casa » Archivo de Etiquetas: Geraldo Amorim

Archivo de Etiquetas: Geraldo Amorim

Prefeitura de Peri Mirim vai gastar mais de R$ 1,7 milhão com veículos para educação

COMPARTILHE

Parece que em algumas prefeituras do Maranhão o dinheiro está sobrando. Só não está dando para investir na saúde, educação e infraestrutura. No município de Peri Mirim na baixada maranhense, o prefeito Geraldo Amorim (MDB) vai gastar mais de R$ 1,7 milhão com locação de veículos para Secretaria de Educação, sendo que mensal serão pagos mais de R$140 mil reais de aluguel de veículos. O contrato foi assinado pela Secretária Municipal de Educação, Alda Regina Ribeiro Corrêa.

De acordo com as informações do Diário Oficial do dia 7 de março, em Pregão Presencial, Nº 022/2018, tendo por objeto contratação de uma empresa para prestação de serviços de locação de veículos para a Secretaria de Educação do Município de Peri Mirim-MA, a empresa HYAN ALFREDO ARAUJO MENDONÇA SILVA-ME foi a vencedora da licitação feita pela prefeitura. A empresa vai embolsar em dois lotes de contrato. LOTE I R$ 1.698.000,00 (hum milhão seiscentos e noventa e oito mil reais) e LOTE II R$ 78.000,00(setenta e oito mil reais). Que totalizam um valor de 1.776.000,00 (hum milhão setecentos setenta e seis mil reais).

Sediada na Rua Eupídio Serra, Nº 01, Loja C – Centro da cidade de Matinha, na baixada maranhense, a empresa Hyan Alfredo Araujo Mendonça Silva – ME”  com CNPJ: 17.537.164/0001-55, tem como sócio uma pessoa do mesmo nome, que curiosamente é filiado no mesmo partido do prefeito de Peri-Mirim. A empresa tem como nome fantasia HM Representações e Serviços. Com capital de R$ 80.000,00 (oitenta mil reais) a empresa vai locar veículos.

Com a palavra o prefeito Geraldo Amorim ou sua Assessoria de Imprensa. O espaço está franqueado ao gestor.

 

Geraldo Amorim é bombardeado nas redes sociais e batizado de prefeito de farra

COMPARTILHE

A situação do prefeito de Peri-Mirim não é das melhores nas redes sociais. Após o tradicional festejo de São Sebastião realizado na cidade pela prefeitura, a população se manifestou em sua página no Facebook e o pau cantou na casa de noca. Comentários que mostram a insatisfação dos perimirienses com a gestão de Geraldo, não poupam o gestor. São tantas cobranças, mas as mais comentas são sobre a saúde e infraestrutura. Abaixo os comentários do Facebook.

 

Ministério Público do Maranhão aciona prefeito Geraldo Amorim por nepotismo

COMPARTILHE

PERI-MIRIM – A Promotoria de Justiça da Comarca de Bequimão ingressou com uma Ação Civil Pública, no último dia 22, contra o município de Peri-Mirim, representado pelo prefeito José Geraldo Amorim Pereira (Geraldo Amorim), por conta de diversos casos de nepotismo na administração municipal. Peri-Mirim é termo judiciário da comarca de Bequimão.

Ao constatar a prática de nepotismo, a Promotoria de Justiça de Bequimão expediu uma Recomendação, seguida de diversos ofícios para que o Município encaminhasse a lista de secretários e servidores que tivessem parentesco com o prefeito. No entanto, nunca houve resposta da administração municipal.

O Ministério Público identificou que José Geraldo Amorim Pereira Filho (Geraldinho), filho do prefeito Geraldo Amorim, ocupa o cargo de secretário municipal de Finanças e Gestão Administrativa; João Domingos Amorim Pereira, irmão do prefeito, é o secretário de Obras e Transporte. Outro irmão do prefeito, Antônio Amorim Pereira é assessor jurídico da prefeitura.

Também figuram na lista a ex-esposa de José Geraldo Pereira, Indiara Araújo Pereira (chefe de odontologia); a atual companheira do prefeito, Walkíria Amorim França, com cargo na Secretaria Municipal de Saúde; e Flávia Caroline Marques Amorim, sobrinha do gestor, com cargo na Secretaria Municipal de Educação.

Na ação, a promotora de justiça Raquel Madeira Reis ressalta que os familiares de José Geraldo Pereira não têm cargos efetivos na administração municipal, além de nunca terem ocupado cargos públicos antes, “o que demonstra que suas nomeações decorreram unicamente do vínculo de parentesco com o chefe do Executivo Municipal”.

Também foi apontada a falta de qualificação profissional para o exercício dos cargos. O filho do prefeito, exercendo o cargo de secretário de Administração e Finanças, por exemplo, não tem formação em contabilidade ou administração. O secretário de Obras e Transportes, João Domingos Pereira, também não tem qualquer formação na área de engenharia de transportes que justificasse tecnicamente a sua escolha para a pasta.

“Há que se ressaltar a relevância das competências compreendidas nos cargos ocupados pelos parentes do requerido, que demandam conhecimento, experiência e grande poder de decisão. Não se concebe que competências tão relevantes sejam desempenhadas por pessoas que não possuem qualquer vivência com o serviço público e qualificação necessária para exercer suas atribuições com competência, eficiência, dentro de padrões de qualidade mínimos, o que fica prejudicado quando o único critério para nomeação é o vínculo afetivo/familiar com a autoridade nomeante”, observa a promotora de justiça.

Na ação, o Ministério Público requer a declaração de nulidade dos atos de nomeação de José Geraldo Amorim Pereira Filho, João Domingos Amorim Pereira, Antônio Amorim Pereira, Indiara Araújo Pereira, Walkíria Amorim França e Flávia Caroline Marques Amorim.

Também foi pedido que a Justiça determine ao prefeito José Geraldo Amorim Pereira que apresente a relação completa de secretários, secretários adjuntos e dos servidores contratados de forma precária, sem prévia aprovação em concurso público, especificando os que se enquadrem em situação de nepotismo, além dos respectivos atos de exoneração, sob pena de multa diária em caso de descumprimento.

Redação: Rodrigo Freitas (CCOM-MPMA)

Servidor perseguido por Geraldo Amorim percorre 70 KM para trabalhar

COMPARTILHE

Uma onda de perseguições está sendo implantada no município de Peri-Mirim após o prefeito Geraldo Amorim assumir a gestão em janeiro de 2017. A regra é a mais cruel de alguém que foi eleito para trabalhar pelo povo. Quem não votou em “Dr. Bigodon”  está sujeito a ser transferido para bem longe de seu local de nomeação.

“Ele me transferiu por perseguição, alegando que nesse povoado não tinha pessoas competentes para dar aula. Só que a professora do Povoado é pedagoga e ele transferiu para outra comunidade por perseguição também, porque não votou nele” – desabafou uma professora, que gasta grande parte de seu salário com combustível para se deslocar e percorrer 70 KM.

O Editor deste Portal também ficou sabendo que servidores da Comunidade Três Marias, foram transferidos e atravessam o município de Peri-Mirim e vão trabalhar muito longe, tudo por não terem votado em Geraldo Amorim. Esperamos que não seja verdade, mas se for que o Ministério Público do Maranhão (MPE) tome uma providência urgente.

ESCOLAS & UBS SEM ÁGUA NA ZONA RURAL

Na comunidade Três Marias, a Unidade Básica de Saúde (UBS) e a Escola Municipal São Benedito estão sem água há 2 meses. Para piorar, as salas de aula da Escola São Benedito estão sem lâmpadas e os professores são obrigados a darem aula em plena escuridão.

De acordo com a denúncia, as perseguições são maiores que a competência do prefeito, que abandonou o município e está apenas caçando os adversários para persegui-los.

 

Justiça manda Geraldo Amorim pagar concursados e manter no trabalho

COMPARTILHE

Após a canetada da Juíza Michelle Amorim Sancho Souza, a população de Peri-Mirim, lotou a Praça São Sebastião, no centro da cidade onde fica situada a sede da prefeitura, em que os concursados ocupavam desde o início de março. Com a decisão judicial, o prefeito vai ter que se virar para pagar os dois meses em atrasos.

Geraldo não segurou a pressão depois de quase 20 dias de ocupação do prédio da Prefeitura, e com a canetada da Magistrada, ainda terá que manter os cursados no cargo.

No fim da tarde desta quarta feira (15), o prefeito firmou acordo com a Justiça do município de Bequimão, que vai manter os novos concursados no cargo e pagará os 2 meses de salários atrasados de 4 parcelas.

O Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) teve assinatura da Juíza Michelle Amorim Sancho Souza, do Promotor de Justiça, Renato Madeira Reis, Advogados, representantes do servidores e da Prefeitura de Peri-Mirim.

 

 

 

 

 

Desabafo de um servidor de Peri-Mirim sem salário!

COMPARTILHE

Dr. Ezequias avalie minha denuncia.

Bom dia. Gostaria de fazer uma denúncia sobre o gestor Jose Geraldo Amorim Pereira, prefeito do município de Peri Mirim. Nunca senti tanta vergonha do meu município como estou sentindo nesses dias. Sou funcionário público do mesmo, no cargo de auxiliar de serviços gerais, e, por meio desse desabafo venho expor a minha indignação e de muitos outros amigos funcionários que não sabem mais o que fazer perante o problema dos salários atrasados. Somos pais e mães de famílias e temos que honrar os nossos compromissos, mas como honrá-los se não temos dinheiro para tal “façanha”. Nós não trabalhamos por esporte e sim porque precisamos. Imagino todas as famílias que dependem da prefeitura de Peri Mirim, principalmente nós novos efetivos do município, não temos pelo menos nem a promessa de receber o nosso salário.  Agora falando como cidadão me sinto enojado por ver o meu município assim, bonito por fora, mas esfacelado por dentro, por causa da incompetência de poucos, e muitos pagam. Sei que muitos queriam desabafar, mas têm medo de retaliação, só que chega uma hora que o senso crítico engasga e você quer regurgitar. Espero que tudo se resolva da melhor maneira possível, mas o fato é que esse episódio eu nunca esquecerei é nessas horas que eu me pergunto, “o que eu fiz com o meu voto?”. Gostaria de uma resposta sobre o caso.

O Portal deixa aqui o espaço aberto para qualquer esclarecimento da Prefeitura de Peri-Mirim em relação este desabafo, enviado por um leitor, e que foi publicado na íntegra, preservando a identidade da fonte.

“Geraldo Amorim prometeu muito emprego e agora está sendo pressionado para tirar os concursados” – disse um professor de Peri-Mirim.

COMPARTILHE

De acordo com os funcionários que não receberam seus salários de janeiro, a situação dos servidores nomeados no último concurso realizado em Peri-Mirim, está ficando cada vez mais complicada. Segundo um professor que foi aprovado e nomeado, o atual prefeito Geraldo Amorim está sendo pressionado por cabos eleitorais à cumprir as promessas que fez durante a campanha eleitoral sobre empregos na prefeitura.

Para um servidor que mora em Bequimão, e que foi aprovado no concurso de Peri-Mirim, a nomeação foi uma aclamação do atual prefeito para pressionar o ex-prefeito João Felipe (PT), e agora o mesmo defensor do povo, agora é um perseguidor número 1 dos servidores que não ler a cartilha dele e do presidente do Sindicato dos Servidores.

“Não entendo como Geraldo Amorim foi eleito pela terceira vez. Nunca vi um homem tão arrogante e prepotente quanto esse cidadão. Ele dá coice em todo mundo e, além disso, está tentando convencer os aliados que as 350 vagas ocupadas pelos concursados serão preenchidas com os novos contratados. Um cara que teve suas 8 contas reprovadas pelo TCE, alguém ainda espera alguma coisa desse cidadão?” – disse.

Segundo um servidor que esteve em Peri-Mirim nesta sexta feira (17) acompanhando uma manifestação, Geraldo tentou fugir dos repórteres que estavam na cidade, mas acabou sendo pressionado a falar. De acordo com os servidores que não receberam salários, Geraldo estaria brigando na justiça, para ter de volta às 350 vago de trabalho, que possivelmente agradaria seus aliados.

De acordo com um servidor, Geraldo estaria sendo pressionado por aliados, que mesmo após quase 2 meses de gestão, não aguentam mais esperar. “Agora o discurso dele é só colocar culpa no Banco do Brasil e nos antigos gestores. É bom lembrar que Geraldo esteve no comando da Prefeitura de Peri-Mirim por dois mandatos. Até agora não disse a que veio fazer. Apenas empregou a família e mais nada” – disparou indignado com a situação.

Este veículo terá o mesmo espaço para qualquer esclarecimento por parte da Gestão Municipal de Peri-Mirim…Assim como cedeu aos servidores que não receberam salários, como mostra a nota abaixo…

NOTA DE REPÚDIO 

Nós funcionários públicos da cidade de Peri Mirim MA, aprovados em concurso público realizado em 2015, tornamos público através desta nota, a situação de caos, perseguição política, abuso de autoridade e excesso de negligência por parte do novo prefeito municipal o senhor Geraldo Amorim.

Com nossos salários atrasados desde o dia 30 de janeiro de 2017, nós advindos do último concurso público, estamos passando por situações de ameaças, constrangimentos e desrespeito até mesmo pelo órgão que deveria nos defender diante do poder ditatorial do atual gestor: o sindicato dos funcionários públicos municipais de peri mirim.

Mudanças feitas as escuras e as pressas no regimento interno do sindicato, não contemplam nem incluem novos funcionários. Muito pelo contrário, tentam intimidar e excluem quaisquer perspectiva dos mais recentes funcionários.

No que se refere ao poder legislativo, não se pode contar com ninguém, na verdade estes tentam buscar alguma razão jurídica para ajudar na anulação de um concurso legítimo e isento irregularidades. O prefeito municipal, o senhor Geraldo Amorim, declarou guerra aos novos funcionários. Está próximo de se iniciar o terceiro mês do seu mandato, e a cidade caminha à beira do caos. Onde o hospital não funciona, as ruas e praças estão tomadas pelo lixo, espaços públicos estão largados, uma vez que o atual gestor nada faz e nenhuma atitude pra amenizar a situação ele toma, pois vive somente para tentar derrubar o concurso que preenche inúmeras vagas de contrato que são promessas de campanha do doutor Geraldo Amorim.

Diante de alguns dos inúmeros problemas pelos quais esta cidade vem enfrentando, pedimos a ajuda das autoridades competentes e da mídia, na luta contra essa situação de prepotência e injustiça.

 

Atenciosamente;

Concursados sem salários

Atraso de salários em Peri-Mirim pode levar Professores a ocuparem prefeitura nesta semana

COMPARTILHE

Uma denúncia recebida na Redação deste Portal na manhã deste sábado (11), fez com que o editor deste Site, entrasse em contato com o Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Peri-Mirim para averiguar a veracidade das informações, mas mesmo sendo atendido, de nada adiantou o contato.

Um professor que vai ter o nome preservado por medo de retaliação enviou uma denúncia via Whatzap, explicando que os funcionários de Peri-Mirim estão com salários atrasados e o prefeito Geraldo Amorim (PMDB), ainda trata mal os profissionais da educação que não votaram nele em 2016. Segundo o professor, desde janeiro muitos professores estão sendo perseguidos (Assédio Moral) pelo atual gestor. (Foto Abaixo da denúncia).

Além desse perimirinense, outro leitor do Portal também enviou uma denúncia com o mesmo teor. Para o denunciante, o Sindicato dos Servidores está sendo usado para fazer politicagem e principalmente para tentar atrapalhar a vida dos novos concursados e nomeados em 2016. Segunda feira pode ser o primeiro protesto de 2017.

Em contato com o presidente do Sindicato, Nilson França Oliveira, o mandatário negou o atraso e disse que a lei manda pagar salários com até 5 dias úteis, mas ele esqueceu que já se passaram 8 dias. Na gestão passada, o Sindicato era muito atuante, agora esfriou. De acordo com as palavras do presidente, só a partir de segunda feira (13), é que o Sindicato vai se pronunciar sobre o caso.

É bom lembrar que o povo merece o governo que tem, já que toda população é sabedora que segundo o Tribunal de Contas do Estado (TCE), Geraldo teve suas 8 contas reprovadas nos seus últimos 2 mandatos. Mesmo assim, o “povo” apostou novamente. Tai o resultado.

 

 

A mudança de Geraldo Amorim é apenas perseguição aos opositores

COMPARTILHE

Quem não votou em Geraldo Amorim, se bobear não vai poder nem ficar na Praça durante o festejo, imagina permanecer como dono de barracas. Para quem pregou “mudança” em todo município de Peri-Mirim durante campanha eleitoral, hoje não passa de perseguição aos eleitores que nunca votaram no “Senhor Bigodon” durante sua trágica trajetória política no município. Logo nos dez primeiros dias de sua gestão, Geraldo Amorim escolheu para perseguir os donos de barracas que trabalham no Festejo de São Sebastião que começou no último dia 11 de janeiro.

A falsa desculpa para retirar alguns barraqueiros da Praça São Sebastião durante o festejo, é que ali naquele local serão instalados trailers da polícia e corpo de Bombeiros durante o festejo que só acaba dia 21 de janeiro. O que parece mais feio para o gestor que sempre criticou o anterior, é que nem a Praça foi pintada pela prefeitura. Se a Igreja não tivesse feito o papel do gestor, a praça estaria sem pintura. Mesmo assim, a sujeira toma conta da área. A única viva alma na praça é apenas um Jumento…

O que ninguém consegue entender na lógica do novo mandatário de Peri-Mirim, é que só no lugar das barracas dos adversários políticos que serve para colocar os trailers. Nos últimos 4 anos o ex-prefeito João Felipe (PT), fez o festejo e não retirou nenhuma barraca, e mesmo assim foram colocados os trailers.

Já considerado um político arrogante, prepotente e rancoroso, Geraldo Amorim esqueceu suas promessas de campanha e agora persegue seus adversários por onde existir, a começar pelos donos de barracas do festejo. Até os críticos ao ex-prefeito estão todos de baca trancafiadas. Isso é apenas o começo, outras mudanças amargas virão em breve para os perimirienses.

Além disso, as atrações do festejo são surradas, todas já conhecidas da população e trazidas na gestão de João Felipe. Para não ser criticado antes do festejo, Geraldo Amorim não teve coragem de divulgar a programação do festejo com o nome das bandas.

Nota recebida de assessoria (ASCOM)

Tribunal de Contas do Estado libera nomes de Fichas Sujas e Geraldo Amorim encabeça a lista

COMPARTILHE

Não adianta esconder do povo através de mentiras, que a verdade veio a tona na véspera de começar a campanha eleitoral. O Tribunal de Contas do Estado (TCE) divulgou na tarde desta segunda feira (15) os nomes dos fichas sujas, e o ex-prefeito de Peri-Mirim, Geraldo Amorim (PMDB) aparece encabeçando a lista com suas contas irregulares e desaprovadas pelo órgão fiscalizador.

CONTASg

Mesmo o Supremo Tribunal Federal (STF) ter declarado que seria de responsabilidade das Câmaras Municipais julgarem as contas de prefeitos, Geraldo Amorim não escapou da lista e agora deve está com dor de cabeça, já que seu nome aparece em vários cenários e em nenhum teve contas aprovadas.

CONTASGG

Com isso, a chapa encabeçada por Geraldo e Gilmar Pereira, pode sofrer alterações e nomes novos podem surgir de surpresa, como é o caso de Geraldinho, que já aguarda para ser o substituto do pai, ou o nome do empresário Alcides Sodré, carinhosamente conhecido como Sidão.

Com isso, o município de Peri-Mirim vai poder avaliar o nome de um homem que em dois mandatos não teve sequer uma conta aprovada pelo TCE e ainda tentou pregar que seria ficha limpa. Geraldo está com o nome no SPC do Estado e Serasa federal.

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free