casa » 2016 » outubro (página 2)

Arquivos Mensais: outubro 2016

O jogo político imita o futebol, mas desafia a química…

COMPARTILHE

Um ano antes de qualquer eleição não tem cidadão sujo, todo mundo é puro e leal. Basta registrar sua candidatura no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que as mazelas começam aparecer. E isso não é puramente só no Brasil, em qualquer lugar do mundo a tática é usada da mesma forma. No Brasil tem um diferencial, alguns profissionais são usados e tornam-se verdadeiros cão-de-caça de determinados candidatos. É errado? Não.

No Maranhão, a briga é bem mais acirrada. A imprensa se envolve, veículos de comunicação usam seus profissionais como combatentes, e até mesmo Jornalistas, Blogueiros e Radialistas independentes alugam seus espaços para “triturar” alguns candidatos. A regra é clara: “candidatos sujos não podem concorrer a cargo público”, mas o STF (Superior Tribunal Federal) bebeu da mesma cachaça dos gestores corruptos, e passou uma borracha de duas cores para tentar apagar as manchas. A Imprensa não perdoa.

Este ano, os candidatos aos cargos de vereador e prefeito, temeram mais a imprensa, do que a justiça. Parece que os papeis se inverteram: o quarto poder assumiu o lugar da justiça e a justiça se conteve com o quarto poder. Hitler dizia que temia mais a imprensa do que um exército com cem mil homens armados. E isso aconteceu nesta eleição no Maranhão. A prova concreta da força da imprensa no Estado, é que “os últimos foram os primeiros e os primeiros foram os últimos”, como a Bíblia Sagrada relata em (Mateus 20:16, Lucas 17:17,18). Neste caso me refiro à candidata Eliziane Gama (PPS), que liderava as pesquisas e chegou muito atrás no resultado final.

Em São Luís, a eleição teve um caminho bem diferente do que muitos esperavam. As primeiras pesquisas desde 2014 mostravam Eliziane na frente e Edivaldo Holanda Jr, muito distante da vontade de seu Grupo. A primeira tática foi convencer Edivaldo Jr a trocar de partido, e isso aconteceu. O prefeito de São Luís deixou o PTC e se filiou no PDT, partido historicamente conhecido como maior investidor na educação pelo fiel Brizola. Até nesse momento, Eliziane Gama não tinha concorrente, todos achavam que Edivaldo Holanda Jr iria desistir da reeleição por causa da rejeição. Foi um equívoco de quem pensou nessa hipótese. Edivaldo Jr usou uma passagem Bíblica que diz: “quando o justo governa, o povo se alegra, mas quando o ímpio domina, o povo geme” (Provérbios 29:2). A partir daí, o pedetista começou sua luta em busca de mostrar trabalho, já que dois anos haviam se passado e nada havia sido feito. A tarefa era árdua, mas a luta era grande.

Levando a visão do campo político para o campo futebolístico, seria como se Edivaldo estivesse na zona de rebaixamento na 24ª rodada e tivesse que lutar para entrar no G2 em um campeonato de 48 rodadas (4 anos). E não é que isso aconteceu! Edivaldo saiu justamente dessa zona perigosa, e chegou ao segundo turno como o mais votado com 240 mil votos.

A eleição de São Luís parecia mesmo um campeonato futebolístico de mata-mata. Os favoritos ficaram pelo meio do caminho, e um “Azarão” chamado Eduardo Braide (PMN), chegou à grande final para disputar o troféu – La Ravardiére 2016. Sabe aqueles campeonatos onde times com menor investimentos surpreendem? Pois é, Braide se tornou o Pinheiro Atlético Clube (PAC) de 1996 – vice-campeão maranhense, o JV Lideral em 2009 – campeão maranhense, o Juventude-RS em 1999 – campeão da Copa do Brasil em cima do todo poderoso Botafogo, Santo André-SP – campeão em 2004 em cima do Flamengo, e Paulista de Jundiaí-SP – campeão em 2005 contra o Fluminense pela Copa do Brasil.

Mas a análise é política, o futebol entrou no texto como referência aos acontecimentos nos últimos dois meses. Em São Luís a política superou a química, onde ingredientes heterogêneos se uniram e formaram uma mistura homogênea. No meio da comunicação Weverton Rocha (PDT) se uniu ao empresário Edinho Lobão Filho (PMDB) e arrendou o “Grupo Difusora de Comunicação”, hoje chamado pelos opositores de “Sistema PDT de Comunicação”. E foi justamente na Difusora, que as polêmicas sobre as eleições municipais foram criadas pelos profissionais. Braide chegou a confrontar os jornalistas Jeisael Marxs e Clodoaldo Corrêa e os blogueiros John Cutrim e Leandro Miranda durante sabatina na TV, e isso virou um “Ziriguidum” nas redes sociais. Jeisael foi massacrado pelos internautas, como qualquer outro bom Jornalista poderia ter sido também.

Enquanto isso, Edivaldo Jr corria atrás de votos, para se manter na ponta até às 20h de domingo (30), quando encerra de vez essa disputa. Mas nos bastidores de alguns veículos de comunicação, a fatura de acordos propagandísticos está sendo cobrada através de avisos (Matérias negativas), um desrespeito ao candidato, já que o contrato entre ambos, se é que existe, foi assinado por trás das câmeras. É a política do Maranhão, que desafia a química a todo instante.

Diante de seu eleitorado, ninguém quer ser Sarneysista. No silêncio da noite, todos os candidatos querem o apoio do Mister da política nacional. Mas, o mais engraçado, é que qualquer Sarneysista só não presta quando está do outro lado. Uma confusão na cabeça dos eleitores ludovicenses. Até os ex-secretários de Castelo entraram na salada de “podres e fedendo”, inclusive o próprio Eduardo Braide, que disputa a prefeitura.

Nos programas eleitorais era pra ser exibida a seguinte frase: “Proibido para menores de 18 anos”, um crime contra a honra, já que a baixaria gira a todo instante. Até a lei que protege crianças é desrespeitada. São usadas imagens de menores como forma de publicisar o candidato, uma tática usada por todos.

Um mente, o outro desmente. No final de tudo, um chora e o outro vai enxugar as lágrimas, porque assim funciona na política. E os eleitores vão chorar abraçados e arrependidos. Mesmo assim, a vantagem de Edivaldo Holanda Jr é muito grande em comparação ao seu adversário Eduardo Braide. É como se Edivaldo estivesse goleado Eduardo por 4×0 no primeiro confronto, e agora Braide tivesse que vencer por 5×0 para conquistar a taça. Porém como todo jogo, tudo pode acontecer. Quem vai entrar em campo no dia do jogo, são os torcedores (eleitores), que até agora estão nas arquibancadas…

No próximo artigo, falaremos da missão e do compromisso de políticos para almejar o poder…

 

 

 

 

 

 

Pastor da Assembleia de Deus autoritário, e um da Batista agride Jornalista por causa de Edivaldo Jr.

COMPARTILHE

Há pouco menos de 10 dias para a grande decisão democrática em São Luís, o cenário político na capital maranhense começa a ficar complicado e muito violento. Em São Luís está proibido usar o número 33 em qualquer ocasião. É que alguns torcedores do PDT e PCdoB estão agredindo pessoas pelas ruas da cidade.

No início desta semana, a vítima foi a Jornalista Anielle Pimentel, da TV Guará, cana 23, após cobrir uma ação do candidato Edivaldo Holanda Jr (PDT). A repórter foi proibida de se aproximar da caminhado do pedetista, e ainda agredida verbalmente por um possível eleitor de Edivaldo, que se passou por segurança.

pastor2

Nesta quarta feira (19), a outra vítima foi a Jornalista Dalvana Mendes, que após participar de uma caminhada do candidato Eduardo Braide (PMN), se dirigiu até a uma Lan House para fazer impressão de materiais, mas acabou sendo agredida pelo proprietário do estabelecimento, que segundo a jornalista, é um pastor da Igreja Batista no bairro Vila Palmeira. O pastor pedetista agressor foi identificado por Roberto Carlos Salomão Chaib, como mostra a foto abaixo.

pastor1

Por outro lado, o presidente da Assembleia de Deus, José Guimarães Coutinho, colocou uma nota nos murais de todas as Igrejas ordenando os Assembleianos votarem em Edivaldo Holanda Jr. Segundo fontes fidedignas, Edivaldo mandou fazer um grupo no Whatsap só com números de celular de pastores, mas o administrador é Weverton Rocha, coordenador de campanha de Edivaldo e incentivador de badernas por parte da juventude do PDT, aliando aos integrantes da juventude do PCdoB, que tem como instrutor Marcio Jerry. Até café da manhã os pastores tiveram nesta segunda feira (17).

igre2

A pressão aos pastores é tão grande, que alguns que estão como Assessores especiais podem perder a “boquinha” no Palácio La Ravardiere. Pra quem não imagina, Edivaldo está sendo usado por Weverton Rocha e Marcio Jerry para tentar destruir o adversário.

Daqui para o dia 30 de outubro, dia da eleição de segundo turno, muita água vai rolar por debaixo dessa ponte, que na verdade mais parece o lixão de Gramacho, no Rio de Janeiro…Até Maria da Penha foi acionada nessa eleição.

No Maranhão, política e ideias formam uma mistura heterogênea. E ainda falam em democracia…

 

“Jeisael Marx deixou de lado a galhardia de cantador de bingo e engasgou-se no próprio sangue de âncora de programa policial” – analisou professor Ed Wilson

COMPARTILHE

“A SABATINA DA TV DIFUSORA, OS JORNALISTAS E SEUS FINANCIADORES”

POR DR. ED WILSON – Jornalista é um trabalhador especial, porque lida com uma ferramenta delicada – a informação. Em tese, deveria usar a profissão para educar, instruir e desenvolver o senso crítico do público. Muitos o fazem, graças a Deus.

Mas, o fluxo de informação tem o controle acionário das empresas e dos políticos, transformando a profissão de jornalista em joguete dos interesses particulares ou de grupos familiares que controlam os meios de comunicação, as prefeituras, governos e parlamentos.

Nessa cruzada de interesses, os jornalistas vendem sua mão-de-obra porque precisam sobreviver, pagar as contas e comprar o leite das crianças.

Os blogs, que deveriam fugir à regra do controle das corporações político-econômicas sobre os meios de comunicação, acabaram reproduzindo o círculo vicioso.

Durante das campanhas eleitorais, os jornalistas vivem na corda bamba dos vencedores/derrotados e nas constantes mudanças de linha editorial dos jornais e das emissoras de rádio e televisão, que ficam à mercê dos sabores e desprazeres de quem pilota as verbas publicitárias do poder público.

No Maranhão, em especial, a sobrevivência da mídia impressa e eletrônica depende majoritariamente do Governo do Estado, da Prefeitura de São Luís, da Câmara dos Vereadores, Assembleia Legislativa e dos mandatos parlamentares no varejo.

Quase tudo está dominado. É difícil fugir a essa regra, a não ser quando um programa é arrendado e o operador temporário do meio, dita a linha editorial do patrocinador.

RINGUE

Foi nesse contexto que ocorreu um dos piores momentos da campanha eleitoral de São Luís, durante a sabatina da TV Difusora, arrendada para o grupo político do prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT), candidato à reeleição.

Por uma razão financeira óbvia, a televisão arrendada integra a artilharia pesada do prefeito contra o adversário Eduardo Braide (PMN).

Chamado ao ringue, Braide foi à sabatina da TV Difusora já sabendo que ia apanhar. Por isso, bateu, provocando os jornalistas sobre as suas relações empregatícias.

A partir desse momento, o que deveria ser uma sabatina virou um espetáculo protagonizado pelo jornalista Jeisael Marx, que perdeu a compostura e atropelou todas as regras da entrevista.

Marx deixou de lado a galhardia de cantador de bingo e engasgou-se no próprio sangue de âncora de programa policial, incorporando uma espécie de comunista bissexto com porrete na mão.

Assim, a chance de entrevistar o candidato sobre as propostas para a cidade transformou-se em um ringue.

Na ausência de um campo da comunicação pública no Maranhão, há pouca luz no fim do túnel para a cobertura eleitoral e para o jornalismo político, que seguirá ao sabor do controle acionário das emissoras.

A sabatina da TV Difusora traduz uma síntese: o futuro de São Luís é sombrio, seja qual for o vencedor.

FALSA POLARIDADE

É preciso acabar com essa “tese” de que Edivaldo Holanda Junior (PDT) é comunista e Eduardo Braide (PMN) é o candidato de José Sarney (PMDB).

Ambos pertencem a famílias tradicionais e usufruíram igualmente do sarneísmo, por meio dos pais Edivaldo Holanda e Carlos Braide, militantes históricos do grande campo reacionário do Maranhão.

Sob o falso argumento de que “Braide é Sarney”, a campanha do prefeito arrendou o Sistema Difusora de Comunicação/SBT, pertencente ao senador Edison Lobão (PMDB), um dos braços político-midiáticos do sistema oligárquico liderado pelo Sistema Mirante de Comunicação/Rede Globo, de propriedade da família José Sarney.

Em 2014, na campanha para o Governo do Maranhão, a TV Difusora serviu para impulsionar a campanha do primogênito de Edison, Lobão Filho (PMDB), na disputa contra Flávio Dino (PCdoB), que venceu a eleição.

Dois anos depois (2016), a mesma TV Difusora, arrendada, está sob controle do grupo político do prefeito-candidato Edivaldo Holanda Junior (PDT), correligionário do governador.

Presas às suas crenças e às relações com os patrocinadores, as linhas editoriais das emissoras alimentam um ciclo perigoso, onde o maior prejudicado é o cidadão/eleitor.

CONFUSÃO ELEITORAL

Para completar o caldo, este eleitor, já confuso com o tiroteio editorial, sofre o bombardeio dos institutos de pesquisa contratados por TVs e blogs, com resultados tão díspares que servem mais para confundir que esclarecer.

Apesar de tudo isso, não podemos desistir da profissão. Para além do jornalismo de porrete, há bons e criteriosos profissionais em diversos meios de comunicação, na internet e nas assessorias.

sebat1edu2

No mais, a campanha segue para a reta final e não existe qualquer perspectiva de um debate específico sobre o Plano Diretor de São Luís, instrumento jurídico e técnico fundamental para planejar a gestão da cidade.

Ninguém sabe o que pensam os candidatos sobre a Lei de Zoneamento, Uso e Ocupação do Solo Urbano.

Quase não se fala no futuro de São Luís. Será uma cidade com vocação portuária e industrial? Como adequar essa vocação aos padrões mínimos de controle da poluição? O que fazer com a área do retroporto do Itaqui? São tantas perguntas sem resposta…

Para encerrar, é sempre bom lembrar: o jogo da política é bruto, mas não perde a ternura. Se Braide ganhar, ele fica no comando da verba publicitária da Prefeitura e tudo pode acontecer; até mesmo reatar relações diplomáticas com seu algoz da campanha.

Já vi esse filme várias vezes.

 

Sindicato dos Rodoviários divulga balanço de assaltos a ônibus na grande Ilha

COMPARTILHE

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão, que tem como presidente Isaías Castelo Branco, divulgou nesta segunda-­feira (17) o quantitativo de assaltos a ônibus registrados durante o mês de setembro em São Luís. De 1º de setembro a 30 do mês, foram contabilizadas 49 ocorrências do tipo, dentro dos coletivos. Sem contar os que não são feitos B.O em delegacias. As ocorrências só são registradas quando o coletivo tem prejuízos, caso contrário, a polícia não sabe do acontecido.

No comparativo com agosto, as estatísticas praticamente foram as mesmas. No mês anterior a setembro, foram 51 assaltos. Os dados se baseiam em informações repassadas pelas empresas que registraram boletins de ocorrência, detalhando as ações criminosas. De janeiro até setembro, 475 assaltos a coletivos ocorreram na Grande São Luís.

graf

Em setembro, os assaltos a ônibus foram mais praticados nas seguintes localidades: Avenida Jerônimo de Albuquerque, com 6 assaltos; BR 135 (entre Pedrinhas e Estiva), com 5 ações do tipo; Gapara, com registro de 4 crimes; além das Avenidas Getúlio Vargas, General Artur Carvalho, Portugueses e as Vilas Itamar e Esperança, com 3 assaltos, em cada uma dessas áreas.

O Sindicato dos Rodoviários afirmou que esses índices não englobam as tentativas e os ataques a ônibus, ocorridos entre o final do mês de setembro e começo de outubro na capital. Os assaltos são crimes que diferem, dos quase 30 coletivos, que foram alvos de ações de vandalismo no período que antecedeu o primeiro turno das eleições.

“Toda a diretoria do Sindicato dos Rodoviários continua mobilizada, no sentido de combater esse tipo de crime, que gera tanto temor entre a categoria e usuários do transporte público de São Luís”, diz Isaías Castelo Branco, Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.

 Por Dalvana Mendes

Prefeito Zé Martins divulga mensagem aos professores de Bequimão

COMPARTILHE

O prefeito de Bequimão, Zé Martins (PMDB), usou sua página na rede social Facebook, para homenagear todos os professores do Município, que fortalecem a grandeza do conhecimento a milhares de estudantes bequimãoenses.

Em sua fala, Zé Martins mostra seu compromisso com a educação, levando em conta a valorização dos professores e qualidade do ensino no município. De acordo com o prefeito, a valorização dos professores em sua gestão, trouxe resultados bons, e um desses resultados foi o crescimento do município na avaliação do IDEB, onde Bequimão teve nota maior que a capital maranhense.

Desde que início sua gestão, Zé Martins tem visto os professores como base de crescimento e desenvolvimento da educação, que hoje mostra resultados melhores.

 

“Jornalistas amadores do Maranhão foram humilhados por Eduardo Braide” – dispara Jornalista Linhares Jr.

COMPARTILHE

O que o jornalista Linhares Jr. escreveu em sua página no Facebook sobre a sabatina realizada pela TV Difusora com o candidato Eduardo Braide foi a mais pura verdade. Nem em 1923 quando chegaram os primeiros veículos de comunicação ao Maranhão, os profissionais não eram tão amadores como se tem hoje em várias emissoras. Algumas rádios e TV’s se tornaram um verdadeiro camelódromo comunicacional. O resultado é trágico, tanto para quem não conhece os gêneros, como para quem acolheu os piratões. John Cutrim é um dos poucos blogueiros que tem postura jornalística e ética profissional, como bem frisou Eduardo Braide ao vivo na TV. Abaixo o texto de Linhares Jr na íntegra.

POR JOSÉ LINHARES JR  Hoje na TV Difusora Eduardo Braide mostrou que é digno de todo e qualquer elogio no que diz respeito à coragem e preparo. Hoje na Difusora o jornalismo maranhense alcançou seu pior momento em décadas.

De um lado um homem acompanhado apenas de duas propostas e consciência. Do outro uma gang que se afogou na baba da infâmia.

Mesmo sabendo que estava indo para uma emissora que hoje pertence ao partido do prefeito, o PDT;

Mesmo sabendo que iria ser “entrevistado” por quatro funcionários da prefeitura;

Mesmo sabedor de que a meta da tal sabático era única e exclusivamente cumprir mais uma etapa do programa de destruição de reputações;

Braide foi na sabático da Difusora.

Foi e destruiu todo o castelo de farsas armado contra ele. Sereno e implacável! Humilhou todos os “jornalistas” que se dispuseram ao papelão.

Aqui cabe uma ressalva especial a Jeisael Marx, um verdadeiro cão de caça do Prefeito Edivaldo Holanda Jr. No primeiro turno Jeisael foi com tudo para cima do deputado Wellington do Curso. Tentou fazer o mesmo com Braide é o resultado foi catastrófico: como entrevistador Jeisael é um excelente narrador de bingo. Mostrou que dignidade não é algo que seja levado em consideração no seu “fazer jornalístico”. Prefere o deboche, a intimidação, a mentira e o achaque.

Braide foi implacável. Enquanto Edivaldo se notabiliza por sua covardia, Braide solidifica a imagem de homem de coragem e preparo. Um verdadeiro trator moral.

Como jornalista eu lamento esse dia obscuro para a profissão. Mais um dia em que a ação atabalhoada de amadores e desqualificados manchou toda uma categoria.

Como cidadão eu me sinto de alma lavada. As hordas do inferno vermelho capitaneadas por Belzebu não são páreo para homens de honra e coragem.

José Linhares Jr
Jornalista

 

Prefeitura de Bacurituba comemora dia das Crianças

COMPARTILHE

A Prefeitura Municipal de Bacurituba, na baixada maranhense, através da Secretaria de Educação (Semed), realizou na tarde desta quarta feira (12), um momento recreativo em comemoração ao Dia das Crianças aos estudantes do município.

ba2 ba3

O evento aconteceu na Praça Mãe Rainha, no centro da cidade e teve início às 17h, onde reuniu crianças, jovens e adultos que participaram de atividades recreativas como: pula-corda, pula-pula, pintura de rosto, roda-roda além de distribuição de lanches e brinquedos aos alunos das escolas da rede municipal.

ba4 ba5

O evento reuniu as 18 escolas do município e contou com cerca de mil alunos. A festa é uma tradição da administração municipal, que vem realizando desde 2013, início de sua gestão.

Blog do Jefferson Cantanhede

TRE-MA valida votos em Bacuri e confirma Dr. Washington novo prefeito

COMPARTILHE

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) antecipou do dia 17 de outubro, para esta sexta-feira (14), a continuidade do julgamento do RE 329-38, procedente do município de Bacuri, que analisava o caso do candidato a prefeito Washington Luís Oliveira (PDT), que disputou a eleição do dia 02 de outubro com sua candidatura indeferida e, obviamente, teve seus votos invalidados.

O julgamento desta sexta-feira foi retomado e o pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TER) decidiu por 4×2, validar os votos do candidato Dr. Washington, e com isso modificar o resultado das eleições, ou seja, a decisão diz que o pedetista assumirá a Prefeitura de Bacuri em 1º de janeiro de 2017.

Em Bacuri, o vencedor da eleição e tido como prefeito eleito de acordo com o Mapa do TSE, seria Júnior Tropical (PSD), com 2.833 votos. Mas o efetivamente mais votado tinha sido o ex-prefeito Dr. Washington com 4.961 votos. Ou seja, com a validação dos votos do pedetista pelo TRE-MA, Dr. Washington voltará a ser prefeito de Bacuri.

No julgamento retomado hoje, já estava 2×1 para a validação dos votos, pois o desembargador Raimundo Barros, em voto-vista, acompanhou o relator, juiz Eduardo Moreira, para deferir o registro de Washington Luís de Oliveira, mas o juiz Ricardo Macieira divergiu e o julgamento foi suspenso devido a um novo pedido de vista, desta vez do juiz Sebastião Bonfim.

Bonfim apresentou seu voto hoje pela validação dos votos, assim como Daniel Leite. Já a juíza Kátia Coelho votou pelo indeferimento, ou seja, o resultado final terminou 4×2 e confirmou os votos de Dr. Washington, novo prefeito eleito de Bacuri para o quadriênio 2017-2020.

VEJA AQUI A PASSEATA 12 EM BACURI-MA

Por Jorge Aragão

Odebrecht Ambiental envia nota ao Portal de Notícias

COMPARTILHE

Nota de esclarecimento

Desde que assumiu os serviços no Residencial São José II, localizado em São José de Ribamar, a Odebrecht Ambiental realizou manutenções diversas que incluem troca de bombas, manutenções em equipamentos elétricos e também na Estação de Tratamento de Esgoto. Entretanto, o Condomínio não realizou o pagamento de nenhuma das faturas emitidas desde Julho de 2015, totalizando 13 meses sem pagamento e sendo esta a única cobertura dos custos de operação no local.

Foram feitas diversas tentativas de negociação e parcelamento dos débitos em aberto, todas sem sucesso. Inclusive foi oferecida ao condomínio a possibilidade de individualização das contas, uma vez que os apartamentos possuem hidrômetro. Essa proposta não foi aceita pelos representantes legais. A medição individual é a melhor forma para que cada morador pague a sua conta, de modo justo e apenas pelo seu consumo.

A Concessionária continua à disposição dos responsáveis pelo Residencial São José II para buscar um acordo e assim sanar todas as pendências existentes.

Em caso de dúvidas, os clientes podem entrar em contato por meio do 0800 771 0001, serviço gratuito para ligações de telefones fixos e móveis, disponível 24h. O atendimento também pode ser realizado de forma presencial nos seguintes endereços:

– Av. 9, Quadra 76, nº 15, Maiobão, Paço do Lumiar – segunda a quinta das 8h às 17h, sexta das 8 às 16h45;

– Av. Gonçalves Dias, 847, Centro, São José de Ribamar – segunda a quinta das 8h às 17h, sexta das 8 às 16h45;

– Viva Cidadão do Shopping Pátio Norte, Estrada de São José de Ribamar, Bairro Saramanta, São José de Ribamar– segunda a sexta, das 10h às 22h.

Das 1.800 Ruas asfaltadas por Edivaldo Holanda Jr, o bairro Apeadouro ficou no esquecimento

COMPARTILHE

Moradores das ruas Padre Manoel da Nóbrega e Sousa Andrade, no Apeadouro, tomaram a iniciativa de tapar os buracos que vinham causando incômodo no bairro: poeira nas casas, danos aos veículos, perigo aos pedestres devido às manobras dos carros, entre outros.

ru1 ru2

Os buracos foram resultado de intervenções realizadas pela Caema para melhorar o abastecimento de água no bairro, que foi regularizado em várias ruas. Moradores que compravam água dos carros pipa agora têm o líquido jorrando nas torneiras.

A pavimentação, porém, não foi recuperada. Cansados de esperar a Prefeitura, os moradores fizeram “vaquinha”, compraram cimento, areia, brita e fizeram um mutirão para tapar os buracos. As duas ruas são importantes para o fluxo de veículos e pedestres entre a Avenida dos Franceses e a Getúlio Vargas.

ru3 ru4

Um trecho da rua Padre Manoel da Nóbrega e da Sousa Andrade servem de atalho para os motoristas que vêm da Alemanha e pretendem acessar o João Paulo ou o Bom Milagre e a avenida Kenedy.

Por Ed Wilson