casa » 2016 » maio (página 3)

Arquivos Mensais: maio 2016

Zé Inácio participa de implementação da Patrulha Maria da Penha

COMPARTILHE

O Deputado Zé Inácio participou na manhã desta sexta-feira (20) da solenidade de assinatura do decreto que institui a Patrulha Maria da Penha, que vai atender mulheres vítimas de violência familiar e doméstica.

Esse projeto é mais um instrumento para ajudar a mulher a fazer sua denuncia e ser atendida com mais agilidade, além de reprimir atos de violência.”, disse Zé Inácio.

As patrulhas serão compostas por policiais militares e civis, masculinos e femininos, que receberam treinamento psicológico para lidar com as vítimas, família e o agressor, para atender exclusivamente as ocorrências envolvendo violência contra as mulheres.

Neste primeiro momento a patrulha irá atender apenas a Região Metropolitana de São Luís, dividida em quatro unidades.

Além dos acompanhamentos as vítimas, a patrulha garantirá o funcionamento das medidas protetivas, que determinam o afastamento do agressor do lar ou local de convivência com a vítima; proibição do agressor de se aproximar da vítima; proibição do agressor de contactar com a vítima, seus familiares e testemunhas por qualquer meio, entre outras medidas.

Esteve presente no ato o chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares; a Procuradora Geral de Justiça, Regina Rocha; a Secretaria Adjunta da Igualdade Racial, Maria do Socorro Guterres; a Secretaria de Juventude, Tatiana Pereira; a Secretaria de Estado da Mulher, Laurinda Pinto; Secretaria de Estado Adjunta da Mulher, Susan Lucena Rodrigues; a Delegada Adjunta Geral do Estado, Adriana Amarante; a Promotora de Justiça, Sirlei Castro Aires  o Promotor de justiça Gilberto Câmara Jr; o Secretario de Igualdade Racial, Gerson Pinheiro; o Delegado Enoque Lemos; o Deputado Levi Pontes e membros do Conselho Estadual da Mulher.

BLOG DO ZÉ INÁCIO

 

Escritora maranhense lança aos 82 anos “Outrora Agora” durante a Flaema

COMPARTILHE

“Outrora Agora”. Esse é o nome do livro que a maranhense Marina Gutman Tosta Paranhos, aos 82 anos, estará lançando nesta segunda-feira (23), durante a Feira do Livro do Autor e Editor Maranhense – Flaema, no Shopping da Ilha.

Em forma de poema, a doutora em Letras e Livre Docente em Teoria Literária pela PUC-RS – com tese sobre Fernando Pessoa – e Professora Titular de Literatura Portuguesa na UFRJ e UGF, compartilha na obra a trajetória da família e a reminiscência de sua infância e juventude na capital maranhense.

O livro tem apresentação de Alcione, cuja foto estampa a “orelha” do exemplar.

Vivendo na cidade maravilhosa desde os 16 anos, para cursar o 2º Grau e a Faculdade de Letras no antigo Instituto Lafayette; a maranhense se destacou no cenário nacional e internacional pelo amor dispensado a literatura.

CURRÍCULO DA HOMENAGEADA

Licenciada em Letras Neolatinas pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade do Distrito Federal, atual UERJ, em 1955; Doutora em Letras e Livre Docente em Teoria Literária pela PUCRS; Professora Titular em Literatura Portuguesa na UFRJ e na UGF – Universidade Gama Filho; Coordenadora da Área de Teatro do NAAC Núcleo de Artes e Cultura da UGF; Participou de vários cursos no Real Gabinete Português de Leitura e de congressos no Brasil e no exterior.

Foi Professora Titular de Literatura Comparada no Centro Universitário Celso Lisboa, 1979 a 1989; Professora Titular de Literatura Portuguesa na UGF, 1980 a 1998; Professora Titular do Teatro-Oficina Literária, na UGF, 1981 a 1998; Professora Titular na Faculdade de Letras da UFRJ, 1985 a 1993. Ministrou aulas em cursos de Pós-Graduação Latu-sensu e Mestrado em universidades do país; Participou de Bancas examinadoras de UERJ, UFRJ, UGF, entre outras; Coordenou a área de Literatura Portuguesa da UGF, 1979 a 1985.Coordenou como Titular o Teatro-Oficina Literária da UGF, 1982 a 1998, idealizando, redigindo e dirigindo espetáculos:”Pasárgada, um itinerário em poesia” – centenário de Manuel Bandeira, no Colégio Naval, em Angra dos Reis; “Homenagem a João Havelange” – Vila Olímpica da UGF; “Homenagem ao Chanceler Osvaldo Aranha, Presidente da ONU”, no Clube Hebraica; “Portugal, Palavra por Navegar”, no Real Gabinete Português de Leitura; “A Caminho das Estrelas”, Teatro João Caetano. “Drummond, o anjo torto”, no Colégio Naval; “Parada do Pôr-do-sol”, 180 o aniversário do Corpo de Fuzileiros Navais, com presença do Presidente José Sarney e da escritora Raquel de Queiroz; “Machado de Assis em dois tempos” – Real Gabinete, Colégio Naval e Escola Naval; “Semana do Cadete” – AMAN, Resende; “Eu sei que vou te AMAN” – inspirada no Orfeu da Conceição, de Vinicius de Moraes, na AMAN.

Participou de Congressos e Seminários Internacionais no Brasil e no Exterior; Membro Titular da Academia de Letras Rio-Cidade Maravilhosa, Cadeira nº 28, Patronímica de Vinicius de Moraes, posse em 06/06/2008; Sócia fundadora da APLIPERJ – Associação de Professores de Literatura Portuguesa do Estado do Rio de Janeiro; Sócia fundadora da ABRALIC – Associação Brasileira de Literatura Comparada.No decorrer de suas atividades, recebeu inúmeros prêmios e condecorações:Moção da Câmara Municipal do Rio de Janeiro pelos relevantes serviços prestados à cultura e à arte de nosso País (Cf. Diário da Câmara no 187 de 19/11/1987, pág. 14); Reconhecimento pela colaboração prestada ao Projeto de Ação Cultural da Escola Superior de Guerra, em 1987; Medalha Amigo da Marinhas, em 1987, concedida pelo Comando do Corpo de Fuzileiros Navais, em reconhecimento à atuação na área cultural em prol da instituição; Medalha Oskar Nobling, conferida pela sociedade brasileira de Língua e Literatura, pelos relevantes serviços prestados à causa do ensino e da pesquisa científica, nos domínios da Linguística, Filosofia e da Literatura, 1995; Diploma de sócio-benemérito, conferido pelo Real Gabinete Português de Leitura, pela participação e colaboração nos projetos da Biblioteca, 1994.

Tem publicado vários artigos em revistas especializadas e o livro Literatura Comparada – Manual Didático para Faculdade de Letras, Publicação do Autor, Rio de Janeiro, 1980.

 

 

 

 

 

Prefeitura de Bequimão recupera ponte no povoado Macajubal

COMPARTILHE

A ponte na estrada do povoado Macajubal, destruída há uma semana pelas fortes chuvas que caíram na região, está sendo recuperada pela Prefeitura Municipal de Bequimão. No lugar da ponte de madeira, estão sendo colocados tubos de concreto (bueiras), que têm maior durabilidade e permitem um tráfego mais seguro.

Na administração do prefeito Zé Martins, as velhas pontes de madeira já foram substituídas por bueiras nas estradas vicinais do Marajá, Floresta, Bebedouro, Mojó, Deserto, Chega e Vira, Centrinho, próximo à nova escola do Ferro de Engomar, Santa Flor e na MA211 que liga à comunidade Quindíua e agora no povoado Macajubal.

maca1Maca

Segundo o coordenador de Transportes, Ricardo Lemos, logo que a Prefeitura recebeu a informação sobre a queda da ponte, foi feita uma visita ao local e determinada a implantação das bueiras. “A nossa equipe entrou em ação e o trabalho está a todo vapor. A comunidade do Macajubal e povoados vizinhos, em poucos dias, terão um acesso ainda melhor”, garantiu Ricardo. O plano do prefeito Zé Martins é substituir todas as pontes antigas por esse mesmo sistema com tubos de concreto.

Veja como ficam as bueiras que estão substituindo as velhas pontes de madeira.

BU1 BU2

BU3 BU4

Relator da CPL, é Réu por fraude e pode invalidar licitação do transporte em São Luís

COMPARTILHE

A Justiça Federal do Piauí acolheu denúncia contra o membro relator da Central Permanente de Licitação do Município de São Luís (CPL), Andros Renquel Melo Graciano de Almeida em razão de supostos crimes cometidos durante as duas etapas da construção do Porto de Luís Correia, no litoral daquele estado.

Mesmo envolvido em um escândalo de fraudes em licitações no estado piauiense, conforme o processo em anexo, Andros assumiu a relatoria da CPL, órgão responsável por coordenar a licitação no setor de Transportes de São Luís.

Na ação ajuizada pelo Ministério Público Federal do Piauí, no dia 21 de maio de 2013, Andros e mais doze réus são acusados de peculato, corrupção ativa, associação criminosa e fraudes em licitações.

A situação atual do pregoeiro da CPL de São Luís coloca em xeque a lisura do processo licitatório do serviço de transporte coletivo da capital maranhense que vai selecionar os consórcios que ficarão responsáveis pelas linhas de ônibus pelos próximos 20 anos.

reu2 reu3

Andros que ainda não foi julgado pela acusação de fraude no Piauí, começou a se envolver em mais uma situação que pode acabar na justiça. Na última quinta-feira (12), durante a primeira fase do processo que credenciou oito propostas, na FIEMA, surgiram indícios de irregularidades em torno do certame, que pode caracterizar cartas marcadas.

Segundo denúncias enviadas ao BLOG DA DALVANA MENDES, a regularidade do certame passou a ser duramente questionada pela Câmara Municipal; através do presidente da Comissão de Transportes da Câmara, vereador Fábio Câmara; pelo Sindicato das Empresas de Transportes (SET), por empresários que atuam no setor que participaram do credenciamento e por usuários do serviço.

O QUE DIZ O EDITAL? 
Nesses questionamentos, foram apontados alguns vícios. Um deles é a existência de parecer favorável da CPL ao consórcio “Nova Ilha” que obteve Carta-Fiança em um banco chamado Pottencial, que, segundo dados oficiais do Banco Central, é o 109º maior banco do país.

No entanto, o Edital prevê que parte da proposta é feita através de garantia bancária de financiamento dos projetos das empresas. E se a empresa ou Consórcio fizer a garantia na forma da Carta-Fiança, o banco fiador, necessariamente, deve ser um dos 30 maiores bancos do país. A proposta do consorcio credenciado está 79 posições abaixo do limite permitido pelo edital.

IRREGULAR IDADE ACATADA 

  
Segundo o vereador Fábio Câmara (PMDB) que acompanhou, com emissários, a primeira fase da Licitação no setor, o edital sofreu alterações que não foram submetidas à análise do departamento jurídico.

O artigo 38 da Lei de Licitações prevê que “as minutas de editais de licitação, bem como as dos contratos, acordos, convênios ou ajustes, devem ser previamente examinadas e aprovadas por assessoria jurídica da administração.”

No entendimento do parlamentar, ao ignorar este “pequeno detalhe” do Edital, a CPL beneficiou o Consorcio Nova Ilha que mesmo tendo falhado na elaboração de sua proposta, acabou tendo seu credenciamento aprovado.

Apesar da suspeita de irregularidades, a Prefeitura de São Luís preferiu não se pronunciar sobre a possibilidade de cancelar a concorrência, caso seja comprovada alguma fraude no processo. Os órgãos que questionam a regularidade do processo também não informaram ao blog se pretendem acionar a justiça por conta da falha que foi ignorada para beneficiar o Consorcio Nova Ilha.

DÚVIDAS SEM RESPOSTAS 
Outro fato chamou a atenção foi a publicação no Diário Oficial do Município (DOM), do dia 23/02/16, com algumas perguntas respondidas pelo Município com relação ao processo licitatório do serviço de transporte público coletivo do município de São Luís.

Na pergunta 68, por exemplo, um dos participantes da audiência pública do sistema de transporte, realizada no dia 20 de janeiro, fez é o seguinte questionamento: Qual será previsão do valor das passagens após a licitação? A resposta da prefeitura foi que: “Esta resposta estará disponível quando da apresentação do projeto básico”.

reu4 reu5

Outra pergunta feita e não respondida na audiência: Quais as linhas que serão eliminadas e as criadas? Resposta da SISTRANS / Prefeitura: “Esta resposta estará disponível quando da apresentação do projeto básico”.

A falta de uma resposta convincente provocou vários questionamentos. Afinal, porque a Prefeitura/Sistrans alegam que as respostas para todos as dúvidas só estarão disponíveis na apresentação do projeto básico?

O fato de o relator da CPL está sendo investigado por fraude em licitação não coloca em xeque a lisura do certame que vai selecionar os consórcios que ficarão responsáveis pelas linhas de transporte pelos próximos 20 anos em São Luís?

O prefeito Edivaldo Júnior tinha conhecimento do processo que o membro relator da CPL é investigado por fraude em licitação no estado do Piauí? Se não tinha, caso o chefe do executivo venha tomar conhecimento, o que ele pretende fazer para corrigir esta falha que compromete a lisura do certame?

reu6 reu1

Esses e outros questionamentos foram encaminhados para a Assessoria de Comunicação da Prefeitura, mas até o fechamento desta matéria não obtivemos as respostas.

TÓPICOS CONTROVERSOS 

  1. O processo licitatório das linhas de São Luís está muito contaminado por falhas, por exemplo: na audiência não foi feita a ata como manda a Lei Federal 9784/99 do processo administrativo em seu art 34, ou seja, os presentes deveriam assinar e não assinaram.

1 – Foram feitas questões escritas, o que a legislação de licitação não permite, pois as perguntas não foram protocoladas e somente depois de muita confusão, apenas vinte pessoas falaram e com tempo bastante limitado, como pode não haver audiências nos bairros dos lotes licitados para um contrato de vinte anos? Onde está o Ministério Público do Consumidor?

2 – O Projeto Básico não foi apresentado completo, o que foi dito foi um breve relato do sistema atual e que apenas que haveria quatro lotes e o processo seria invertido com a proposta comercial antes da habilitação (documentos de habilitação, certidões, etc.), esta situação contraria a lei de licitações em que orienta as audiências públicas devem apresentar o projeto básico completo e ainda não se falou nada dos terminais de integração.

BANCO ENVOLVIDO EM ESCÂNDALOS   

  
Na audiência de abertura dos envelopes, as empresas Cisne Branco, Edeconsil (com nome de Edeconvias) e Menino Jesus de Praga (Gemalog) que formaram o consórcio “Nova Ilha”, apresentaram uma carta de fiança de um banco que está na posição acima de oitenta e o Edital obriga ser entre os trinta primeiros bancos. O Banco Pottencial que dá a carta de Fiança ainda está envolvido em escândalos financeiros.

 

Por Dalvana Mendes

 

Sebrae e prefeitura iniciam Curso de Gestão Financeira em Bequimão

COMPARTILHE

Começou, na noite desta segunda-feira (16), o curso de Gestão Financeira na Medida promovido pela Gerência Regional do Sebrae/MA, Unidade de Pinheiro, em parceria com a Prefeitura Municipal de Bequimão. O curso se estenderá até sexta-feira (20), no Colégio Bequimãoense, no Centro.

O objetivo do curso é estimular a mudança de comportamento na gestão das empresas locais, bem como demonstrar a importância da gestão financeira, disponibilizando instrumentos e informações que permitirão administrar o caixa, projetar o fluxo de caixa, refletir sobre a formação do preço de venda, entender o demonstrativo de resultados e analisar os resultados de seu empreendimento.

C7 C8

A capacitação está sendo ministrada pela instrutora e consultora Maria Aparecida. Segundo ela, o propósito é conhecer os movimentos financeiros primordiais no gerenciamento do cotidiano na microempresa, além de desenvolver nos participantes atitudes proativas para um gerenciamento eficiente e eficaz dos aspectos financeiros e ainda utilizar instrumentos que possibilitem análises para tomadas de decisões, a fim de alcançar resultados e lucros satisfatórios.

Para o analista do Sebrae/MA, Leonardo Oliveira, em tempos de crise, quem investe em capacitação acaba saindo na frente. “A capacitação é uma ferramenta poderosa para driblar a crise. Quem se capacita está sempre um passo à frente dos concorrentes”, destacou o analista, que representou a Gerência Regional do Sebrae, Unidade de Pinheiro, na abertura do curso.

C2 C5

O agente de desenvolvimento Rodrigo Martins informou que, durante o curso, serão trabalhadas questões para que os participantes possam ter uma noção mais prática de como lidar com as finanças. “Acredito que os participantes chegarão ao fim com um bom entendimento do ciclo financeiro e fluxo de caixa, além de outros aspectos básicos que envolvem as finanças, como formulação de preços, por exemplo”, explicou Rodrigo.

Os participantes também terão consultoria empresarial, com foco na gestão financeira de sua empresa.

Prefeito João Felipe leva benefícios para Três Marias

COMPARTILHE

A Comunidade de Três Marias recebeu nesta semana, o prefeito do Município de Peri-Mirim, João Felipe (PT). A ida do gestor municipal até o povoado faz parte das ações implementadas pelo prefeito na comunidade. Ruas e Avenidas de Três Marias estão sendo recuperadas pela gestão municipal. Algumas ruas da comunidade foram colocadas piçarra, coisa que nunca havia sido feita no povoado. Além disso, o prefeito João Felipe está mandando fazer a limpeza na comunidade.

T2 T8

Além da recuperação de ruas e limpeza na comunidade, o prefeito João Felipe também colocou água encanada em uma rua que os moradores pediam há vários anos. Manutenção na rede elétrica também está sendo feita em Três Marias pela prefeitura.

A estrada que dá acesso ao povoado Santa Luzia também foi recuperada pela prefeitura de Peri-Mirim. Com a diminuição das chuvas, o projeto do prefeito João Felipe é recuperar as estradas da zona rural.

A secretaria municipal de Infraestrutura de Peri-Mirim está fazendo o mapeamento das estradas do município para dar mais agilidade e recuperar em tempo hábil.

rio4 T1 T2 T3 T4 T5 T6 T7 T8 T9 T10 T11 T12 T13

 

Deputado Zé Inácio participa de evento contra a homofobia

COMPARTILHE

O Deputado Zé Inácio (PT) participou na manhã desta terça-feira, 17, dia internacional contra a homofobia, da mesa de abertura da Semana Estadual de Enfrentamento a LGBTfobia, cujo tema é Eu tenho um nome, eu tenho uma identidade.

O evento tem o objetivo de reafirmar a agenda de políticas públicas para o segmento LGBT, visando à redução do preconceito, discriminação e homofobia, através do debate de temas como nome social, segurança pública, saúde, entre outros.

Zé Inácio afirmou seu compromisso como Deputado Estadual em lutar pelo reconhecimento dos direitos LGBT.

“Vencer a homofobia e suas diversas formas de violência deve ser encarado como compromisso do Estado e da sociedade, não apenas para preservar direitos fundamentais dos cidadãos e cidadãs LGBT, mas, sobretudo, como pressuposto essencial à efetivação dos valores que devem orientar a democracia brasileira.”, declarou.

O Deputado destacou ainda seu projeto de lei que propõem o reconhecimento do direito de uso do nome social da população de pessoas Trans, sejam usuários, funcionários e ou terceirizados nos órgãos, serviços, e programas da Administração Pública Estadual do Maranhão.

O deputado fez a indicação ao Governador Flavio Dino e o projeto já esta na Casa Civil.

Estiveram presentes no evento Babalu Rosa, representando o Fórum Estadual LGBT; Thiago Viana, representando a Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (SEDIHPOP); Marcus Alexandre Assaiante, Presidente da Comissão de Diversidade Sexual da OAB/MA; Lila Barbosa, representando a Defensória Pública do Estado.

O evento segue acontecendo até o dia 20 de maio no auditório do Curso de História da Universidade Estadual do Maranhão, no Centro Histórico.

BLOG DO ZÉ INÁCIO

 

Projeto de Gutemberg Araújo prevê condições de repouso a enfermeiros

COMPARTILHE

Por meio de um projeto de lei, o vereador Gutemberg Araújo (PSDB) está apresentando uma proposta para “instituições de saúde, públicas e privadas, ofertarem aos profissionais de enfermagem as condições adequadas de repouso, durante todo o horário de trabalho”. Na sua proposição, ele quer estabelecer que o intervalo para repouso dos profissionais de enfermagem será de uma hora para aqueles que atuam em período de plantão, diurno e noturno, com duração igual ou superior a doze horas.

Tendo como argumento que o Conselho Federal de Enfermagem, em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz, realizou pesquisa sobre o perfil da enfermagem no Brasil, o vereador enfatiza que durante as várias conclusões do citado estudo, uma chama a atenção: a inexistência de locais adequados para o repouso dos profissionais.

Ele aponta para a ausência de condições adequadas para o descanso dos enfermeiros, além de prejudicar a saúde desses obreiros, coloca em risco o bem estar dos pacientes por eles atendidos.

FIBROMIALGIA

Também está tramitando nas comissões técnicas da Câmara Municipal uma proposição de Gutemberg Araújo que institui no município o Dia de Conscientização e Enfrentamento à Fibromialgia, a ser comemorado anualmente no dia 12 de maio. Aproveitando, ele pede que essa data passe a integrar o calendário oficial de eventos do município.

No seu projeto, o tucano diz que o projeto tem como objetivos “conscientizar a população ludovicense sobre a importância de aprender sobre a doença e estimular ações educativas e sociais realizadas pela administração pública direta e indireta, entidades privadas e a sociedade civil com o intuito de difundir conhecimentos, facilitando com isso o diagnóstico precoce da fribomialgia”.

Gutemberg Araújo esclarece ainda em sua proposta que poderá o Poder Executivo Municipal celebrar convênios, acordos, parcerias e outros instrumentos de cooperação com órgãos públicos ou privados, que tenham objetivos semelhantes aos elencados no seu projeto.

 

Texto: Alteré Bernardino

Produtores de farinha de mandioca serão capacitados em Bequimão

COMPARTILHE

A comunidade Quilombola de Juraraitá, na zona rural de Bequimão, receberá a capacitação para “Melhoramento da Produção de Farinha de Mandioca”, com implantação de boas práticas na produção de um dos alimentos mais populares e consumidos no município.  O curso é fruto de uma parceria entre o Sebrae/Ma e Prefeitura Municipal de Bequimão. A intenção é capacitar pequenos produtores rurais que lidam diretamente com o produto em comunidades quilombolas do município, como forma de aprimorar a produção e gerar mais renda familiar.

A formação terá início na próxima segunda-feira (23) e segue até sexta-feira (27), com carga horária de 40 horas. O curso será totalmente grátis, com direito a certificado.

Após essa qualificação, a proposta é que a casa de farinha seja revitalizada. Os produtores terão mais formação técnica e, com isso, conseguirão agregar mais valor ao produto e aumentar a produção.

“A iniciativa visa transmitir informações sobre técnicas de cultivo, variedades de maior rentabilidade, qualidade de subprodutos e formas de comercialização da mandioca”, destacou o agente de desenvolvimento, Rodrigo Martins.

A saúde de Caxias não mudou, mas as ambulâncias mudaram para o pátio da PRF

COMPARTILHE

A realidade da saúde de Caxias não é a mesma dos informes publicitários divulgados pelo governo do Estado e pelo prefeito Léo Coutinho. Quanta irresponsabilidade da gestão do prefeito de Caxias, haja vista que duas ambulâncias presas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) por não possuírem a documentação exigida pelos policiais rodoviários, prejudicando assim a população de Caxias.

Segundo o vereador Fábio Gentil (PSDC), as ambulâncias que prestam serviço nos povoados Brejinho e Santo Antonio foram presas por total irresponsabilidade da Prefeitura, visto que a documentação de ambas, já era para está pronta, mas, por outro lado, é ainda mais irresponsável utilizar um veículo nessas condições.

caxias2 caxias3

De acordo com o parlamentar, no momento da apreensão dos veículos, “pacientes estavam sendo transportados e tiveram que ir de carona em veículos de pessoas que passavam pelo local”.

Numa tentativa de defesa estapafúrdia, a vereadora Thays Coutinho (PSB) disse que o secretário estava de todas as formas tentando resolver com o Detran de Teresina e até tentando com amigos políticos de Teresina pra resolver o problema pra ele.

Foi aí que toda a Câmara de Vereadores de Caxias caiu na gargalhada, pois as placas das ambulâncias são de Caxias, cuja responsabilidade é do DETRAN do Maranhão. Se o secretário estava tentando resolver em Teresina, o caso precisa ser investigado, haja vista que algo errado já é de costume.

CaioHostílio