casa » 2018 » abril (página 2)

Arquivos Mensais: abril 2018

Segunda Companhia de Polícia será inaugurada no bairro João de Deus

COMPARTILHE

Após pedido da vereadora Fátima Araújo (PCdoB) ao governador Flávio Dino (PCdoB), e prontamente atendido pelo Secretário de Segurança Pública do Estado, Jefferson Portela, foi reformada a 2ª Companhia de Polícia Militar do 6º Batalhão do bairro João de Deus, que vai monitorar a segurança no Complexo de Comunidades da área e será comandada pelo Coronel Barcelos do 6º BPM.

A inauguração do posto policial será marcada para breve e beneficiará uma população muito grande que mora na região. Após o Secretario de Segurança, Jefferson Portela, voltar de viagem a trabalho, a inauguração irá acontecer. A 2ª Companhia está localizada na Rua Gardênia Ribeiro Gonçalves, ao lado do Centro de Saúde no João de Deus, próxima a antiga Proab. VEJA  AQUI O VÍDEO DA 2ª CIA DO 6º BPM.

Em 2013, Fátima Araújo protocolou um documento com 12 mil assinaturas na Secretaria de Segurança, pedindo a volta da 2ª Companhia, e em 2014, quando ela ainda era suplente, e assumiu por três meses como vereadora, Fátima Araújo conseguiu aprovar uma Indicação na Câmara Municipal de São Luís, que pedia mais segurança aos bairros e a volta da 2ª Companhia de Policiamento, que foi retirada em 2011, pelo então secretário Aluísio Mendes, na gestão da então governadora Roseana Sarney.

Depois de cinco anos e somente na gestão do governador Flávio Dino, o pedido foi atendido e se tornou realidade, faltando apenas fazer a solenidade de inauguração. A população do João de Deus e bairros vizinhos ganham um grande presente ainda no ano em que o bairro João de Deus completa 38 anos de história.

Presidente da Câmara Municipal de Mirinzal é acusado de desvio de verba pública

COMPARTILHE

A onda de corrupção também chega ao legislativo mirinzalense, segundo denúncias do vereador Leonardo Fabrício Vieira Araújo (PR), que politicamente é conhecido em Mirinzal por Beto. O Legislativo de Mirinzal se reúne apenas uma vez por semana (sexta-feira) para debater sobre as demandas do município, aprovar leis, projetos, requerimentos e indicações, além de cobrar ações do prefeito. Mas a história tem sido outra.

Em sessão ordinária, no plenário da Câmara Municipal da cidade, a máscara caiu para o presidente da casa, Dirceu Machado Ribeiro (PCdoB), que por incrível que pareça, foi eleito com míseros 209 votos, sendo o último à apagar a luz, na lista dos 9 parlamentares eleitos em 2016. Em sua campanha, Dirceu pregou uma história e agora constrói outra bem diferente.

As chuvas que caíram na cidade de Mirinzal estão agradando os agricultores, mas descobriram uma possível falcatrua de Dirceu numa suposta reforma do Palácio Legislativo, que amanheceu nesta sexta-feira (27) completamente alagado. Com o alagamento, não houve sessão. Dirceu Machado Ribeiro, é suspeito de ter desviado verbas de obras e serviços que nunca foram prestados no legislativo local.

De acordo com o vereador, Beto (PR), Dirceu gastou R$ 3.450,00 (três mil quatrocentos e cinquenta reais), com um kit mastro de três bandeiras que nunca chegou a Câmara. Ainda segundo a denúncia, Dirceu teria gasto R$ 14.222,00 (quatorze mil duzentos e vinte e dois reais) com a reforma do prédio municipal, e de acordo com o vereador Beto as portas da Câmara são amarradas com “punho”. A Câmara que fede a morcego, também teria passado por uma dedetização no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) que segundo o parlamentar, nunca aconteceu.

De acordo com o vereador Beto, o presidente da casa que está enrolado ate o pescoço, teria contratado duas motocicletas (uma Bros e uma Titan) que estariam a serviço do legislativo, no valor de 4.000,00 (quatro mil reais) somados os dois veículos, além de uma tal manutenção predial no valor de R$ 7.482,00 (sete mil quatrocentos e oitenta e dois reais), digitalização de documentos no valor de 3.085,00 (três mil e oitenta e cinco reais), que até agora não foram explicados pelo presidente.

Outra grave denuncia que veio a tona através do vereador Beto, são as contratações de servidores fantasmas na Câmara Municipal da Mirinzal. Segundo Beto, duas pessoas, uma por nome de Marcelo e outra por nome de Luana, que juntos recebem R$ 3.200,00 (três mil e duzentos reias) sem comparecer ao Palácio do Legislativo, já teriam desfalcado os cofres da Câmara em mais de R$ 50.000 (cinquenta mil reais). OUÇA AQUI O ÁUDIO DAS DENÚNCIAS.

 

Com Informações do Blog do Vandoval Rodrigues

Prefeitura de Bequimão realiza Ações no Combate ao Aedes Aegypti em Escolas da Rede Pública de Ensino

COMPARTILHE

A prefeitura de Bequimão, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, está dando continuidade na Ações do Programa Saúde na Escola (PSE), que trabalha o Combate ao Mosquito Aedes Aegypti, nas Escolas da Rede Pública de Ensino. A ação conta com profissionais da saúde, que visitam as escolas da sede e zona rural do município.

As ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti aconteceram nos dias 09 de abril, na Escola Estado de Minas Gerais, no centro da cidade, no dia 10 de abril na Unidade Integrada Quindiua e na última quinta-feira, dia 26 de abril, na Unidade Integrada Jacioca. A ação foi mais uma parceria bem sucedida entre as secretarias de Saúde e Educação.

Durante as ações os alunos participaram de Palestras Educativas, Rodas de Conversa, Apresentação de Vídeos, Panfletagem e aulas práticas com busca ativa de criadouros do mosquito Aedes Aegypti dentro das próprias escolas. A ação serve para multiplicar conhecimento sobre prevenção e combate do transmissor de doenças como Dengue, Chicungunya e Zika.

 

Secretaria Municipal de Fazenda de São Luís encerrou suas atividades nesta sexta-feira (27) às 14h

COMPARTILHE

Centenas de usuários dos serviços da Secretaria Municipal de Fazenda de São Luís, que procuraram resolver suas pendências ou agilizar serviços, tiveram que se contentarem com as informações dadas pelos vigilantes, de que as atividades foram encerradas às 14h e só retornarão na próxima quarta-feira, dia 02 de maio.

Um falta de respeito com quem precisou resolver problemas na SEMFAZ na tarde desta sexta-feira (27) na Avenida Kennedy, no bairro de Fátima. Em pouco mais de 20 minutos, uma fila se formou de tanta gente procurando os serviços e as atividades todas encerradas antes do horário normal do serviço público, que é 17h.

Para piorar mais a situação, não colocaram sequer uma placa avisando que na tarde desta sexta-feira (27), os servidores da Prefeitura de São Luís, iriam sair mais cedo. Como na terça-feira (1) é feriado nacional, os funcionários vão ter ter 4,5 dias de folga, afogando a segunda-feira (30), que poderia ter expediente.

Quem precisa emitir Notas Fiscais, vai ter que esperar até quarta-feira (2) para enfrentar aquela fila lenta, já que os servidores da SEMFAZ trabalham a passos de tartarugas, quando trabalham. Mais um feriado prolongado, que quem vai pagar o pato é o ludovicense.

 

Terminam nesta segunda-feira (30) as inscrições para o casamento comunitário na cidade de Bequimão

COMPARTILHE

Quem estiver interessado em oficializar o relacionamento, pode correr e fazer sua inscrição para o Casamento Comunitário, que acontecerá no dia 20 de junho deste ano, na cidade de Bequimão. As inscrições encerrarão nesta segunda-feira, dia 30 de abril.

A novidade neste Casamento Comunitário, é que os casais humildes, que não tem condições financeiras para retirarem a segunda via do Registro de Nascimento, poderão assinar no Cartório uma Declaração de Carente e levar até o Fórum da cidade para que a Juíza Michele Amorim Sancho Souza Diniz, defira o documento. Dessa forma, pessoas que realmente não tem condições de arcar com a segunda via podem usar desse expediente.

Pensando na dificuldade das pessoas humildes, em pagar a segunda via do Registro, o Tabelião e Registrador do Cartório, Rogério Araújo, propôs a Juíza da Comarca que isentasse dos emolumentos mediante declaração de hipossuficiência de cada contraente deferida pela magistrada, que concordou imediatamente com a ideia.

Serão duas Cerimônias de Casamento Comunitário, na Comarca de Bequimão e no termo judiciário de Peri-Mirim, cidade próxima. As inscrições serão apenas para casais residentes nas duas cidades que compõem a comarca. Estão aptos a participar do projeto os casais cuja renda mensal familiar não ultrapasse dois salários-mínimos.

Conforme a portaria editada pela juíza Michele Amorim Sancho Souza Diniz, as pessoas interessadas podem entregar a documentação nas Serventias Extrajudiciais (cartórios) dos dois municípios.

Na cidade de Bequimão, termo sede da comarca, a cerimônia vai acontecer no Ginásio Esportivo ao lado do Colégio Liliosa Cantanhede, no Bairro de Fátima, às 17h. As inscrições devem ser feitas no Cartório Extrajudicial, localizado na Rua Senador Vitorino Freire, Centro (mesma rua da prefeitura).

No termo judiciário de Peri-Mirim, o casamento será no dia 21 de junho, ás 17h, no Ginásio Poliesportivo do Bairro Portinho. As inscrições são recebidas no cartório localizado na Rua Gomes de Castro.

A participação na cerimônia e a emissão dos documentos necessários ao registro dos casamentos são inteiramente gratuitos.

Vale lembrar que a exigência legal da certidão atualizada busca evitar a nulidade do casamento e até mesmo a poligamia (casamento ou a união conjugal entre, ou mais de duas mulheres), uma forma de evitar muitos problemas futuros.

Ao chegar no cartório, o casal precisa falar para os funcionários que quer gratuidade na segunda via, assinar a declaração de hipossuficiência e levar ao fórum para juíza deferir.

Para Rogério Araújo, é uma forma de ajudar os casais carentes de Bequimão a formalizarem a união, casando legalmente. “Nosso objetivo é ajudar a todos e formalizar através do casamento comunitário a união legal do maior número de casais”, destacou o Tabelião.

Boa Sorte a todos os casais!

Procuradoria da Mulher da Assembleia recebe advogada Ludmilla Rosa

COMPARTILHE
Na última quarta-feira (25), a advogada Ludmilla Rosa Ribeiro da Silva, vítima de violência doméstica em novembro do ano passado, acompanhada da presidente da Comissão da Mulher na OAB, Ananda Farias, de seu advogado Tiago e de outras advogadas, foi até a procuradoria da Mulher na AL e pediu o apoio institucional para a causa.
A advogada foi atendida diretamente pela procuradora da Mulher, a deputada estadual Valéria Macedo (PDT), e pela assessoria jurídica do órgão. A deputada Nina Melo (MDB) e a prefeita de Colinas, Valquíria Santos, participaram da audiência em apoio a advogada.
Ludmilla Rosa fez pormenorizada exposição da violência doméstica de que foi vítima, que imputa ao ex-companheiro Lúcio André Silva Soares, conhecido como Lúcio Genésio, e que tratou do julgamento do Habeas Corpus  no Tribunal de Justiça do Maranhão e da tramitação da questão na Justiça do estado.
Ludmilla disse que o julgamento da 1ª Câmara Criminal tem várias falhas, inclusive, que o parecer do Ministério Público alterado em banca, o que lhe causou espécie, mas relatou que o procurador geral de Justiça do Maranhão, Luiz Gonzaga Martins Coelho, foi sensível ao caso e que inclusive impetrou mandados de segurança em matéria criminal contra as decisões do TJMA e STJ, os quais visam revogar o Habeas Corpus concedido.
“A minha luta é ver o processo ser julgado em tempo hábil e o meu agressor condenado. Lutarei com todas as minhas forças para que os entraves processuais e procedimentais não favoreçam ao meu agressor e nem leve o crime a prescrição e, por isso, preciso do apoio de todos os órgãos do estado que combatem a violência doméstica como a Procuradoria da Mulher na AL”, disse Ludmilla.
A procuradora da Mulher na AL, deputada estadual Valéria Macedo, iniciou sua fala informando que a Procuradoria acompanha o caso desde sua eclosão, inclusive quando de sua judicialização, e que lamenta a decisão da 1.ª Câmara Criminal do Maranhão.
“A decisão da 1.ª Câmara Criminal de nosso TJ, a meu ver, é fruto de uma compreensão conservadora do direito penal, do baixo valor jurídico que se atribui a violência doméstica e um péssimo exemplo institucional para todos aqueles que como nós combatem essa tragédia social, que é a violência contra mulheres no Maranhão e no Brasil”, disse Valéria Macedo.
A procuradora Valéria Macedo acrescentou que “a Procuradoria da Mulher na AL envidará todos os esforços institucionais e legais para que o caso de Ludmilla não seja apenas mais uma estatística sombria e aterrorizante para as mulheres de nosso estado, e que o agressor seja julgado em tempo razoável e que se procedente a ação penal que possa pagar pelo crime cometido”, finalizou.
O CASO LUDMILLA
Consta que o agressor Lúcio Genésio, ainda em Pinheiro, agrediu Ludimila e o caso foi registrado na delegacia da cidade, distante 113 km de São Luís. À época, ela estava grávida. Depois desta agressão, houve a separação.
A segunda agressão aconteceu durante uma tentativa de reconciliação. Em depoimento, a vítima disse que as agressões, em São Luís, foram em um sábado. Ela começou a ser espancada desde a Lagoa da Jansen até próximo ao seu condomínio, no bairro Cohama. O agressor a expulsou do veículo, quebrou seu celular e foi embora. Não demorou muito, voltou com o mesmo carro e a forçou entrar no condomínio onde continuou com a agressão física.
Ludmilla relata que conseguiu sair do carro e pedir socorro. Os gritos chamaram atenção dos vizinhos, que lhe socorreram. A Polícia Militar foi chamada e conduziu Lúcio Genésio até a delegacia. A advogada ficou com marcas por todo corpo.
Levado à delegacia, o agressor foi liberado após pagar fiança de R$ 4.685 fixada pelo delegado Válber Braga.

Assembleia e Poder Judiciário firmam parceria na área da Comunicação nesta sexta-feira

COMPARTILHE

A Assembleia Legislativa do Maranhão e o Poder Judiciário firmam entre si, nesta sexta-feira (27), às 11h, no Salão Nobre do Tribunal de Justiça, o Termo de Cooperação para veiculação do programa “Justiça Cidadã”, na TV Assembleia (Digital – Canal 51.2 e TVN – Canal 17). O objetivo é estreitar as relações e reforçar a harmonia entre os dois poderes e, destes, com a sociedade, levando informação de qualidade e orientação sobre os assuntos e temas jurídicos.

Assinam o Termo de Cooperação os desembargadores Joaquim Figueiredo dos Anjos, presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ/MA); Marcelo Carvalho Silva, corregedor-geral da Justiça, e o presidente da Assembleia, deputado Othelino Neto (PCdoB).

A estreia do programa acontece neste sábado (28), ao meio-dia, com reprise às segundas e quartas-feiras, às 21h. Sua formatação conta com reportagens, quadros informativos e entrevistas com magistrados e outros profissionais do Direito, para que a população conheça as ações e serviços do Poder Judiciário.

Segundo o diretor de Comunicação da Assembleia Legislativa, jornalista Edwin Jinkings, a Alema tem uma das maiores estruturas de Comunicação pública do país. Nesse sentido,  com o objetivo de otimizar a programação da TV Assembleia, a nova gestão está abrindo e oportunizando espaços para estreitar relações com outras instituições, ao mesmo tem em que ganha com informações e conteúdo diferenciado, atingindo públicos segmentados.

“O primeiro programa dessa série de parcerias é o Justiça Cidadã, que estreia neste sábado, e é voltado tanto para profissionais da área do Direito quanto para o cidadão comum, trazendo aspectos interessantes como o quadro ´juridiquês´. Seguindo essa mesma política de comunicação adotada na atual gestão, já está sendo formatado o programa do Ministério Público, que irá ao ar em breve, bem como já aconteceram conversas prévias com o TRE (Tribunal Regional Eleitoral), entre outras instituições”, disse.

Edwin Jinkings disse ainda que a parceria é de suma importância porque vai levar ao público da TV Assembleia conteúdo diferenciado e de qualidade, ampliando assim a grade de programação da emissora, oferecendo mais informações e estreitando as relações com os cidadãos maranhenses.

Programa Justiça Cidadã

Na apresentação do programa “Justiça Cidadã” estarão os jornalistas Heider Lucena e Amanda Campos. Em sua primeira edição, o programa traz uma entrevista com o presidente do TJ, desembargador Joaquim Figueiredo dos Anjos, abordando o trabalho de aproximação do Judiciário com o cidadão e apresentando um balanço dos primeiros meses de sua gestão.

O quadro “Fala Aí, Juiz”, uma novidade em emissora de TV, tem como objetivo levar à população esclarecimentos sobre posicionamentos judiciais que, geralmente, não são bem compreendidos. No programa de estreia, o juiz Márcio Brandão responderá perguntas sobre a Lei de Execução Penal e temas como livramento condicional e saída temporária.
Por sua vez, o quadro “Juridiquês” explicará o significado de palavras e expressões usadas no mundo jurídico, de forma clara e objetiva, para que o público entenda melhor o conteúdo de decisões judiciais e de termos usados na rotina dos fóruns e tribunais.

A produção do programa é de responsabilidade das Assessorias de Comunicação do TJ/MA e da Corregedoria Geral de Justiça, que buscarão informações de todos os órgãos do Judiciário estadual, a exemplo da Escola Superior da Magistratura (Esmam), em parceria com toda a equipe da TV Assembleia. Os editores-chefes são os jornalistas Antônio Carlos de Oliveira e Juliana Mendes e o roteirista, o jornalista Paulo Lafene.

Ex-prefeito de Bequimão, Antônio Diniz, trai seu grupo político e declara apoio ao genro de Nelma Sarney, deputado Edilázio Júnior

COMPARTILHE

De forma surpreendente, em uma atitude que foi batizada por alguns integrantes do grupo político que faz oposição ao grupo Sarney, como “transloucada”, o ex-prefeito de Bequimão, Antônio Diniz (PDT), traiu seu grupo político e declara apoio ao deputado estadual, Edilázio Júnior (PSD), que trabalha sua pré-candidatura a deputado federal. Após divulgar convite para apresentar, Edilázio, os burburinhos na “Rádio Peão”, dão conta de que essa atitude repentina é apenas por uma causa pessoal.

A atitude de Antônio Diniz deixou seu grupo de orelha em pé, e surpreendeu até os mais próximos do ex-prefeito, que sempre apoiou Weverton Rocha, para deputado federal, e muitos eleitores aguardavam um nome indicado por Weverton. O nome de Edilázio foi surpresa, principalmente pelo fato de ser aliado ao grupo Sarney, que Diniz sempre criticou.

Que o deputado Edilázio Júnior é genro da Desembargadora Nelma Sarney, todo mundo sabe, agora a aliança de Diniz, ninguém em Bequimão entendeu.  Nas rodas de conversas em Bequimão, o assunto é o mesmo, a pergunta é a mesma, mas a resposta ninguém consegue descobrir. Em São Luís, a notícia surpreendeu muita gente, principalmente integrantes da imprensa, que conhecem a postura de Antônio Diniz.

Muitas lideranças do grupo político que Diniz “faz” parte, sabem que o ex-prefeito  indicou aproximadamente 5 vigilantes na Regional de Pinheiro, um cargo na AGED, e mais um cargo de Gestor da Saúde, na Regional de Pinheiro, mas mesmo assim, Diniz ainda continua batendo no peito e dizendo que não votará em Flávio Dino de forma alguma, mostrando agora que vai cumprir o que falou, pois está levando para Bequimão nada mais, nada menos, que um dos maiores opositores de Flávio Dino, na Assembleia e forte aliado de Sarney e genro da Desembargadora Nelma Sarney.

Em um grupo de Whatsap, muitos integrantes, questionavam o motivo que levou Diniz declarar apoio para um Sarneysista. Alguns chegaram a achar que Antônio Diniz teria rompido com seu grupo, já que no convite aparecem apenas os nomes de Robson Cheira, Janderson Gusmão, Biné, os vereadores Danilo Gusmão e Thiago Almeida, Pastor Assis e o ex-vereador Nestor Júnior (que tenta ressuscitar na política, após declarar em março de 2016, que estaria abandonado a política bequimãoense – VEJA AQUI), mas Antônio Diniz respondeu os questionamentos. “Bom dia. Pessoal no meu entendimento, ninguém está separando nada. Mas, acho que filho se separa de pai, filha se separa da mãe, namorados se separam, irmãos se separam, marido e mulher se separam, etc. Porque políticos não podem se separarem?“, descreveu, mostrando que não liga muito para os demais integrantes do grupo, que é liderado pelo ex-prefeito Leonardo Cantanhede.

Ficha suja desde 2014, Antônio Diniz está inelegível por 8 anos após ter duas contas desaprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE). Com o recente posicionamento do Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de não fornecer Liminares para candidatos ficha suja, ou seja, quando estiverem condenados por um colegiado, para concorrer ao pleito, Diniz não tem a menor chance de concorrer as eleições de 2020, o que insiste dizer que será candidato, mesmo sabendo que não pode.

Surge nos bastidores da política, um boato de que a justiça pode pedir a prisão de Antônio Diniz, já que seus bens continuam bloqueados, assim como sua conta bancária com mais de um milhão de reais (R$ 1.791.906,72 – Hum Milhão, Setecentos e Noventa e Um Mil Reais e Setenta e dois Centavos). Seria uma “Super estratégia” para tentar se livrar de algo mais complicado pela justiça, sendo aliado de Edilázio? Nos corredores da política, principalmente nos comitês de imprensa das casas legislativas de São Luís, corre um boato que seria essa a razão da aliança com Edilázio Júnior. Se for essa a estratégia, Diniz pode está dando um tiro certeiro no próprio pé.

ENTENDA DO CASO DE ANTÔNIO DINIZ COM A JUSTIÇA ELEITORAL

Desde 2014 Antônio Diniz responde a vários processos Jurídicas que correm em segredo de justiça, como o que podemos constatar mais em baixo, que culminou com o bloqueio de quase 2 milhões de reais de sua conta bancária, no processo Nº 58105-06.2013.4.01.3700, que corre na Justiça Federal, impetrado pelo Ministério Públco Federal (MPF), no qual acusa o ex-gestor de desviar quase 9 milhões do Erário de Bequimão.

A partir daí Diniz teve todas as casas Bloqueadas pela Justiça, o que inclui sua casa em Bequimão, uma casa e um Sítio no bairro Araçagy, em São Luís, um terreno, próximo ao Farol da Educação, em Bequimão, vários carros, que segundo a justiça, foram adquiridos com o dinheiro desviado, já que foram bloqueados também, uma Hilux de placas OAN 3474/AM, comprada à vista em Manaus-AM, um Pálio de placas NHJ 4467/MA e um VW Golf Vermelho, que deu para seu filho, e uma Máquina Retroescavadeira que, segundo informações, está de posse de um Laranja de Diniz em Bequimão, e que possui uma Olaria, comprada com dinheiro vivo em São Bento.

Além desse processo que tem tirado o sono de Diniz, ele responde a mais no mínimo 4 outros processos. Veja abaixo os números que podem ser pesquisados na justiça.

  • Processo Nº 58107-73.2013.4.01.37009 (Improbidade Administrativa)
  • Processo Nº 23079-44.2013.4.01.3700 (Improbidade Administrativa)
  • Processo Nº 23078-59.2013.4.01.3700 (Improbidade Administrativa)
  • Processo Nº 23077-74.2013.4.01.3700 (Improbidade Administrativa) 

Segundo informações obtidas com exclusividade por este Portal de Notícias, Diniz estaria arrolado a mais outros dois processos, um na esfera federal e outro na esfera estadual criminal, o que seria motivos para os procuradores pedirem uma possível prisão muito em breve.

 

Presidente da Assembleia Legislativa recebe lideranças do município de Grajaú

COMPARTILHE

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), recebeu, nesta quinta-feira (26), a visita de lideranças políticas do município de Grajaú, que solicitaram apoio a várias demandas da cidade, principalmente, nas áreas de saneamento básico e do programa “Mais Asfalto”.

A comitiva era formada pelo presidente da Câmara Municipal de Grajaú, vereador Neto Carvalho (DEM), e pelos também vereadores Edilson do Posto (PCdoB), Darsinho Soares (PSC), Henrique Melo (PRB), Marquinho Jorge (PP) e Elielson do Caboco (DEM).

“É uma satisfação receber a visita do grupo de vereadores de Grajaú, liderados pelo presidente Neto Carvalho, na companhia de Simone Limeira. Hoje, eles estiveram com o govenador Flávio Dino e trataram de demandas importantes para o município. Disse aos representantes que irei acompanhar as reivindicações por eles elencadas, como sistema de abastecimento de água, o programa ‘Mais Asfalto’ e demais ações que beneficiarão a população. Foi um grande prazer recebê-los”, disse Othelino Neto.

Neto Carvalho (DEM) afirmou que a conversa com o presidente Othelino foi satisfatória. “Conversamos com o presidente e pedimos apoio a demandas necessárias para a nossa região, especificamente, no que diz respeito a Grajaú. Nós estamos aqui atentamente reivindicando melhorias para o nosso município”, disse o presidente da Câmara.
A diretora de Documentação e Registro da Assembleia, Simone Limeiras; Elane Jorge, esposa de Marquinho Jorge, e o assessor parlamentar Ricardo Bondim também participaram do encontro.

 

Projeto que cria cargo na Secretaria de Cultura de São Luís foi aprovado por 23 votos a favor e 2 contra

COMPARTILHE

Os vereadores de São Luís, votaram nesta quarta-feira (25) durante sessão legislativa na Câmara Municipal, um projeto de lei enviado pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior, que dispõe da criação do cargo de secretário na Secretaria Municipal de Cultura (SEMCULT). A pasta foi criada em 23 de dezembro de 2015, quando a Fundação Municipal se transformou em secretaria, mas o cargo de titular não não havia sido criado.

Para a criação do cargo seria necessário a extinção de funções na Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (SEMUSC) e Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS) para não comprometer o orçamento do município. Mas isso não deve acontecer, pelo contrário, deve inchar ainda mais a folha de pagamento.

Segundo o vice-líder do governo, na Câmara Municipal, vereador Raimundo Penha (PDT), o prefeito Edivaldo Holanda Júnior criou o cargo de forma consciente. “A criação não vai resolver todos os problemas, mas resolverá um que é a falta de secretário. Reconheço que a Pasta da Cultura tem dificuldades, assim como as outras secretarias. Hoje nós estamos corrigindo um erro que há muito tempo era para ter sido corrigido”, disse o parlamentar.

O vereador Cezar Bombeiro (PSD) foi favorável a aprovação, mas se mostrou contrário ao 2ª artigo do projeto de lei, que permite a extinção de cargos em outras secretarias. “A cultura será mais valorizada em nossa cidade a partir da oficialização da secretaria, mas não concordo com o fim de outras funções para que o cargo do secretário seja criado, porque no final das contas, trabalhadores serão prejudicados por isso”, frisou.

Para o vereador Marcial Lima (PRTB), o projeto tem fim político e serve para beneficiar aliados. “Mandar engrandecer a Secretaria de Cultura em ano eleitoral é simplesmente para ganhar o voto das pessoas que fazem as manifestações culturais. Isso é politicagem! Até os arraiais e outros eventos culturais a Prefeitura passou a para o Governo do Estado cuidar, porque não tem compromisso com a Cultura de nossa cidade”, enfatizou o vereador.

O líder da oposição na Câmara Municipal, vereador Estevão Aragão (PSDB), alegou que o prefeito teve tempo para criar a pasta, mas resolveu fazer isso no ano eleitoral. “Eu duvido que após a criação desse cargo a situação das pessoas que fazem cultura na nossa cidade vai melhorar. Isso é uma manobra do prefeito para beneficiar políticos”, declarou.

De acordo com o vereador Marquinhos (DEM), São Luís é uma cidade histórica e precisa ser levada a sério pelos seus governantes. “Eu acredito na boa ação do prefeito Edivaldo Holanda Jr. Espero que o Governo não invente desculpas para não valorizar a cultura da cidade. Queremos que manifestações culturais sejam valorizadas em São Luís”, destacou.

Após discussões no plenário da Casa Legislativa, a proposta do Executivo Municipal foi aprovada com vinte e três votos a favor e dois votos contrários.

 

Por Tarcísio Brandão