamento infantil nas comunidades
quilombolas de Santa Tereza, Rio Grande e Santa Rita, na zona rural do município.

A ação movimentou as comunidades e chamou a atenção de dezenas de crianças, que participaram das palestras acompanhadas de seus pais ou responsáveis. Na oportunidade foram trocadas as armas de brinquedos por brinquedos saudáveis e educativos, uma forma de implantar uma cultura de paz nas famílias bequimãoenses, mostrando que podemos viver ainda melhor, sem armas.

Os brinquedos foram doados pelo prefeito Zé Martins, que tem investido na educação de crianças, adolescentes e jovens. As ações foram desenvolvidas pelas Secretarias de Assistência Social, por meio do CREAS; pela Secretaria de Cultura e Promoção da Igualdade Racial; e pela Secretaria de Educação.

O objetivo das ações é promover principalmente a cultura de paz nas escolas e nas comunidades, através da
conscientização dos pais e das crianças. Com o lema “Arma nem de brinquedo” as ações levaram dignidade, cultura, respeito e conscientização às comunidades quilombolas de Bequimão.

Texto: Wanderson Farias

Prefeitura de Bequimão vai realizar a Campanha de Desarmamento Infantil de 10 a 12 de abril

COMPARTILHE

O evento faz parte do Plano Anual de Ações do Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas) para 2018, e obedece as recomendações do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário. Em Bequimão as ações são desenvolvidas em parceria com a Secretaria de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, que indica as Comunidades Quilombolas que serão contempladas, além de apoio logístico e técnico.

Alunos e professores das escolas municipais de Bequimão devem participar da Campanha de Desarmamento Infantil a partir desta terça-feira (10). Até o dia 12 de abril serão realizadas atividades de conscientização com rodas de conversa e distribuição de brinquedos para alertar sobre o perigo da apologia às armas e à violência em brincadeiras infantis, jogos e filmes. O objetivo da iniciativa é promover a cultura da paz e da resolução pacífica de conflitos, que tem como tema “Arma nem de brinquedo”.

Em um segundo momento, entre os dias 10 e 12, a Secretaria Municipal de Assistência Social, responsável direta pela ação, promoverá atividades em pontos específicos nas comunidades da zona rural, de Rio Grande, Santa Tereza e Santa Rita.

 

Site de Viagem classifica Alcântara como Roma Brasileira – Cidade de Praias, Quilombos e Patrimônios

COMPARTILHE

Matéria feita pelo Site Qual Viagem, sobre Alcântara e suas Belezas naturais.

POR QUAL VIAGEM – A cidade de Alcântara pode ser considerada a “Roma Brasileira”, pois reúne os principais monumentos artísticos e históricos do estado do Maranhão. A antiga cidade está localizada em plena Amazônia Legal, cercada por uma das maiores áreas de mangue do mundo e onde se descortinam praias desertas e preservadas e ilhas repletas de histórias e lendas. Reconhecida como Patrimônio Nacional pelo IPHAN, o estilo colonial de seu importante conjunto arquitetônico reflete uma história de opulência e riqueza, quando foi habitada por ricos barões.

Suas principais atrações devem ser visitadas a pé, em caminhadas por ruas calçadas de pedra do seu centro histórico. O roteiro pode ter início na Praça da Matriz, onde se encontra a Casa da Câmara e Cadeia, o Museu Histórico e Artístico de Alcântara, as igrejas coloniais e a Casa do Divino. Alcântara tem na festa do Divino a sua maior celebração religiosa. Esse ano a festa irá acontecer de 24 de maio a 4 de junho. Centenas de turistas e festeiros invadem as ruas do centro histórico para acompanhar os cortejos ao Divino.

 PRAIAS, ILHAS E QUILOMBO

Saindo da parte histórica, o visitante pode realizar passeios de barco por igarapés amazônicos e visitar a ilha do Livramento. Lá vive dona Mocinha e seu fiel escudeiro, Ribamar, apelidado carinhosamente de Punk. Eles vivem numa casinha de palha e são os verdadeiros guardiões da ilha e os responsáveis pelo atendimento aos turistas que desejam acampar ou passar o dia por lá.

Depois de explorar a ilha numa deliciosa caminhada,  chega-se ao final da praia de quase três quilômetros de extensão, onde correm das falésias avermelhadas, uma água doce e geladinha para tirar o sal do corpo num banho relaxante e natural.  O roteiro continua de barco, percorrendo as águas fortes dessa bela Bahia onde se navega por uns 30 minutos para observar um espetáculo único, o voo dos guarás, aves de plumagem vermelha, encontradas com frequência na região. São balés intrigantes que rasgam os céus num espetáculo digno da abundante fauna da região.

Outro local indispensável é passear na comunidade Quilombola de Itamatatiua, onde cerca de 165 famílias resistem, e mantém suas tradições. Uma das atrações é conferir o trabalho das artesãs negras que criam peças de barros em estilo único. Jarros, pratos, louças e bonecas trabalhadas manualmente por elas.

Aproveite para visitar a capela de Santa Thereza que se transformou na protetora das casas. Uma das coordenadoras da comunidade é a Srª Neide de Jesus, de 67 anos. Ela afirma que cerca de 20 artesãos trabalham na confecção das peças de artesanato em argila. A comunidade completará em junho próximo 309 anos e é uma resistência a todo o processo de desocupação realizado no interior e distritos de Alcântara, principalmente nas últimas cinco décadas, onde a região se tornou área de segurança nacional em função da base de lançamento de foguetes.

Aprofundar-se nas entranhas ainda mais remotas de Alcântara é surpreender-se com a praia de Mamuna; na zona rural. Num encontro do rio com o mar, seus cinco quilômetros de praia virgem, contrastam com arrecifes e falésias avermelhadas. Do alto deles fique atento, pois na maré alta, dá pra ver o balé delicado dos botos, que brindam os turistas com malabarismos e mergulhos únicos. Essa praia tem pouquíssima estrutura. Pra completar, contrate a dona miúda, uma Moça que prepara sob encomenda um cardápio regional. Peixada, arroz de cuxá, galinha e peixe frito num sabor pra lá de natural. A comida sai a R$ 25,00 por pessoa com direito a saladinha e suco natural.

COMO CHEGAR?

 A maneira mais fácil para se chegar a Alcântara a partir de São Luis, é por meio da travessia da Baía de São Marcos, que separa a capital e a cidade histórica de Alcântara. A travessia é feita por lanchas e catamarãs, que, de acordo com a tábua das marés, partem diariamente do terminal hidroviário da Praia Grande, que fica no Centro Histórico. Para quem pretende explorar mais a região, pode tomar o Ferry boat que tem partidas a cada hora e meia.

Outra opção é contratar os serviços da Caravelas Turismocaravelasturismo.com.br, uma das pioneiras no receptivo em São Luis e especializada em Alcântara. Procure contratar o guia Naílton Lobato. Natural da cidade a sua família é uma das mais tradicionais de Alcântara. Todos os conhecem por lá. Muitas das lendas, ele aprendeu com seu avô.

ONDE COMER?

Localizado bem ao lado de uma capela, no alto de uma falésia, o Restaurante Cantaria, possui a mais privilegiada vista da Ilha do Livramento. O prato imperdível é a fritada de camarão – com certeza, o melhor de todo Maranhão. Experimente também o vatapá, e os deliciosos peixes locais, além do indispensável arroz de cuxá. Beba o suco natural de Bacuri, De sobremesa mouses de frutas regionais, e o famoso e exclusivo Doce de Espécie, tipicamente de Alcântara. Por R$ 200,00 se come fartamente até cinco pessoas.

ONDE FICAR?

Para se hospedar arrisque a Pousada Bela Vista, um pouco longe do centro histórico, mas com uma vista incrível. A Pousada dos Guarás fica colada ao imenso manguezal e possui quartos bem equipados com TV a cabo e frigobar. Um lugar especial para quem precisa descansar e curtir as mais belas imagens naturais.

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE:

 

Texto: Cláudio Lacerda Oliva

Fotos: Adilson Zavarize

 

 

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free