casa » 2017 » fevereiro

Arquivos Mensais: fevereiro 2017

Circuito Carnavalesco Solidariedade e Ação vai arrastar multidão no João de Deus

COMPARTILHE

Quem preferiu ficar em São Luís terá mais uma opção para curtir a Folia de Momo. Isso porque o Circuito de Carnaval Solidariedade e Ação terá uma vasta programação e vai arrastar uma multidão para o Canto da Cultura, próximo ao estádio Gaiolão, Vila Conceição – João de Deus, pelo segundo ano consecutivo.

Serão quatro dias de festa com a participação de bandas, blocos tradicionais e todos os blocos de rua do bairro. A programação é organizada pela vereadora Fátima Araújo (PCdoB) e tem apoio do Governo do Estado e Prefeitura de São Luís.

Segundo a Fátima Araújo, o grande público deve comparecer  por conta da diversidade da programação e presença permanente da Polícia Militar durante os quatro dias de festa. “É importante resgatar a tradição de comemorar o Carnaval nos bairros. O Circuito, além de trazer alegria e comodidade para os foliões, também movimentará a economia da comunidade”, destacou a vereadora.

No ano passado, mais de 15 mil pessoas passaram pelo circuito da folia. Neste ano, a expectativa de público é de mais 20 mil pessoas.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

Dia 25 de fevereiro – sábado

19h – Gonzola Folia

20h – Zé Paulo

21h – Batuca Nego

Dia 26 de fevereiro – domingo

19h – Bloco Os Brasinhas

20h – Eugenia Miranda

21h – Vanessa Furtado

Dia 27 de fevereiro – segunda-feira

19h – Bloco Os Trapalhões

20h – Banda Swing Mix

21h – Márcio Guimarães

Dia 28 de fevereiro – terça-feira

19h – Banda Misturou

20h – Grupo Argumento

21h – Walasse Godinho

OBS: O evento começará todos os dias às 17h com a participação dos blocos de Rua do João de Deus.

 

Prefeitura de Alcântara vai antecipar salários dos servidores

COMPARTILHE

A prefeitura Municipal de Alcântara, por intermédio do prefeito Anderson Wilker (PCdoB), vai antecipar o pagamento dos salários referentes ao mês de fevereiro aos servidores municipais efetivos, comissionados e aposentados.
O pagamento vai acontecer nesta sexta feira (24), em que além dos funcionários estarem com dinheiro no bolso durante o carnaval, o comércio local vai movimentar o final de semana momesco.
Para o prefeito Anderson Wilker, antecipar o pagamento dos servidores, é contribuir com a economia do município. “O bom gestor precisa entender que a antecipação dos salários movimenta o comercio local, principalmente em período festivo, como o carnaval. Grande parte da economia do município é feita por servidores e aposentados. Um de nossos objetivos é manter os salários em dia” – destacou o prefeito.

Desabafo de um servidor de Peri-Mirim sem salário!

COMPARTILHE

Dr. Ezequias avalie minha denuncia.

Bom dia. Gostaria de fazer uma denúncia sobre o gestor Jose Geraldo Amorim Pereira, prefeito do município de Peri Mirim. Nunca senti tanta vergonha do meu município como estou sentindo nesses dias. Sou funcionário público do mesmo, no cargo de auxiliar de serviços gerais, e, por meio desse desabafo venho expor a minha indignação e de muitos outros amigos funcionários que não sabem mais o que fazer perante o problema dos salários atrasados. Somos pais e mães de famílias e temos que honrar os nossos compromissos, mas como honrá-los se não temos dinheiro para tal “façanha”. Nós não trabalhamos por esporte e sim porque precisamos. Imagino todas as famílias que dependem da prefeitura de Peri Mirim, principalmente nós novos efetivos do município, não temos pelo menos nem a promessa de receber o nosso salário.  Agora falando como cidadão me sinto enojado por ver o meu município assim, bonito por fora, mas esfacelado por dentro, por causa da incompetência de poucos, e muitos pagam. Sei que muitos queriam desabafar, mas têm medo de retaliação, só que chega uma hora que o senso crítico engasga e você quer regurgitar. Espero que tudo se resolva da melhor maneira possível, mas o fato é que esse episódio eu nunca esquecerei é nessas horas que eu me pergunto, “o que eu fiz com o meu voto?”. Gostaria de uma resposta sobre o caso.

O Portal deixa aqui o espaço aberto para qualquer esclarecimento da Prefeitura de Peri-Mirim em relação este desabafo, enviado por um leitor, e que foi publicado na íntegra, preservando a identidade da fonte.

Porque Lula pode ganhar em 2018

COMPARTILHE

Ainda tem muita água correndo embaixo da ponte, mas a tendência é de crescimento da candidatura de Lula para a disputa de 2018. O petista era favorito no primeiro turno e já aparece como imbatível também da etapa decisiva.

É o que diz a pesquisa CNT/MDA. Lula lidera em todos os cenários e para desespero dos adversários bate em Marina Silva (Rede), Aécio Neves (PSDB) e Michel Temer (PMDB).

Como explicar isso? Por que Lula foi tão agendado negativamente nos meios de comunicação e lidera as intenções de voto? Alguns pontos são relevantes para a análise. Vejamos:

1 – HERANÇA DO PT

Lula colhe o legado de várias ações dos governos petistas: redução da pobreza, geração de empregos, valorização do salário mínimo, mobilidade social e realizações significativas para milhões de brasileiros, a exemplo da casa própria.

2 – QUASE TODOS IGUAIS

Há uma certa frustração gerada com o impeachment de Dilma Roussef (PT). As pessoas que foram às ruas de verde e amarelo, muitas induzidas pela onda golpista, assistem ao filme da corrupção com novos atores.

O problema, portanto, não era exclusividade do PT. Entre ficar com o PMDB e sofrer com a corrupção e a crise, o eleitor pode optar pela volta do PT. Algo mais ou menos assim: eu era feliz e não sabia.

3 – ÉTICA DESCARTÁVEL

A tendência de vitória do petista também aponta que o conteúdo ético pouco importa. O eleitor já entendeu que, no geral, os partidos estão nivelados por baixo.

Sendo a corrupção a regra do jogo, é melhor optar pelo surrado chavão malufista: “rouba, mas faz”.

4 – LULISMO

A liderança de Lula reitera um ensinamento antigo: o eleitor vota no candidato, independente do partido. Portanto, de nada adiantou enquadrar o petismo como a legenda mais corrupta do Brasil.

O presidente de honra do PT, figura mais representativa e associada à estrela vermelha, lidera a corrida sucessória e pode ganhar a eleição. O lulismo está acima do PT. É a figura mítica de Lula que se sobressai ao partido.

5 – PODER ABALADO

As pesquisas também servem para abalar o conceito de que a grande mídia tudo pode no quesito da manipulação do eleitorado. A tentativa de colocar o PT no estrelato da corrupção teve um limite e o exagero de macular o petismo provocou desconfiança da cobertura jornalística.

Obviamente, cabe nesse tópico a força das redes sociais utilizadas na defesa do campo petista. Em síntese, o eleitor faz as contas diante dos três cenários razoavelmente consolidados. A opção pelo PSDB, sócio de Michel Temer (PMDB), é sofrimento em dose dupla: crise e corrupção.

A saída Marina Silva (Rede) é uma aventura. Entre a certeza de que vai ficar ruim com os tucanos e a dúvida de uma candidatura alternativa, a tendência do povo é colar em Lula, que deu certo e pode vingar de novo.

Se não for preso ou morto, Lula pode voltar ao Palácio do Planalto. E terá a chance de ficar melhor se corrigir os erros do passado.

Por Ed Wilson

Chaguinhas e Estevão Aragão defendem criação de comissão para fiscalizar requerimentos aprovados

COMPARTILHE

Os vereadores Estevão Aragão (PSB) e Francisco Chaguinhas (PP) vão pedir ao presidente da Câmara, Astro de Ogum (PR), que crie uma comissão externa para acompanhar o desenrolar dos requerimentos aprovados no Parlamento Municipal. A ideia, segundo os autores da proposta, tem o objetivo de fiscalizar o Executivo Municipal na execução dos pedidos pela Casa.

Chaguinhas afirmou que cabe aos vereadores, além de legislar, a fiscalização dos gastos e atos da prefeitura. Segundo ele, um aliado nesse controle são os requerimentos de informação, documento legislativo que tem como objetivo solicitar informações a órgãos da administração municipal. O parlamentar progressista diz que grande maioria dos requerimentos aprovados no legislativo ludovicense não é atendida pelo executivo municipal. Ele diz que O prazo máximo estabelecido por lei para que a solicitação seja atendida é de 60 dias.

— Dentre esses três mandatos aqui na Câmara, vejo que o Executivo Municipal não se importa com os requerimentos aprovados. Se a gente for tirar de 500 aprovados, o prefeito não atendeu nem 5% dos pedidos. Seja por desprezo pelo Legislativo, seja para ocultar o que faz e evitar a crítica, a prefeitura atropela a transparência — afirma Chaguinhas.

PARA NÃO CAIR NO ESQUECIMENTO

O vereador Estevão Aragão (PSB) também defendeu a ideia por entender que a prefeitura deixa a desejar. O líder do PSB na Câmara diz a proposta da comissão de acompanhamento dos requerimentos iria servir, por exemplo, para que os documentos aprovados pela Casa não caíssem no esquecimento de quem tem obrigação de atender aos pedidos.

— Também aproveitamos a ocasião para nos somarmos à ideia da criação de uma comissão de acompanhamento dos requerimentos da casa legislativa, para que os mesmos não caiam no esquecimento — declarou Estevão.

 

 

Sebrae e TCE fortalecem parceria para desenvolvimento do Maranhão

COMPARTILHE

Não se pode pensar no desenvolvimento sem envolver os pequenos negócios que hoje reúnem 99% das empresas existentes no Brasil. Esta foi uma das principais tônicas do 2º Encontro de Tribunais de Contas e Desenvolvimento Local, realizado no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, em São Luís, na última sexta-feira, 17.

O evento, que aconteceu também em Imperatriz uma semana antes, reforçou a parceria existente entre o Sebrae e o Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA) no sentido de promover a disseminação da Lei Geral da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte em todos os 217 municípios maranhenses.

O evento na capital contou com participação de cerca de 35 municípios, dentre os quais 15 foram representados pelos próprios prefeitos. Na pauta, os ajustes na sistemática das prestações de contas trazidas pela Instrução Normativa 46 (IN 46) do TCE-MA, que já valem para as contas que serão entregues este ano, relativas ao exercício de 2016. As mudanças dizem respeito à forma de organização e envio da documentação ao TCE, sem qualquer alteração de conteúdo.

A IN 46 contempla, também, aspectos que reforçam a regulamentação e implementação da Lei Complementar nº 123/2006 – a Lei Geral da MPE, que estabelece o tratamento diferenciado ao segmento em diversos aspectos, incluindo a redução tributária e o favorecimento em compras públicas.

O presidente do TCE-MA, José de Ribamar Caldas Furtado, reforçou que há novas formas de estimular as prefeituras a implantarem políticas públicas voltadas para os pequenos negócios, com vistas ao desenvolvimento dos municípios.

“Não podemos desejar mais trabalho, renda e melhor qualidade de vida aos maranhenses se não pensarmos em como propiciar isso. Entendemos a importância do empreendedorismo como vetor do desenvolvimento, por isso esta parceria tão salutar com o Sebrae.  Estamos mudando a nossa forma de atuação, deixando o controle mais repressivo para atuarmos de maneira mais preventiva, trabalhando em ações educativas como forma de diminuir os erros na hora que prefeitos e presidentes de câmaras municipais precisam prestar contas”, ressaltou Caldas Furtado.

A parceria TCE e Sebrae teve um reforço maior em 2013, quando da realização do 1º Encontro de Tribunais de Contas e Desenvolvimento Local, que aconteceu em São Luís. Na época, o TCE se comprometeu, por convênio, a acompanhar de maneira mais próxima o processo de regulamentação e implementação da Lei Geral nos municípios maranhenses.

“Nesse meio tempo, várias ações foram efetivadas entre as duas instituições, como capacitações para a equipe do TCE sobre o favorecimento dos pequenos negócios advindo com a Lei Geral das MPEs, principalmente voltado para as compras públicas. A parceria do TCE é fundamental para esse trabalho que o Sebrae executa, desde 2007, quanto à conscientização de gestores públicos sobre os benefícios que podem trazer para o município a regulamentação e, principalmente, a implementação da Lei Geral”, destacou o diretor superintendente do Sebrae no Maranhão, João Martins.

Martins parabenizou, ainda, a postura mais orientativa do TCE no relacionamento com a gestão municipal. “O TCE também tem sido um parceiro importante nesse processo de criação de um ambiente legal e favorável ao desenvolvimento e à sustentabilidade dos pequenos negócios nos municípios maranhenses, uma missão que o Sebrae tem se empenhado muito desde a sanção da Lei Geral da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte, em dezembro de 2006”, pontuou Martins, informando que a instituição, por meio da sua Unidade de Políticas Públicas,  possui um portfólio interessante de produtos e serviços voltados a apoiar a gestão municipal na promoção do empreendedorismo.

Durante o evento, o Sebrae entregou a publicação Sebrae Parceiro dos Prefeitos que contém 10 passos e 100 ações oportunas para o gestor público colocar em prática e promover o desenvolvimento do seu município, tornando-o propício para os negócios, trabalho, crescimento econômico e prosperidade das pessoas que vivem nele, desonerando, assim, a máquina pública e proporcionando recursos por meio de tributos mais justos e retornáveis para o benefício da população.

Participação dos municípios

A Federação dos Municípios do estado do Maranhão (Famem) participou como apoiadora do 2º Encontro de Tribunais de Contas e Desenvolvimento Local. O presidente da entidade, o prefeito de Tutum, Cleomar Tema, comemorou os resultados do trabalho conjunto para a realização do encontro.

“A conjunção de esforços que viabilizou a realização deste evento mostra que os prefeitos não precisam mais ter medo do TCE-MA. Estamos vendo um esforço significativo do Tribunal, do Sebrae e dos demais parceiros para dirimir os problemas com prestação de contas e para disseminarmos o empreendedorismo. Isso é uma atitude que ajudará a gestão pública nos nossos municípios a produzir resultados, fortalecer os territórios e melhorar a condição de vida dos nossos munícipes. Assim, iremos, todos nós, ajudar o maranhão a crescer”, disse Tema.

Após as falas institucionais, os participantes do evento tiveram a oportunidade de assistir a duas palestras, sendo a primeira com o tema “Os desafios do desenvolvimento na Perspectiva dos Municípios e dos Pequenos Negócios”, ministrada por Roberval Souza, ex-procurador da República, um dos integrantes da equipe de legisladores da Lei Geral da MPE e consultor do Sebrae. A segunda abordou o tema “Prestação de Contas Anual” e foi ministrada pelo consultor de Controle Externo do TCE-MA, Renan Coelho de Oliveira, e pelo gerente de TI do TCE-MA, Giordano Mochel Neto.

Este ano, além do 2º Encontro de Tribunais de Contas e Desenvolvimento Local, o TCE-MA e a Unidade de Políticas públicas do Sebrae  já estão em articulação para novas ações conjuntas em benefício do desenvolvimento do Maranhão, com o apoio de demais parceiros institucionais, como o Tribunal de Justiça, Famem e Governo do Estado.

 

Wellington convida profissionais da educação para audiência pública que discutirá reajuste salarial

COMPARTILHE

Na tarde desta segunda-feira (20), o deputado estadual Wellington do Curso (PP) utilizou a tribuna para convidar parlamentares, profissionais da educação e populares para audiência pública que discutirá sobre o reajuste salarial e debaterá a Medida Provisória Nº 230/17, de autoria do Executivo. A audiência acontecerá na tarde da próxima quarta-feira (22), com início às 15 horas, no auditório Fernando Falcão da Assembleia Legislativa do Maranhão.

Ao realizar o convite, Wellington destacou que a audiência é resultado das inúmeras solicitações de professores e que, por isso, o requerimento foi apresentado tanto por ele quanto pelo também deputado estadual Eduardo Braide (PMN).

“Um grupo de professores nos procurou solicitando uma reunião, uma audiência com a Secretaria de Educação do Estado, Ministério Público da Educação, Sinproesemma e com toda categoria de profissionais da educação do estado. Como professor e deputado, eu não poderia me omitir de tal discussão e é por isso que tanto eu quanto o deputado Eduardo Braide nos colocamos à disposição para ouvir os professores e, posteriormente, propor alterações que vão ao encontro do que a categoria realmente necessita”, afirmou Wellington.

Ainda sobre o tema, Wellington disse saber que a política salarial não é de competência do Legislativo, mas ressaltou que é papel do Parlamento viabilizar o diálogo entre os profissionais da educação e o Executivo.

“Bem sabemos que o Parlamento Estadual não possui competência para fazer o reajuste salarial dos professores, ato típico do Executivo, mas sabemos também que a nós cabe intermediar esses diálogos entre população e o Poder Público. Por isso, realizaremos essa audiência, objetivando garantir o amplo debate sobre a Medida Provisória com a categoria, enfatizando a garantia de direitos dos educadores estaduais, conforme o art 32 da Lei 9.860/13” -declarou o professor e deputado Wellington.

Prefeitura divulga artistas que irão animar o Carnaval em Anajatuba

COMPARTILHE

A Prefeitura de Anajatuba divulgou as atrações que vão animar a folia do carnaval. Neste ano, a festa começará no sábado (25) e se estenderá até a terça-feira (28). Mais de 10 artistas estarão se revezando no palco que será montado na Praça da Vitória, que também receberá blocos tradicionais e escolas de samba da capital, como a Turma de Mangueira.

Estão confirmadas as bandas Chicabana, Sacode Paixão, Canários do Reino, Brasas do Forro, Forró Saborear, Swing Mix, Bonde do Maluco, entre outros. Para os pequenos foliões, o vesperal infantil também foi confirmado.

“Para adequar à nova situação econômica do país, diminuímos um dia de festa, mas conseguimos manter a qualidade das bandas, o que já se tornou marca do carnaval promovido na nossa administração”, afirmou o prefeito Sydnei Pereira. Ele concluiu afirmando que, “apesar das dificuldades, estamos conseguindo manter a alegria do povo da nossa cidade”, concluiu Sydnei.

A cada ano, aumenta a quantidade de foliões que buscam o município de Anajatuba para brincar o carnaval, principalmente por causa da segurança. Em breve, estaremos divulgando o dia de cada uma das atrações. Aguarde!

 

Vereador Manoel do Nascimento apresenta Indicação de uma Escola para o Residencial Nova Terra

COMPARTILHE

Na sessão ordinária da Câmara Municipal de São José de Ribamar, realizada na última quinta-feira (16), o vereador Manoel do Nascimento (PCdoB) solicitou através da Indicação de nº 47/2017 a construção de uma escola do ensino fundamental I e II (1º ao 9º ano) no Residencial Nova Terra.

De acordo com o vereador há uma necessidade muito grande da construção de uma escola no bairro, pois as crianças que moram no residencial precisam se deslocar para outras localidades para estudar. “A educação é a base de uma sociedade. No conjunto já tem uma creche, mas precisamos ampliar ainda mais a rede educacional no habitacional, pois as crianças que saem da pré-escola não têm para onde ir. Os alunos que precisam cursar os outros anos do ensino fundamental caminham até os bairros da Mata, Matinha e Quinta para estudar, uma realidade que precisa ser mudada. Não ficaremos de braços cruzados, buscaremos soluções no executivo municipal, parcerias no legislativo estadual, se possível até no governo federal” – apontou o vereador comunista.

O parlamentar lembrou ainda, a importância do executivo municipal, por meio da Secretaria de Educação (SEMED) rever e mapear os trajetos dos ônibus escolares. “Me deparei com uma situação muito triste ao ver quatro crianças, com mobilidade reduzida que precisam caminhar da última quadra do conjunto até onde o ônibus escolar passa, pois o veículo não entra no residencial. Precisamos verificar por qual motivo o transporte escolar não está fazendo as devidas rotas dentro do bairro. Alguns pais já me cobraram, pois muitas crianças já foram assaltadas no trajeto que fazem a pé até o local onde o ônibus pega os estudantes”, acrescentou o vereador.

A indicação foi aprovada por unanimidade e elogiada por todos os parlamentares. O líder do governo na Câmara Municipal, vereador Prof. Cristiano Pinheiro (SD) parabenizou a iniciativa do vereador Manoel e disse que de todas as indicações feitas, a construção de uma escola foi a solicitação mais significativa. “Como professor e defensor da educação fico muito feliz pela indicação feita pelo vereador. De todas as que foram feitas nessa tarde, ela foi a mais nobre, pois é através de uma educação de qualidade que evitamos ou diminuímos os índices de violência no referido bairro, por isso é extremamente importante destinar recursos à área educacional”, ressaltou o vereador Cristiano Pinheiro.

Ribamar em Foco – O nosso FOCO é a INFORMAÇÃO!

 

Obra do Terminal do Porto de Cujupe vai beneficiar trabalhadores alcantarenses

COMPARTILHE

Com grande parte da mão de obra formada por trabalhadores da região, começa nos próximos dias a obra de reconstrução do novo Terminal do Cujupe, que marca a segunda etapa do projeto de melhorias do Governo do Maranhão para aquele terminal. A primeira etapa, de instalação de 365 metros de passarelas cobertas, foi entregue no final de 2016, antecipando-se ao período de chuvas. Agora, logo depois do carnaval, começa a construção de uma nova estrutura para embarque multimodal de passageiros, beneficiando tanto o transporte aquaviário quanto o rodoviário, que movimenta, a cada ano, 1,7 milhão de pessoas e cerca de 300 mil veículos.

“Essa obra representa um novo momento para a população da Baixada Maranhense, gerando mais negócios, mais investimentos e mais desenvolvimento para essa região tão importante”, afirma o presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária – EMAP, Ted Lago.

O novo terminal, orçado em R$ 12,6 milhões, além da concepção multimodal, contará com um sistema de reaproveitamento de águas de chuvas, reformulação de pátio de espera e estacionamento, reforma estrutural da área do entorno, reorganização do comércio ambulante e pavimentação de toda a área do terminal.

Segundo o representante da construtora responsável pela obra, Francisco Alves Junior, contratar mão de obra local é vantajoso para todos. Para a empresa, significa redução de custo (alojamento e transporte, por exemplo) e tempo.  “De fora da região vamos trazer somente o corpo administrativo. A maioria dos trabalhadores vai ser aqui mesmo do Cujupe e da região. Fizemos uma pré-seleção no terminal e conseguimos, com apoio do SINE, direcionar, de acordo com as nossas necessidades, oficial de obra, carpinteiro, pedreiro e também vigia, almoxarife, assistente de RH. Todo esse pessoal a gente conseguiu aqui na comunidade”, disse.

FORÇA-TAREFA

O governador Flávio Dino determinou atenção especial à comunidade do Cujupe durante todo o processo de implantação do novo terminal e desde o início da gestão, em 2015, um trabalho multidisciplinar vem sendo desenvolvido, sob a coordenação da área de Responsabilidade Social da EMAP, com apoio de diversos órgãos estaduais. O objetivo é preparar os membros da Associação dos Vendedores Ambulantes do Terminal do Cujupe para atuar na nova estrutura.

Na noite da última sexta, 16, o Governo do Maranhão apresentou o projeto do Novo Terminal do Cujupe à Associação. O encontro, dentro do terminal, contou com a presença da equipe técnica da EMAP e representantes das secretarias de Emprego Trabalho e Economia Solidária (SETRES), Agricultura Familiar (SAF), do Sebrae e da empresa responsável pela obra. A gerente de Responsabilidade Social da EMAP, Deborah Baesse, representando o presidente da EMAP, Ted Lago, convocou os comerciantes a enfrentar o período de obras com tranquilidade e foco nos resultados que virão para todos. Importante destacar que a obra será realizada em duas etapas, com o cuidado de manter as operações.

“Os empreendedores que tiram seu sustento da atividade no terminal serão capacitados para trabalhar em boxes dentro do novo Cujupe. Para isso a EMAP contratou o SEBRAE-MA, que inicia nesta segunda-feira um trabalho que prevê análise de viabilidade econômica e das necessidades de adaptação, melhoria dos micro e pequenos empreendimentos instalados no local”, afirma Deborah Baesse.

EMPREGO E RENDA

O ordenamento dos ambulantes será realizado com base em dois fatores: o consumidor, que terá um espaço revitalizado e seguro no que se refere ao consumo de alimentos. Já os empreendedores passarão a enxergar a sua atividade como um negócio que gera renda e pode melhorar, continuamente, a qualidade de vida da população que reside no entorno do terminal e a economia, com o estímulo à produção local.

“Se haverá um novo terminal, com uma nova estrutura para os passageiros, é necessário que haja também uma nova maneira de atender os usuários do sistema hidroviário com oferta de produtos certificados e seguros. O objetivo é contribuir para o desenvolvimento e fortalecimento do empreendedorismo na região da Baixada e entre os que já empreendem no Cujupe”, afirma o diretor superintendente do Sebrae, João Martins.

“A Associação está muito feliz com essa palestra e com a parceria que a gente tem com a EMAP, que tem nos ajudado muito em tudo o que precisamos. E através dessa obra aqui nós esperamos que toda a comunidade do Cujupe e toda a Baixada seja beneficiada”, comentou seu Antônio Dionísio, presidente da entidade, ao final do encontro.

A supervisora Isaura Moreira Lima, da Secretaria de Estado do Trabalho, participou da reunião para falar sobre a atuação do Sistema Nacional de Emprego – SINE nesse cenário. “O SINE está cadastrando, selecionando e encaminhando pessoas aqui da comunidade do Cujupe e entorno, de acordo com o perfil que a empresa vai precisar para a construção do novo terminal e vai atuar durante todo o período da obra”, explicou. “Nosso papel aqui é auxiliar e dar oportunidade ao trabalhador maranhense nessa obra.”

Para a Secretaria de Agricultura Familiar o foco é identificar a cadeia produtiva. “Estamos fazendo um estudo para saber o que eles fazem e identificar a cadeia produtiva. Vamos olhar para o que eles vendem e orientá-los a produzir a matéria-prima, e fortalecendo a cadeia produtiva para que o recurso gire dentro da comunidade”, afirmou o superintendente da SAF, Pedro Belo.

Todo esse esforço está alinhado com a missão que o governador Flávio Dino confiou à gestão da EMAP, que é a de consolidar o Porto do Itaqui e seus terminais externos como meio de desenvolvimento para o Maranhão e sua área de influência, contribuindo para o desenvolvimento do estado, gerando emprego e renda.

BOX:

O QUE JÁ FOI FEITO

O elo de maior contato da comunidade com a EMAP são os terminais externos, sobre os quais a EMAP responde pela infraestrutura e segurança dos usuários. Ainda em 2015 o Governo do Estado regulamentou o serviço de transporte aquaviário com a criação da Agência Estadual de Transporte Aquaviário e Mobilidade Urbana (MOB).

De 2015 para cá muitos foram os avanços: O Terminal da Ponta da Espera e concluído o projeto para a construção do novo Terminal do Cujupe. Ao longo do ano a Ponta da Espera ganhou uma unidade do Juizado de Menores, sistema de informação em circuito fechado de televisão (nos dois terminais), embarque preferencial (van para transporte de pessoas com mobilidade reduzida) e estratégia de ordenamento de fluxo de veículos e passageiros em feriados. A ação reduziu a espera e melhorou o atendimento. Além disso, foi instalado serviço de internet gratuita aberta a todos os usuários nos dois terminais.

No final de 2016 foi entregue à população a nova Área de Vivência da Ponta da Espera e as novas passarelas do Cujupe.

Fonte: Sebrae-MA