casa » Archivo de Etiquetas: Câmara (página 4)

Archivo de Etiquetas: Câmara

Novo site da Câmara de São Luís com mais acessibilidade e conteúdo

COMPARTILHE

A Câmara Municipal de São Luís está com novo layout do site no ar. Bem mais moderno, ágil, dinâmico e fácil de navegar, o portal que estreou, neste mês de fevereiro, tem várias novidades: uma página compatível para tablets e celulares; local específico para áudios do playlist do Programa “Câmara em Destaque” e do Jornal da Câmara, ambos veiculados pela Rádio Difusora AM; espaço para a galeria de fotos; matérias de destaque, dentre outras coisas.

 O site inova ao apresentar ferramentas de acessibilidade, em diferentes navegadores com opções por letras maiores e por uma tela com contraste destacado para facilitar a leitura.  Além disso, os eventos realizados na Casa ganharão mais destaques com um espaço dedicado à programação. Os vídeos das sessões ordinárias e inserções produzidas para TV podem ser acessados na própria página inicial, onde também há um link em que mostra a foto com o histórico de cada um dos 31 vereadores.

De acordo com a superintendente de Comunicação, Itamargareth Correia Lima, as novidades serão anunciadas pelo presidente da Câmara, vereador Astro de Ogum (PR), na próxima semana, quando a Casa inicia os trabalhos da nova legislatura (2017-2020). Ela explicou que o objetivo na reformulação do site do parlamento municipal foi dar mais transparência às ações dos vereadores e modernizar a página com as novas tecnologias.

— A tecnologia muda o tempo todo e nós precisamos acompanhar essas mudanças. As mudanças não se restringem apenas à estética do site, mas, também, à estrutura das informações e do conteúdo — declarou.

Seguindo a tendência dos mais modernos portais de notícias, a interatividade fica mais evidente no novo site da Câmara. Os internautas têm, por exemplo, a opção de “curtir” a notícia no Facebook ou reproduzi-la no Twitter, WhatsApp e Instagram. Quem tiver interesse em receber essas informações por e-mail também pode se cadastrar para o recebimento de um boletim eletrônico, com o conteúdo da cobertura completa do legislativo municipal.

O site é integrado ao Portal Transparência, um espaço que constam a íntegra de projetos, a ordem do dia das sessões e informações sobre receita e despesas. A nova página reúne ainda informações sobre as comissões permanentes, pelas quais passam os projetos antes de serem levados à votação em plenário, histórico e dados do município. Também é possível realizar a consulta a projetos que já estiveram em tramitação e acessar o Regimento Interno e a Lei Orgânica do Município, além de contactar os diversos setores da Casa.

Outra importante função do site da Câmara é o acesso da população a informações relativas à Lei da Transparência em que é possível acessar um formulário para a solicitação de informações que dizem respeito à Lei Federal 12.527/2011.

Disponível no mesmo endereço eletrônico www.saoluis.ma.leg.br, o novo design, possui aspectos funcionais que garantem melhorias significativas para o usuário-cidadão, e também, para a equipe interna da Câmara, responsável pela produção de pautas. Com o novo site, ficou muito mais fácil inserir e editar conteúdos, sejam eles textos, imagens, arquivos das legislações e até audiovisual.

Com a adesão ao domínio (.leg.br), São Luís  integra a tendência das Câmaras do Estado do Maranhão e do País, que buscam a padronização de seus endereços na internet. A intenção é marcar o espaço institucional do Poder Legislativo na rede mundial de computadores, a exemplo do que já fazem os poderes Judiciário (.jus.br) e Executivo (.gov.br).

Itamargareth explicou que por conta da transferência do site antigo para o atual, os conteúdos encontram-se em fase de transição, mas todas as informações serão revisadas e atualizadas nos próximos dias.

— A página da Câmara na internet agora está com uma aparência mais leve e, ao mesmo tempo, abrangendo um maior número de notícias na capa. O site já está no ar, mas por enquanto, os conteúdos encontram-se em fase de transição, por conta da transferência do site antigo para o atual. No entanto, todas as informações serão revisadas e atualizadas nos próximos dias — concluiu.

 

Texto: Isaias Rocha

 

Câmara de São Luís: A Casa da Mãe Joana?

COMPARTILHE

Revoltado, um servidor da Câmara Municipal de São Luís procurou o titular deste Portal de Notícias para relatar o que definiu como P-A-L-H-A-Ç-A-D-A. “Alguns servidores foram ao banco e os salários estavam na conta, enquanto outros não tinham nada. Que P-A-L-H-A-Ç-A-D-A é essa? Esse presidente quer administrar o dinheiro da câmara como se fosse dele? Ele paga por cara de pessoa? Hoje não tenho nem o que comer em casa”, disse revoltado um servidor que temendo represália pediu para não ser identificado.

Chorando bastante o servidor continuou: “Existem vários servidores que depois do cadastramento em janeiro de 2015, foram mandados para casa por causa de espaço físico da Câmara. Estou incluso nesta lista, portanto, não é culpa minha o fato de não estar trabalhando. Eu tenho mais de 20 anos de Câmara. Estou chateado, revoltado. Sou pai de família” – disparou.

Ainda segundo o servidor, desde que assumiu o comando da Câmara, o presidente Astro de Ogum (PR) estaria fazendo da Câmara de São Luís extensão do quintal da própria casa dele, e dos assessores. “Converse com os seguranças, com o pessoal da copa, o falatório é geral. Existem pessoas nomeadas para servir assessores dele. Os seguranças comentam que os motoristas da chefa de gabinete e da diretora financeira são pagos pela Câmara. Esse cara é um palhaço”.

Para concluir, o denunciante finalizou: “Esse presidente só se preocupa com uma coisa. Espalhar pelos corredores da Casa um monte de jovens simpáticos, que passam o dia inteiro de braços cruzados, sem fazer absolutamente nada, mas que, certamente, devem está com seus salários em dias na conta. Não sei nem o que vou falar quando chegar em casa, sem dinheiro para comprar comida para minha esposa e filhos, finalizou”.

O Portal entrou em contato com a assessoria da Câmara e recebeu a seguinte resposta: “Excepcionalmente esse mês em razão da significativa mudança no quadro de vereadores da câmara estamos tendo problemas em concluir o pagamento, visto que muito dos servidores da casa encontravam-se à disposição de gabinetes dos vereadores que perderam eleição. Pedimos às pessoas que tiverem problema com seus pagamentos que procurem a direção da casa para que possamos corrigir os equívocos. Outra coisa, o pagamento esse mês ainda não foi concluído, teremos folha suplementar até o dia 05”.

Vamos aguardar o desenrolar dessa novela, que além de dramática, é muito triste, principalmente para quem tem família com crianças pequenas.

Jornal O Imparcial será homenageado em sessão na Câmara Municipal

COMPARTILHE

O Plenário da Câmara Municipal de São Luís (CMSL), aprovou na sessão ordinária  desta terça-feira (26), a realização de uma sessão solene em homenagem aos 90 anos do jornal O IMPARCIAL, que completa mais um aniversário no próximo 1º de maio, Dia do Trabalho. A homenagem na Casa foi requerida pelo vereador Fábio Câmara (PMDB).

O objetivo da sessão é lembrar a data desse, que é considerado um dos jornais mais antigo em circulação no País. Fabio Câmara  destacou que o exercício responsável e criterioso do direito à informação tem sido a marca de O IMPARCIAL afirmando, inclusive, que daqui a 10 anos o matutino deverá se tornar uma empresa centenária que continuará fazendo parte não só da nossa história, mas do cotidiano de cada cidadão maranhense.

— Poucas instituições brasileiras completam 90 anos de existência e têm mais futuro que passado. E O IMPARCIAL é uma destas instituições que daqui a 10 anos deverá se tornar um jornal centenário, sempre sintonizado com a alma do povo, fazendo parte não só da nossa história, mas do cotidiano de cada cidadão maranhense. Chegar a mais um ano de existência com todos os problemas e dificuldades que as empresas vivem é motivo de muito orgulho. Temos o maior carinho pelo O Imparcial, pelo O Estado, pelo Jornal Pequeno, pelo Atos e Fatos, Extra, O Quarto Poder, Correio, O Debate e por todos os órgãos de imprensa, — declarou.

A sessão solene na Câmara Municipal ainda não tem uma data marcada, mas a ideia é que ocorra ainda em maio, mês de aniversário do jornal. Serão convidados para a sessão o  diretor-presidente de O IMPARCIAL, jornalista Pedro Freire; o diretor de Redação, Raimundo Borges; funcionários e autoridades do município de São Luís.

E MAIS:
Fundado em 1º de maio de 1926, o jornal O IMPARCIAL é o primeiro jornal diário do Maranhão produzindo um jornalismo de qualidade, que respeita os interesses do leitor e, assim, angaria forte credibilidade junto à população.

Além de conteúdo afinado com as expectativas dos leitores, O IMPARCIAL tem por diferencial competitivo um das melhores qualidades gráficas do Estado, resultado de constantes investimentos em Tecnologia da Informação de seu parque gráfico – um dos maiores e mais modernos entre os jornais maranhenses.

Em razão de sua forte influência na sociedade maranhense, foi chamado a colaborar na formação das primeiras turmas de jornalistas do Curso de Comunicação da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), em 1970.

Além de informar, O IMPARCIAL desenvolve um programa de responsabilidade social, o Leitor do Futuro, conduzido pela Fundação Assis Chateaubriand, do qual participa outro jornal do Grupo Diários Associados, o Correio Braziliense, cada qual em sua região.

O programa incentiva os estudantes a lerem jornal e a utilizarem este meio de comunicação em seu desenvolvimento escolar. Anualmente, O IMPARCIAL recebe, em média, 6.000 alunos maranhenses para participarem do Leitor do Futuro.

Pesquisadores também podem acessar o banco de dados do jornal para buscar informações sobre a história do Maranhão, coberta pelas reportagens nos seus quase 100 anos de publicação.

Texto: Isaias Rocha

Chaguinhas diz que governador e prefeito deixam a desejar no combate ao Aedes aegypti

COMPARTILHE

O vereador Francisco de São Luís, Francisco Chaguinhas, líder do PP na Câmara Municipal, afirmou em seu discurso nesta segunda-feira (25) que a capital maranhense está aquém do que precisa ser feito na área de saúde. Ele destacou que isso contribui para a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika.

“Vivemos hoje uma preocupação com o combate à proliferação de vírus, em especial aquele vinculado à dengue e ao zika, e que efetivamente tem uma vinculação muito forte com a ausência de políticas públicas na área da saúde. São Luís, assim como todo o Estado do Maranhão, por mais que nos últimos anos tenha algumas melhorias, infelizmente neste setor ainda está aquém de alcançar um serviço de qualidade” — disse Chaguinhas.

O parlamentar progressista cobrou uma atitude efetiva de todos os entes federativos pela prevenção à doença e questionou a falta de parceria da Prefeitura de São Luís com o Governo do Maranhão no combate a proliferação do vírus.

“Cadê a parceria? O prefeito Edivaldo Júnior só procura o governador Flávio Dino para firmar parceria de asfalto? E a saúde como fica? Por tanto, os governos municipal e estadual estão deixando a desejar. Isto porque não está havendo um empenho suficiente para acalmar esse caos, uma vez que os hospitais não estão bem equipados para receberem os cidadãos infectados pelo mosquito” — declarou o parlamentar.

O vereador cobra providências em relação ao avanço da doença, mas ressaltou que as pessoas estão sendo jogadas à própria sorte por falta de interesse dos gestores em encarar a situação de frente.

“Hoje a cidade vive uma epidemia. Milhares de maranhenses estão em suas casas, não podendo nem se levantar porque essa doença traz muitas dores ao corpo. Você vai às UPAs e não encontra  a medicação. Você vai aos prontos socorros e também não tem a medicação. De que vale o executivo? De que vale o governo do Estado do Maranhão? As pessoas estão sendo jogadas à própria sorte” — disse o vereador.

Texto: Davi Max

 

Astro de Ogum institui na Câmara o programa “Tribuna Livre”, abrindo espaço à comunidade.

COMPARTILHE

De forma inédita, inserido no novo Regimento Interno da Câmara Municipal de São Luís, por iniciativa do presidente Astro de Ogum (PR), o programa “Tribuna Livre” é um mecanismo que possibilita a lideranças comunitárias e dirigentes de entidades ocuparem a tribuna daquela casa parlamentar, em datas previamente agendadas e com assuntos já definidos.

“Sempre busquei estabelecer espaços mais estreitos com o eleitorado e, ao longo dos anos, venho observando constantes reclamações por conta de que muitos apontam certo distanciamento de nós, enquanto parlamentares, para com o povo, que nos delega o mandato. E foi essa situação que me impulsionou a estabelecer, no novo Regimento, a “Tribuna Livre”, destaca o vereador Astro de Ogum.

O novo Regimento foi aprovado no final do ano passado e, agora,  Astro de Ogum ressalta que está mantendo conversações com os demais vereadores, na busca de um formato  para que a Tribuna Livre seja posto em funcionamento o mais rápido possível, de forma prática e dinâmica.

“O programa é excelente, e foi aprovado por unanimidade, mas precisamos discutir suas diretrizes, para que não caia na vala comum, até porque temos que estabelecer regras e parâmetros de escolhas para saber quem dele vai participar e as datas”, acrescentou o presidente da Câmara Municipal da capital maranhense.

De acordo com Astro de Ogum, um dos critérios a ser definido é quanto à escolha de entidades e lideranças, como serão feitas às escolhas, se por sorteio ou ordem de inscrição, se será semanal, quinzenal ou mensal. Ele afirma que o programa deve ser efetivado de forma que mantenha o respeito e ética dentro do parlamento.

 “Estamos estudando tudo nos mínimos detalhes, para que o resultado venha a ser do agrado da  sociedade” – enfatizou Astro de Ogum, ao mesmo tempo em que asseverou que a Câmara já tem uma tribuna livre, que é o programa radiofônico “Câmara em Destaque, levado ao ar de segunda a sexta-feira, das 10 às 13 horas, na Rádio Difusora AM, em que as sessões daquele parlamento são transmitidas ao vivo”.

“Posso até afirmar, que o Tribuna Livre que consta no Regimento, é uma segunda etapa,  porque a primeira foi possibilitar à sociedade, tomar conhecimento do que os vereadores estão fazendo, através do “Câmara em Destaque”, cujas sessões são transmitidas ao vivo, permitindo, assim, à participação popular”, frisou Astro de Ogum.

IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO

Astro de Ogum destacou a importância da comunicação dentro de uma administração transparente, afirmando que sob o seu comando, a Câmara sempre esteve aberta a qualquer veículo, sem distinção.

“Olha, a comunicação hoje é uma prioridade. Basta observar que, no último domingo, o Brasil inteiro parou para acompanhar a sessão da Câmara Federal, em que aquele parlamento admitiu o processo de impeachment da presidente Dilma Roussef. Parecia uma final de Copa do Mundo e isso dá uma exata dimensão da preocupação do povo em saber o posicionamento da classe política”,  asseverou.

No entendimento do presidente da Câmara, a versão radiofônica do “Câmara em Destaque” é um grande sucesso, por conta da gigantesca audiência e ele afirma ter plena certeza de que a participação popular na tribuna do parlamento municipal também deverá ser aplaudida pela população.

 

 

Câmara de Vereadores de Anajatuba aceita denúncia para cassar mandato de Hélder Aragão

COMPARTILHE

Na manhã desta sexta feira (22), por 6 X 2, os vereadores de Anajatuba aceitaram a denúncia formulada pelo Ministério Público para cassar os mandatos do prefeito afastado – Hélder Aragão e dos vereadores Ednilson dos Santos e Álida Maria Mendes dos Santos. O trio, acusado do desvio de quase R$ 14 milhões de reais, foi preso no dia 20 de outubro do ano passado, e desde então se encontra afastado dos seus respectivos cargos.

Em clima de muita tranquilidade, muito embora a população tenha lotado o plenário, os vereadores Saulo Fabiano Carvalho, Luís Fernando Soares Mendes, o Fernando da Colônia, Claudio Gama, Marcelo Santos Bogéa, Domingos Albino Bezerra e Ana Cristina Moreira Costa, Cristina do Sindicato votaram pelo recebimento da denúncia, enquanto a vereadora Maria Celeste de Freitas, ex-líder do governo e o vereador João Pereira de Aragão, irmão do prefeito, votaram contra.

CAM2 CAM1

Logo após o resultado, os vereadores Marcelo Bogéa, Cristina do Sindicato e Saulo Machado foram escolhidos para integrar a Comissão que irá elaborar o relatório e submeter ao plenário do Legislativo Municipal.

Na representação assinada pelo promotor de Justiça Carlos Augusto Soares, todos são acusados de improbidade administrativa, por fraudar contratos e licitações firmados entre a Prefeitura de Anajatuba e as empresas de fachada “A-4”, “Vieira & Bezerra”, “Construtora Construir” e “M A Silva Ribeiro”, de propriedade de Fabiano de Carvalho Bezerra e Antônio José Fernando Júnior Batista Vieira.

O prefeito e seus assessores foram postos em liberdade no dia 13 de dezembro do ano passado, por determinação do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, após aceitar fazer uso de tornozeleira eletrônica, situação em que se encontram até a presente data.

 

PT filia vereador Sebastião Albuquerque aos 45 minutos do segundo tempo

COMPARTILHE

O médico e vereador Sebastião Albuquerque, confirmou hoje (12) ao BLOG DA DALVANA MENDES sua filiação ao Partido dos Trabalhadores (PT), às vésperas do fim do prazo para os partidos enviarem ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), via internet, a relação de seus filiados. Antes da mudança, o parlamentar permaneceu durante meses sem filiação partidária, depois que deixou o DEM, o primeiro na carreira iniciada na década de 90. Com o encerramento do prazo de filiação no dia 2 de abril, Albuquerque deixou para ultimo segundo do segundo tempo, seu destino político, após conversar com PEN, PPS e PRP.

O prazo para entrega da relação de filiados termina em 14 de abril. A exigência está prevista na Lei dos Partidos Políticos (Lei nº 9.096/1995) que determina que essas listas devem conter a data de filiação e o número dos títulos e das seções eleitorais em que os filiados estiverem inscritos.

De acordo com a lei, os partidos políticos devem, na segunda semana dos meses de abril e outubro de cada ano, por seus órgãos de direção municipal, regional ou nacional, remeter, aos juízes eleitorais, para arquivamento, publicação e cumprimento dos prazos de filiação partidária para efeito de candidatura a cargos eletivos, a relação dos nomes de todos os seus filiados.

Com a aprovação por unanimidade da executiva municipal e estadual, o  mais novo petista afirmou que se filiou ao partido por ser compatível com seus princípios ideológicos e viu na legenda o ânimo que precisava para continuar a caminhada política.

— O PT é um partido que me abraçou, mesmo tendo conversado com outros partidos, o PT se encaixa com meus projetos políticos. Como eu havia avisado, deixei a filiação para última hora, pois queria decidir por uma sigla aonde possa somar, para buscarmos mais ações em benefício da cidade — afirmou Albuquerque.

Sobre a estratégia para as eleições, o vereador acredita que agora que encerrou o período de filiação é que começam as discussões para definir se o partido sai sozinho ou coligado.

— Podemos fazer uma bancada considerável. Mas quem decide é o diretório municipal. Mas temos que ter estratégia. Saber se saindo sozinho elegemos mais vereadores ou se coligando com um partido aliado podemos também eleger um bom número e ainda ajudar um outro partido, não podemos descartar essa possibilidade — concluiu o mais novo petista.

TRÂMITE

O prazo limite para filiação partidária foi um dos pontos alterados pela minirreforma eleitoral. O prazo foi reduzido de 12 para seis meses. Com isso, os partidos ganharam mais tempo para a busca de novos filiados.

Agora as lideranças partidárias têm até o dia 14 de abril para apresentar as relações de filiados à Justiça Eleitoral, via internet. A partir de 20 de abril, as relações oficiais de filiados estarão disponíveis para consulta.

Se houver duplicidade, justificativas deverão ser apresentadas até o dia 11 de maio para análise do Judiciário. Caso seja confirmada a existência de dupla filiação, a legislação determina o cancelamento de ambas.
Por Dalvana Mendes

 

Vereador Francisco Chaguinhas (PP) faz denúncia grave sobre placas de táxi

COMPARTILHE

O vereador de São Luís, Francisco Chaguinhas (PP), subiu na  tribuna do plenário da Câmara Municipal de São Luís na última quarta feira (30) para fazer uma denúncia bombástica que merece atenção da Polícia Federal e Ministério Público do Maranhão sobre possível distribuição de placas de táxi por apoios políticos. Considerado um vereador de combate, Chaguinhas abriu o verbo e deu nome aos envolvidos.

Durante a sessão, o parlamentar ocupou a tribuna por quase dez minutos e deixou muita gente de orelha quente, inclusive os envolvidos na denúncia. Com o vocabulário popular, Chaguinhas falou ao vivo na Rádio Difusora AM 680 KHZ, mas praticamente a imprensa local entrou em jejum de silêncio. O motivo até agora ninguém sabe!

De acordo com o vereador, as mais de 500 placas de táxi aprovadas na câmara municipal de São Luís, estão virando moeda de troca por apoios políticos e ninguém até agora conseguiu descobrir quem são os verdadeiros envolvidos. “Ninguém sabe se é o prefeito Edivaldo Holanda Júnior ou Canindé Barros que está distribuindo as placas, que deveriam ser destinadas às pessoas que precisam trabalhar. Não são todos, mas alguns vereadores estão distribuindo essas placas. Os envolvidos podem ser chamados e responder na justiça por isso. Isso é um crime” – disparou o vereador progressista.

Ainda sobre as placas de táxi, o vereador Francisco Chaguinhas relembrou o caso de um senhor de 74 anos, identificado por Amadeu Pinheiro da Silva, morador da Avenida 03, Quadra 194, Casa 15, Jardim São Cristóvão, que foi humilhado por um auxiliar do secretário Canindé Barros ao tentar conseguir uma placa de táxi para trabalhar, já que sua profissão é taxista e encontra-se sindicalizado.

Após humilhação por parte da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT), Amadeu entrou em depressão e deixou sua família preocupada com a situação. Com esse episódio, o vereador Chaguinhas convidou os parlamentares a fazerem uma visita à casa se Amadeu Pinheiro e conhecer de perto a situação.

Para finalizar a denúncia, Chaguinhas falou da falta de respeito que o funcionário da SMTT e braço forte de Canindé teve com um senhor de 74 anos, só porque o rapaz é negro. “Essa é uma gestão penerária; que humilha, segrega direito, maltrata pessoas e acima de tudo abandona o cidadão. Para onde foram essas placas? Quem são esses vereadores que estão distribuindo essas placas? Eu não sou. Agora o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) e Canindé Barros sabem para onde estão indo essas placas”- afirmou Chaguinhas.

Francisco Chaguinhas pede ao prefeito a criação Escolas de Músicas na capital

COMPARTILHE

Repercutiu favoravelmente a iniciativa do vereador Francisco Chaguinhas (PP) em solicitar através de requerimento à Prefeitura de São Luís através da Secretaria Municipal de Cultura a instalação de Escolas de Músicas em várias áreas da cidade. O vereador registra, que a população ludovicense e com maior intensidade a juventude, tem vocação para a música, mas infelizmente não dispõe de meios para estudar e aprender. Há inúmeros casos em que as pessoas aprenderam a tocar instrumentos e a cantar sem qualquer conhecimento técnico de música e depois com os recursos adquiridos e que foram estudar e aprender e se tornaram efetivamente profissionais, diz Chaguinhas.

A escola de música do Estado, importante referência está no seu limite. O mês passado recebeu inscrições e foi abrigada a fazer um sorteio entre os selecionados, o que não foi correto, mas pelo menos a maioria aceitou a regra determinada antes. Foi muito triste se olhar a decepção de adolescentes, jovens e adultos, mas ficou bem patente neles é que não irão desistir dos seus propósitos e dos seus sonhos, destacou o vereador.

Hoje temos em São Luís, um grande potencial de músicos, compositores e interpretes, de fazer inveja a muitos Estados da Federação, mas não dispomos de uma política cultural de valorização desses artistas durante todo o ano. A criação de Escolas de Músicas em diversos bairros, que podem ser perfeitamente em convênios com associações comunitárias e Igrejas Católicas e Evangélicas, seria muito importante. Enquanto as entidades disponibilizam os locais, a prefeitura entraria com o pessoal técnico para ministrar aulas e a participação de artistas para apresentação de espetáculos de motivação periodicamente para todas as comunidades através de alternâncias.

 O vereador Francisco Chaguinhas diz que, a música é importante para a formação dos adolescentes e jovens, instrumento de inclusão social e um caminho eficaz para uma profissionalização mais cedo, daí é que através de convênios com as entidades comunitárias pode-se perfeitamente fazer grandes mudanças com a educação musical e sem grandes investimentos – afirmou o vereador.

TEXTO: Aldir Dantas

Câmara aprova projetos do Executivo que beneficia funcionalismo em Anajatuba

COMPARTILHE

Muito embora tenha recebido o município com um rombo de aproximadamente R$ 13 milhões de reais, o prefeito de Anajatuba – Sydnei Pereira, que há cinco meses está à frente do Executivo, por determinação judicial, vem evidenciando que compromisso e boa vontade política e administrativa são os ingredientes que qualquer gestor precisa para trabalhar tendo a população e o funcionalismo como prioridade.

Uma prova disso foi a sessão extraordinária realizada na quinta-feira (25), quando mais de 500 pessoas lotaram a sede do Legislativo Municipal de Anajatuba para acompanhar a sessão que teve como objetivo apreciar e aprovar quatro projetos de autoria do Executivo. Os projetos de nº 003/2016, 004/2016, 005/2016 e 006/2016 assegurou a valorização do funcionalismo municipal.

O primeiro projeto versava sobre o reajuste das gratificações dos gestores, logo em seguida, entrou em pauta a tabela salarial do Plano de Carreiras, Cargo e Salários e a valorização dos professores. O terceiro projeto foi o de nº 005/2016, no qual o Executivo solicitou permissão para a contratação de pessoal por tempo determinado e, por fim, o de nº 006/2016, que revogou a Lei Municipal Nº 453/2013. Todos foram aprovados.

Com a revogação da Lei 453/2013, a Lei nº 384/2010, que garante Atualização Anual da Tabela Salarial, do Percentual Mínimo de aumento estabelecido pelo Piso Salarial para os Profissionais do Magistério passou a viger no município.

Para os vereadores, a responsabilidade era o ingrediente que faltava para o município. “Eu fico muito feliz pelo dia de hoje. Quero dizer a vocês que o nosso voto é do povo”, enfatizou o vereador Cláudio Gama. Já o líder do governo, vereador Saulo Machado, parabenizou o prefeito pela atitude de enviar projetos como esses para a Câmara. “Muito ainda precisa ser feito, haja vista o sucateamento da nossa cidade, mas as ações realizadas neste curto interregno de tempo – demonstram que em um exímio espaço de tempo, o prefeito e sua equipe farão de Anajatuba uma nova cidade”, disse Saulo.

Bastante aplaudido, o prefeito ressaltou a importância desses projetos para o município. “O nosso papel enquanto gestor é não medir esforços para a implementação de projetos que visam gerar mais oportunidade de emprego, renda e valorização do profissional da Educação, consequentemente, o crescimento da nossa cidade” concluiu  Sydnei Pereira.

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free