casa » Archivo de Etiquetas: Demissões

Archivo de Etiquetas: Demissões

Crise faz Sistema Globo de Rádios demitir jornalista para diminuir gastos

COMPARTILHE

O Sistema Globo de Rádio dispensou o experiente jornalista Fernando Molica, nesta segunda-feira (16), da sua função de âncora do programa “CBN Rio”. Molica foi levad para a rádio ainda na gestão do ex-gerente de Jornalismo Julio Lubianco, também dispensado  neste mês de outubro. A princípio a solução para sua substituição será “caseira”. E já a partir desta terça (17) assumiram o lugar de Molica os repórteres Bianca Santos e Frederico Goulart.

Surpreso com o afastamento, Fernando Molica não se sentiu à vontade nem de se despedir dos colegas. Uma das explicações para a saída do âncora seria o seu salário, que, segundo fontes ouvidas pelo SRzd, giraria em torno de R$ 15 mil, considerado alto para os padrões atuais da “CBN”. Outra hipótese é que existe um movimento de aproximação da rádio “CBN” com a “Globonews”. Inclusive com o possível deslocamento dos estúdios da emissora para a sede da “Globo”, na Rua Lopes Quintas. E, por isso, a empresa estaria enxugando os seus quadros.

Se a segunda possibilidade vingar, a rádio Globo iria para o novo prédio do jornal “O Globo”, na Rua Irineu Marinho, e a “CBN” se estabeleceria no mesmo local onde o jornalismo da TV já está baseado. E, assim, segundo entendimento dos executivos globais, se reduziria custos e aumentaria a sinergia entre as plataformas.

Biografia de Fernando Molica

No blog do jornalista, tem um perfil biográfico que demonstra a alta capacidade do profissional. “Fernando Molica nasceu no Rio de Janero em 1961. É autor dos romances Notícias do Mirandão, O ponto da partida, O inventário de Julio Reis (todos publicados pela Record), Bandeira negra, amor (Objetiva) e do infantojuvenil O misterioso craque da Vila Belmira (Rocco). Lançou também o livro-reportagem O homem que morreu três vezes (Record), que recebeu menção honrosa do Prêmio Vladimir Herzog. Participou das coletâneas Dicionário amoroso da língua portuguesa (Casa da Palavra), 10 cariocas (Ferreyra Editor, Córdoba), O livro branco (Record) e O meu lugar (Mórula). Foi, por duas vezes, finalista do Prêmio Jabuti. Os romances Notícias do Mirandão e Bandeira negra, amor também foram publicados na Alemanha.

PERFIL DO PROFISSIONAL

Diretor da Abraji – Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo -, organizou, para a entidade, três coletâneas de reportagens: 10 reportagens que abalaram a ditadura, 50 anos de crimes e 11 gols de placa. Os livros fazem parte da coleção Jornalismo Investigativo, da Record. Participou da entrevista com Betinho que gerou o livro No fio da navalha (Revan) e tem textos publicados em O livro das grandes reportagens (Globo), Mídia e violência (Cesec) e 95 – A tua estrela brilha (Mauad).

É jornalista formado pela Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Trabalhou nas sucursais cariocas dos jornais “O Estado de S.Paulo” e “Folha de S.Paulo” e foi chefe de reportagem de “O Globo”. Em 1996, foi para TV Globo, onde trabalhou, como repórter especial, para o ‘Fantástico’ e diversos telejornais. Uma de suas reportagens ganhou, em 2004, o prêmio Vladimir Herzog. Em 2008, assumiu o cargo de editor da coluna “Informe do DIA”, do jornal “O Dia”. Escreve, semanalmente, uma crônica para o mesmo jornal, publicada na coluna ‘Estação Carioca’. Por seu trabalho como jornalista, recebeu, em 2009, o prêmio Orilaxé, do AfroReggae. Organizou e coordenou o MBA em Jornalismo Investigativo e Realidade Brasileira da Fundação Getúlio Vargas”.

Por SRZD.COM

Câmara Municipal vai fazer ajustes para evitar demissões

COMPARTILHE

Numa reunião realizada com os servidores da Câmara Municipal de São Luís, no início da tarde da terça-feira (3), o presidente da Casa, vereador Astro de Ogum, fez esclarecimentos sobre as situações que o Legislativo irá enfrentar durante o ano. O presidente deixou claro que deverão ser feitos alguns ajustes administrativos para que sejam evitadas demissões e priorizar os funcionários que efetivamente trabalham.

“Por conta dessa caótica situação financeira que o Brasil, o Maranhão e os municípios, no nosso caso São Luís, atravessam temos de está conscientes de que medidas de ajustes deverão ser tomadas, pois o remédio é amargo, mas quando precisa ser usado não tem outra maneira”, afirmou ele.
Completando disse esperar contar com a compreensão de todos servidores e dos vereadores, com quem esteve reunido antes do encontro com os funcionários, tratando do mesmo assunto.

Falando claramente sobre o assunto, Astro de Ogum apontou aspectos que influenciam nas decisões que os gestores públicos estão tendo de tomar. No caso da Câmara Municipal, ele citou a redução nas transferências que são feitas ao município, que veio repercutir também no repasse que a Prefeitura faz para a Câmara. Outro ponto citado foi o reajuste no salário mínimo em descompasso com a situação financeira do país e o impacto sobre a folha de pagamento do Legislativo.

Assim como conversou com os vereadores, Astro de Ogum também disse aos servidores que sua administração não tem a menor intenção de prejudicar ninguém. “Temos como prioridade a valorização do servidor, notadamente aquele que efetivamente trabalha e o assunto de demissão não consta em nossa pauta, embora exista uma decisão da justiça para exoneração de cerca de quatrocentos (400) funcionários”.

Finalizando, Astro de Ogum enfatizou que essas reuniões realizadas no início dos trabalhos legislativos da Câmara tiveram o objetivo de deixar  todos conscientes da situação “que estamos enfrentando, mas também tranquilizar que nós iremos trabalhar de maneira incansável para manter equilibrada a estrutura político-administrativa e financeira da Câmara”.

Texto: Alteré Bernardino

 

Comunicação do Maranhão em crise?

COMPARTILHE

radio antigo e novo frequencia

A maré não está pra peixe na comunicação do Maranhão. Se em 2014 o jacaré passou o ano de barriga cheia, em 2015 não vai faltar comida. Só no início deste mês, vários profissionais foram demitidos de várias áreas da comunicação. Pras bandas da Camboa, o jacaré passou e devorou muita gente. O Sistema Difusora de Comunicação, comandado pela Radialista Paulinha Lobão, demitiu vários profissionais e vai fazer algumas mudanças na programação. Segundo informações repassadas ao Portal, já foram demitidas cerca de 100 pessoas na emissora.

Oficialmente, a Difusora não confirma o número de demissões e muito menos se está reduzindo o quadro de funcionários. Nesta sexta-feira (16), o diretor de jornalismo da emissora, Gilmar Corrêa, desabafou sobre a demissão de mais 20 funcionários do departamento de jornalismo. Além da Difusora, ano passado a MAIS FM e Mirante, demitiram vários profissionais. O sistema maranhense de comunicação também está em queda. Já a Educadora, aos poucos desaparece do cenário estadual.

Pelo Twitter, Gilmar chamou o dia de “Sexta-Feira treze”, por causa das baixas que vem acontecendo. “Dia triste hoje. Cerca de 20 pessoas do meu departamento recebem o cartão azul da demissão. Seria uma sexta 13?”, lamentou o diretor de jornalismo da Difusora .

gilmarcorreagilmarcorreagilmarcorrea

A situação financeira da empresa parece ser preocupante. Pena que a Difusora não é a única em fazer isso e muito menos vai ser a única. Nos bastidores comentam-se sobre a venda da empresa. O que eu acho muito difícil, já que hoje o sistema está muito bem presidido por Paulinha Lobão.

Com Informações do Blog do Clodoaldo Correa

 

Provável demissão na Câmara é debatida

COMPARTILHE

ASTRO

Conduzida pelo vereador Astro de Ogum (PMN), presidindo a sessão legislativa desta segunda-feira (1), a situação de uma provável demissão de servidores da Câmara Municipal de São Luís foi debatida ontem no Plenário Simão Estácio da Silveira. Os vereadores procuraram tomar ciência de todo o trâmite do processo, que vem deixando os funcionários do Legislativo Ludovicense apreensivos, diante de uma ameaça de serem exonerados de seus empregos.

Para explicar a situação Astro de Ogum convidou o procurador legislativo Ítalo Azevedo, que vem acompanhando o processo há treze (13) anos. Bastante didático o causídico forneceu explicações sobre todos os recursos impetrados pela Câmara Municipal com a tentativa de evitar a demissão dos servidores. Ítalo Azevedo deixou claro que o Ministério Público solicitou a demissão de 272 funcionários e que a Justiça chegou a conceder a manutenção de apenas 45, restando 227 com a ameaça de exoneração.

EXISTÊNCIA DE LISTA E PRAZO

Havia um boato de que a Câmara Municipal tinha o prazo de até a última sexta-feira, (28), para encaminhar uma lista com o nome dos funcionários que seriam demitidos. Ficou esclarecido que não existia ainda nenhuma lista e que não existe determinação de prazo para que o Legislativo mande a tal lista para o Ministério Público, e que o expediente do MP não tem efeito suspensivo.

BUSCAR MECANISMOS

Diante de uma sugestão de não encaminhar uma lista com prováveis demissionários para o Ministério Público, já que não existe um prazo determinado para tal finalidade, Astro de Ogum falou para os vereadores que iria manter uma conversa ontem a tarde mesmo com o presidente da Casa, vereador Antonio Isaias Pereirinha (PSL), em virtude de não ter a titularidade da Presidência do Legislativo. Falando para todos que “descansem em paz seus corações”, Astro de Ogum ficou de ter um diálogo com todos os vereadores nesta terça-feira, (02), com o objetivo de buscar mecanismos com a finalidade de encontrar uma saída para o problema.

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free