casa » 2016 » novembro (página 5)

Arquivos Mensais: novembro 2016

ADRIANO SARNEY: A Ação Pode Vencer o Discurso

COMPARTILHE

Por Adriano Sarney – A Grande Ilha do Maranhão apresenta vários problemas decorrentes do crescimento e da ocupação desordenada, principalmente de São Luís e, também, dos outros municípios que a compõem, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa. O trânsito caótico que tomou conta de nossa área metropolitana, a violência, a precariedade da destinação do lixo, assim como os baixos índices de cobertura dos serviços de abastecimento de água e de esgotamento sanitário, impactam diretamente na poluição do solo, das praias, dos rios e dos mananciais. Estas são algumas das consequências da falta de planejamento e de um instrumento de gestão participativa e compartilhada dos municípios da Ilha com o apoio dos governos Estadual e Federal.

A Prefeitura de São Luís, que é a cidade-sede da região e que deveria capitanear todo esse processo, nunca se interessou de fato em organizar um consórcio, uma agência ou um comitê gestor para tratar de assuntos metropolitanos. Soma-se a isso, as sobreposições de limites geográficos das cidades da Ilha, motivo de disputas judiciais entre os municípios, quase sempre com o objetivo de aumentar suas populações e receberem mais repasses federais.

Observamos no passado iniciativas isoladas do governo Roseana como, por exemplo, a construção do Corredor Metropolitano para desafogar o trânsito pesado entre as cidades. Contudo, sem continuidade e ações e políticas integradas, sem um comitê gestor que tenha autonomia e funcione as forças públicas permanecerão competitivas em vez de cooperativas e nunca avançaremos. É primordial que os sistemas de transportes, de informação, de segurança, de saúde e os serviços de infraestrutura sejam planejados em conjunto para atender toda a região metropolitana, é preciso um planejamento integrado de políticas econômicas, sociais, habitacionais, ambientais, segurança e saúde que garantam qualidade de vida às pessoas.

O desinteresse e desalinhamento político entre os gestores municipais certamente já fizeram com que a Grande Ilha deixasse de captar importantes recursos federais que são destinados para áreas metropolitanas em todo o país. Deixamos passar, também, boas oportunidades de criar concessões, consórcios públicos e parcerias público-privadas visando uma maior flexibilização, e agilidade na execução de obras e prestação de serviços públicos.

Nunca é tarde para começar um processo de cooperação no âmbito da esfera pública, acima dos interesses político-partidários, e mais próximo das necessidades das populações dos municípios. O processo de metropolização deve ser, assim, orientado e conduzido sob a ótica do desenvolvimento regional sustentável, com a participação da máquina pública, sociedade civil, setor privado, entidades e organizações não governamentais. O cidadão consciente de seu dever e de seu lugar na sociedade é o motor desse processo de transformação e desenvolvimento.

Pensando em todos esses problemas, tenho atuado como presidente da Comissão de Assuntos Municipais na busca de soluções factíveis. Temos feito sucessivas audiências públicas para ouvir a população e os especialistas sobre limites territoriais e a metropolização. Agora será a hora da verdade, convidaremos, ainda este mês, os prefeitos eleitos para discutir esse importante assunto. Nosso objetivo é a elaboração de um termo de compromisso com a certeza de que na política a ação pode vencer o discurso.

*Economista, *administrador, *Deputado Estadual (PV-MA)

Publicado no jornal O Estado do Maranhão em 5 de novembro de 2016

Mais informações:

Gabinete do deputado Adriano Sarney (PV)

Assessoria de Imprensa

Jornalista Cezar Scanssette

98-98139-0307 (WhatsApp)

Mais informações e contatos:

(98) 3269-3763 / 3269-3764 / 3269-3439

Prefeitura de Bequimão inicia preparativos para a 4ª Semana do Bebê Quilombola

COMPARTILHE

A Prefeitura Municipal de Bequimão, por meio da Secretaria de Cultura e Igualdade Racial, realizou, nesta sexta feira (4), uma reunião para debater metas e estratégias visando aos preparativos da 4ª Semana do Bebê Quilombola, que será realizada de 25 a 30 de novembro.

A reunião contou com a secretária de Cultura e Igualdade Racial, Dinha Pinheiro, que apresentou algumas sugestões de mudanças em relação às edições anteriores, como forma de aprimorar o evento. Também participaram da reunião secretários municipais, lideranças quilombolas e representantes do Conselho Tutelar. Toda a programação será organizada coletivamente e, principalmente, ouvindo as comunidades.

foti2 foti3

As alterações que deverão ser implantadas levam em consideração as recomendações do Unicef, principalmente na escolha do Bebê Prefeito deste ano.

A programação da 4ª Semana do Bebê Quilombola será divulgada na próxima semana.

Este ano, a expectativa dos organizadores e apoiadores é ainda maior com relação às edições anteriores.

SEMANA DO BEBÊ QUILOMBOLA É LEI:

A Semana do Bebê Quilombola em Bequimão foi criada pelo prefeito Zé Martins (PMDB), por meio da Lei Nº 09/2013, que tem como estratégia a mobilização social com vistas a contribuir com a proteção, cuidados e o desenvolvimento de crianças de 0 a 6 anos, a chamada primeira infância nas comunidades remanescentes de Quilombo do município.

INDICADORES QUE MELHORARAM COM A SEMANA DO BEBÊ QUILOMBOLA:

  • Diminuir a taxa de mortalidade de crianças e adolescentes com idade entre 10 a 19 anos por causas externas.
  • Todas as crianças de até um ano de idade agora já possuem registro civil.
  • Aumentou o percentual de escolas da rede pública municipal que atingiu ou até mesmo ultrapassou a meta do IDEB.
  • Foi reduzida a proporção de óbito materno.

 

Edivaldo Júnior faz sua ação inédita na história da política ludovicense após eleição

COMPARTILHE

Pela primeira vez na história da política ludovicense, um político vitorioso faz caminhada na Rua Grande após vitória nas urnas. O agradecimento aos 285.242 de votos dos ludovicenses que lhe garantiram mais um mandato à frente da Prefeitura de São Luís, aconteceu na tarde desta quinta-feira (3) numa grande caminhada no maior centro comercial da cidade. A caminhada da Rua Grande é a primeira de várias que devem ser realizadas em vários bairros da cidade, com o objetivo de cumprimentar e agradecer à população.

Durante o percurso, pela Rua Grande, Edivaldo cumprimentou transeuntes e comerciantes que foram para as portas das lojas para cumprimentar o prefeito reeleito. Durante todo o percurso, Edivaldo agradeceu o apoio e reafirmou o compromisso assumido com a população.

“Agradeço, em primeiro lugar, a Deus. Agradeço também à população ludovicense por ter demonstrado, com o voto de confiança, que aprova e confia na nossa gestão, que aprova ações históricas como a licitação dos transportes e as 1800 ruas que urbanizamos. Nos próximos quatro anos daremos continuidade ao nosso projeto para a cidade de São Luís, voltado para as pessoas que mais precisam”, disse o prefeito, que também aproveitou a ocasião para agradecer a parceria do governador Flávio Dino. “A parceria do governador Flávio Dino tem sido de grande importância, tanto pelos projetos que temos executado em conjunto, para benefício da cidade, quando pelo apoio manifestado na nossa campanha”, afirmou.

Quem acompanhou a passagem da caminhada pela Rua Grande elogiou a iniciativa – caso da gerente de loja, Edivânia Rocha. “A gente percebe que o prefeito está mais presente do que nunca. Mesmo depois da vitória, continuou com o seu trabalho e está agora nos agradecendo, vindo até nós pessoalmente. É a confirmação de que meu voto foi válido de verdade”, disse.

O evento contou com as presenças do vice-prefeito Júlio Pinheiro (PCdoB), dos vereadores reeleito Pedro Lucas Fernandes (PTB), Osmar Filho (PDT), Raimundo Penha (PDT) e dos ex-candidatos à Câmara Municipal, Batista Matos (PCdoB), Rommeo Amin (PCdoB) e Iziane Castro (PSL), além de toda militância que o acompanhou ao longo da campanha.

AGENDAS

Desde a segunda-feira (31) o prefeito reeleito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, já retomou a agenda de vistoria a obras em curso em vários pontos da cidade.

Edivaldo inspecionou as obras de construção da praça e do Ecoponto no bairro do Angelim, bem como o Centro de Saúde Clodomir Pinheiro, que está sendo reformado e ampliado no Anjo da Guarda. Depois de entregue, o centro deverá abrigar um núcleo especializado no tratamento de diabetes e hipertensão.  O prefeito visitou ainda a creche que está em fase de conclusão no Residencial Morada do Sol, na zona rural de São Luís.

BLOG JOHN CUTRIM

Bandido perigoso do Maranhão é preso no Rio de Janeiro pelo Bope

COMPARTILHE

G1/RJ – Apontado como um dos líderes da maior e mais violenta rebelião já registrada no sistema penitenciário do Maranhão, Nilson da Silva Sousa, o Diferente, foi preso por policiais militares nesta sexta-feira (4), no conjunto de favelas do Alemão, na Zona Norte do Rio. Ele estava foragido desde maio deste ano.

A operação para prender o criminoso, realizada na manhã desta sexta, contou com 60 homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e outros 30 do Batalhão de Ações com Cães (BAC) e foi desencadeada com base em informações da Subsecretaria de Inteligência da Secretaria de Estado de Segurança Pública sobre a localização do foragido.

Ao chegarem à comunidade, os policiais do Bope foram recebidos a tiros por criminosos locais, mas não houve feridos.

Diferente, que fugiu do Presídio São Luís em 23 de abril deste ano, foi um dos líderes da rebelião ocorrida no complexo prisional de Pedrinhas, na capital maranhense, em novembro de 2010. A violência da rebelião, que deixou 18 mortos, sendo três por decapitação, ganhou destaque nacional.

O criminoso já havia fugido da penitenciária em fevereiro, junto com mais dois detentos, mas foi recapturado após cometer um assalto a uma agência dos Correios na cidade de Imperatriz (MA).

Ao ser capturado, Nilson apresentou um documento de identidade falso, com o nome de Elivelton Souza Rocha, mas foi reconhecido pelas tatuagens e características físicas. Levado à Central de Garantias, ele teve a identidade confirmada.

Pai da Vereadora Fátima Araújo foi sepultado nesta quinta feira (3)

COMPARTILHE

Foi enterrado na tarde desta quinta-feira (03), ás 18h, na cidade de Lago da Pedra, o pai da vereadora eleita Fátima Araújo (PCdoB). Internado desde o último dia 25 de outubro, quando foi vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), o Senhor José de Paiva Lima, de 85 anos, deu entrada no Hospital Socorrão II (onde permaneceu até o dia de seu óbito) e teve seu quadro de saúde estável por cerca de uma semana, mas infelizmente na quarta-feira, dia 02, o genitor da parlamentar veio a falecer por volta das 11:30h, após o processo de hemodiálise. Além do AVC, exames também detectaram problemas nos rins.

O corpo seguiu no mesmo dia por volta das 16h, para a cidade de Lago da Pedra, a 308 km da capital maranhense, onde foi recebido por familiares e amigos, e no dia seguinte foi enterrado no povoado Lago do Arroz, há 7 km da sede do município.

José de Paiva Lima era casado há 65 anos com a Senhora Edite Lopes Lima; foi Delegado por 25 anos do povoado de Lagoa Seca, município de Lago da Pedra; pai de 19 filhos, 13 vivos e 6 já falecidos; avô de 65 netos, 38 bisnetos e 13 tataranetos.

Por Maxsuel Bruno

HANS NINA: MEUS AGRADECIMENTOS

COMPARTILHE

As decisões que tomamos na vida nem sempre são agradáveis. Ponho nas mãos de Deus aquilo que Ele entender melhor. Em junho de 2015 assumi a presidência do Moto Club de São Luís. Naquele momento, cercado de desconfiança pela falta de recursos, e de surpresa por parte dos amigos. “Estás louco?”, foi a pergunta que mais ouvi.

Com muito trabalho, esforço, dedicação, apoio familiar, dos patrocinadores e torcida; conseguimos alcançar cinco grandes objetivos em campo: o título de Campeão Maranhense, uma das quatro vagas de acesso da série D para a série C do Campeonato Brasileiro, vaga para Copa do Nordeste, vaga para Copa do Brasil e a revelação de grandes promessas para o futebol maranhense.

Fora de campo, iniciamos a organização administrativa do clube; adesão ao Programa de Recuperação Fiscal, com o parcelamento de débitos; fechamento e cumprimento de acordo trabalhistas; pagamento em dia de salários; pagamento de premiações; melhorias no CT com o apoio do MOTIM; reforma do estatuto; venda direta de produtos licenciados; quitação de parcelamento de conta de energia do CT etc.

Muito ainda precisa ser feito pelo Moto Club. Muito mesmo!!! Meu projeto pessoal era levá-lo à Série A em 2020. Infelizmente, neste momento, a saúde não permite, a mim, a dedicação que o clube precisa.

Em fevereiro deste ano, ainda no início do Estadual, sofri um infarto, então com 39 anos. A partir dali, passei a empregar um sofrimento à minha família. Dentre contratações, pagamentos e providências tomadas ainda na uti do hospital, falei que ficaria na presidência até o fim do Estadual. Fomos campeões! Veio o Brasileiro! Como sair assim?

Depois de muita conversa, falei que ficaria até o fim do Brasileiro. Conquistamos o acesso! Aí vem a Série C!

O conflito familiar instalou-se. Alguns dos meus sonhos, ser presidente do clube, ser campeão, subir de divisões do Brasileiro…não poderia largar.

Relutei. Argumentei. Enfim, cedi. Os sonhos e conquistas só valem a pena se partilhados com felicidade por aqueles que amamos. E minha família não estava feliz.

Por outro lado, não poderia ser ingrato com o Moto. “A alegria que esse clube me proporcionou nos últimos meses, preciso retribuir”. E a melhor forma de fazer isso é permitir que outro motense dê continuidade a essa belíssima história que o Moto construiu ao longo de décadas.

Um clube de futebol exige de qualquer presidente dedicação integral. 24 horas por dia. 7 dias da semana. Com 4 competições ao longo de 10 meses, nem se cogita outra conduta. E isso, nesse momento, minha saúde não permite. Não posso insistir e prejudicar o clube e essa maravilhosa e apaixonada torcida. Tentar ficar e sair durante uma competição não é justo.

Há 17 meses ninguém imaginava que estaríamos nesse cenário tão positivo. Quem chegar encontrará parte de cota da Copa do Brasil e a cota da Copa do Nordeste a receber; débitos parcelados; negociações iniciadas; 2 meses para contratar; 1 mês para treinar antes do Estadual e o interesse de vários jogadores em virem para o Papão.

Meu agradecimento eterno por todo apoio recebido ao longo desse período: ao Governo do Estado do Maranhão, na pessoa do governador Flávio Dino; à Secretaria de Esportes do Estado, na pessoa do secretárioMarcio JardimJoslea RodriguesLeonardo CordeiroJefferson BarbosaMaxwell Guerra e todos que apoiaram o Moto Club; à Secretaria de Fazenda do Estado, na pessoa do secretário Marcellus; à Cemar, nas pessoas de Hubert, Luiz Carlos e Jeane Pires; ao Supermercado Mateus; Hospital Aldenora Belo; Hotel Bristol, Planotopo, JeováBarbosa Engenharia, na pessoa de Neto Oliveira; Superclínica, Safemed e clínica DOM, nas pessoas de Henrique Almeida, Gustavo Almeida, Gustavo Vinhas ; Gelo da Ilha, na pessoa de Jorge Mesquita; Água You Happy; D+ Academia, na pessoa de Luciana ArguellesLuart Malharia e Eggos Malharia São Francisco; a DataClick, na pessoa de Mauro Pereira; ao deputado Glalbert Cutrim; à Federação Maranhense de Futebol e toda sua equipe; à SuperBolla; DCTR Eirele; Dani E Antônio Marão; Edson Araújo; Luiz Carlos e Adriana Vieira, contadores; Neto Dragões e toda família Hely Carlos Cláudio; equipe da UFMA, nas pessoas dos professores Mário Sevilio Junior e Emerson Silami.

Também terei gratidão eterna por quem ombreou conosco nessa luta, Waldemir RosaJose Alexandre RochaAdolfo Testi, Dra Julia AminGilberto CamaraCelio Sergio, Anderson Lima, Flávia Bitencourt Jose Rui Aires Jr.Epifanio Souza, Cláudio, Ithamar Sousa Ferreira, Seu Dico. A quem me fez ingressar na diretoria, Edmar Cutrim, Roberto Júnior e Roberto Fernandes.

A todos que trabalharam direta e indiretamente, funcionários e quem honrou a camisa rubro negra.

Ao MOTIM: (Wender SilvaIsabela CastroVitor PfluegerElyson ViníciusEvandro Cleane Figueiredo) que apoiou inclusive financeiramente no momento que precisamos. A todos os torcedores que incentivaram e apoiaram, nas vitórias e derrotas (somente 4). À imprensa que trabalha de forma séria e comprometida com a verdade.

Aos clubes e dirigentes adversários pela dedicação ao futebol; em especial ao Sérgio Frota, que deixou a rivalidade de lado, colaborando com empréstimo de atleta no campeonato Brasileiro.

E, principalmente, quem permitiu que eu chegasse até aqui: Deus, sem Ele nada acontece; minha mãe Socorro e minha esposa Patricia Rocha.

Enfim, se me esqueci de algum nome por puro lapso, deixo meu muito obrigado!

A unanimidade nunca vai existir. Tive falhas. Muitas. Sempre querendo acertar. Quem virá, certeza que logrará mais êxitos. Estarei torcendo e colaborando da forma que for possível.

Qualquer situação dita, além disso, não passa de devaneio.

Com lágrimas e tristeza escrevo essas palavras. Em breve, as transformarei em alegria pelas conquistas que o Moto continuará alcançando pela próxima gestão.

Até breve!

Hans Nina

 

“Edivaldo Jr, tinha a obrigação de ganhar a eleição. Agora, ele tem o dever de fazer uma ótima gestão” – analisou Ed Wilson.

COMPARTILHE

POR ED WILSON – O prefeito reeleito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior (PDT), não pode mencionar nenhuma desculpa daqui para frente. Não cabe mais o falso argumento de que recebeu a Prefeitura falida do antecessor, porque ele vai administrar a si próprio. Não vale, sob nenhum aspecto, qualquer menção a dificuldades. Edivaldo Junior nasceu e cresceu em berço de ouro e nunca perdeu uma eleição.

Edivaldo Jr. teve o apoio incondicional do governador Flávio Dino (PCdoB) e de todas as forças políticas e econômicas do Maranhão. Era, portanto, obrigado a ganhar. Edivaldo Junior está proibido de falar de crise ou de qualquer dificuldade para governar.

O pedetista foi eleito nadando em dinheiro, apoiado por 16 partidos, em uma campanha ostensiva como poucas em São Luís. Se teve tanto dinheiro para a campanha, não pode faltar na gestão. Nenhum centavo a menos para investir na melhoria da cidade, é o que se espera do reeleito.

A vitória de Edivaldo foi, e repetição bem sucedida da ”força total” de Jaime Santana em 1985. Com todos os apoios possíveis e impossíveis, inclusive os forçados, o prefeito tinha a obrigação de ganhar a eleição.

A Câmara dos Vereadores está aos pés do prefeito e deve reeleger o presidente Astro de Ogum (PR), homem da mais alta confiança do pai do prefeito – Edivaldo Holanda (PTC).

O governo Flávio Dino vai dar todo o apoio à gestão, porque tem o vice-prefeito comunista Julio Pinheiro e por todos os compromissos assumidos em campanha sobre as parcerias.

Não precisa esperar o dia 1º de janeiro de 2017. A partir de agora, sem qualquer desculpa nem falso argumento, o prefeito tem o dever de fazer uma gestão de excelência.

Acima de qualquer coisa, o prefeito é filiado ao PDT, o partido que manda e desmanda na Prefeitura de São Luís há 27 anos, conhece a máquina administrativa e não pode apresentar qualquer falha na gestão.

Tudo está a favor de Edivaldo Junior. Qualquer erro será imperdoável.

 

 

Weverton Rocha exige secretarias que mais faturam para fazer negociatas

COMPARTILHE

O deputado federal Weverton Rocha (PDT), também conhecido no meio político como “Maragatuno”, está insatisfeito com as pastas que o PDT administra no governo do Estado. Com isso, a “Máquina” da maldade, como foi “batizado” por especialistas em comunicação, já almeja as secretarias de Educação, Comunicação, Esportes, Trânsito e Transportes, além do IPAM (Instituto da Previdência e Assistência do Município), onde segundo o deputado em conversa com “amigos”, essas  pastas rolam muita grana e negociatas.

Com cargos apagados no governo comunista, e faminto por grana e poder, o PDT não tem expressão estadual no governo Flávio Dino. Todas as secretarias de grandeza ocupadas pelo PDT no Estado foram entregues por incompetência de gestão. Na Seduc era Áurea Prazeres (PDT), acabou deixando a pasta após Weverton exigir que a professora fosse despachar em seu gabinete, o que deixou Flávio Dino de orelha em pé.

O PDT ainda ocupa a secretaria de Trabalho, que tem como secretário Julião Amim, mas quem vigia é Márcio Jerry e Flávio Dino, tudo por causa do “Maragatuno”, que se piscar, dança. O Maranhão nunca esqueceu do rombo, que Weverton Rocha deixou aos cofres públicos quando era secretário de Estado de Esportes e Juventude, no governo Jackson Lago. Na ocasião o deputado meteu a mão no jarro e levou toda grana, aproximadamente 5 milhões de reais que seriam para reformar o Ginásio Costa Rodrigues, com a falsa conversa de que a empresa responsável pela reforma deu calote.

O esporte não é o forte do PDT. A prova de tudo isso, é o verdadeiro abandono da única praça esportiva do município, o Estádio Nhozinho Santos, que está fechado para reforma há mais de 2 anos. O atual secretário de Esportes de São Luís, Júlio França, que já foi pauta de uma CPI na câmara municipal, por desvio de peixes no governo Castelo, é um leigo no assunto e serve apenas de laranja. No Detran-Ma, a pedetista que está lá chegou com as mãos atadas e isso incomoda Weverton.

Espertão, Weverton só indica para assumir pastas do PDT, pessoas que obedecem ordens e tenham coragem de fazer o que o “rapaizinho” manda. Com projetos de candidatura para o senado federal, Weverton escolhe seus amigos pelo bolso ou pela arquitetura de maldade, segundo quem já conviveu com ele e não quer nem aproximação. Com a vontade de beber água na fonte comunista, a corda pode estremecer e a relação ser cortada ainda no ano de 2017. Weverton não é bem visto no Palácio dos Leões pelos comunistas.

Maranhão recebe I Taça Ilha Favela

COMPARTILHE

Contagem regressiva para a realização da I Taça Ilha Favela, idealizada e promovida pela Central Única das Favelas, CUFA.O evento envolve atividades esportivas e culturais, tendo em destaque uma competição de futebol de campo masculino, entre times compostos por moradores de favelas.

No Maranhão a ação ganha o mesmo formato desenvolvido em outros estados do Brasil e envolverá o público das favelas localizadas na Grande São Luís, nas áreas da Cidade Operária, Coroado, Coroadinho além do Sá Viana. De acordo com a coordenação estadual da Cufa no Maranhão, Preto Nando, a I Taça Ilha Favela ocorrerá de forma simultânea e contando com a parceria do Governo do Maranhão grande apoiador do evento com o objetivo de gerar cidadania entre os jovens das periferias.

“A Taça será lançada já no início de novembro e deverá ser um marco na promoção e integração de nossas comunidades através do esporte e, claro, que também vai contribuir para que novos talentos sejam descobertos”, brincou o coordenador.

CRONOGRAMA TAÇA ILHA FAVELA

A Taça Ilha Favela será aberta oficialmente no próximo dia 05 de novembro no Viva da Cidade Operária, unidade 205 a partir das 16h. O evento se estenderá no dia 26 no Complexo Esportivo do Cardosão, no bairro do Sá Viana. O evento ocorrerá sempre aos finais de semana com grande programação esportiva, cultural e shows com artistas de renome nacional.

De acordo com o presidente da Cufa Global, Preto Zezé, a data de início do torneio deverá inaugurar em todo o Maranhão a chegada oficial da Cufa que pretende criar oportunidades e valorização dos jovens.

“Será uma grande festa da cidadania e faremos mais de vinte dias de ações direta envolvendo amplamente os nossos jovens. Por meio do esporte, arte e dança vamos passar a mensagem da paz”, detalhou o presidente que esteve em recente visita ao Maranhão fechando parceria com o Governo do Maranhão para ações voltadas às favelas da capital.

A abertura do evento deverá contar com grande movimentação dos bairros envolvidos, como Cidade Operária, Sá Viana e Área Itaqui Bacanga, Coroado e Coroadinho. Para a programação de abertura, já está confirmado o cantor Dexter, grande nome do rapper nacional.

No encerramento, dia 26, a festa fica por conta de MV Bill, um dos fundadores da Cufa Nacional e grande referência musical.

PROGRAMAÇÃO I TAÇA ILHA FAVELA

Dia 05 de Novembro

16h – Lançamento do Projeto com a presença dos Times

Apresentação Dança e Roda de B. Boy Livre

17h – Chute Inicial

Eletro Acústico Preto Nando

19h – Show de abertura com Dexter

  • Domingo (06) *programação acontece simultaneamente nos bairros da Cidade Operária, Sá Viana, Coroado e Coroadinho.

08h – 12h

– Início do Torneio às 08h;

– Feira de Esporte Urbana

(Exposição de produtos do artesanato local, Apresentação de Dj’s, Grafite, dança de rua e Estética Afro);

Dias 12 e 13

* Sábado – 14h às 18h

– Início do Torneio às 14h;

– Feira de Esporte Urbana

(Exposição de produtos do artesanato local, Apresentação de Dj’s, Grafite, dança de rua e Estética Afro);

* Domingo (13) – 08h às 12h

– Início do Torneio às 08h;

– Feira de Esporte Urbana

(Exposição de produtos do artesanato local, Apresentação de Dj’s, Grafite, dança de rua e Estética Afro);

Dias 19 e 20 – Sábado e Domingo

* Sábado 14h às 18h

– Início do Torneio às 14h;

– Feira de Esporte Urbana

(Exposição de produtos do artesanato local, Apresentação de Dj’s, Grafite, dança de rua e Estética Afro);

  • Domingo (20) – 08 às 12h

– Início do Torneio às 8h;

– Feira de Esporte Urbana

(Exposição de produtos do artesanato local, Apresentação de Dj’s, Grafite, dança de rua e Estética Afro);

Encerramento I Taça Ilha Favela dia 26 – Sá Viana / Complexo Esportivo do Cardosão

A partir das 14h

Final dos jogos

Premiação

18h – Show de encerramento

MV Bill e Comunidade da Rima (CE)

SERVIÇO:

O que: I Taça Ilha Favela

Quando: 05 de novembro de 2016 – Abertura

Onde: Viva Cidade Operária / Unidade 205.

Informações:

Keith Almeida (98)991534418

Agência Clarear

Pai da vereadora Fátima Araújo morre no Socorrão II

COMPARTILHE

Morreu nesta quarta feira (2), dia de finados, por volta do meio dia, o pai da vereadora eleita em São Luís, Fátima Araujo (PCdoB), José de Paiva Lima, de 85 anos de idade. O genitor da vereadora morreu no Hospital de Urgência e Emergência Dr. Clementino Moura – Socorrão II, localizado no Jardim Tropical.

Segundo informações, o pai da vereadora havia sido internado no último dia 25 de outubro, por volta das 8h, mas acabou melhorando e recebeu alta dias depois, após passar por vários exames, medicado e foi liberado. Hoje José Paiva voltou a passar mal e foi encaminhado as pressas para o hospital onde acabou não resistindo a outra parada cardíaca e faleceu. Paiva era natural de Lago da Pedra, interior do Maranhão.

Segundo informações, José de Paiva vinha lutando contra um AVC (doença perigosa e traiçoeira). O corpo deverá ser translado para Lago da Pedra, a 308 quilômetros de São Luís, onde será velado e sepultado.

O Portal Joaofilho.com, deseja força à vereadora Fátima Araújo e roga à Deus que ela possa superar mais essa dor. São os sentimentos de quem faz o Portal.

Por MaranhãoVerdade