casa » Archivo de Etiquetas: Campanha

Archivo de Etiquetas: Campanha

Prefeitura de Alcântara adere campanha Setembro Amarelo no combate ao suicídio

COMPARTILHE

Suicídio é uma das principais causas de morte no país, ocorrendo em sua maioria entre jovens na faixa etária de 15 a 29 anos, segundo o Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM). O assunto é uma preocupação permanente e por esse motivo o Setembro Amarelo se tornou uma campanha de conscientização sobre a prevenção ao suicídio.

Ao longo do mês de setembro, a equipe da Secretaria Municipal de Educação de Alcântara, estará realizando a campanha de conscientização sobre a prevenção ao suicídio e automutilação nas escolas, que tem por tema Setembro Amarelo: Todos pela vida, Acolhendo com Amor.

A proposta escolhida para trabalhar com os alunos da Educação Infantil foi desenhar o símbolo do girassol, que representa luz e força.

Dentre as ações estão a realização de palestras, debates e atividades voltadas para a prevenção, além, de confecções de cartazes e materiais feitos pelos alunos.

Algumas atividades já foram realizadas em prol do Setembro Amarelo pela Secretaria de Educação nas escolas Jardim de Infância Inácio de Viveiro Raposo, John Kennedy, Inácio de Viveiro Raposo e Apolinário.

Valorizar a vida é um ato de amor.

Bequimão adere à Campanha Nacional de Vacinação contra sarampo e poliomielite

COMPARTILHE

Crianças de 1 até 5 anos podem ser vacinadas mesmo se já tomaram a vacina anteriormente. Reforço será dado para quem já tomou o imunizante, diz Ministério da Saúde.

O município de Bequimão, localizado no Litoral Ocidental Maranhense, aderiu a Campanha Nacional de Vacinação contra sarampo e poliomielite. No município a campanha iniciou nesta segunda-feira (6) e se estenderá até o dia o dia 31 de agosto em todos os Postos de Saúde do município. Para ser vacinado, basta levar documento de identidade e carteira de vacinação.

Crianças entre 1 e 5 anos podem ser levadas pelos pais ou responsáveis ao posto de saúde para receber a vacina, independente se já tomaram o imunizante ou não — com exceção para quem tomou a vacina mais recentemente, nos últimos 30 dias.

A campanha tem por objetivos:

  1. Vacinar quem nunca tomou a vacina;
  2. Completar todo o esquema de vacinação de quem não tomou todas as vacinas;
  3. Dar uma dose de reforço para quem já se vacinou completamente (ou seja, tomou todas as doses necessárias à proteção).

A campanha nacional vai até o final do mês e trata-se de uma campanha de mobilização, já que a vacina contra o sarampo fica disponível o ano inteiro nos postos de saúde. No dia 18 de agosto, acontecerá o Dia D de mobilização, quando os postos de vacinação no país estarão abertos ofertando as vacinas.

Quem deve ser vacinado?

  • Contra a poliomelite: crianças de 1 até 5 anos independentemente de quantas doses já tomou. Em casos de nenhuma dose, será aplicada a Vacina Inativada Poliomielite. Em caso de uma ou mais doses, será aplicada a Vacina Oral Poliomielite, a famosa “gotinha”.
  • Contra o sarampo: crianças de 1 até 5 anos independentemente de quantas doses já tomou.
  • Não devem ser vacinadas: crianças de 1 até 5 anos que tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias

 

Campanha de doação em Bequimão supera expectativa da Igreja Adventista e Prefeitura

COMPARTILHE

Uma parceria entre a Prefeitura de Bequimão, Igreja Adventista do Sétimo Dia de Bequimão e Hemomar, realizou um grande ato solidário no último sábado, dia 26 de maio, batizado de Campanha de Doação de Sangue. A ação faz parte do projeto Impacto Esperança,  e partiu de uma iniciativa voluntária promovida pelos Jovens Adventistas da cidade. Durante a ação foram realizadas aferição de pressão arterial, exames de glicemia, testes rápidos e outros procedimentos. A secretaria de saúde parceira do evento, tanto na coleta do sangue, quanto na participação de técnicos da secretaria fazendo exames durante todo dia no evento.

Durante a campanha passaram 70 pessoas pela triagem e foram coletadas 47 bolsas de sangue, 250 atendimento na aferição de pressão e teste de glicemia. Além disso foram distribuídos 3.075 livros, 1.500 copos de água, 500 peças de roupa, 47 mechas de cabelos. A ação superou todas as expectativas dos organizadores.

Para o secretário municipal de saúde de Bequimão, Sidney Bouéres, a ação tem a marca de uma parceria bem sucedida entre a Igreja Adventista e Prefeitura de Bequimão. “Mais uma vez a Administração do prefeito Zé Martins demonstra sensibilidade e responsabilidade social, em apoiar eventos dessa grandeza. Nós, da secretaria de Saúde participamos como parceiros e nos sentimos felizes, em contribuir para esse resultado. Disponibilizamos profissionais para prestarem atendimentos, exames, orientações e etc. Além, de dar suporte nas coletas de sangue. Quero parabenizar a toda equipe organizadora, e dizer que estamos sempre à disposição”, destacou.

Quem esteve prestigiando a ação foi o vice-prefeito de Bequimão, Sidney Nogueira (Magal).

Fotos: Sidney Bouéres

Prefeitura de Bequimão inicia Campanha Maio Amarelo em parceria com o Detran-MA

COMPARTILHE

A prefeitura de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Segurança Pública, em parceria com o Detran-MA, iniciou na manhã desta terça-feira (22) a Campanha Maio Amarelo, que trabalha a conscientização de motoristas e transeuntes com palestras educativas. A campanha encerrará na próxima quarta-feira (30) na Praça 2 de Novembro, no centro da cidade. A campanha iniciou na Escola Municipal Domingos Bouéres, no bairro Estiva.

As palestras serão ministradas pela promotora Raquel Madeira, juíza Michele Amorim, Policiais Militares, Guarda Municipal, Profissionais das Secretarias de Educação e Saúde, além de Jane Matos (diretoria do hospital Lídia Martins). Na manhã desta terça-feira, ministraram palestras, a diretora do Hospital, Jane Matos, o Pastor Francisco de  Assis (Primeira Igreja Batista de Bequimão), a professora Almerinda (diretora de trânsito) Inspetora Rosinalva e o Comandante da Guarda Municipal, Carlos Lopes.

Durante a tarde foi dado prosseguimento às palestras, ministradas pelo Pastor Marcos da Igreja Batista (IBEV), Comandante da Guarda, Inspetor Carlos, Polícia Militar representada pela soldado keliane, que levou a palestra sobre drogas. As palestras nas Escolas Municipais vão acontecer até o dia 29 de maio. O objetivo é levar a importância da vida de cada um ser humano. Serão reunidas as escolas municipais e estaduais no encerramento.

Fotos: Guarda Municipal/Bequimão

Prefeitura de Bequimão adere Campanha Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

COMPARTILHE

O dia 18 de Maio, é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. 

A data 18 de Maio foi instituída como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. O assunto, que normalmente desperta repulsa e emoções intensas, merece atenção para que seja adquirida a conscientização necessária para o combate deste tipo de violência, prevenindo vidas, zelando pelo desenvolvimento e proteção das crianças e adolescentes, e responsabilizando os autores da violência.

Pensando em proteger Crianças e Adolescentes, a Prefeitura de Bequimão, lançou a campanha Bequimão Faça Bonito, que faz parte do dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em acordo com a Lei 9.970/00.
A ação ocorrerá na Escola Municipal do Povoado Centrinho do Santana, no dia 14 de maio, a partir das 15h. Haverá palestras, rodas de conversa e vacinação contra o vírus HPV.
A campanha é coordenada pelas Secretarias de Assistência Social, Educação, Saúde, Cultura, Administração e Transportes.

No mesmo período haverá o lançamento do Projeto Menina Consciente que busca promover a autonomia e o protagonismo das meninas de Bequimão, que terá como Lema: Menina Consciente, Mulher Empoderada.
Recomendamos que os alunos levem a caderneta de vacinação e o cartão do SUS. Os pais, responsáveis e lideranças comunitárias estão convidados.

Infelizmente, a violência que pode se tornar um marco impeditivo no desenvolvimento é mais frequente do que as pessoas imaginam. No Brasil, dados mostram que a cada hora, três crianças são vítimas de abuso, representando que 70% dos estupros ocorrem com menores de idade.

O que é violência sexual?

Violência sexual é a violação dos direitos sexuais, no sentido de abusar ou explorar o corpo e a sexualidade de crianças e adolescentes. A maioria das pessoas associam violência sexual ao ato de penetração forçado, quando, na verdade, a violência sexual infantil é muito mais ampla, gerando traumas devastadores em qualquer manifestação que ela ocorra.

O abuso sexual é caracterizado pela utilização da sexualidade de uma criança ou adolescente para prática de qualquer ato de natureza sexual. Portanto, estão previstos em lei e são considerados como abuso toque, beijos, carícia e aliciamento, além da penetração forçada.

Compreende-se que o abuso sexual infantil nem sempre está ligado a um ato violento e doloroso, podendo envolver carinhos inapropriados, beijos, a exibição e exposição da criança na prática de masturbação ou em um ambiente em que ela presencie a prática sexual, seja com um parceiro ou através de pornografia visual.

Já a exploração sexual infantil engloba a prostituição de menores de idade, pornografia com vídeos ou fotos que poderão ser comercializados, tráfico de mulheres e turismo com motivação sexual.

O agressor está mais próximo do que imaginamos

No Brasil, 95% dos casos desse tipo de violência são praticados por pessoas conhecidas das crianças. Em 65% dos casos há a participação de pessoas do próprio grupo familiar. O agressor normalmente possui um perfil sedutor e costuma se beneficiar do vínculo de confiança e relação afetiva que já possui com a criança, envolvendo-a de uma maneira com que faça acreditar de que se trata de uma brincadeira, um jogo ou uma manifestação de carinho especial por ela ser privilegiada.

O agressor costuma dividir segredos sobre quaisquer assuntos que possam fortalecer o vínculo e, previamente, testar a capacidade da criança em não revelar informações. Ao sentir-se seguro para dar o segundo passo, cria no momento de violência um vínculo de segredo, passando a imagem de um laço íntimo e especial, no qual, para ser mantido, podem ser oferecidas recompensas, brinquedos, ou até motivar temores e inseguranças na fantasia da criança, como o de, se ela revelar o segredo, seus pais poderão ficar bravos, a abandonarão, sofrerão violência física, entre outros.

Manifestação da violência sexual

Algumas crianças chegam a verbalizar as experiências, e não é raro que os adultos acreditem tratar de fantasias. Vale lembrar que pesquisas apontam que apenas 6% das crianças relatam experiências que não são reais. Principalmente pelas experiências nem sempre serem violentas e por serem realizadas com pessoas de seu círculo de confiança, existe enorme dificuldade em entender o que possa estar acontecendo e, consequentemente, pedir ajuda.

A criança não entende que está sofrendo um tipo de violência, ficando sem saber como agir ou reagir. É fundamental que pais e professores fiquem atentos à linguagem não-verbal de pedidos de ajuda ou sinalizações de trauma, normalmente expressos em comportamentos, produções gráficas ou produções lúdicas. Podem ser sinais de abuso:

Perturbações no sono: a criança tem dificuldade para dormir ou fica com o sono agitado, podendo haver ainda pesadelos recorrentes. Como frequentemente os abusos ocorrem na cama, a criança acredita que, ao evitar o sono, poderá estar se protegendo do agressor.
Alimentação: o apetite pode aumentar ou diminuir.
Desempenho na escola: dificuldades de concentração, recusa na participação de atividades, queda no desempenho e aproveitamento escolar.
Mudanças de comportamento bruscas e repentinas: podem envolver desde o desinteresse por atividades que costumam lhe dar prazer, até regredir, recorrendo a comportamentos infantis que já havia abandonado, como voltar a chupar o dedo ou fazer xixi na cama. É comum também que apresentem medos que não possuíam antes, como medo do escuro. Nos desenhos, chama a atenção quando a criança, que nunca manifestou questões de sexualidade, passa a desenhar órgãos genitais, reproduções dela com expressão triste, posições sexuais, etc.O uso de palavras diferentes das aprendidas em casa para se referir às partes íntimas também é motivo alerta.

O agressor nem sempre é um homem

Apesar de menos comum, mulheres também praticam violência sexual infantil. Dados da Polícia Federal revelam que a cada dez pedófilos, um é mulher. O que ocorre é que, em geral, as mulheres são denunciadas com menos frequência. Algumas razões podem estar ligadas a este fato: ausência de penetração durante o abuso, a cultura machista que vê como algo normal as relações precoces entre meninos e mulheres mais velhas ou o receio da família de, ao denunciar, transformar o fato em um trauma muito maior, interferindo na orientação sexual dos garotos.

Prejuízos emocionais devastadores

A criança e adolescente estão em desenvolvimento não apenas em sua forma física, mas também nos seus aspectos psicológicos e emocionais. Vivenciar um trauma como este pode impactar de maneira devastadora sua integridade. O abuso sexual infantil pode desencadear o desenvolvimento de transtornos de personalidade, quadros graves de depressão ou ansiedade, transtorno de estresse pós-traumático, autoimagem prejudicada, dificuldades em se vincular afetivamente estabelecendo relações de confiança, e também mobilizar um enorme sentimento de culpa, ligado ao fato de guardar um segredo, e, em momentos futuros, ao recuperar memórias do trauma, sentir-se impotente, vulnerável, conivente e, até mesmo, repulsa por qualquer sensação corporal prazerosa que possa ter ocorrido naquele momento de inocência. A culpa pode motivar comportamentos de autoflagelo e ideais suicidas.

Como se proteger?

Antes de mais nada, a prevenção começa ao se estabelecer uma base de confiança e segurança sólida da criança com os pais. Agressores sexuais tendem a buscar um perfil de crianças que sofram de baixa autoestima e insegurança, por serem mais manipuláveis. Quando a criança possui uma boa relação com os pais, diminui a chance de ser vista como um alvo fácil no olhar de um agressor.

Compartilhe valores e informações sobre o próprio corpo. Com linguagem acessível, alerte a criança de que ninguém, sequer pessoas de seu grupo familiar, possuem liberdade para acariciar suas partes íntimas. Incentive sempre a comunicação caso ocorra algo neste sentido. Previamente, desfaça temores que o agressor possa construir, assegure sempre que você não a deixará, não sentirá raiva e que sempre estará aberta para dúvidas ou esclarecimentos.

Seja seletivo com as pessoas que participam da vida de seus filhos, principalmente quando se diz respeito à intimidade. Avalie e escolha quem pode ter liberdade para entrar no quarto ou acompanhar a troca de roupas, um banho, etc.

Acredite em seu filho sempre que trouxer alguma questão, ao invés de descartar imediatamente o relato, achando que se trata de fantasias e imaginação. Converse, investigue e questione. Ao confiar, você está respeitando e zelando por seus direitos de desenvolvimento e proteção.

Apoio e providências

Caso acredite que algo de errado está acontecendo com seu filho ou com uma criança que você conheça, não deixe de procurar a ajuda de um psicólogo para que seja feita uma avaliação. Esse é o caminho para oferecer um suporte emocional adequado, que permita a elaboração de traumas e a redução dos prejuízos.

Violência sexual é crime e deve ser sempre reportada às autoridades. Não é necessário você ter certeza, ou ter testemunhado um fato! Se você suspeita de que algo possa estar errado, pode denunciar anonimamente através do Disque 100 (Disque Direitos Humanos), através do 180 ou recorrendo ao Conselho Tutelar mais próximo.

 

Fonte: MundoPsicologos

Prefeitura de Bequimão vai realizar a Campanha de Desarmamento Infantil de 10 a 12 de abril

COMPARTILHE

O evento faz parte do Plano Anual de Ações do Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas) para 2018, e obedece as recomendações do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário. Em Bequimão as ações são desenvolvidas em parceria com a Secretaria de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, que indica as Comunidades Quilombolas que serão contempladas, além de apoio logístico e técnico.

Alunos e professores das escolas municipais de Bequimão devem participar da Campanha de Desarmamento Infantil a partir desta terça-feira (10). Até o dia 12 de abril serão realizadas atividades de conscientização com rodas de conversa e distribuição de brinquedos para alertar sobre o perigo da apologia às armas e à violência em brincadeiras infantis, jogos e filmes. O objetivo da iniciativa é promover a cultura da paz e da resolução pacífica de conflitos, que tem como tema “Arma nem de brinquedo”.

Em um segundo momento, entre os dias 10 e 12, a Secretaria Municipal de Assistência Social, responsável direta pela ação, promoverá atividades em pontos específicos nas comunidades da zona rural, de Rio Grande, Santa Tereza e Santa Rita.

 

Em Cantanhede Paulo Fubuia inicia campanha rumo às eleições de 2020

COMPARTILHE

Derrotado nas eleições de 2016, como candidato do ex-prefeito Kabão e logo após às eleições atribuindo o fracasso eleitoral ao seu padrinho político, Paulo Coelho, atualmente superintendente na secretaria de estado da Agricultura, iniciou este mês uma arrancada volante pelos povoados de Cantanhede na intensão de ouvir as comunidades e trabalhar seu nome como o mais forte da oposição para enfrentar o prefeito Ruivo na sua reeleição, nas eleições de 2020.

Incentivado por familiares e pessoas mais próximas, Paulo Fubuia acredita que desvinculado o seu nome do padrinho político Zé Martinho, Kabão terá mais chances de repetir com sucesso o duelo de 2016. Paulo Coelho foi secretário de Agricultura na primeira administração de  Kabão e foi vereador e aliado na segunda administração do ex-prefeito de Cantanhede, que devido tantas ações na justiça pode ficar inelegível.

Agora é esperar para ver a manifestação do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE) sobre o caso.

 

Bequimão: Campanha de Vacinação antirrábica tem início nesta quarta-feira (27)

COMPARTILHE

A Prefeitura de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realizará a partir desta quarta-feira (27) a campanha de vacinação antirrábica nas zonas rural e urbana do município. Serão, no total, 78 comunidades. As equipes de técnicos da saúde passarão pelas residências buscando animais para vacinar.

Cães e gatos saudáveis, com mais de três meses, devem tomar a dose contra a doença, que não tem cura e pode ser transmitida a humanos. A imunização é importante para manter a doença sob controle. O município tem mantido a campanha antirrábica em dia.

O dia “D” da vacinação será em 10 de outubro, na Praça 2 de novembro (Praça do Cemitério), durante o dia todo. O secretário de Saúde, Sidney Bouéres, pede que os bequimãoenses colaborem, abrindo suas casas aos profissionais credenciados.
“Queremos chamar a atenção da população para a importância de receberem nossos técnicos em suas residências, pois essa campanha possibilita a prevenção da doença no animal, evitando a transmissão às pessoas”, alertou o secretário.

A RAIVA
A raiva afeta o sistema nervoso e é transmitida pela saliva. Animais domésticos podem ser contaminados ao caçar um morcego, por exemplo, ou ao ter contato com outro mamífero doente, como gato ou sagui. Mordidas, arranhões ou lambeduras podem transmitir a doença ao ser humano. Em qualquer uma dessas situações, a pessoa deve procurar atendimento médico, caso o animal não seja conhecido ou não esteja vacinado.

Vacinação contra a febre aftosa começa nesta segunda-feira (1º)

COMPARTILHE

Nesta segunda-feira (1º), a vacinação contra a febre aftosa começa no Maranhão e nos demais 21 estados, além do Distrito Federal. A primeira etapa de vacinação contra febre aftosa ocorre no período de 1 até o dia 31 de maio. A meta do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) é imunizar 198 milhões de bovinos e bubalinos durante todo o mês de maio. O número representa mais de 90% do rebanho do país, de 217,5 milhões de cabeças.

O ano de 2017 marca 16 anos que o Maranhão está livre da Febre Aftosa, tendo índices exitosos de vacinação em todas as etapas desde 2014. O lançamento da 1ª Etapa da Campanha de Vacinação contra Febre Aftosa está sendo marcado por diversos eventos em todo o estado. Nos municípios de Rosário, Balsas, Açailândia, Santa Inês, Caxias e Barra do Corda, as Unidades Regionais da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged), em parceria com as prefeituras e sindicatos rurais, promovem palestras, vacinações demonstrativas e blitzen para engajar produtores e toda a comunidade na etapa.

O presidente da Aged no Maranhão, Sebastião Anchieta, destacou que a manutenção do estado como livre de aftosa é fundamental para o fortalecimento da defesa animal, crescimento da pecuária e atração de investimentos. Ele afirmou ainda que o objetivo, a longo prazo, é tornar o estado livre de aftosa sem vacinação.  “É preciso que toda a sociedade esteja envolvida: criadores, secretarias municipais, prefeituras, todos unidos nesse trabalho, já estamos indo para o décimo sexto ano livre da aftosa, com experiências de índices de vacinação bem acima da média desde 2014 e continuaremos fortalecendo este trabalho”, disse.

CUIDADOS COM O REBANHO
Para que o rebanho fique protegido contra a aftosa, os criadores devem ter certos cuidados:

  • Compre as vacinas somente em lojas registradas;
  • Verifique se as vacinas estão na temperatura correta: entre 2° C e 8° C. Para transportá-las, use uma caixa térmica, coloque três partes de gelo para uma de vacina e lacre;
  • Mantenha a vacina no gelo até o momento da aplicação. Escolha a hora mais fresca do dia e reúna o gado. Lembre-se: só vacine bovinos e búfalos;
  • Durante a vacinação, mantenha a seringa e as vacinas na caixa térmica e use agulhas novas, adequadas e limpas. A higiene e a limpeza são fundamentais para uma boa vacinação;
  • Agite o frasco antes de usar e aplique a dosagem certa em todos os animais: 5 ml;
  • O lugar correto de aplicação é a tábua do pescoço, podendo ser no músculo ou embaixo da pele. Aplique com calma;
  • Lembre de preencher a declaração de vacinação e entregá-la na unidade da Aged que sua propriedade está registrada, junto com a nota fiscal de compra das vacinas.BRUCELOSE

O produtor pode aproveitar o manejo do rebanho para vacinar as fêmeas com idade de 3 a 8 meses contra brucelose.  A vacinação precisa ser feita uma única vez.  É proibida a vacinação em machos de qualquer idade e de fêmeas com idade superior a 8 meses. As bezerras deverão receber a marca com a letra V, acompanhada do algarismo final do ano da vacinação, por exemplo: V7. A vacinação deve ser feita por médico veterinário cadastrado na Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged/MA).

 

O jogo político imita o futebol, mas desafia a química…

COMPARTILHE

Um ano antes de qualquer eleição não tem cidadão sujo, todo mundo é puro e leal. Basta registrar sua candidatura no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que as mazelas começam aparecer. E isso não é puramente só no Brasil, em qualquer lugar do mundo a tática é usada da mesma forma. No Brasil tem um diferencial, alguns profissionais são usados e tornam-se verdadeiros cão-de-caça de determinados candidatos. É errado? Não.

No Maranhão, a briga é bem mais acirrada. A imprensa se envolve, veículos de comunicação usam seus profissionais como combatentes, e até mesmo Jornalistas, Blogueiros e Radialistas independentes alugam seus espaços para “triturar” alguns candidatos. A regra é clara: “candidatos sujos não podem concorrer a cargo público”, mas o STF (Superior Tribunal Federal) bebeu da mesma cachaça dos gestores corruptos, e passou uma borracha de duas cores para tentar apagar as manchas. A Imprensa não perdoa.

Este ano, os candidatos aos cargos de vereador e prefeito, temeram mais a imprensa, do que a justiça. Parece que os papeis se inverteram: o quarto poder assumiu o lugar da justiça e a justiça se conteve com o quarto poder. Hitler dizia que temia mais a imprensa do que um exército com cem mil homens armados. E isso aconteceu nesta eleição no Maranhão. A prova concreta da força da imprensa no Estado, é que “os últimos foram os primeiros e os primeiros foram os últimos”, como a Bíblia Sagrada relata em (Mateus 20:16, Lucas 17:17,18). Neste caso me refiro à candidata Eliziane Gama (PPS), que liderava as pesquisas e chegou muito atrás no resultado final.

Em São Luís, a eleição teve um caminho bem diferente do que muitos esperavam. As primeiras pesquisas desde 2014 mostravam Eliziane na frente e Edivaldo Holanda Jr, muito distante da vontade de seu Grupo. A primeira tática foi convencer Edivaldo Jr a trocar de partido, e isso aconteceu. O prefeito de São Luís deixou o PTC e se filiou no PDT, partido historicamente conhecido como maior investidor na educação pelo fiel Brizola. Até nesse momento, Eliziane Gama não tinha concorrente, todos achavam que Edivaldo Holanda Jr iria desistir da reeleição por causa da rejeição. Foi um equívoco de quem pensou nessa hipótese. Edivaldo Jr usou uma passagem Bíblica que diz: “quando o justo governa, o povo se alegra, mas quando o ímpio domina, o povo geme” (Provérbios 29:2). A partir daí, o pedetista começou sua luta em busca de mostrar trabalho, já que dois anos haviam se passado e nada havia sido feito. A tarefa era árdua, mas a luta era grande.

Levando a visão do campo político para o campo futebolístico, seria como se Edivaldo estivesse na zona de rebaixamento na 24ª rodada e tivesse que lutar para entrar no G2 em um campeonato de 48 rodadas (4 anos). E não é que isso aconteceu! Edivaldo saiu justamente dessa zona perigosa, e chegou ao segundo turno como o mais votado com 240 mil votos.

A eleição de São Luís parecia mesmo um campeonato futebolístico de mata-mata. Os favoritos ficaram pelo meio do caminho, e um “Azarão” chamado Eduardo Braide (PMN), chegou à grande final para disputar o troféu – La Ravardiére 2016. Sabe aqueles campeonatos onde times com menor investimentos surpreendem? Pois é, Braide se tornou o Pinheiro Atlético Clube (PAC) de 1996 – vice-campeão maranhense, o JV Lideral em 2009 – campeão maranhense, o Juventude-RS em 1999 – campeão da Copa do Brasil em cima do todo poderoso Botafogo, Santo André-SP – campeão em 2004 em cima do Flamengo, e Paulista de Jundiaí-SP – campeão em 2005 contra o Fluminense pela Copa do Brasil.

Mas a análise é política, o futebol entrou no texto como referência aos acontecimentos nos últimos dois meses. Em São Luís a política superou a química, onde ingredientes heterogêneos se uniram e formaram uma mistura homogênea. No meio da comunicação Weverton Rocha (PDT) se uniu ao empresário Edinho Lobão Filho (PMDB) e arrendou o “Grupo Difusora de Comunicação”, hoje chamado pelos opositores de “Sistema PDT de Comunicação”. E foi justamente na Difusora, que as polêmicas sobre as eleições municipais foram criadas pelos profissionais. Braide chegou a confrontar os jornalistas Jeisael Marxs e Clodoaldo Corrêa e os blogueiros John Cutrim e Leandro Miranda durante sabatina na TV, e isso virou um “Ziriguidum” nas redes sociais. Jeisael foi massacrado pelos internautas, como qualquer outro bom Jornalista poderia ter sido também.

Enquanto isso, Edivaldo Jr corria atrás de votos, para se manter na ponta até às 20h de domingo (30), quando encerra de vez essa disputa. Mas nos bastidores de alguns veículos de comunicação, a fatura de acordos propagandísticos está sendo cobrada através de avisos (Matérias negativas), um desrespeito ao candidato, já que o contrato entre ambos, se é que existe, foi assinado por trás das câmeras. É a política do Maranhão, que desafia a química a todo instante.

Diante de seu eleitorado, ninguém quer ser Sarneysista. No silêncio da noite, todos os candidatos querem o apoio do Mister da política nacional. Mas, o mais engraçado, é que qualquer Sarneysista só não presta quando está do outro lado. Uma confusão na cabeça dos eleitores ludovicenses. Até os ex-secretários de Castelo entraram na salada de “podres e fedendo”, inclusive o próprio Eduardo Braide, que disputa a prefeitura.

Nos programas eleitorais era pra ser exibida a seguinte frase: “Proibido para menores de 18 anos”, um crime contra a honra, já que a baixaria gira a todo instante. Até a lei que protege crianças é desrespeitada. São usadas imagens de menores como forma de publicisar o candidato, uma tática usada por todos.

Um mente, o outro desmente. No final de tudo, um chora e o outro vai enxugar as lágrimas, porque assim funciona na política. E os eleitores vão chorar abraçados e arrependidos. Mesmo assim, a vantagem de Edivaldo Holanda Jr é muito grande em comparação ao seu adversário Eduardo Braide. É como se Edivaldo estivesse goleado Eduardo por 4×0 no primeiro confronto, e agora Braide tivesse que vencer por 5×0 para conquistar a taça. Porém como todo jogo, tudo pode acontecer. Quem vai entrar em campo no dia do jogo, são os torcedores (eleitores), que até agora estão nas arquibancadas…

No próximo artigo, falaremos da missão e do compromisso de políticos para almejar o poder…

 

 

 

 

 

 

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free