casa » 2016 » novembro

Arquivos Mensais: novembro 2016

Convênio com a Funasa vai permitir a construção de 18 poços em Anajatuba

COMPARTILHE

Já dizia Augusto Cury que “a grandeza de um homem não está no quanto ele sabe, mas no quanto ele tem consciência que não sabe”. E somente alguém com pouca grandeza e consciência para não reconhecer os avanços significativos implementados, nos últimos 12 meses, sob a batuta do prefeito Sydnei Pereira(PCdoB), no município de Anajatuba.

Além da completa inexperiência em gerenciar a coisa pública, da falta de recurso decorrente da sangria que desviou quase R$ 14 milhões de reais, no esquema comandado pelo então prefeito Helder Aragão, afastado e preso, na época, por determinação da justiça, ao assumir o comando do município, em outubro de 2015, a falta de água foi outro grave problema enfrentado pelo gestor.

Mas apesar das intemperes Sydnei não desistiu de lutar por uma Anajatuba com melhores condições de vida para sua população, e de tanto percorrer corredores de órgãos estaduais e federais, visando mais e mais benefícios para o município, o prefeito conseguiu a reativação de um convênio com a Fundação Nacional de Saúde – FUNASA, na ordem de R$3,7 milhões de reais, que tem como objetivo a construção de 18 poços.

Desse montante, 03 já estão em pleno funcionamento e outros 04 estarão sendo entregues até o 31 de dezembro do ano em curso. Com profundidade que vareia entre 30 e 160 metros, nas localidades Areial, Teso Grande e Carro os poços já estão atendendo a comunidade. Enquanto os poços dos povoados Assutinga, Flores II e Gameleira serão inaugurados até o final deste ano.

“Logo que assumi, ainda em outubro de 2015, com intuito de levar água potável aos povoados, precisamos fazer um alto investimento com o aluguel de carro pipa. Podem não acreditar, mas ao visitar as localidades, em muitas oportunidades não conseguir conter as lágrimas em vê a péssima qualidade da água consumida pelos anajatubenses. Essa situação me corroía por dentro, fato que me levou a prometer que, dentro das minhas possibilidades, faria o possível para resolver ou amenizar o problema advindo da falta d´água. E mesmo diante da crise que assola o País, com a redução de recursos, cortes e suspensão de programas federais, conseguir cumprir o que estabeleci como uma das prioridade na nossa administração. Não tenho dúvida que esses poços ajudarão a melhorar a qualidade de vida dos meus conterrâneos”, evidenciou o prefeito.

FLÁVIO DINO: O maior contador de piadas sobre saúde pública no Maranhão

COMPARTILHE

Por Ronaldo RochaO governador Flávio Dino (PCdoB) resolveu tentar amenizar o desgaste da última semana em relação ao setor da Saúde no seu Governo – com a denúncia levantada na Assembleia Legislativa da existência de cerca de 8 mil funcionários de hospitais e UPAs do Estado  com trabalho sem carteira assinada e, portanto, com direitos trabalhistas usurpados -, e escreveu o artigo: Saúde de Verdade, publicado na edição de domingo do Jornal Pequeno.

O texto é um emaranhado de informações que acabam, na verdade, confundindo o cidadão. Flávio Dino afirma logo na primeira frase que a atual gestão está fazendo o “maior investimento em Saúde da história do Maranhão”.

Ele não só tenta ignorar o Programa Saúde é Vida, da ex-governadora Roseana Sarney, como desqualificar a gestão de seus adversários políticos. Mas, é justamente aí que acaba jogando contra si mesmo.

SENÃO, VEJAMOS.

O governador afirma que o Governo abriu as portas das UPAs [quando estiveram fechadas?] e diz que hoje há uma rede de hospitais macrorregionais funcionando. A rede foi idealizada por Roseana Sarney e executada pelo ex-secretário de Estado da Saúde, Ricardo Murad, que adversários tanto tentam criminalizar.

Dino também cita que obras de hospitais foram concluídas em Pinheiro, Caxias, Imperatriz, Santa Inês e Bacabal.

Detalhe: todos os hospitais foram deixados pela ex-governadora Roseana Sarney com mais de 90% das obras concluídas. Os equipamentos foram também adquiridos e deixados pela gestão que antecedeu o comunista.

As UPAs, das quais se referiu Flávio Dino, também foram construídas pela peemedebista e funcionavam há 3 anos. Hoje estão sucateadas.

Dino também citou a Carreta da Mulher e o funcionamento de unidades móveis. Outro investimento deixado por Roseana e que o leitor pode facilmente encontrar com um simples clique no google.

E para não ficar só no “maior investimento em Saúde da história do Maranhão” – evidenciada por ele mesmo como uma herança da gestão anterior, queira admitir ou não -, Flávio Dino ainda toma para si a obra de reforma e ampliação do Hospital da Criança. A obra, contudo, é da Prefeitura de São Luís e recebeu apenas uma ajuda de custo do Governo do Estado. Nada que a torne do Executivo Estadual. A obra foi idealizada e é executada pelo município.

Eu hein…

 

Presidente do PAC entra em contato com o editor deste Portal e descreve sua versão sobre matéria anterior publicada aqui

COMPARTILHE

O presidente do Pinheiro Atlético Clube (PAC), e da Liga Pinheirense de Futebol, Filemon Guterres, entrou em contato com o editor deste Portal de Notícias na manhã desta segunda feira (28), para explicar sua versão com relação a matéria publicada aqui sobre a polêmica entre Santa Quitéria X Federação Maranhense de Futebol (FMF), onde o PAC juntamente com Filemon foram citados no texto.

A tese abordada para sua defesa foi sobre uma suposta oferta da Secretaria de Esportes de Pinheiro para Filemon e em troca Luciano bancaria o PAC no campeonato maranhense. “Nunca sentei com Luciano para falar sobre secretaria de esportes de Pinheiro. Houve sim, uma reunião com ele em São Luís, mas onde levei dois orçamentos do PAC: um para o time fazer boa campanha e outro para brigar por título. Isso porque não tenho condições de manter um time. Fui contra a entrada do PAC no futebol profissional, e com o seletivo perdemos os patrocinadores” – destacou Filemon.

Com relação ao texto que destacava Filemon como afilhado e único cabo eleitoral de Antônio Américo nas eleições deste ano em Pinheiro, ele foi categórico ao explicar tudo. “Não fui cabo eleitoral de Américo como foi passado para o Portal. Rompi com Antônio Américo mesmo antes das eleições, já que não concordava com algumas atitudes dele na campanha. Na FMF também estamos rompidos e cada um segue seu caminho, nossa relação é simplesmente profissional, já que sou presidente do PAC e da Liga” – finalizou.

Sobre o cargo vitalício de Filemon na Liga Pinheirense, ele foi franco em afirmar que houve equívoco por parte da fonte, mas deu sua versão. “Essa história de cargo vitalício, isso é balela. Meu mandato termina em janeiro de 2018, e ali existe um Estatuto e tem a lei que rege isso tudo. Já temo o Profute e ninguém mais pode se perpetuar em cargos de entidades. Estou ali por paixão ao futebol amador e não luto só pelo esporte de Pinheiro, meu esforço também gera luta pela baixada” – disse.

Para finalizar seus argumentos, Filemos destacou seu trabalho e compromisso com o esporte da região. “Hoje tenho 16 atletas do sub19 e só eu sei como faço para mantê-los até a Copa São Paulo de Futebol Junior. Será um mês de preparação e isso tudo é gasto. Se compro um pão pra mim, tenho que comprar mais 16 para os jogadores. Se for pra assumir alguma secretaria em Pinheiro, que seja por mérito de minha qualificação, jamais por apadrinhamento. Já fui secretário de esportes em Pinheiro e a população sabe de meu trabalho” – finalizou Filemon Guterres.

Só lembrando que esse mingau de caroços pode render muitos capítulos, já que os regulamentos das duas competições não estão sendo respeitados pela FMF e isso pode parar na justiça. Até um torcedor por acionar a FMF na justiça, baseado no Estatuto do torcedor. O certo mesmo, é que a cidade de Pinheiro toda comenta sobre a pasta da Secretaria de Esportes na gestão de Luciano. VAJA AQUI no Blog de Herasmo Leite.

FMF mistura política com futebol, e pode transformar o campeonato maranhense de 2017 em mais uma “salada” de problemas.

COMPARTILHE

A expectativa dos torcedores e dirigentes do futebol maranhense seria de um campeonato mais organizado, atraente e rentável para os clubes participantes. Só que nem foi construída da tabela e muito menos o regulamento do certame de 2017, e já temos a primeira mexida drástica.

Segundo fontes deste Portal, a exclusão do Santa Quitéria do campeonato maranhense de 2017, nada tem haver com praça esportiva, já que nenhum clube participante tem estádio e depende exclusivamente do poder público, como por exemplo Moto, Sampaio, Mac e Americano (este que nasceu em Bacabal), e hoje mendiga pelas ruas da capital. De acordo com a fonte, a suposta saída do Santinha, se deve a uma suposta oferta política ao Presidente da Federação Maranhense de Futebol (FMF), Antônio Américo, que estaria negociando a Secretaria Municipal de Esportes de Pinheiro, com o novo prefeito Luciano Genésio, para que o presidente do Pinheiro Atlético Clube (PAC) e também Presidente da Liga Esportiva Pinheirense, Filemon, assuma a secretaria de esportes da Princesa da baixada. Em troca, Américo colocaria o PAC no campeonato maranhense a partir de 2017, onde Luciano bancaria o time e apoiaria Américo para deputado estadual em 2018.

Ainda segundo a fonte, Filemon é homem de confiança de Antônio Américo e foi o único cabo eleitoral do presidente da FMF em Pinheiro, onde Américo foi candidato a prefeito pelo PPS e recebeu uma votação pífia de pouco mais de 400 votos. Como não houve segunda divisão do maranhense em 2016, a FMF fez um seletivo e no regulamento diz que apenas o campeão subiria para a Série A do campeonato maranhense de 2017. Só que Américo pode rasgar dois regulamentos ao mesmo tempo, o da série A e B ao colocar o PAC no estadual.

De acordo com a fonte, Filemon já está vitalício como presidente da Liga Esportiva Pinheirense, agora assumiu a presidência do PAC e deve assumir a Secretaria de Esportes de Pinheiro, o que seria uma espécie de afilhado de Antônio Américo. Segundo a fonte, Antônio Américo e Filemon já se encostaram com Luciano. De acordo com a fonte, Luciano havia dito dias atrás que se o PAC disputasse o campeonato maranhense, ele bancaria o time e de quebra Américo ganharia a pasta do esporte no município. Vamos aguardar pra ver esse desenrolar… O certo mesmo, é que o Santinha dançou.

4ª Semana do Bebê Quilombola consolida trabalho voltado às crianças de Bequimão

COMPARTILHE

A IV Semana do Bebê Quilombola, realizada pela Prefeitura Municipal de Bequimão, por meio da Secretária Municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, foi aberta nesta sexta feira (25), com participação de moradores das comunidades quilombolas e estudantes das escolas públicas e particulares do município. O evento, que já faz parte do calendário de Bequimão desde 2013, tem apoio do Unicef e da Fundação Josué Montello.

bebe4 bebe12

Para a secretária de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, Dinha Pinheiro, a Semana do Bebê Quilombola é uma marca da gestão do prefeito Zé Martins. “Os indicadores melhoraram muito durante esses quatro anos e pretendemos avançar muito mais, criando fatores que precisam ser implantados em algumas comunidades, para, com isso, melhorar a primeira infância, a saúde e a educação. Sabemos que já fizemos muita coisa, mas precisamos avançar muito mais”, destacou a secretária.

bebe1 bebe6

O secretário municipal de Educação, Aristides França, destacou a importância da parceria entre as duas pastas na administração de Zé Martins. “O mais importante é o resgate da palavra cuidar, que é uma ação da família, já que a escola tem como função social o ensinar; e a família cuida e educa. A Semana do Bebê Quilombola vem realmente ratificar isso na consciência e na prática, cuidando das crianças, dos jovens e adolescentes, com a escola ampliando aquilo que já vem da família”, afirmou o secretário, que também é professor.

bebe10 bebe7

Para o líder da comunidade quilombola de Ariquipá, Carlos Alberto, a mudança foi muito grande desde a implantação da Semana do bebê Quilombola. “Um exemplo da melhora foi a diminuição da mortalidade infantil, em que as mães bequimãoenses começaram a se conscientizar da importância do pré-natal, como cuidar das crianças após nascimento, assim como instruir a criança sobre a educação familiar. As comunidades quilombolas de Bequimão passaram a ter uma atenção especial”, reconheceu.

bebe11bebe5

O secretário municipal de Administração, Zé Orlando Ferreira, que representou o prefeito Zé Martins no ato, falou da importância da 4ª Semana do Bebê Quilombola no Município. “As comunidades Quilombolas hoje têm equipes direcionadas só para trabalhar junto com essas crianças. O que Zé Martins mais fez nessa sua gestão foi valorizar as comunidades quilombolas no município, que antes eram esquecidas. Nós ficamos orgulhosos desse trabalho desenvolvido, que mostra resultados positivos. Isso nos deixa feliz com esse trabalho único realizado no Maranhão”, destacou.

bebe8 bebe14

Na avaliação da representante da Fundação Josué Montello, Gisele Padilha, o evento mostra seus resultados ao se observar a evolução dos indicadores sociais. “A Fundação Josué Montello acredita que a parceria está dando certo, já que estamos na 4ª edição. Em nível de Brasil, Bequimão é o único município que tem a Semana do Bebê Quilombola. Existe a Semana do Bebê, mas a Semana do Bebê Quilombola é específica e só existe em Bequimão, tanto é que existe uma lei, que é a 09/2013, que institui a Semana do Bebê Quilombola em Bequimão”, frisou.

SEMANA DO BEBÊ QUILOMBOLA É LEI
A Semana do Bebê Quilombola em Bequimão foi criada pelo prefeito Zé Martins (PMDB), por meio da Lei Nº 09/2013, que tem como estratégia a mobilização social com vistas a contribuir com a proteção, cuidados e o desenvolvimento de crianças de 0 a 6 anos, a chamada primeira infância nas comunidades remanescentes de Quilombo do município.

bebe3 bebe9

Todo ano, a primeira criança que nasce em uma comunidade quilombola durante a semana do evento é eleita como bebê prefeito. Leidiane Cantanhede, que é mãe do bebê prefeito do ano passado, comentou essa experiência. “A Semana representa algo muito importante no Município. Só o fato da secretaria dar atenção para as crianças já mostra o grande empenho do prefeito. Muitas mães não têm condições e a prefeitura ajuda, isso mostra o compromisso com as comunidades quilombolas”, disse.

Estiveram presentes na abertura da 4ª Semana do Bebê Quilombola, secretários municipais, lideranças de comunidades Quilombolas, estudantes e educadores do município de Bequimão, além da sociedade civil.

CLIQUE AQUI E VEJA TODA PROGRAMAÇÃO DA 4ª SEMANA

4ª SEMANA DO BEBÊ QUILOMBOLA (25 a 30 de novembro de 2016)

COMPARTILHE

TEMA: O direito, a sobrevivência e o desenvolvimento da criança quilombola.

Lei Municipal nº 09/2013 instituiu, no âmbito do município de Bequimão, a Semana do Bebê Quilombola.

(PROGRAMAÇÃO)

25/11 (sexta-feira)

8h – Cerimonia de abertura

9h – Apresentação de vídeo sobre a infância

9h30 – Palestra “Atuais perspectivas da primeira infância: saúde, educação e assistência em benefícios das crianças”.

11h – Banda de música com canções de ninar

11h30 – Apresentação do bebê prefeito de 2016

Local: Sindicato dos trabalhadores e trabalhadoras rurais de Bequimão (STTR)

15h – Visita ao Conselho Tutelar e montagem do cantinho do bebê

26/11 (sábado)

Oficina de leitura (formar pequenos leitores)

Público-alvo: criança das escolas municipais

Responsável: Secretaria Municipal de Educação

Oficina Inclusão da criança com deficiência na educação infantil

Público-alvo: mães, pais e educadores.

Responsável: Secretaria Municipal de Educação

Palestra sobre CadÚnico e programas sociais (PBF, nutriz gestantes, energias, criança feliz e busca ativa)

Público-alvo: comunidade em geral

Responsável: Secretaria Municipal de Assistência Social

Oficina sobre Segurança alimentar, alimentação saudável, reaproveitamento e aprimorando novos sabores

Público-alvo: mães e pais

Responsáveis: Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria Municipal de Agricultura e Segurança Alimentar

Circuito de atividades lúdicas: brincando com corpo a gente aprende

Responsável: Secretaria Municipal de Esportes

Competição de damas e dominó, informações dos jogos, desenvolvimento lógico, competição e vídeos

Público-alvo: crianças

Responsável: Secretaria Estadual de Igualdade Racial (SEIR)

Cuidado com cantinho do bebê e oficina de massagem para bebê

Responsável: Fundação Josué Montello

27/11 (Domingo)

Oficina sobre construção de fantoche com tema família

Público-alvo: criança, mães e pais

Responsáveis: Secretaria Municipal de Educação e Secretaria Municipal de Assistência Social

Palestra sobre Direito à saúde dos adolescentes, adolescência, sexualidade e gravidez na adolescência

Público-alvo: adolescentes e jovens

Responsáveis: Secretaria Municipal de Educação e Secretaria Municipal de Saúde

Recreação rouba bandeiras, corrida de saco e palestras lúdicas

Público-alvo: crianças

Responsável: Secretaria Estadual de Igualdade Racial

 FUNDAÇÃO JOSUÉ MONTELLO, cuidado com cantinho bebê, brincando se aprende a amar. Publico alvo, criança de 0 a 6 anos.

Dia 28-11 segunda

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO E SECRETARIA MEIO AMBIENTE, oficina e atividades lúdicas  construído  com reciclagens, mães, pais e crianças.

SECRETARIA SAÚDE, oficina de  alimentações e nutrição infantil, publico alvo, adolescentes gravidas, mães e pais

*Vacina, campanha de imunização, publico alvo criança de 0 A 6 anos

*Roda de conversa sobre aleitamento e sua importância, publico alvo, mães e gestantes.

SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA, palestra,   nascer com amor e uma questão de saúde. Paterna e fortalecimento de vínculos afetivos. Publico alvo mães, pais e comunidade.

SEGURANÇA PUBLICA. Palestra ante drogas e  violência na infância, publico alvo mães, pais e comunidade.

SEIR, recreação corrida do peth, cabo de guerra, palestras lúdicas e vídeos. Publico alvo crianças.

*palestra sobre saúde da população negra, publico alvo, crianças e a comunidade em geral.

 FUNDAÇÃO JOSUÉ MONTELLO, cuidado com cantinho do bebe e atividades lúdicas. Publico alvo crianças de 0 a 6 anos.

Dia 29-11 terça

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO E CULTURA, cinema nas comunidades, publico alvo criança e comunidade em geral

*oficina e teatro, identificar nossos artistas, publico alvo, adolescentes e jovens.

*SECRETARIA EDUCAÇÃO E SECRETARIA DE SEGURANÇA, palestra prevenção de acidente na infância, publico alvo, mães,pais e comunidade.

SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA E CRÁS, identificar sinais de violência na primeira infância, publico alvo , pais, mães e professores.

SECRETARIA DE SAÚDE, palestra: desnutrição na primeira infância, publico alvo, mães, pais e auxiliar da merenda escola.

*palestra: os cuidados com a primeira dentição e a retirada da chupeta e transição do aleitamento materno para alimentação pastosa.

SECRETARIA DE AGRICULTURA E SEGURANÇA ALIMENTAR, tema: feira para todos. Mostra de vida saudável através da alimentação cultivada em sua comunidade. Publico alvo, comunidade.

SEIR: oficina de perna de pau e pião, palestras lúdicas. Publico alvo, pais e criança.

FUNDAÇAO JOSUÉ MONTELLO: cuidado com cantinho do bebê e resgate as musicas de ninar. Publico alvo criança de 0 A 6 anos e os pais.

Dia 30 – 11 quarta

8h praça 2 de novembro

*Caminhada nas principais ruas da cidade

*Entrega da chave ao bebê prefeito(fala das autoridades )

*Manifestações culturais de cada região

*Encerramento.

 

Para Flávio Dino, governar é anunciar (Propaganda)!

COMPARTILHE

Enquanto todo país fala em crise financeira nos Estados, mais aumentam os gastos do governo Flávio Dino com publicidade. A façanha segundo documentos mostra que o governador maranhense não nada diferente, do que Roseana Sarney fazia quando comandava o Maranhão. Flávio Dino fez pior.

fat1 fat2

O governo comunista já alcançou a cifra de R$ 87,1 milhões, um valor 45,4% superior ao maior gasto do governo Roseana Sarney (R$ 59,9 milhões em 2014). A frase mais correta para uma atitude dessas é: “Mudam-se os atores, mas o espetáculo permanece o mesmo”.

fat3nars

Um Estado de Narciso, com uma azeitada máquina de propaganda a serviço da vaidade particular e dos projetos pessoais do governante. Para os palacianos, é como se a população maranhense não tivesse informações do que é certo ou errado. Enquanto isso, hospitais no Maranhão estão sendo fechados por falta de materiais básicos.

Por Wagner Cabral (Com Edição)

 

Moradores da Vila Conceição no João de Deus denunciam falta de transparência nas eleições da Associação

COMPARTILHE

Os moradores da Comunidade Vila Conceição, localizada no bairro João de Deus, denunciaram nas redes sociais, a falta de transparência nas eleições da Associação dos Moradores, que já perpetuou apenas com um grupo.

De acordo com a nota publicada pelos moradores no Facebook, a Associação tem 24 anos de fundação, sendo que 16 desses foram comandados pelo mesmo grupo que sucateou a casa do povo do bairro, abandonando totalmente tudo.

fom1fom2

De acordo com imagens espalhadas pelos moradores no Whatzap, a frente da Associação está tomada por lixos. O terreno que é próprio para uma praça (Área de Lazer), está totalmente abandonado pelos que se dizem administradores da Associação há 16 anos. Um descaso ao patrimônio do povo e principalmente uma falta de respeito com os moradores do bairro.

Além disso, existe uma denúncia de que a Associação estaria cobrando taxas para Parques, Igrejas e outras entidades realizarem seus eventos no local. E mesmo com faturamento extra, segundo moradores, a Associação continua falida.

SEGUE ABAIXO A NOTA NA ÍNTEGRA PUBLICADA NO FACEBOOK POR MORADORES.

Nós, moradores da comunidade da Vila Conceição/João de Deus, através desta nota denunciamos a falta de transparência nas eleições da associação dos moradores da Vila Conceição/João de Deus. 24 anos de existência, 16 sob o comando de um grupo. Grupo esse que abandonou totalmente a nossa associação. Lixo e mais lixo tomam conta do espaço que existe na frente da associação. Terreno propício para uma praça, quadra de esportes ou outro ambiente recreativo. Nem mesmo a rua que passa à frente da mesma foi permitida asfaltar. Os moradores precisaram interferir junto à associação, para que o asfalto completasse toda rua. Além disso, existe uma denúncia que a associação cobra para parques, igrejas e outras entidades realizarem seus eventos. Nós, moradores da comunidade, reivindicamos nossos direitos de participar das eleições e demais atividades da entidade.

Projeto do vereador Sebastião Albuquerque pede que pacientes que fizeram cirurgia bariátrica tenham descontos em restaurantes de São Luís

COMPARTILHE

Pessoas que passaram por cirurgia de redução de estômago podem ganhar desconto de 50% ou meia porção dos pratos pedidos em restaurantes e similares de São Luís. O benefício está previsto no projeto de lei 104/2016 que tramita na Câmara Municipal de São Luís, desde o dia 12 de julho, e deve ser apreciada em Plenário nas próximas semanas.

O vereador Sebastião Albuquerque (PRP), que é o autor proposta disse nesta terça-feira (22), em entrevista ao Programa Câmara em Destaque, na Rádio Difusora AM (680 kHz), que vai pedir dispensa dos interstícios regimentais para que a matéria seja apreciada e votada em plenário.

— Entendo que é algo excepcional a discussão dessa temática de estabelecer uma lei a nível municipal, para que todas as pessoas que foram submetidas a esse tipo de cirurgia, e que de fato vão comer menos paguem pelo preço justo, peço inclusive pela urgência a dispensa dos interstícios regimentais para apreciarmos esta matéria — afirmou.

De acordo com o texto, a nova lei, se aprovada e sancionada, obriga os estabelecimentos que servem a “la carte”, rodízios e porções, a oferecer desconto sobre o valor cobrado para as pessoas que realizaram cirurgia bariátrica ou qualquer outra gastroplastia. No entanto, para ter direito ao beneficio, o consumidor deve apresentar carteira, laudo ou declaração do médico responsável, devidamente escrito no CRM (Conselho Regional de Medicina).

— O gastroplástico não consegue ingerir a mesma quantidade de alimento que ingeria antes da cirurgia. Nossa proposta é exatamente resguardar os direitos de um consumidor diferenciado: o gastroplastizado — disse Albuquerque na justificativa do projeto de lei.

REDUÇÃO DE ESTÔMAGO      
O Maranhão possui 450 pacientes portadores de obesidade mórbida que aguardam pela cirurgia de redução bariátrica, conhecida popularmente como cirurgia de redução do estômago, que tem como o objetivo reduzir o peso de pessoas com o Índice de Massa Corporal (IMC) muito elevado. Segundo dados do Ministério da Saúde, São Luís é a capital brasileira que apresenta o menor índice de pessoas com excesso de peso. A taxa indica que 46% da população têm excesso de peso e 18%, de obesidade.

Segundo um levantamento de dados realizado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), entre 2003 e 2010 o número de cirurgias de redução de estômago aumentou 375%, passando de 16 mil operações para 60 mil, em todo o país.

Em São Luís, o Hospital Universitário da UFMA realizou no mês de janeiro deste ano mais de 14 procedimentos deste tipo. Sendo que 300 ainda estavam em fase de preparação, que incluíam exames e entrevistas.

O vereador Gutemberg Araújo (PSDB) que é médico cirurgião explica que essa é uma doença que atinge a todas as classes sociais. Segundo ele, são oito cirurgias por mês e 96 por ano, de acordo com a recomendação do Ministério da Saúde.

— Esta é uma doença que atinge a todas as classes sociais. Em todo o mundo são mais de 1 bilhão e 300 mil pessoas que sofrem as consequência da obesidade. Não há uma fila de espera. O HU realiza em média duas cirurgias por semana. São oito cirurgias por mês e 96 por ano, de acordo com a recomendação do Ministério da Saúde. Todas são financiadas pelo SUS — informou o especialista na técnica, apontando que um dos maiores causadores da obesidade é a transição alimentar, como os alimentos tipo fast‐food.

 

Rio Anil Shopping libera estacionamento grátis para clientes na sexta

COMPARTILHE

Campanha terá a duração de três dias para garantir comodidade ao consumidor; sexta e sábado o horário de abertura será antecipado.

A forte temporada das compras de fim de ano será hoje, com mais uma edição da Black Friday. A sexta-feira de grandes descontos se consolida no calendário do varejo brasileiro e dezenas de lojas do Rio Anil Shopping, da rede BRMALLS, irão participar da campanha com duração de três dias, que começa nesta sexta-feira, dia 25, e vai até domingo, dia 27 de novembro. Na sexta, inclusive, o estacionamento é grátis durante todo o dia.

A antecipação das compras natalinas foi tendência nas últimas edições da Black Friday em todo país, quando os consumidores aproveitaram o 13º para investir em presentes com boas opções de preço. O que deve repetir este ano. Em 2016, pesquisas realizadas por especialistas em internet mostram o grande interesse das buscas pelo termo “black friday”.

Em São Luís, o Rio Anil Shopping terá horário de funcionamento alterado hoje (25) e amanhã (26) para receber clientes com mais comodidade para que as compras possam ser realizadas com calma. A abertura será às 9h e o fechamento às 22h. Um tempo extra para garimpar ofertas nos segmentos de eletroeletrônicos, sapatos, roupas femininas, acessórios, brinquedos, entre outros.