casa » Archivo de Etiquetas: Beto Castro

Archivo de Etiquetas: Beto Castro

Beto Castro deixará PROS e voltará ao PRTB

COMPARTILHE

O vereador de São Luís, Beto Castro, deverá deixar o PROS e voltar ao Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB) onde foi eleito em 2012 pela primeira vez e acabou deixando a legenda após briga com o colega de partido, Paulo Roberto Pinto Lima (Carioca), que agora estão amigos íntimos novamente . A confirmação foi feita pelo próprio vereador nesta terça-feira (24) durante uma roda de conversas com um grupo de blogueiros no estacionamento da Câmara Municipal. Segundo versão de Beto Castro, sua ida para o PRTB facilitaria sua pretenção a uma das vagas para a Assembleia Legislativa do Maranhão, já que precisaria de menos votos para se eleger deputado.

Só que a imprensa local divulgou nesta terça-feira (24) que Beto Castro estaria sendo expulso pelo PROS após gravar vídeo prometendo 20 mil votos para o ex-prefeito de Miranda do Norte, Júnior Lourenço (PR). Essa A informação foi confirmada ao jornalista Diego Emir pela direção estadual que é presidida por Gastão Vieira. De acordo com o dirigente, o membro do legislativo municipal terá sua carta de anuência e liberdade para procurar qualquer partido a partir de agora. O caminho mais certo é o PRTB.

Gastão Vieira declarou que não há mais clima para Beto Castro permanecer no partido, após o vídeo que ganhou ampla repercussão, o qual ele pede votos para um pré-candidato de outro partido. “Não há condições dele permanecer, ele nem conversou comigo e promete 20 mil votos para alguém que não é do PROS. Vou convida-lo a deixar o partido, entregarei a ele a carta de anuência”, declarou

O presidente do PROS no Maranhão, anunciou também que com o fim da vigência da Comissão Provisória do PROS de São Luís, o partido irá se reunir e será escolhido o novo presidente municipal em breve.

Com Informações do Blog do Diego Emir

Vereador Beto Castro esclarece vídeo sobre 20 mil votos

COMPARTILHE
O vereador Beto Castro (PROS), garantiu que o vídeo publicado em sua própria página no Facebook em que fala sobre 20 mil votos se tratava apenas de uma projeção de votos e quem alcançasse essa votação em seu partido poderia até se considerar eleito.
Indignado com a forma sensacionalista que o caso vem sendo repercutido por alguns veículos de imprensa, ele explicou o contexto das imagens, disse que “se espantou com a forma literal que parte da imprensa interpretou o caso e afirmou que não era preciso assunto ser levado muito a sério”.
O parlamentar declarou que vistoriava obras de pavimentação asfáltica, realizadas por ele com recursos próprios, na Vila dos Nobres, quando resolveu gravar um vídeo fazendo um comentário sobre essa projeção, mas não pensou que o caso iria provocar essa repercussão toda.
Castro disse ainda que a frase em que afirma que “sua palavra vale um tiro” é na verdade trecho de uma letra da música “Capítulo 4 Versículo 3”, da banda Racionais.
_”Eu não ia comentar sobre isso, mas eu preciso esclarecer. Uma coisa é quando alguém faz uma brincadeira e brinca com um fato cotidiano da vida de nós todos, mas eu não admito que tratem de forma irresponsável o meu modo responsável de viver. O vídeo trata-se apenas de uma análise sobre a projeção de votos dos prováveis candidatos do meu partido, no momento em que eu vistoriava uma obra na Vila dos Nobres que está sendo realizada pelo nosso mandato com recursos próprios. Na mensagem usei a frase da letra da música “Capítulo 4 Versículo 3”, da banda Racionais, para dizer que “minha palavra vale um tiro”. Alguns setores da imprensa levaram as coisas muito a sério. Temos mil outros problemas para resolver e estamos trabalhando muito. Não podemos perder tempo com coisa tão pequena”, declarou.
OPINIÃO DO EDITOR
É bom lembrar que existe a máxima no jornalismo de que uma imagem vale por mil palavras. Agora calcule a imagem e mais o áudio gravado! O certo mesmo é pensar tudo antes de gravar vídeo ou áudio, afinal o vereador é uma pessoa pública sujeito à críticas, principalmente quando o teor parece irracional. Mas como todo cidadão tem direito a defesa, o parlamentar fez o certo, explicar à sociedade.
Do Blogue do Davi Max

Vereador de São Luís grava vídeo na madrugada de sábado durante asfalto em rua da capital

COMPARTILHE

A cidade de São Luís entra para a história da política mundial. Em qualquer lugar do planeta quem executa as obras é o executivo. Em São Luís, também é, mas em alguns casos quem vende o “gato” como lebre são alguns vereadores, que pelo simples fato de pedir o serviço através de um requerimento, se acha dono da obra e até usa as redes sociais para divulgar, como se fosse o executor do serviço.

Na madrugada deste sábado (15), um vereador de São Luís gravou um vídeo enquanto homens da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (SEMOSP) trabalhavam na pavimentação de uma rua localizada no bairro Vila dos Nobres, em São Luís, se é que posso chamá-lo assim. Se o serviço feito durante o dia já não presta, imagina no período noturno com a rua toda no escuro e os trabalhadores cansados.

Durante a gravação do vídeo, o vereador que estava bastante empolgado, soltou algumas pérolas que podem comprometer sua vida política. Em uma de suas falas, o parlamentar disse a seguinte frase. “E ai comandante Júnior Lourenço, aqui não tem sábado não, viu, aqui é trabalho e credibilidade. Eu já te disse, te prepara ai, te prepara meu irmão com esses 20 mil votos, porque minha palavra vale um tiro, que sou homem de palavra e tenho honra. Vamos juntos e vem comigo” – finalizou o parlamentar.

Desde 2016, o mesmo vereador foi acusado por alguns colegas parlamentares de suposto beneficiado por Antônio Araújo com serviços de pavimentação como forma de fazer política em seu reduto eleitoral. Ano passado o nobre vereador sempre subia à Tribuna da Câmara para fazer elogios rasgados ao chefe da Semosp. Agora já se aproximando das eleições de 2018, começou o espalhamento de asfalto nas ruas da cidade, em que o vereador aparece em plena madrugada gravando vídeo para postar nas redes sociais.

Quem adivinhar o nome desse vereador vai ganhar um “Picolé Carioca” PROS adulto e Algodão doce PROS gurís…Ou então uma viagem para Miranda do Norte para almoçar com Júnior Loureço.

 

 

DENÚNCIA GRAVE: Vereador Beto Castro engana pré-candidatos do Pros, após deixar de pagar “Mensalinho”

COMPARTILHE

ESCRITO POR UM PRÉ-CANDIDATO DO PROS – O vereador Beto Castro engana seus colegas de partido e fecha “chapão” com (PDT-PR-DEM E PROS), e pensando somente em sua reeleição deixou candidatos no prejuízo, gerando revolta dentro do partido presidido por Gastão Vieira. A confusão fez com que muitos pré-candidatos deixassem a sigla e abandonassem a campanha mesmo antes de começar.

O vereador que já responde longo processo na justiça por suposta falsidade ideológica, acusação do seu próprio suplente Carioca as eleições de 2012, como você confere neste link que trás a matéria sobre o caso:  CLIQUE AQUI.

Beto Castro recorreu e por enquanto vai mantendo-se no cargo na câmara municipal de São Luís, e recentemente foi empossado como presidente municipal do PRÓS, e sempre exaltando o nome de Deus nas reuniões do seu partido, ato de um famoso falso profeta, quando prometeu por vários meses que todos os pré-candidatos sairiam candidatos nas eleições de 2016.

 ENTENDA A HISTORIA.

O Primeiro encontro de filiados do PROS aconteceu em 2015, onde todos foram assinar a filiação em uma chácara localizada na Estrada da Maioba. Churrasco, show, bebidas e presença do presidente estadual do partido, Gastão Vieira. Ali começava uma caminhada longa repleta de falsas promessas e regadas de muitas mentiras. Em 2016 o partido voltou a se reunir, casa cheia nas primeiras reuniões, todo mundo empolgado nos primeiros momentos. Sabia-se que alguns filiados que vieram de outros partidos recebiam dinheiro de Beto Castro para se filiarem e se manterem no partido, o que ficou popularmente conhecido como “feijão”, relatado pelo secretário do partido Paulo Victor, algo que causou um mal estar logo nas primeiras reuniões, já que apenas um seleto grupo recebia o tal “Mensalinho” que foi batizado de “Feijão”, que segundo Durans, um dos pré-candidatos a vereador que hoje não se encontra mais no grupo. Segundo Durans, “no primeiro mês caiu 700 reais, depois não caiu mais nenhum centavos”.

JOA1 JOA3

A estratégia de Beto Castro e Paulo Victor era muito simples, o partido tinha ambição de sair só nas eleições municipais, portanto precisava de um grupo forte e coeso. Para isso era preciso investir em alguns nomes. Na cabeça do partido as personagens eram sempre as mesmas, além de Beto Castro e Paulo Victor, ainda restava Tiririca e Assan Kaid, ambos candidatos nas ultimas eleições.

 O tempo foi passando e as reuniões se tornavam calorosas, com boa presença de filiados, todos iludidos com a promessa do famoso “Feijão”. Também era prometido carros de som, material gráfico e gasolina, o grupo se demonstrava satisfeito e unido, principalmente pela ideia de eleger 3 candidatos e 3 suplentes.

A partir de março deste ano começou a enrolação, cada reunião demorava mais de um mês pra ser realizada, a promessa do dinheiro na conta de todos já virava motivo de piada entre os filiados, as pessoas começaram a faltar reuniões, começaram a mudar de partido, o grupo foi enfraquecendo, mas Beto Castro mantinha a postura de que o material gráfico estava 100% pago e que o partido daria 2 carros de som e talvez disponibilizasse gasolina.

 Antes com mais de 100 pessoas nas reuniões, realizadas sempre na casa de apoio no Bairro de Fátima, mantida pelo vereador Beto Castro, de repente tudo começou a desmoronar, cada vez menos filiados participavam das reuniões. Já não existia aquele grupo animado de antes.

Desmotivados o restante que ficou tentou manter-se fiel as promessas de Beto Castro, que em meados de junho começou a mudar radicalmente. De repente o discurso já não era mais o mesmo, nada era possível, o material gráfico já não estava 100% pago, agora já era só 50% e se levantava a possibilidade de uma coligação. Aumentava a desmotivação entre os filiados e pré-candidatos. A partir daquele momento tudo era culpa do processo na justiça de Beto Castro e Carioca, e o tempo todo Beto Castro afirmava e assegurava a todos que todos seriam candidatos, jurava por Deus, acalmava os filiados mais preocupados. Uma grande mentira estava para explodir.

No meio do caminho surgiram personagens importantes nesse processo que podemos chamar de um duro golpe contra a honra dos pré-candidatos do Pros. Aníbal Lins surgiu como um raio dentro do partido, bem próximo das janelas se fecharem para mudanças de legenda, presidente do Sindicato dos Judiciários, foi ganhando espaço no partido chegando simplesmente a vice-presidência, e faltando em praticamente todas as reuniões. Aníbal entrou nos minutos finais e sentou na janela. Influencia? Dinheiro? O que teria levado Beto Castro a se abrir tanto assim?

Claramente se formava um pelotão da frente, alguns bajuladores, tipo Junior Nazaré, que silenciosamente se entrosava na direção, sem esquecer de um tal Thiago Reis, que só esteve em uma das reuniões que foi realizada no sobrado da casa de apoio, que apareceu dando as caras depois de meses, arrotando poder, dinheiro e influencia, mas ninguém nunca tinha ouvido falar sobre seu trabalho, aliás até hoje ninguém sabe de nada, mas foi escolhido entre os dez que viriam a formar o chapão.

 “As últimas reuniões realizadas no mês de julho o público foi um verdadeiro fracasso, quase ninguém acreditava nas mentiras de Beto Castro, que mesmo assim insistia em dizer que todos sairiam candidatos, até que um certo dia, Aníbal Lins disse que se o pros coligasse com o PR ele não seria mais candidato, estranhamente arrumaram uma reunião em cima da hora, e logo depois ficou decidido que o partido sairia sozinho, então foi marcado uma reunião para o dia 28 de agosto, reunião essa que selaria o acordo do partido em sair só” – disparou um pré-candidato do PROS.

Mas antes desse fatídico dia 28, pré-candidatos foram até os estúdios da Imagine Publicidades tirar foto para material de campanha, que antes estava pago por Beto Castro, mas depois mudou e passou a ser doação do prefeito Edvaldo Holanda Jr. Assim todos foram tirar foto, fazer suas divulgações através das redes sociais, o prazo da entrega de documentação estava terminando e 22 candidatos estavam com documentação regularizada para saírem candidatos, tudo parecia perfeito ate o dia 28 de julho, quando a bomba veio à tona.

Na reunião ficou definido que o partido sairia só e caso não registrasse até às 18h do dia 29 as 8 mulheres, Beto Castro assinaria a coligação com o DEM. Todos foram pra casa tranquilos, na expectativa de assinarem a ata de convenção que seria realizada no sábado (30), porém a sexta-feira (29) foi longa, no grupo do WhatsApp todos os cabeças simplesmente sumiram, apenas Samuel Araújo por vezes falava algo, Samuel Santos defendia a coligação com o DEM, mas nenhuma notícia era dada por Beto Castro.

“Até meia noite nada estava definido, só a 00h35 Assan Kaid utilizou o celular da sua esposa para anunciar que o partido tinha fechado o chapão com PDT-DEM-PR e PROS. Uma decisão tomada de forma covarde e sorrateira, sem ao menos comunicar os companheiros que gastaram dinheiro, tempo e deixaram de viver bons momentos em suas vidas para acreditar em mentiras de Beto Castro, que toda reunião falava o nome de Deus em vão” – desbafou um dos pré-candidatos.

Ate o momento da digitação desse texto às 02h55 da madrugada do dia 02 de agosto, nenhum membro da direção do PROS procurou os candidatos cortados para informar sobre a decisão, nem o presidente Estadual Gastão Vieira, nem o presidente municipal Beto Castro, nem o secretario geral do partido Paulo Victor, nem mesmo as secretárias Carol e Priscila, a única informação que todos os cortados tiveram foi através de mensagem via WhatsApp enviada por Assan Kaid do celular de sua esposa.

Tudo que os excluídos de forma primitiva pelo partido sabem até hoje é que Beto Castro se reuniu na casa de Astro de Ogum e de lá saiu com a decisão que o partido sairia junto com os partidos acima citados. Dinheiro? Talvez, com certeza muito dinheiro! Estrutura de campanha? Dá pra crer que sim, garantia de um presidente da Câmara (Astro de Ogum) e do prefeito Edivaldo Holanda Jr. que o chapão teria duas secretarias. Veja abaixo o anuncio do dia 30/7.

Oito vereadores diretos. Esse é o número de cadeiras que o chamado chapão busca eleger proporcionalmente nesta eleição em São Luís. A confirmação da maior coligação aconteceu neste sábado (30) na residência do presidente da Câmara de São Luís, Astro de Ogum. As negociações contaram com a presença do secretário de Articulação Política Hélio Soares, presente à reunião que definiu PDT, PR, DEM e PROS juntos na mesma coligação. No chapão, somente vereadores de mandato são sete: Astro de Ogum (PR), Osmar Filho (PDT), Pavão Filho (PDT), Barbosa Lages (PDT), Ivaldo Rodrigues (PDT), Beto Castro (PROS) e Marquinhos (DEM). Além dos respectivos suplentes de cada legenda. Compromisso antes do anúncio dos partidos que farão parte do chapão, Edivaldo Holanda foi consultado para se comprometer com o grupo. O prefeito garantiu que, caso seja eleito, chamará dois vereadores eleitos para serem secretários, desse modo, abrindo as respectivas cadeiras para os suplentes.

O que ficou de lição para o público em geral desse denunciante que escreveu? Que a política no Brasil não muda por essas falhas na legislação do país, é falso quando em propagandas partidárias se diz que qualquer pessoa pode ser candidato a um cargo de agente publico. Mas não é assim, ali existe um jogo, para se manter o esquema, quem já está lá não deseja sair, e pra isso sacrificam pequenos candidatos e pessoas que tem realmente a intenção de fazer algo por suas comunidades, o jogo é bruto e desleal, eles não pensam em nenhum dos eleitores, a preocupação é apenas para assegurar suas permanências por mais 4 anos. Porem talvez as famigeradas coligações e chapões estejam chegando ao fim, como você pode conferir nesta matéria: CLIQUE AQUI.

Outro fator determinante nesse jogo sujo da politica é a reeleição, se não existisse a reeleição, diminuiria bastante a corrupção e esquemas como esses montados na câmara municipal, grande parte dos partidos participam desse jogo de corrupção, esses meses acompanhando as conversas e reuniões, ficou bem claro pra mim, que a coisa que menos importa para quase todos os candidatos é o eleitor. Boas intenções ficam apenas nas intenções, dificilmente se coloca em prática porque quem não tem soluções, não se preocupa em busca-las, preocupação mesmo, só em se manter no esquemão.

Beto Castro que enganou e engana tanta gente usando o nome de Deus, venceu mais uma etapa, conseguiu ir além, ate quando? O tempo vai dizer. O certo é que a vida continua e quem faz o bem recebe o bem. E quem prega mentira?

Veja a lista de candidatos enganados:

Zacarias

Clodomir Reis

Samuel Nascimento

Sidinésio Botão

Luis Henrique

Junior Codó

Ribamar Lins

Joari Aires

Hermogenes Magal

Kalio

Paulo Henrique

Paulão Taxista

Veja a lista de candidatos que abandonaram os amigos de partido:

Beto Castro

Paulo Victor

Sergio Gutemberg

Samuel Santos

Tiago Reis

Junior Nazaré

Paca

Tiririca

Aníbal Lins

Luís Alfredo

Assan Kaid

Samuel Araújo

COM A PALAVRA VEREADOR BETO CASTRO…O ESPAÇO É TODO SEU.

 

Beto Castro dança e Carioca assume cadeira na Câmara nesta Quarta (8)

COMPARTILHE

Depois de muita briga na justiça, muito puxa e empurra finalmente a Câmara dará posse ao suplente de vereador Paulo Roberto Pinto “Carioca” na manhã desta quarta feira (8) no plenário Simão Estácio da Silveira, às 10h30 da manhã, na Rua da Estrela, nº 257 – Centro, Praia Grande.

O ato será comandado pelo presidente do Legislativo Ludovicense, vereador Astro de Ogum (PR), contando com as presenças de vereadores, vereadoras, profissionais de comunicação, convidados e as pessoas que se encontrarem na galeria da Casa.

Paulo Roberto “Carioca” vai tomar posse depois que o vereador Beto Castro (PROS) teve seu mandato cassado pela Justiça Eleitoral, no início de maio deste ano.

O embate entre os dois já vinha durando bastante tempo, aliás, desde o resultado das eleições municipais de 2012. Todo o processo tramitou pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral), onde Beto Castro conseguiu alcançar duas vitórias contra seu oponente. No entanto, sem desistir de seu intento de assumir um mandato na Câmara Municipal, Paulo Roberto “Carioca” recorreu para o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), tendo conquistado sua vitória definitiva.

Na semana passada o TSE informou que estaria notificando a Câmara Municipal e o TER, para que fosse cumprida a decisão de dar posse a Paulo Roberto “Carioca”.

O presidente da Câmara Municipal, Astro de Ogum, falou no final da semana que estava apenas aguardando a notificação por parte do TRE para cumprir o que estará determinado. Com isso, amanhã será o dia (C).

 

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme free