casa » Archivo de Etiquetas: Prefeito (página 18)

Archivo de Etiquetas: Prefeito

Prefeito Zé Martins divulga banner parabenizando os pais

COMPARTILHE

O prefeito do município de Bequimão, Zé Martins (PMDB) divulgou banner, através de sua assessoria de comunicação, parabenizando os pais pela passagem da data comemorativa. A mensagem escrita pelo prefeito, mostra sua dedicação e respeito por todos os pais do município de Bequimão.

“Esta é a terceira data comemorativa ao dia dos pais que passo como prefeito de Bequimão. A minha luta é para que cada pai e cada filho desta terra sejam beneficiados com nossa gestão. Quero aproveitar e desejar à cada pai deste município, um Feliz dia dos pais e que Jesus possa abençoar cada pai desta terra”, disse o prefeito.

O prefeito Zé Martins, tem valorizado cada data comemorativa no município de Bequimão, seja ela qual for. Além disso, o gestor prefere investir em infraestrutura para a população, o que tem feito desde o primeiro dia de seu mandato, em janeiro de 2013.

Durante os mais de 30 meses de administração dezenas de datas comemorativas já se passaram, como o dia das mães, dos namorados, aniversário de Bequimão, dia dos pais, dia das crianças, dia dos professores e tantas outras que foram lembradas pelo prefeito. Independentemente do mês ou data, todas tem um significado especial para o prefeito. Veja abaixo a mensagem.

Um pai presente é como a Luz que guia um peregrino durante sua longa jornada, ajuda a escolher o melhor caminho, oferece conforto e calor, dá abrigo e segurança nos momentos mais difíceis de sua vida. Reconhecer essa Luz é a maior recompensa que um pai e um filho podem receber em suas vidas – Feliz dia dos pais aos bequimõenses!

 

PCdoB de Alcântara ganha mais aliados para 2016

COMPARTILHE

ANDER1

Com a ida do pré-candidato a prefeito de Alcântara, Anderson Wilker para o PCdoB, a tendência é que outros partidos possam se juntar a proposta que vem crescendo bastante nos últimos meses. O DEM deve ser mais um partido a iniciar negociações para as eleições de 2016, na cidade histórica, com o candidato do governador Flávio Dino.

Além dessas siglas, o Partido Trabalhista do Brasil (PTB), o Partido Democrático Trabalhista (PDT), o Partido Progressista (PP), e o Partido Social Democrata Cristão (PSDC), devem fazer aliança na chapa composta por Anderson. Outros partidos também trabalham nos bastidores para apoiarem o candidato da oposição em Alcântara.

 Nas últimas eleições em 2012 no município de Alcântara, o hoje pré-candidato a prefeitura, Anderson Wilker (PCdoB), acabou sendo o segundo mais votado e se tornou a única solução para a população Alcantarense. Com a péssima gestão do atual prefeito, o povo de Alcântara implora para que 2016 chegue logo para fazer uma verdadeira mudança.

Toda essa articulação com os partidos está sendo feita pelo pré-candidato a prefeito, Anderson, que tem total apoio do deputado estadual Othelino Neto (PCdoB). Hoje no PCdoB, ele já foi filiado ao PTB e o DEM, justamente quando ocupava vaga na Câmara Municipal de Alcântara, quando se tornou o melhor vereador da história do município.

Agora ligado ao deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), Anderson foi o artífice de uma recente reunião entre o parlamentar e a cúpula do DEM no Maranhão. Jovem e com visão empreendedora, Anderson é empresário e hoje é visto como o melhor nome para representar o povo alcantarense.

Prefeito de Anajatuba é denunciado por suspeita de fraude

COMPARTILHE

HG

O prefeito de Anajatuba – Helder Lopes Aragão (PMDB), que desde o mês de novembro de 2014, encontra-se envolto em um turbilhão de denúncias de fraude em licitação e desvio de milhões e milhões de verbas da saúde e educação do fundo municipal, volta a baila, desta feita, denunciado, sucessivamente, por crimes de fraude processual e uso do documento falso.

As ações de nº 14121/2015 e 17545/2015, que tramitam na 3ª e 5ª Vara Criminal da Comarca de São Luís, respectivamente, tem como autora a Seguradora Líder. Além do prefeito, na condição de advogado, a possível vítima e outro causídico, foram denunciados por conta de um pagamento de mais de R$ 17 mil reais do Seguro DPVAT, quantia que já se encontra depositada em juízo.

Embora estivesse tramitando no juízo de primeiro grau, em razão do foro privilegiado de Hélder, os processos foram encaminhados ao Tribunal de Justiça. De acordo com informações da seguradora, Helder está habilitado no processo para atuar como representante da vítima, muito embora o inciso I, do art. 28, da Lei 8.906/94 vede.

O prefeito, ainda segundo a parte autora, estaria sendo investigado pelos órgãos de repressão criminal, em mais de uma dezena de processos fraudulentos do seguro DPVAT. No processo que apura o crime de uso de documento falso, a seguradora questiona a autenticidade dos documentos, como exame de corpo de delito, boletim de ocorrência nº 212, registrado no dia 14.10.2010, relatório de atendimento médico e procuração, não autênticos, apresentados pelo prefeito/advogado, e que são essenciais para a liberação do pagamento do seguro.

Já na fraude processual, o fato de Helder está habilitado para atuar em um processo, mesmo estando legalmente suspenso de exercer a advocacia, por conta do cargo público, acarretou na denúncia feita pelo órgão ministerial e acatada pelo poder judiciário. As duas ações deverão ser distribuídas a um desembargador relator nos próximos dias.

Texto: Itamargarethe Corrêa

Bequimão cumpre lei geral das MPE’s

COMPARTILHE

PMES

O município de Bequimão cumpriu mais uma etapa para implementação da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, com uma oficina realizada pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Maranhão (Sebrae/MA), nesta sexta-feira (22), no auditório do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do município.

Sancionada no final de 2014, pelo prefeito de Bequimão, Zé Martins, seguindo as orientações da Lei Complementar Federal nº 123/2006, a legislação prevê mais facilidade na regularização das empresas que ainda estão na informalidade, possibilita maior justiça tributária, simplifica o pagamento de impostos, facilita o acesso ao crédito e incentiva a cooperação. A lei também possibilita a abertura de processos licitatórios exclusivos para micro e pequenas empresas, com compras de até R$ 80 mil.

Na avaliação do prefeito, o fortalecimento dos pequenos negócios, que  são maioria dos empreendimentos locais, impulsionará a circulação de receitas e geração de emprego e renda no município. “Estamos dando todo apoio para a implementação da lei, porque entendemos que essa é uma das principais saídas para o desenvolvimento de Bequimão”, afirmou Martins. Ele assinou um termo de compromisso que garante a continuidade na prestação de orientações pelo Sebrae.

As micro e pequenas empresas já representam 99,1% dos negócios urbanos no Brasil. São mais de 6 milhões de pequenos empreendimentos nas cidades do país,  4,1 milhões de propriedades rurais e 4,4 milhões de microempreendedores. “São empresas que sofrem com a falta de planejamento e de capacitação, além de burocracia excessiva para o registro, alta carga tributária e dificuldade de acesso aos mercados”, destacou o consultor do Sebrae, Augusto Bento Serra, que ministrou a oficina.

O superintendente do Sebrae/MA, João Batista Martins, que acompanhou a atividade, disse que a Lei Geral implantada no município e os diversos programas da entidade podem ajudar a reverter essa situação. “O mercado não espera quem não esteja preparado. É importante fazer o planejamento e também gerar condições para que as pessoas se planejem. Isso o Sebrae tem condições de oferecer”, enfatizou o superintendente. Ele citou, ainda, as possíveis oportunidades que serão criadas com a construção da ponte sobre o Rio Pericumã, que vai ligar Bequimão a Central.

João Martins também destacou a visão empreendedora do prefeito Zé Martins ao tomar a decisão política de implantar a Lei Geral em Bequimão e elencou algumas atividades realizadas no município em parceria com o Sebrae, como o programa Negócio Certo, que também contou com o apoio do Senar/MA, a Expocapril e o projeto de apoio à piscicultura.

Agentes de desenvolvimento

Sete agentes de desenvolvimento, profissionais indicados pela Prefeitura de Bequimão, participaram de uma capacitação entre os dias 18 e 21 de maio, na regional do Sebrae/MA em Pinheiro. Eles terão atuação fundamental na articulação de ações públicas que promovam o desenvolvimento local e a efetivação da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas.

MP1 MP2 MP3

O secretário municipal de Indústria e Comércio, Ademar Costa, é um dos agentes. Para ele, a possibilidade de os pequenos negócios locais participarem das licitações é um dos principais ganhos com a lei. “É possível inclusive fazer licitações por bloco, porque às vezes os empreendedores do nosso município não têm condições de fornecer sozinhos os produtos de alto valor”, ressaltou. Os selecionados para serem agentes de desenvolvimento foram Sérgio Rodrigo, Ademar Costa, Keila Soares, Nilson Pereira, Edmilson Pinheiro, Sidney Bouéres e Rose Pinheiro.

A gerente regional do Sebrae em Pinheiro, Rosamélia Borges, agradeceu a Prefeitura de Bequimão pela colaboração e considerou satisfatória a participação dos agentes na capacitação. “São pessoas comprometidas com o desenvolvimento local. Pessoas que estão vestindo a camisa. Bequimão está à frente, empenhado, para conseguir fazer valer essa lei”, frisou. Em todo o Maranhão, já foram capacitados 300 agentes de desenvolvimento.

A oficina de implementação da lei foi voltada aos pequenos empreendedores, mas também aos responsáveis pelos registros, tributos, compras, pregoeiro da Prefeitura Municipal e agentes de desenvolvimento. Bequimão está entre os 150 municípios maranhenses que já aprovaram a Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas. Desses, apenas 72 municípios efetivamente puseram em prática a legislação.

Participaram do evento o vice-prefeito Pedro Acará, os vereadores França, Robson Cheira, Vetinho, Elanderson, Raquel e Preta, além dos secretários de Administração, José Orlando; Educação, Aristides Amorim; Pesca, Nhô da Colônia; Cultura e Promoção da Igualdade Racial, Dinha Pinheiro; Esportes, Kell Pereira; Articulação Institucional, Sidney Bouéres; Turismo e Meio Ambiente, Keilla Soares; Articulação Política, Doutor; Assistência Social, Neide Rodrigues; e Combate à Extrema Pobreza, Sinara Almeida.

Matéria de Assessoria

 

 

Prefeitura lança projeto Patrimônio Digital

COMPARTILHE

PREF2

O vereador de São Luís e vice-líder do governo na câmara, Ivaldo Rodrigues (PDT) acompanhou o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC) na última terça-feira (28) no lançamento do projeto Patrimônio Digital, onde foi concedido a primeira portaria de incentivo fiscal à “Elo Contact Center”. A solenidade no Palácio La Ravardière contou com a presença do ministro do Trabalho, Manoel Dias, do governador Flávio Dino, de secretários de Estado, da equipe do governo municipal, além de representantes de entidades empresariais e de classe.

“Esse é um programa muito importante por gerar emprego, principalmente para os jovens. Acreditamos que vamos avançar mais ainda”, disse o prefeito Edivaldo. O programa objetiva ocupar a zona de patrimônio histórico com atividades econômicas que gerem riqueza perene. A Lei 5.876/14, regulamentada em decreto, trata especificamente sobre o projeto Patrimônio Digital, de incentivo a empresas de tecnologia da informação, e outras 109 atividades correlatas, que se fixarem na zona de concentração do patrimônio histórico, com redução de até 60% no ISS.

A primeira empresa habilitada já formalizou mais de 3,6 mil empregos. Mais de 89% destas vagas foram preenchidas por jovens com idade entre 18 e 24 anos, um número impactante no desenho contemporâneo de crise mundial.

Na opinião do ministro Manoel Dias, o projeto Patrimônio Digital é um ato de modernidade, uma preocupação que todos os governantes devem ter e que o prefeito Edivaldo manifesta concretamente. “Esse é uma ação que vem ao encontro desses objetivos que é fazer todo o possível para melhorar o Brasil. Vamos ser parceiros em todas as ações de melhoria da vida de São Luís. O Brasil está de olho no Maranhão”, afirmou o ministro.

“Apoiamos iniciativas como essa do prefeito Edivaldo. Nosso governo trabalha com linhas de incentivo fiscal semelhante a essa. Exemplo disso é o Programa Mais Empresas, que lançaremos amanhã e que também beneficiará empresas que se instalarem na capital”, disse Flávio Dino, ressaltando os movimentos que estão sendo feitos em conjunto pelo governo do Estado e pela Prefeitura para resgatar a importância de São Luís como patrimônio da humanidade.

O governador aproveitou para destacar que esta foi a primeira visita dele ao Palácio de La Ravardière e enfatizou o novo momento de harmonia interinstitucional, lembrando que há seis anos a sede do Executivo Municipal não recebia um governador do Maranhão.

O empresário Frederico César da Silva Melo recebeu a portaria de incentivo fiscal do prefeito Edivaldo e considerou o ato importante e com forte poder de transformação. “A Elo trouxe a empresa de Minas Gerais para se sediar em São Luís, acreditando na responsabilidade dos gestores públicos e nas políticas que incentivem a geração de emprego e renda”, destacou Melo.

Atualmente trabalham 3.652 pessoas na Elo Contact Center, empresa que atua na área do callcenter. A expectativa do crescimento do número de empregos gerados é proporcional ao número de adesão de empresas nativas e de outras regiões do país. A maioria dos contratados são jovens estreantes no mercado de trabalho.

LEIS
O projeto é lastreado em leis de incentivos fiscais com foco na preservação e conservação do patrimônio histórico da cidade. O Patrimônio Digital é o primeiro efetivado de um conjunto de três sob a mesma perspectiva de geração de riqueza e qualidade de vida para a população.

Segundo o secretário de Planejamento do Município, José Cursino Raposo, embora as 307 atividades comerciais amparadas pelos projetos tenham a contribuição reduzida, a geração de emprego se dá em proporção incomparável à renúncia fiscal. “Com esta geração de empregos cresce a demanda no setor de confecção, de alimentação, de lazer. É o que chamamos de efeito renda, que é a multiplicação de oportunidades a vários setores da economia, quando o beneficiário do emprego começa a incentivar o consumo”, explica.

Sob o slogan “São Luís, capital do mundo”, o programa composto por três projetos é coordenado pela Secretaria Municipal de Planejamento, que introduz um novo conceito econômico na zona de proteção histórica da cidade, impulsionado pelas três leis de incentivos fiscais aprovadas pela Câmara de São Luís no período de agosto a dezembro de 2014.

A intenção é impulsionar atividades econômicas em pelo menos 11 bairros que compreendem a área tombada por leis federal e estadual, com destaque para a reconhecida pela Unesco como patrimônio da humanidade.

O conjunto de leis do programa “São Luís, capital do mundo” tem como escopo a concessão de incentivos fiscais com redução de até 60%, de acordo com a dimensão do empreendimento. As três leis postas em prática vão impulsionar uma diversidade de atividades que farão com que o centro histórico de São Luís inaugure um novo ciclo econômico.

Na área em que se concentra o conjunto de prédios tombados pela União, Estado e Unesco, mais de 5.600 edificações dos séculos XVI e XVII. O prefeito Edivaldo trabalha para que até o final deste semestre sejam regulamentadas as duas outras leis que vão amparar a conservação do patrimônio.

HABILITAÇÃO
Para que a empresa seja habilitada, o passo inicial é a aprovação do ato de conservação do prédio histórico manifestado em laudo da Fundação Municipal do Patrimônio Histórico (Fumph). Após isso, será encaminhado a Seplan o ato de aptidão econômica e financeira para que seja reconhecida a viabilidade econômica da empresa segundo parecer técnico do órgão. Por fim, a empresa é cadastrada na Secretaria Municipal de Fazenda que expede a portaria de fruição.

“Todas as empresas que participam desse projeto serão certificadas como empresas amiga do patrimônio”, explica Pablo Rebouças, secretário adjunto de Sustentabilidade da Seplan. A certificação se estenderá também a pessoas físicas. Os selos da empresa e personalidade pública de conservação serão lançados ainda neste semestre pelo prefeito Edivaldo.

 

Esta matéria foi excluída por ordem Judicial

COMPARTILHE

PROCESSO400-07.2016.8.10.0064 (4032016)

Basileu pede ambulância e medicamentos para o B.F

COMPARTILHE

BAS

O vereador Basileu Barros (PSDC) protocolou requerimento na Câmara Municipal, já encaminhado ao Prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PTC) e à secretaria da Saúde, Helena Duailibe, pedindo uma ambulância para transportar pacientes, em caso de emergência, no posto de saúde do Bairro de Fátima.

No mesmo requerimento, o vereador Basileu Barros pede ao prefeito e à secretária municipal da saúde, que determinem providências para reforçar o estoque dos medicamentos no posto de saúde do Bairro de Fátima que, no momento, são insuficientes diante da demanda de pacientes atendidos.

“O prefeito e a secretária certamente serão sensíveis aos pleitos de milhares de moradores do Bairro de Fátima, que padecem pela ausência da ambulância para transportar seus doentes, e também pela falta de medicamento nas prateleiras da farmácia do posto de saúde da comunidade”, justificou.

 

Texto: Suêlda Cordeiro

Prefeito pode ter fraudado licitação para compra de combustíveis

COMPARTILHE

Chico1

O prefeito de Viana, Francisco de Assis Castro Gomes, o Chico Gomes (DEM) é acusado de usar documentos e assinaturas falsas para montar propostas fictícias e forjar um processo de concorrência para compra de combustíveis para os veículos que servem as secretarias municipais em sua administração.

chico2

O BLOG obteve os documentos que Gomes usou indevidamente em nome dos Postos Santeiro e São Pedro para dar aspecto de validade a um contrato de R$ 2,2 milhões de reais. As empresas, porém, jamais manifestaram interesse no negócio.

A vencedora da licitação fictícia foi o Posto Vinólia Ltda. Desde 2013, a empresa já recebeu mais de R$ 3 milhões por serviços prestados à prefeitura vianense. Veja em anexo cópias de apenas dois empenhos.

chico3 chico4

Segundo informações obtidas pelo BLOG, as propostas fraudadas tiveram assinaturas de funcionários que não faziam parte do quadro das empresas. O CNPJ dos dois postos também foi fraudado.

Por conta da fraude, Chico Gomes foi acionado na Justiça por suspeita de envolvimento num esquema de corrupção que ficou conhecido na cidade como “Máfia dos Combustíveis”.

chico5

Na ação, assinada pelo advogado Hilbert Carlos Pinheiro Lobo, o prefeito é acusado de desviar recursos públicos a partir de um esquema de fraudes em compras de combustíveis. Além de ação no Ministério Público, a Polícia Federal também deve ser acionada para apurar o caso.

CONTRATO RENOVADO
Apesar da fraude na documentação da licitação para a compra de combustíveis, o prefeito Chico Gomes não se inibiu e voltou a contratar o Posto Vinólia Ltda para fornecer combustíveis para os veículos oficiais do Município.

chico6

A empresa suspeita de integrar a ‘máfia dos combustíveis’ em Viana teve seu contrato renovado com o Executivo vianense em janeiro deste ano. O contrato de número 05/2015 está registrado no Diário Oficial do Estado do dia 13 de janeiro. No extrato, consta o valor de R$ 2.770.502,00 (dois milhões, setecentos e setenta mil, quinhentos e dois reais). O documento foi assinado pelo prefeito Chico Gomes e Fellykson Azevedo Costa que foi identificado como representante legal da empresa.

ESQUEMA EM MATINHA
Além da cidade de Viana, o Posto Vinólia Ltda também é suspeito de integrar o mesmo esquema em outros municípios maranhenses. O blog apurou que a máfia dos combustíveis estaria atuando, inclusive, na cidade de Matinha, vizinha da cidade de Viana. Ainda esta semana vamos trazer detalhes sobre o assunto. Aguardem!

 

Texto e foto do Blog Antônio Martins

 

 

 

Vereador participa do lançamento do Projeto “Peixe na Mesa” 2015

COMPARTILHE

RRJ

O vereador Roberto Rocha Júnior (PSB) participou na manha de sexta-feira, (27) de mais uma edição do programa municipal “Peixe na Mesa”. A edição deste ano foi lançada no bairro Coroadinho, ao lado da Fundação Bradesco.

Além de lideranças políticas, o evento contou com a presença de muitos populares que fizeram questão de participar do ato e comprar os pescados por preços bem mais acessíveis. O programa “Peixe na Mesa” é uma iniciativa da Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura Pesca e Abastecimento (Semapa).

Durante todo o período que antecede a Semana Santa, a comercialização do pescado será feita em feiras itinerantes pelo “Caminhão do Peixe” em dois turnos, disponibilizando 3 kg do produto por consumidor. O programa irá garantir preços de 25% a 30% inferiores aos preços praticados no mercado convencional.

Entre os bairros que serão atendidos com o programa, a Prefeitura priorizará aqueles cuja população tem um menor poder aquisitivo, tais como Anjo da Guarda, Coroadinho, Vila Fialho, Vila Izabel, Vila Embratel, Liberdade, Vila Magril, Itapera, Cidade Operária, Sacavém, Alemanha, bairros do entorno da Praça da Bíblia, São Francisco, Cohab, entre outros.

Para Roberto Rocha Júnior, o programa “Peixe na Mesa” irá favorecer os consumidores, pois tem o propósito de vender pescados de qualidade com preços diferenciados à população mais carente de São Luís.

Esse é um programa com uma importância social muito grande para a população de nossa cidade, sobretudo, para aquelas que não abrem mão da tradição de comer peixe durante a Semana Santa. De forma direta, o programa irá beneficiar pessoas de baixa renda, que terão a garantia de está consumindo um alimento saudável e de qualidade”, afirmou.

O vereador disse ainda que ele, juntamente com o secretario da Semapa, Aldo Rogério, já estão buscando parcerias com o objetivo de fazer com que o programa se estenda para além do período da Semana Santa, garantindo, dessa forma, o peixe na mesa das famílias ludovicenses durante todo ano.

Texto: Suely Moura

Fotos: Assessoria

 

Continua farra de licitação fraudulenta em Anajatuba

COMPARTILHE

DO3

No tocante a prestação de serviço à Administração Pública, seja na esfera federal, estadual ou municipal, segundo o nosso ordenamento pátrio, os interessados devem atender, rigorosamente, os ditames legais elencados na lei 8.666/93(Lei das Licitações). Em tese, assim deveria ser. No entanto, no pequeno município de Anajatuba, inexplicavelmente, as coisas tendem a andar ao revés da lei. A impressão que se tem, analisando as inúmeras denúncias contra o prefeito Hélder Lopes Aragão (PMDB), é que o município foi renegado e abandonado a própria sorte.

Em 2013, a suspeita do desvio de 9 milhões de reais com a assinatura de contratos com as empresas A4 Serviços, RR Serviços Ltda, Construtora Construir e MR Serviços, em nome de “laranjas”, sob o comando do empresário Fabiano Bezerra, detido na operação “GEIST” no ano passado pela Polícia Federal, gerou procedimentos investigatórios junto  a CGU, Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do MP e, também, exibição de matéria no quadro “Cadê o Dinheiro Daqui”?, no Fantástico.

Mas ao que tudo indica, a fraude em licitação continua sendo uma prática corriqueira na administração municipal. Senão vejamos: Em novembro de 2014, a empresa M E Transporte e Serviço Ltda, (CONSTRUTORA IMPACTO) inscrita no Cadastro de Pessoa Jurídica sob o nº 12.588.227/0001-89, com sede no município de Iguatu, no Ceará, foi anunciada como sendo a empresa responsável pelo serviço de coleta de lixo no município.

DO1 DO2 DO4

Nos primeiros dias do mês de dezembro de 2014, com base na data das fotos acima publicadas, deu-se início à execução do contrato nº 67/2014, com prazo de duração de 12 meses, no valor total de R$1.748.640,00(um milhão setecentos e quarenta e oito mil e seiscentos e quarenta reais), conforme publicação no Diário Oficial do município, que circulou no dia 08/01/2015.

Pois bem, aparentemente, tudo normal, não é mesmo? Ledo engano amigo leitor. Em um jogo de carta marcada, o contrato de prestação de serviço acima deixou de atender o requisito básico exigido, ou seja, o da legalidade.

Embora a empresa tenha sido anunciada em novembro e iniciado a execução do serviço nos primeiros dias de dezembro do ano passado, o projeto de lei de nº 09, acima publicado, autorizando o município a celebrar contratos de terceirização para coleta de lixo com terceiro, só foi submetido à votação na tarde do dia 26/12, conforme ofício acima, em sessão extraordinária, já durante o recesso de final de ano. Vale ressaltar ainda, que a suposta “licitação”  ocorreu às 8:00 hs da manhã, também do dia 26, na sede da Prefeitura.

No início de janeiro, o promotor Augusto César Fonseca Filho assumiu a titularidade da Comarca em Anajatuba, e já está a par das inúmeras denúncias envolvendo o Executivo Municipal. Em entrevista, por telefone, o representante ministerial informou já ter conhecimento sobre o assunto, e já requisitou as informações necessárias para a instauração de um inquérito civil.

“Já enviei ofício tanto à Prefeitura, para que apresente o processo de licitação, bem como a Câmara Municipal, para que forneça cópias da ata e gravação de áudio da sessão extraordinária, cujo prazo de 10 dias já está findando”, informou o promotor.

Ao ser questionado pela morosidade das autoridades constituídas em dar uma resposta plausível à sociedade anajatubense, mesmo diante de tantos indícios de irregularidades, com muita tranquilidade, o representante do Parquet afirmou que tão logo chegue às informações em suas mãos, dependendo do conjunto probante, adotará as medidas judiciais cabíveis.

Vale ressaltar que o promotor Augusto César, para quem não sabe, é o mesmo que em março do ano passado, pediu o afastamento do prefeito de Humberto de Campos, Raimundo Nonato dos Santos, também por fraude em licitação. Diante de tal informação, ao que tudo indica, parece que agora as coisas em Anajatuba tendem a entrar no eixo. É aguardar.

 

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free