casa » Archivo de Etiquetas: Eleições 2018 (página 2)

Archivo de Etiquetas: Eleições 2018

Zé Inácio participa do lançamento da pré-candidatura de Lula

COMPARTILHE

O Deputado Estadual (PT) Zé Inácio esteve nesta quinta-feira 25/01, na reunião da Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), na Central Única dos Trabalhadores (CUT), em São Paulo, que realizou o lançamento da pré-candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva à presidência da república. Um dia depois do golpe na democracia brasileira, onde o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) condenou injustamente Lula.

Para o partido, a condenação do ex-presidente foi um julgamento político para enfraquecê-lo, mesmo assim Lula foi aclamado pela militância e disse “aceitar a empreitada”. A presidenta do PT, senadora Gleisi Hoffmann, anunciou o início das discussões em torno do programa de governo que será coordenado pelo ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad.

O Deputado Zé Inácio reafirmou que o plano do PT sempre foi a candidatura de Lula, mesmo após a condenação dele em segunda instância. “Além do lançamento da candidatura temos o objetivo de recuperar a democracia e inocentar Lula. Pois ele é perseguido porque lidera as pesquisas de intenção de voto e não é isso que vai nos tirar a vontade de seguir lutando e vencer nas urnas com a vontade do povo”, acrescentou.

Com o lançamento da pré-candidatura, no programa de governo serão criados grupos temáticos a partir da coordenação que estará interligada com todos os diretórios estaduais. A previsão é que até o dia 15 de março as propostas tenham sido entregues para ajudar na elaboração do programa.

A partir daí essa comissão começa a processar e submeter às instâncias partidárias as propostas até o dia 15 de maio, prazo para ter um plano constituído. Também serão realizadas plenárias presenciais em todos os estados e também pela internet, algumas com a participação do pré-candidato Lula.

Também foram divulgadas durante a reunião da executiva nacional alguns detalhes da quarta etapa do projetoLula Pelo Brasil, que vai levar as caravanas ao sul do país na última semana de fevereiro.

Também participaram do lançamento da candidatura A presidenta eleita Dilma Rousseff , presidenta do PT, a senadora Gleisi Hoffmann, os governadores do PT: de Minas Gerais, Fernando Pimentel; do Piauí, Wellinton Dias; do Acre, Tião Viana; da Bahia, Rui Costa; do Ceará, Camilo Santana, os líderes do PT na Câmara, Paulo Pimenta, e no Senado, Lindbergh Farias, assim como o líder da oposição, Humberto Costa, o coordenador do MST, João Pedro Stédile, o coordenador da CUT, Vagner Freitas e outros dirigentes sindicais, e principais lideranças do partido no Brasil.

 

Lula diz que quer enfrentar alguém com a marca da Globo na testa em 2018

COMPARTILHE

Pré-candidato ao Planalto em 2018, o ex-presidente Luíz Inácio Lula da Silva (PT) disse, nesta quinta-feira (23), ao comentar uma possível candidatura do apresentador Luciano Huck, que quer “disputar com alguém com o logotipo da Globo na testa”, emissora onde ele trabalha.

Embora Huck não admita publicamente a vontade em disputar a eleição do ano que vem, o apresentador tem emitido sinais de interesse em concorrer. Nos bastidores, PPS e o DEM já teriam até oferecido legenda ao apresentador.

A declaração de Lula foi dada em entrevista à rádio 730 AM, de Goiás, logo após ser questionado sobre as candidaturas de Huck e do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ).

“Tudo o que eu quero na vida é disputar com alguém com o logotipo da Globo na testa”, afirmou o petista, que diz acreditar ser alvo de perseguição política da Globo, emissora de maior audiência do país.

Lula disse não acreditar no termo “candidaturas outsiders”, ou seja, de gente considerada de fora da política, como o caso de Huck.

“Quero ver o que essa gente pensa e vai propor para o Brasil”, declarou Lula. Para o petista, não é possível “encontrar alguém de fora dos partidos políticos que possa salvar esse país”.

Pesquisa do instituto Ipsos, divulgada nesta quinta-feira (23) pelo jornal ‘O Estado de S. Paulo”, mostra que 60% dos entrevistados aprovam a maneira como Huck vem atuando no Brasil. Sobre Lula, o índice é de 43%.

O apresentador, que não é filiado a nenhum partido político, também apareceu com 5% das intenções de voto em pesquisa do Ibope divulgada no final de outubro. Já Lula registra 35%, segundo o mesmo levantamento.

Condenado a nove anos e seis meses de prisão pelo juiz federal Sergio Moro no processo do tríplex, o ex-presidente pode ficar fora da disputa presidencial caso a segunda instância confirme a sentença do magistrado. Nesse caso, liminares ainda podem permitir que Lula esteja no pleito enquanto recursos são avaliados. Por isso, Lula não vê a possibilidade de não ser candidato.

Em um cenário em que ele e Bolsonaro aparecem na liderança das pesquisas, o ex-presidente avalia que estão “tentando encontrar o caminho do meio”.

“Muitas vezes vejo dizerem que há uma disputa entre a extrema esquerda e a extrema direita. Estão tentando inventar o Huck, o Joaquim Barbosa [ex-presidente do Supremo Tribunal Federal], o Moro, inventar não sei quem”, disse na entrevista.

“Acho que cada um inventa o que quiser. Isso é como jogo de futebol. Quando começar a gente vai ver quem tem garra, que é que tem força, quem é que tem time, e quem é quem vai marcar os gols necessários para ganhar a partida”, completou.

Por Folha de São Paulo

Vereador Marquinhos reforça desejo de representar periferia no Senado

COMPARTILHE

O vereador Antônio Marcos Silva, Marquinhos (DEM), descartou, na manhã dessa sexta-feira (17), a possibilidade de se tornar candidato a deputado estadual nas eleições do próximo ano, como vinha sendo noticiado em postagens e enquetes na imprensa maranhense. Marquinhos reafirmou, durante entrevista exclusiva ao portal (radionoticiamaranhao.com.br), que continua alimentando o sonho em ver a periferia sendo representada no Senado Federal.

O desejo de Marquinhos foi confirmado logo após a divulgação de uma enquete para as eleições de 2018, onde o parlamentar figurou entre os postulantes mais votados para a Assembleia Legislativa numa sondagem de intenção que foi desmobilizada pelo portal Rádio Notícia Maranhão, com mais de oitenta nomes de possíveis candidatos a deputado estadual para as eleições do ano que vem.

O vereador Marquinhos agradeceu a lembrança e votos que recebeu, mas surpreendeu a todos ao afirmar que não tem interesse na disputa de uma das 42 vagas, disponíveis na Assembleia Legislativa do estado do Maranhão em 2018. O motivo tem um significado: o sonho de ver a periferia no Senado.

“É muito gratificante ser lembrado numa enquete ou pesquisa com mais de oitenta nomes. Por isso sou grato pela lembrança e pelos votos que recebi, mas a Assembleia Legislativa não é minha meta. Em 2018, vou continuar meu sonho de levar um cidadão da periferia ao Senado Federal. A população precisa eleger um senador que sabe o que é a pobreza de fato, que andou de ônibus, que já precisou do SUS. Eu sei o que isso, eu sou oriundo das massas e sei o que eles sofrem no dia a dia”, afirmou.

Vale lembrar, que o vereador teve 1.000 dos mais de 9.075,00 votos que foram computados na enquete, e ficou em quarto lugar como um dos mais votados.

Roseana Sarney inicia “treinamentos” visando duelo contra Flávio Dino em 2018

COMPARTILHE

Esta semana acabou a primeira parte da novela “A volta do salvador” protagonizada pela ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), cotada para ser a candidata ao governo do Estado nas eleições de 2018 pelo grupo comandado pelo ex-presidente José Sarney. Após muitas especulações sobre uma possível volta de Roseana, a ex-governadora resolveu abrir o jogo e se declarou pré-candidata ao governo pela 5ª vez.

Em mais um duelo de gigante, Roseana Sarney (PMDB) deverá enfrentar o atual governador Flávio Dino (PCdoB), em busca de seu quinto mandato no comando do estado do Maranhão. No primeiro confronto a filha de Sarney não teve pena do ex-juiz e venceu por uma diferença de mais de meio milhão de votos, deixando para traz até o ex-governador Jackson Lago, que obteve pouco mais de 500 mil votos. Mesmo juntando os votos de Dino e Jackson, Roseana ainda obteve 30.525 votos a mais.

Só que agora a briga é diferente. Quem está no volante da máquina é o governador Flávio Dino, ao contrário de 2010. Com um detalhe importante. Até a situação está descontente com o governador e isso pode atrapalhar  o governo ou o Estado do Maranhão. A disputa será de quem mais fez ou de quem recebeu herança maldita. Dentro de tudo isso, vejo que o Maranhão adora “Bermuda Nova” feita de “Calça Velha”, o que nada muda na política do Maranhão, quando o tema a ser debatido será evolução no Estado, coisa que até agora não chegou ao Maranhão.

Dois exércitos de blogueiros, jornalistas e radialistaestão sendo treinados para os confrontos em mídias digitais. Um com artilharia de chumbo e outro com artilharia de bala. É bom que o eleitor compre logo suas máscaras de proteção, que muita “merda” será jogada no ventilador daqui para frente. Quem for o mais fraco pode perder o jogo, que dificilmente é jogado para o povo.

Já circula pela Rádio Peão FM de que a briga será entre a Rainha das grandes obras e o Rei das grandes placas. Será?

Acuse-se, defenda-se…Salve-se quem puder…

 

Sete vereadores de São Luís devem disputar as eleições proporcionais de 2018

COMPARTILHE
Já declararam ser pré-candidatos Honorato Fernandes, Marquinhos Silva, Beto Castro e Ricardo Diniz.

O primeiro a declarar a intenção de disputar a eleição do próximo ano foi Marquinhos Silva. Ele declarou que quer ser candidato a senador e, para isso, tentará viabilizar a candidatura no DEM, mas se não for possível, garantiu que buscará outra legenda.

Outro vereador que já se manifestou sobre candidatura para o próximo ano foi o petista Honorato Fernandes. O parlamentar quer ser candidato a deputado estadual. Único petista a garantir uma reeleição como vereador da capital, Honorato vem forte na briga por uma vaga na Assembleia que hoje conta com apenas um deputado.

“A decisão da minha pré-candidatura à deputado estadual se deu por meio de um acordo coletivo dos membros do grupo, do qual eu faço parte no PT, o ‘Articulação PT MA’. Um novo desafio que será encarado com determinação e, sobretudo, com o mesmo comprometimento social que me levou a estar hoje vereador”, disse Honorato.

Outros vereadores que se declararam pré-candidatos a Assembleia Legislativa foram Ricardo Diniz e Beto Castro.

Os que não declararam ainda foram Astro de Ogum e Marcial Lima. Os parlamentares ainda trabalham nos bastidores para tentar se viabilizar suas candidaturas.

Outro membro da Câmara de São Luís que também deverá ser candidato em 2018 é o vereador licenciado e presidente da Agência Metropolitana, Pedro Lucas Fernandes (PTB). Esse deverá buscar uma vaga como deputado federal.

Por O ESTADOMA

 

Sem outra opção, Edivaldo Holanda Jr reafirma apoio a Flávio Dino

COMPARTILHE

O PCdoB, partido do governador Flávio Dino, realizou na noite de sexta-feira (21) a Conferência Estadual. O evento comandado pelo próprio Dino, contou com a presença de lideranças políticas, entre elas o prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior (PDT).

Apesar de ter deixado transparecer que não poderia compor a chapa de Flávio Dino em 2018, caso fosse convidado, Edivaldo fez questão de, mais uma vez, mostrar lealdade a quem também lhe foi leal, o governador Flávio Dino.

Edivaldo, também nas redes sociais, deixou claro que estará com Flávio Dino em 2018, assim como esteve em 2014.

“Estamos juntos no projeto de construção de um estado melhor e mais digno para o nosso povo”, afirmou Edivaldo.

 

Por Jorge Aragão

Weverton Rocha já começa articular rumo ao Senado em 2018

COMPARTILHE

O deputado federal, Weverton Rocha (PDT), que segundo ele nunca teve padrinho político, já começa preparar seu terreno visando uma vaga para o Senado em 2018. Com uma visão política invejável, não foi atoa que o saudoso Jackson Lago entregou PDT nas mãos do atual deputado federal, que com pouco tempo como parlamentar, já entra para a história do estado, como um dos políticos mais articulado. Isso mostra na vitória do prefeito de São Luís.

O Blog do Marrapa escreveu em uma publicação deste domingo (8), citando a seguinte frase: Se planejamento e articulação são os principais pilares para vencer uma eleição, o deputado federal Weverton Rocha (PDT) já pode ser considerado o grande favorito para ocupar uma cadeira no Senado pelo Maranhão em 2019. É claro que planejamento é essencial em tudo. Nada que venha galgar o sucesso possa ter êxito sem um bom planejamento. Mas na política, além de planejamento, existe outro fator que nem todo político consegue estudar, o cenário momentâneo. Como um bom articulador, Weverton já deve ter estudado muito bem o cenário político para o Senado e viu que entre as duas vagas que vão surgir em 2018, uma será facilmente preenchida por ele.

O novo líder pedetista tem feito tudo como se o Mestre Jackson Lago, estivesse em casa esperando o resultado de todo encontro entre Weverton e as lideranças políticas no interior do estado. Não é atoa que o deputado tem conseguido o apoio de diversos prefeitos e ex-prefeitos do Maranhão. O que mostra, um fortalecimento nos cenários Estadual e Nacional.

Prefeitos como Juran, de Presidente Dutra; Erick, de Barra do Corda e Erlânio, de Igarapé Grande estiveram reunidos com Weverton esta semana, já traçando metas e planejamento visando 2018. Entre outros temas tratados, a candidatura ao Senado. No fim de dezembro do ano passado, o pedetista reuniu 25 lideranças políticas do Maranhão entre deputados, vereadores e prefeitos como Luciano Leitoa de Timon; Gil Cutrim, ex-prefeito de São José de Ribamar e Talita Laci, da Raposa, na cidade de Santa Inês. Não podemos deixar de lembrar que a reeleição do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, teve ajuda direta do deputado Weverton Rocha, principalmente nas articulações com os vereadores da capital.

Na Câmara Federal, mais uma vez Weverton foi escalado líder do PDT, e ganhou o respeito de toda classe política pela coragem em defender a punição de juízes e membros do Ministério Público que cometerem crimes de abuso de autoridade. Apesar de críticas por parte da imprensa local e nacional.

Weverton já é nome certo para ser um dos candidatos ao Senado na chapa do governador Flávio Dino (PCdoB), e como são dois candidatos, o que geralmente transforma o voto casado, tem muito político sem cacife brigando por essa vaga a fim de garantir um mandato sem muito esforço. Como Weverton sabe que o ombro de Flávio Dino não é o mesmo de 2014, o bom mesmo foi começar a preparar terreno antecipado. Se nunca dependeu de padrinho político, não seria agora que vai esperar do céu um milagre!

Do Blog do Marrapa (com edição)

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free