casa » Archivo de Etiquetas: Ivaldo Rodrigues

Archivo de Etiquetas: Ivaldo Rodrigues

Ivaldo Rodrigues foi o convidado do “Sala de Entrevista”, da TV Assembleia

COMPARTILHE

O secretário de Agricultura, Pesca e Abastecimento de São Luís, Ivaldo Rodrigues, foi o convidado desta quarta-feira (20) do “Sala de Entrevista”, quadro exibido no telejornal Portal da Assembleia (TV Assembleia). No bate-papo com o jornalista Juraci Filho, ele destacou os investimentos realizados para a produção, comercialização e escoamento da agricultura familiar na zona rural da capital maranhense. E salientou, também, o sucesso da Feirinha São Luís, iniciativa da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, coordenada pela Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa).

A Feirinha, segundo o secretário, completa um ano neste mês de junho, contribuindo para a revitalização do Centro Histórico, para a geração e circulação de renda e a valorização da cultura local, além de ser uma opção de lazer para turistas e moradores da cidade aos fins de semana. Ao longo de um ano, foram realizadas 54 edições do evento, que ocorre sempre aos domingos, das 7h às 15h, na Praça Benedito Leite. Durante o primeiro ano, de acordo com informações de Ivaldo Rodrigues, a Feirinha São Luís movimentou mais de 20 toneladas de produtos e subprodutos da agricultura local.

Pelo menos 240 mil pessoas já circularam pela Feirinha, gerando um capital circulante de quase R$ 12 milhões, além de renda nos mais de 120 pontos de comercialização, dentro e no entorno da Praça Benedito Leite. No palco, montado em frente à Associação Comercial já foram realizadas 300 atrações. A Feirinha conta com cerca de 100 barracas  para venda de produtos oriundos da agricultura familiar, artesanato, alimentação, e ainda conta com food trucks e foodbikes.

Ivaldo Rodrigues enalteceu os avanços obtidos ao logo de um ano de execução da Feirinha São Luís. “Com esse programa, manifestamos, mais uma vez, nosso apoio aos pequenos produtores rurais, aos artesãos e artistas de nossa cidade. A Feirinha gera emprego e renda para pequenos produtores rurais da ilha, artesãos, microempreendedores e artistas locais que se apresentam durante o evento. É uma ação que vem dando muito certo e beneficiando vários segmentos da sociedade. Além dos trabalhadores, a Feirinha favorece turistas e famílias que passaram a contar com um lugar que oferece produtos naturais e de qualidade, e uma vasta programação cultural”, enfatizou.

Ivaldo Rodrigues acrescentou que cada edição traz novidades na programação cultural, nos serviços oferecidos e nos produtos comercializados. Ao longo de um ano, edições especiais da Feirinha foram realizadas em alusão a datas e festividades como Natal, Ano Novo, Carnaval, São João, aniversário da cidade, Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia do Idoso e Dia da Consciência Negra, etc.

O espaço da Feirinha também foi utilizado para o desenvolvimento de campanhas voltadas à saúde pública, como “Outubro Rosa” e “Novembro Azul” e, ainda, de combate à violência contra as mulheres, como é o caso do feminicídio.

Ivaldo Rodrigues avaliou positivamente a evolução da Feirinha a cada edição. “Desde que foi planejado e aprovado pelo prefeito Edivaldo, esse programa foi pensado para beneficiar um público vasto. A Feirinha é uma ação que favorece produtores, artesãos, comerciantes da área, turistas e famílias ludovicenses. É muito bom observar que esse é um projeto que vem crescendo e se consolidando a cada edição”, enfatizou o titular da Semapa.

Além de ser uma opção de lazer para a população aos domingos, a Feirinha São Luís é uma oportunidade para que agricultores e artesãos possam comercializar seus produtos. O projeto é mais uma estratégia da Prefeitura de São Luís para o fortalecimento da agricultura familiar na capital, sendo um canal de escoamento da produção local, contribuindo com a melhoria na renda das famílias produtoras.

Ivaldo Rodrigues frisou que a Feirinha São Luís movimentou também o comércio local no entorno da Praça Benedito Leite e é mais uma das estratégias utilizadas pela Prefeitura de São Luís para a valorização do Centro Histórico. O espaço é mais um atrativo para que turistas e moradores possam conhecer a cultura e a gastronomia local e, ao mesmo tempo, circular pelas ruas do Centro Histórico, um espaço que vem sendo cada vez mais cuidado pelo poder público municipal.

 

Audiência Pública sobre Feiras e Mercados resulta em denuncias graves de abandono e até venda de boxes por funcionários da SEMAPA

COMPARTILHE

A Audiência Pública sobre Feiras e Mercados, de iniciativa do vereador Cézar Bombeiro (PSD), realizada sexta-feira, (04), no plenário da Câmara Municipal foi marcada por denuncias de abandono geral das feiras e mercados da cidade de São Luís. Por ocasião da abertura, o vereador Cézar Bombeiro, lamentou as ausências do Secretário Municipal de Saúde, Vigilância Sanitária, Limpeza Pública, Secretaria de Obras do Município, do Ministério Público e dos administradores e responsáveis por feiras e mercados.

O vereador justificou o seu posicionamento, uma vez que esteve visitando inúmeras feiras mercados da cidade e recebeu muitas reclamações, além de ter visto pessoalmente o abandono. Há sérios riscos de que os consumidores ao invés de levarem para as suas casas produtos saudáveis, possam estar conduzido doenças, uma vez que a sujeira e água de esgoto convivem bem próximos. A ausência de gestores municipais foi muito comprometedor, o que ratifica o abandono denunciado pelos responsáveis por feiras e mercados, destacou o vereador Cézar Bombeiro, que ressalvou a presença do secretário Ivaldo Rodrigues, da Semapa.

Vereador Estevão Aragão foi bastante contundente

O vereador Estevão Aragão, presente a audiência pública fez um amplo relato da situação das feiras e mercados de São Luís e disse que se houvesse uma fiscalização séria e bem transparente, quase todas estariam interditadas por faltas mínimas de funcionamento sem colocar em risco a saúde da população.

Não há mais motivação para justificativas de que o problema é antigo, levando-se em conta que o prefeito Edivaldo Holanda Júnior se encontra no seu sexto ano de mandato. Há casos em que algumas na atual gestão ficaram pior, e há a falta de respeito aos direitos dos consumidores e dos feirantes, que pagam as suas taxas e não conseguem melhorias. O vereador chegou a detalhar casos, como o mercado do Bairro de Fátima, que se houvesse um mínimo de respeito a população do bairro algum investimento já teria ocorrido.

O líder comunitário Joab Jeremias endossou as denuncia do vereador Estevão Aragão e acrescentou que o mercado do bairro de Fátima se tornou uma referência para criação de ratos, colocando em risco a vida de consumidores e feirantes.

Servidores da SEMAPA vendem boxes do Mercado da Liberdade

A denúncia mais grave da audiência pública ficou por conta do feirante Orlando Egídio Silva. Depois de ter apontado inúmeras deficiências no Mercado do Bairro da Liberdade e ter apresentado sugestões para economias, inclusive de energia elétrica, afirmou que existem vários boxes fechados no mercado e vários deles estão sendo comercializados por servidores da SEMAPA, garantindo que tem provas do que estava afirmando em plenário.

O negócio não é feito de maneira sigilosa, mas abertamente como uma prática normal, se colocando à disposição para fazer maiores esclarecimentos.

Ivanilde Sampaio, presidente do Sindicato dos Feirante de São Luís há vários anos, tentou sem argumentos suficientes questionar as denuncias feitas, mas pela fragilidade e pelo tempo que está à frente da entidade, não conseguiu sustentar pelo menos qualquer iniciativa de luta para mudar a atual realidade.

 Secretário da SEMAPA mostrou as dificuldades e a falta de recursos  para efetuar melhorias

 O secretário Ivaldo Rodrigues, titular da SEMAPA, que poderá dentro de poucos dias deixar a pasta e ser transferido para a recém criada Secretaria da Cultura, com bastante clareza, não negou os problemas, mas registrou que em algumas feiras e mercados dentro do possível vem fazendo paliativos, atacando os problemas mais sérios. Todos os problemas levantados e denunciados serão avaliados e garantiu que haverá instauração de procedimento dentro da SEMAPA para apurar a comercialização de boxes do mercado da Liberdade, com a possível participação de servidores do órgão.

Cézar Bombeiro e Estevão Aragão estiveram conversando ao final da audiência pública e chegaram a conclusão que os problemas levantados e denunciados na audiência pública devem ser socializados no plenário, dada a gravidade de todos eles.

Texto: Da Assessoria do Vereador

Vereador Ivaldo Rodrigues pode está sendo vítima de gananciosos pelo poder da Semapa

COMPARTILHE

Bastou a imprensa noticiar a possível ida do vereador Ivaldo Rodrigues para a Secretaria Municipal de Cultura de São Luís, para que a mídia alternativa (Online) começasse a massacrar o parlamentar, que está como Secretário Municipal de Agricultura e Abastecimento (Semapa), realizando um grande trabalho. Criminosamente, usam montagem de whatsapp para tentar intimidar, constranger e macular a imagem de Ivaldo Rodrigues, que tem construído sua história na política maranhense. O bom trabalho incomodou tanto, que recorreram a até a “pistolagem” da blogosfera. Quem estaria por trás de tudo isso?

A forte disputa pela Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento – Semapa, vem tentando macular a imagem do excelente trabalho desenvolvido pelo vereador Ivaldo Rodrigues, que inovou a gestão do órgão, fez relevantes mudanças em tão pouco tempo na pasta e se tornou o secretário mais atuante na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior.
Querendo tirar Ivaldo as forças da Semapa, alguém está investindo na criminalidade, com os famosos “Fakes News”, criados por alguém que deve não ter compromisso com a verdade e principalmente com a noticiabilidade. Competente, Ivaldo sempre mostrou resultados nos trabalhos que desenvolveu nos órgãos por onde passou, executando grandes projetos,  e agora despertou a cobiça pela pasta, tanto que até conversas montadas e falsas pelo Whatsapp circulam pelas redes sociais e alguns blogs, para tentar a todo cu$to macular a imagem de bom gestor de Ivaldo.
Em pouco mais de 1 ano à frente do secretaria de agricultura, Ivaldo desenvolveu feitos importantes desde ao pequeno produtor aos grandes empresários de São Luís, com parceria importantes que alavancaram o órgão municipal. Mas para os descomprometidos da política, que olham apenas para si, o trabalho de Ivaldo é o que pouco importa.
Independente de sua opção sexual, seria bom respeitar o cidadão Ivaldo Rodrigues, que tem família, assim como todos que lutam de maneira covarde, para denegrir sua imagem.

Edivaldo Holanda Júnior demorou muito para para lembrar que Ivaldo Rodrigues é o nome certo para a Cultura

COMPARTILHE

Um dos mais autênticos folcloristas do Maranhão, o vereador de São Luís, Ivaldo Rodrigues, hoje como secretário de Agricultura da Capital Maranhense, pode assumir a Secretaria de Cultura de São Luís. A escolha do secretário Ivaldo Rodrigues para assumir o comando da Secretaria Municipal de Cultura, embora ainda não tenha sido oficializada pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) agradou em cheio o meio artístico de São Luís.

A notícia foi muito bem recebida e a repercussão foi bastante positiva, principalmente porque Ivaldo é uma pessoa que gosta e valoriza muito a cultura maranhense. Prova disso é o sucesso da Feirinha São Luís que comanda com grande carinho na Semapa. Ivaldo é daqueles que participa da cultura, vive o meio e ajuda muitas brincadeiras na capital e interior. Carismático e muito popular, Ivaldo pode ser a solução para a Cultura, já que nunca foi secretário de gabinete e sempre está na rua.

O Blog do Zeca Soares procurou alguns artistas locais para ouvir a opinião deles sobre a indicação de Ivaldo Rodrigues para a Secretaria de Cultura e a receptividade não poderia ter sido melhor.

A aprovação dos artistas aumenta e muito a responsabilidade de Ivaldo Rodrigues e, principalmente do prefeito Edivaldo Holanda Júnior que terá que dar as condições necessários para que o seu gestor corresponda às expectativas.

Garantidas essas condições não tenho a menor dúvida que a gestão de Edivaldo colherá bons frutos na Cultura sob o comando de Ivaldo Rodrigues.

Veja as opiniões dos artistas:

“Desejo que o Plano Municipal de Cultura seja desenvolvido para que não fiquemos só na agenda dos eventos de carnaval e São João, que a Lei de Incentivo Municipal volte a funcionar, que tenha editais de cultura, torço pela descentralização da cultura, que atinja os bairros e não só o centro da cidade, que a secretaria tenha mais recursos financeiros, para que se tire essa imagem, infelizmente, negativa de devedora, que se atinja vertentes maiores da cultura, e não só a cultura popular, desejo ao novo secretário autonomia e dinâmica, que se estabeleça parcerias com o setor privado, estou na torcida e que ele seja muito bem vindo, pois é um nome que foi recebido com bons olhos com quem eu já conversei da classe artística, artista é um ser esperançoso e a cultura é dinâmica”- César Boaes, ator e diretor de teatro.

“Eu acho que a ida do Ivaldo Rodrigues para a pasta da cultura mostra que o prefeito está valorizando nosso segmento, visto que o Ivaldo sempre teve uma relação de amor e respeito por nossa arte. Que a experiência de sucesso da feirinha se repita, agora na Secult. Acho que seu maior desafio será fazer valer a lei de incentivo à cultura para o artista tenham a seu favor esse mecanismo que em muito pode dinamizar a cultura do Maranhão” – Mano Borges, cantor e compositor

“O sucesso pela idealização e coordenação da Feirinha de São Luís, credencia o Ivaldo Rodrigues ao desafio maior de gerenciar, desenvolver e difundir as ações culturais do Município, letárgicas já há um bom tempo!” – Godão, do Boi Barrica e Bicho Terra

“A cultura sempre eleva o status quo de onde ela se faz presente e na Feirinha não foi diferente. Inevitavelmente as cabeças pensantes por trás desses importantes projetos precisam ter a capacidade de perceber e colaborar para que isso aconteça e assim o fez Ivaldo Rodrigues. Acho que diante do lindo trabalho à frente desse projeto, as perspectivas para um trabalho melhor ainda na Secretaria Municipal de Cultura são promissores. Precisamos de pessoas que amem e conheçam a nossa cultura e nossos artistas num cargo como esse. Para mim o Ivaldo é um vento novo que pode fazer a diferença nesse segmento. Sensibilidade e vontade ele já demonstrou ter. Que seja linda a sua nova gestão!” – Fernando de Carvalho, cantor.

Por Zeca Soares

Ivaldo Rodrigues inicia processo de reforma de feiras e mercados em São Luís

COMPARTILHE

O Secretário de Agricultura, Pesca e Abastecimento (SEMAPA), Ivaldo Rodrigues, se reuniu nessa quarta-feira (1) com representantes da feira da Cidade Operária e do governo do estado para discutir a situação do comércio no local, e propor sugestões que venham melhorar a situação para vendedores e a população, nesse caso os consumidores.

A feira localizada na Cidade Operária é uma das mais tradicionais de São Luís, mas passa por uma série de problemas, como sujeira em alguns pontos, e obriga muitos comerciantes colocarem as bancas com os produtos quase que no meio da rua, dividindo espaço com veículos.

“Estamos atentos à situação de todos as feiras e mercados da capital, já conhecemos a realidade desses pontos comerciais, inclusive fazendo visitas, para identificarmos as demandas de cada local e poder resolver as pendências. Temos o apoio dos feirantes, das pessoas que trabalham no comércio de São Luís, temos a parceria do governo do estado em nossas ações, o que fortalece o trabalho” – destacou o secretário.

Para Ivaldo Rodrigues as parcerias são de extrema importância para conseguir resultados positivos. “Quando assumi a SEMAPA, ressaltei que daria uma atenção especial às feiras e mercados de São Luís. A reunião para debatermos a situação da feira no bairro da Cidade Operária foi muito proveitosa, e estamos engajados para melhorar a situação das pessoas que trabalham e visitam o local para fazer as compras. Sei bem da importância das feiras e mercados da nossa cidade” – destacou Rodrigues.

BLOG do Eduardo Ericeira

Comissão debate orçamento de 2016 na Câmara de São Luís

COMPARTILHE

A Câmara Municipal de São Luís iniciou, na tarde da terça-feira (24), o debate público para discutir o projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA). A peça, que chegou à Casa Legislativa no início do mês, prevê receita R$ 2,7 bilhões em 2016, montante semelhante ao de 2015. O Projeto de Lei de autoria do Executivo norteia as receitas e despesas da administração municipal.

No primeiro debate realizado pela Comissão de Orçamento, Finanças, Obras Públicas, Planejamento e Patrimônio Municipal, o secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento (Seplan), José Cursino Raposo, apresentou detalhes do projeto, acompanhado pelo secretário Municipal da Fazenda (Semfaz), Raimundo Rodrigues.

O titular da Seplan explicou que a peça orçamentária agrega ações da prefeitura de São Luís em diversos projetos. Segundo Cursino, a estimativa é a mais realista dentro da conjuntura econômica do país. Ele afirmou ainda que o prefeito Edivaldo Júnior (PDT) garantirá a execução eficiente e coerente do orçamento.

“A arrecadação de 2015 está bastante abaixo da estimativa original devido a crise econômica que o país atravessa. Em 2016, a estimativa é bem realista para que não se crie expectativas que não teriam respaldo financeiro no decorrer do exercício. A estimativa leva em conta de forma bastante responsável a incorporação das melhorias que estamos projetando”, declarou Cursino.

O secretário da Fazenda destacou a importância do debate e garantiu aos vereadores que a Prefeitura está investindo na modernização da pasta para melhoria da arrecadação sem aumento de impostos. Ele apresentou os projetos estruturantes para aprimorar a arrecadação como o treinamento de pessoal na questão tributária e a revisão do Código Tributário Municipal, na qual espera contar com o apoio do Poder Legislativo.

“Nós trabalhamos de forma mais factível gerando processos consistentes. Quem deve União, Estados e municípios paga primeiro a União. Porque a cobrança é mais eficiente. Temos que evoluir nesse processo da cobrança”, explicou.

O presidente da Câmara, vereador Astro de Ogum (PR), que conduziu a audiência pública sobre as prioridades e diretrizes da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2016, destacou a disponibilidade dos secretários municipais em prestar os esclarecimentos.

“Esse é o momento de trazer a população para mais perto e para acompanhar esse debate tão importante para a nossa cidade. É muito importante esta conversa diretamente com o responsável pela elaboração da LOA. Esperamos chegar ao dia da votação desta proposta com maior embasamento sobre todos os detalhes do orçamento do Município”, declarou.

Além dos secretários José Cursino (Planejamento) e Raimundo Rodrigues (Fazenda), a exposição das prioridades do orçamento para 2016, contou com as participação de outros representantes do Executivo entre eles: Lula Fylho (Governo), Batista Matos (Comunicação), Júlio França (Esporte e Lazer), Antônio Araújo (Obras e Serviços Públicos), Mirthz Carneiro (Administração), Raimundo Penha (IPAM), Luís Carlos (IMPUR) e Fátima Ribeiro (Segurança Alimentar).

Além do presidente do Legislativo Astro de Ogum, marcaram presença o presidente e o relator da Comissão de Orçamento, respectivamente Ivaldo Rodrigues (PDT) e José Joaquim (PSDB), e os vereadores entre eles: Ricardo Diniz, Eidimar Gomes (PSDB), Francisco Chaguinhas (PSB), Manoel Rêgo (PTdoB), Fábio Câmara (PMDB), Marquinhos (DEM), Armando Costa (PSDC), Josué Pinheiro, Luciana Mendes (PTdoB), Pavão Filho (PDT), Osmar Filho (PDT) e Nato (PRP).

E MAIS:

ORÇAMENTO – Junto com a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), aprovada ainda no primeiro semestre, a LOA e o PPA formam o orçamento público municipal, de acordo com o artigo 165 da Constituição Federal. O conjunto de Leis Orçamentárias é de iniciativa do Poder Executivo. A forma de sua elaboração está determinada na Lei Orgânica do Município e no Regimento Interno da Câmara Municipal de São Luís.

COMISSÃO – A Comissão de Orçamento é formada por três membros: os vereadores Ivaldo Rodrigues (Presidente), José Joaquim (Relator) e Pedro Lucas (Membro).

Texto: Aniele Granjeiro

Ivaldo Rodrigues explica mal entendido e cobra respeito à sua trajetória política e pessoal

COMPARTILHE

O vereador de São Luís, Ivaldo Rodrigues (PDT) subiu a tribuna da Câmara Municipal nesta terça (17), e explicou o mal entendido e disse ter feito qualquer declaração preconceituosa contra a vereadora Rose Sales (PV) durante uma discursão na última segunda feira (16). Durante seu discurso, Ivaldo foi categórico em afirmar, que foi mal interpretado.

“Nossas divergências são políticas, no campo das ideias. Estamos em lados opostos, defendendo aquilo em que acreditamos, mas tanto eu quanto a senhora temos trabalho e história de luta por São Luís, que precisam ser respeitados”, enfatizou o pedetista.

Ivaldo Rodrigues ainda relatou ter sentido profunda tristeza ao tomar conhecimento de uma entrevista em que a vereador Rose Sales, o qualificou de preconceituoso e machista.

“Eu não sou nada disso a senhora me classificou. Tenho a consciência que não sou preconceituoso e nem tenho motivos para ser. E pelo respeito e até pela admiração que tenho por sua história, pediria que a senhora se retratasse por tentar denegrir a minha história e todo o trabalho que tenho por esta cidade”, declarou o parlamentar.

O pedetista disse que em nenhum momento sua divergência com Rose Sales é por ela ser mulher e negra. E justificou as declarações que foram consideradas preconceituosas pela vereadora.

Quando me referi a gene estava falando de política, porque seu pai foi assessor da família Sarney e hoje a senhora está num partido aliado à família Sarney. Quis dizer que estava no seu gene essa ligação com a família Sarney. Nunca quis ofendê-la por ser negra. Se passei essa ideia me desculpe, não foi essa a minha intenção”,  ressaltou.

Lembrando que mais de 70% da sua assessoria são negros, Ivaldo Rodrigues defendeu que Rose Sales continue lutando pelas coisas em que acredita e desejou que a vereadora tenha êxito na sua campanha de prefeita. Mas também cobrou dela respeito pelas lutas individuais e mandatos dos colegas parlamentares.

Meu terceiro mandato nesta Casa não seria de graça. Eu tenho uma luta, tenho uma história. Vou continuar lutando pelo que acredito que é ter uma cidade mais justa e igual, para homens e mulheres, negros e brancos”, finalizou Ivaldo Rodrigues

 

Texto: Marco D’Eça

Vereador Ivaldo Rodrigues marca mais um gol de placa na Câmara Municipal de São Luís

COMPARTILHE

O vereador de São Luís, Ivaldo Rodrigues (PDT), tem mostrado que é um verdadeiro craque, quando se trata de esporte, onde vem deixando sua marca no seguimento e esta semana o parlamentar marcou mais um gol de placa, ao dar entrada na Câmara Municipal, solicitando através do requerimento Nº 649/15, a criação da Medalha do Mérito Esportivo homenageando o saudoso Raul Meneses, um desportista dedicado ao futebol maranhense. A Medalha vai premiar atletas e incentivadores do esporte amador da capital maranhense. O vereador pediu a mesa diretora que encaminhe o requerimento ao Prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior (PDT) e ao secretário da SEMDEL, Júlio França.

No mês de outubro deste ano, Ivaldo Rodrigues teve requerimento aprovado por unanimidade na Câmara, que solicita a reforma geral do estádio Nhozinho Santos, e a criação de uma galeria para homenagear a história do futebol maranhense. Só em 2015, o vereador tem conquistado inúmeras obras visando o incentivo do esporte amador de São Luís.

QUEM FOI RAUL MENEZES?

Nascido em São Luís, no dia 9 de setembro de 1954, Raul Carlos de Carvalho Menezes, foi criado na Rua do Passeio, no Centro da Capital maranhense, onde sempre foi muito conhecido e aplaudido como peladeiro (jogador amador), pois sempre foi ligado ao esporte desde criança. Aos 18 anos, chegou a se interessar profissionalmente. Apaixonado pelo Moto Club, Raul era amado pelos torcedores, admirado pelos adversários e respeitado pelos dirigentes das equipes adversárias. Raul teve sua vida dedicada ao esporte, e morreu dentro do estádio após uma parada cardíaca.

Para o vereador Ivaldo Rodrigues, Raul é um exemplo de dedicação e respeito ao esporte maranhense, e principalmente ao incentivo esportivo. “Por ter uma vida dedicada ao esporte, é justa e merecida a homenagem que vai perpetuar o nome de Raul Menezes para as futuras gerações do esporte maranhense”, destacou o pedetista.

Prefeito Edivaldo assina ordem de serviço para construção de Praça no Habitacional Turu

COMPARTILHE

O prefeito Edivaldo assinou nesta sexta-feira (16) a ordem de serviço para construção da primeira obra do poder público municipal viabilizada pela Lei de Incentivo à Construção Civil. A obra construída – uma praça no Habitacional Turu – vai garantir área de lazer e vivência para população de pelo menos cinco bairros. A praça contará ainda com um laboratório de tecnologia.

A lei, sancionada no ano passado, concede incentivos fiscais, com desconto em diversos impostos do código tributário municipal para empresas que edificarem dentro de padrões de sustentabilidade e envolvimento comunitário. A Canopus é a primeira empresa a utilizar a lei na construção do novo espaço de lazer e vivência da cidade.

“Esta é a primeira obra que estamos construindo em parceria com o Sindicato da Construção Civil, Sinduscon, utilizando a Lei de Incentivo à Construção Civil. Temos também mais um diferencial nesta construção, que é a criação do comitê gestor, no qual a comunidade se envolve com o espaço público. A comunidade cuida da praça. Essa é uma parceria entre a Prefeitura e comunidade”, disse o prefeito Edivaldo. Ele garantiu que até o mês de dezembro as obras estarão sendo concluídas e entregues para a população.

A praça será construída em um terreno localizado entre as ruas Acre e Mato Grosso, zona de intersecção entre os bairros Habitacional Turu I, II e II; Divineia e Chácara Brasil. A construção da praça é uma antiga reivindicação dos moradores destes bairros.

O engenheiro civil Henrique Martins, presidente do comitê gestor, compara o tempo para a conclusão da praça ao período de reivindicação do equipamento urbano. “Enfim temos um prefeito que compreendeu a reivindicação da comunidade. Essa é uma necessidade que tínhamos acumulada há anos”, disse Martins.

A praça vai ocupar uma área de pouco mais de 182 metros quadrados. No espaço serão construídas pista de cooper externa, área de passeio para criança com afastamento seguro da pista principal de acesso ao bairro Divineia; academia ao ar livre, playground.

TURU1 TURU2

Igor Moraes, 16 anos, morador do Habitacional Turu I, estudante do 2º ano da Escola Vinícius de Moraes, acredita que a construção da praça será uma conquista para a juventude do Turu e adjacências. “Agora teremos um espaço para passear com nossa família, praticar esporte e outras formas de lazer”, disse.

De acordo com o projeto, será mantida a arborização existente na área, conforme solicitação dos moradores. Segundo explicou o secretário de Urbanismo e Habitação, Diogo Lima, um recuo para os ônibus foi criado no projeto, preservando assim o piso que será construído.

O presidente do Sindicato da Construção Civil, Fábio Nahuz, destacou que São Luís é a primeira cidade do país a realizar uma lei de incentivo com ampla riqueza de detalhes. “Essa era uma reivindicação do Sindicato da Construção junto à Prefeitura para que tivéssemos estes incentivos”, disse. O incentivo fiscal é concedido às empresas de construção que empreenderem com ações de preservação do meio ambiente e utilização de energia alternativa e outras iniciativas no campo da sustentabilidade.

Segundo explicou o secretário Diogo Lima, na construção da praça pela Canopus será utilizado o artigo sexto da Lei de Incentivo à Construção Civil que garante a urbanização de áreas próximas ao empreendimento da empresa. Todo o projeto foi elaborado de acordo com os preços de tabela do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil (Sinapi).

LABORATÓRIO DE TECNOLOGIA

O laboratório de tecnologia montado em uma área da praça será viabilizado com recursos de emenda do deputado federal Weverton Rocha (PDT). O laboratório móvel vai se alternar com uma quadra de areia, reivindicada por dirigentes comunitários ligados ao esporte.

“Esta comunidade poderá usufruir de dois equipamentos. No laboratório serão oferecidos todos os serviços disponibilizados pela Prefeitura e também se constituirá em um espaço para treinamento, curso à distância para a comunidade jovem. Haverá então a época de cursos e época do esporte para os jovens”, disse a secretária de Informação e Tecnologia, Tati Lima.

“Teremos finalmente um espaço para desenvolver o talento dos jovens desta área com vocação para o esporte”, disse Diego Lima, presidente da Planalto Atlético Clube, time com diversas conquistas em âmbito estadual e nacional.

A assinatura da ordem do serviço no local da obra contou com a participação do deputado federal Weverton Rocha (PDT), dos secretários municipais Diogo Lima (Urbanismo e Habitação); Júlio França (Desportos e Lazer); Tati Lima (Informação e Tecnologia), do vereador Ivaldo Rodrigues (PDT), vice-líder do governo na Câmara, e lideranças comunitárias dos bairros do entorno da obra.

Programa “Eu participo” incentiva a população a participar da gestão municipal

COMPARTILHE

Estimular a participação popular na gestão pública é o principal objetivo do programa “Eu participo”, lançado quinta-feira (15) pela Prefeitura de São Luís no auditório da Assembleia Legislativa. A iniciativa vai oferecer à população a oportunidade de atuar de forma contínua e sistemática na propositura, planejamento e avaliação de políticas públicas.

“O cidadão pode exercer de forma plena a sua cidadania, participando de uma grande rede de ações que une esforços, iniciativas e solidifica a participação popular na gestão municipal, priorizada pelo prefeito Edivaldo”, declarou o secretário municipal de Governança Solidária e Orçamento Participativo, Olímpio Araújo, ao fazer o lançamento do programa.

“Eu participo” é o programa de participação social da Prefeitura de São Luís, cuja gestão é de responsabilidade da Secretaria Municipal de Governança Solidária e Orçamento Participativo (Semgop). Por ele, serão consolidados os avanços da participação popular em São Luís, que teve seu grande momento com a introdução do Orçamento Participativo em 1988.

O programa orientará os órgãos e as entidades da administração pública municipal para melhor utilização dos diversos processos e instâncias de participação social existentes, a ampliação e introdução de novos mecanismos de gestão compartilhada, uma maior adesão social ao ciclo de gestão de políticas públicas e o aumento da transparência administrativa e da eficácia da gestão.

O secretário municipal de Governança Solidária Local de Porto Alegre, Cesar Busatto, participou do lançamento do programa e falou sobre a experiência exitosa do modelo de gestão pública implantado naquela cidade em 2009. “Com o processo de participação popular atuando junto ao poder público, o cidadão é empoderado e sente-se atuante na proposição de serviços públicos e ações que sejam boas para ele e para sua cidade”, destacou.

Também foi apresentado aos participantes do evento o aplicativo COLAB-E, que será uma das ferramentas do programa “Eu participo” para aproximar a gestão municipal dos cidadãos. “O aplicativo une a comunidade e o poder público para transformar a realidade das nossas cidades. Através dele, o cidadão pode avaliar o serviço da Prefeitura, sugerir ações, cobrar iniciativas, ou seja, o COLAB-E faz uma ponte entre o cidadão e o poder público”, explicou Paulo Pandolfi, diretor do COLAB-E.

O programa foi bem aceito pelas lideranças comunitárias. “A comunidade quer fazer parte do processo de construção de uma cidade melhor. Queremos colaborar com a limpeza das ruas, com a sugestão de obras, queremos ser ouvidos. Esse programa é um passo importante para quem ainda não exerce e quer exercer de fato sua cidadania”, declarou Rosana Bordalo, líder comunitária do Cohatrac.

EIXOS DE GESTÃO

Para a sua concretização, o programa está fundamentado em três eixos devidamente estruturados e que se complementam, visando prover a sociedade das ferramentas que permitirão propor, acompanhar, avaliar as políticas públicas e a aplicação dos recursos públicos.

Os três eixos pretendem tornar São Luís uma cidade com intensa e efetiva participação popular na gestão dos recursos públicos; com forte capital social através da governança solidária e com amplo acesso de sua população às políticas públicas e ao pleno exercício da cidadania.

Entre as metas do programa estão a reestruturação do Orçamento Participativo, possibilitando às comunidades discutir e priorizar os investimentos públicos a cada ano; instituir uma rede de pessoas, instituições e empresas, de adesão voluntária, para impulsionar novas formas de governança compartilhada, baseadas na solidariedade local, na parceria entre instituições do governo, da iniciativa privada e da sociedade civil; e implantar o Centro de Formação Popular, como instrumento de empoderamento do cidadão através do conhecimento e do acesso à informação.

Também estiveram presentes no evento os secretários Lula Fylho (Governo), Olímpio Araújo (Governança Solidária e Orçamento Participativo), Júlio França (Desportos e Lazer), além de representantes de instituições públicas e privadas.

 

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free