casa » 2015 » dezembro (página 5)

Arquivos Mensais: dezembro 2015

Fernando Furtado: Do céu ao inferno

COMPARTILHE

O deputado estadual, Fernando Furtado (PCdoB), que calado seria um poeta, perdeu a chance de ficar em silencio, ao subiu no palanque no interior do estado para falar bobagens, quando chamou índios de veados, disse que Juízes do Maranhão são vendedores de sentenças, e além dessas babaquices, Furtado ainda cometeu outras trapalhadas, que lhe renderam o prêmio de Maior racista do planeta, sendo destacado na mídia internacional.

Fernando Furtado, que mesmo sendo representante do povo e ao mesmo tempo, tem ódio do povão, está entre os protegidos do governador Flávio Dino (PCdoB), e mereceu atenção especial do programa jornalístico da Rede Globo “Hora Hum” levado ao ar toda manhã cedo, em rede internacional. Sem argumentos para se defender, Furtado passou a elogiar os mesmos que ele havia criticado e discriminado durante pronunciamento no interior.

Após uma matéria direto de Jerusalém, o repórter Rodrigues Alvarez, falou do título que Furtado ganhou de maior racista de 2015 e encerrou a reportagem dizendo que o parlamentar maranhense deu mais um motivo para os brasileiros se orgulharem de políticos, como esse, eleito pelo povo, mas que odeia povo.

Fernando Furtado espera a resolução de um processo que tramita na comissão de justiça e ética da Assembleia, para cassação do deputado racista. Pior que nada vai adiantar!

 

Prefeito de Bequimão mantém salários em dia e paga a segunda parcela do 13º dentro do prazo

COMPARTILHE

O prefeito de Bequimão, Zé Martins (PMDB), já pagou a segunda parcela do 13º salário aos funcionários municipais. O pagamento foi liberado nesta sexta-feira (18), dois dias antes do prazo estabelecido pela legislação. Todos os funcionários já podem procurar sua agência, já que a grana já está na conta desde as primeiras horas desde sábado (19).

Com dinheiro no bolso, os funcionários do município ficam com mais poder de compra para o Natal e o Réveillon, o que deve se reverter em aquecimento da economia local. Além disso, o Centro Comercial de Bequimão deve ficar bastante movimentado nas duas últimas semanas de dezembro.

Além de manter os salários em dia e ter feito o pagamento da segunda parcela do 13º dentro do prazo, o prefeito Zé Martins ainda vai distribuir quase sete mil brinquedos a todas as crianças de Bequimão. A distribuição vai acontecer nas escolas polos na terça feira (22) e na Rua Vitorino Freire, em frente a Prefeitura, no centro da cidade.

 

Bequimão vai receber o maior clássico do futebol maranhense (Sampaio x Moto)

COMPARTILHE

O dia 27 de dezembro de 2015 vai ficar marcado na história do futebol bequimõense. Pela primeira vez, o Estádio Municipal Vivaldo Lemos Paixão (Vivaldão) vai receber o Super Clássico (Moto x Sampaio) em uma partida beneficente realizada por torcedores dos dois times. É o Super Clássico de torcedores do Papão com os Bolivianos

A partida que está marcada para começar às 8h da manhã e vai arrecadar alimentos não perecíveis, tanto dos que vão assistir o confronto, quanto dos que estão habilitados a jogar.

A realização é do professor Rogério Lopes e deve contar com personalidades de vários setores, que vão abrilhantar a partida, que ao mesmo tempo, serve como festa de confraternização, encerrando as atividades esportivas do município. É a primeira vez que será realizada uma partida de futebol entre torcedores de Moto x Sampaio em Bequimão; o que pode movimentar o município no último domingo de 2015.

Além disso, serão sorteadas duas camisas oficiais de Moto x Sampaio para os torcedores que comparecerem ao Vivaldão. Todo alimento arrecadado será doado. Após o jogo, a famosa confraternização dos torcedores e simpatizantes.

Estado e prefeitura de Alcântara promovem ação social na ilha do cajual

COMPARTILHE

ASSESSORIA SEIR

Realizar atendimentos de saúde e oficinas com foco na educação, cidadania e garantia de direitos, além de doação de filtros de barro, cestas básicas, roupas e brinquedos para as comunidades da Ilha do Cajual é o objetivo da Ação Social promovida pelo Governo do Estado e Prefeitura de Alcântara, com a parceria do diversos órgãos e entidades. A ação será coordenada pela SEIR e acontece nesta terça e quarta, 8 e 9, na Ilha do Cajual, município de Alcântara, atendendo a 48 famílias de remanescentes de quilombos que vivem naquela localidade.

O gestor de quilombos da SEIR, Eduardo Filho, esclarece que o evento faz parte do plano de ação da Secretaria de Igualdade Racial. “As comunidades quilombolas do Maranhão estão distantes dos centros urbanos e por este e outros motivos, são carentes dos serviços públicos. Esta ação social integra o plano da SEIR de levar cidadania e atendimentos para a população negra, dentre outros serviços. E também palestras educativas e oficinas de fortalecimento da política de igualdade racial, uma vez que o secretário Gerson Pinheiro e o governador Flávio Dino são sensíveis aos problemas do povo negro”.

Sobre a parceria firmada para realizar a ação social, o gestor afirmou que “a sensibilidade dos parceiros como a Secretaria de Estado da Saúde,  EMAP, Corpo de Bombeiros, Exército Brasileiro,  Instituto Solis,  UNEGRO, Movimento Negro do PDT  e Cruz Vermelha foi fundamental para a concretização deste projeto. Revela sua preocupação social com o povo carente do Estado e o comprometimento com a política que estamos desenvolvendo na Secretaria”.

CAJU2 CAJU3

As atividades de formação como palestras e oficinas realizadas pela SEIR pretendem despertar nas comunidades a identidade étnica e o conhecimento de seus direitos, além de estimular a comunidade na superação de suas adversidades.

Na saúde ocorrem atendimentos médicos e odontológicos, imunização, prevenção de HPV, saúde bucal para crianças com entrega de kit escovação, vacinação, teste de glicemia e verificação de hipertensão e diabetes, testagens de DST/AIDS e palestras educativas sobre DST, diabetes e hipertensão.

A Prefeitura de Alcântara participa da ação com a equipe de médicos, enfermeiros, técnicos, dentista e fornecerá os insumos necessários para os atendimentos, além da doação dos kits de higiene bucal e da logística para a realização da ação.

A assessora de saúde da população negra da SEIR, Iracema Amorim, esclarece que os atendimentos médicos levam em conta a especificidade das doenças mais afetas aos quilombolas: “Há doenças em que há uma predominância maior na raça negra, como o diabetes, anemia falciforme e a hipertensão arterial, e outras que afetam bastante as comunidades quilombolas devido as condições precárias e a falta de informações. Daí a importância dessa ação social levar uma equipe multidisciplinar para realizar o atendimento de adultos e crianças”.

Além dos atendimentos médicos, oficinas e palestras, a ação prevê a doação de brinquedos,  roupas e cestas básicas e a distribuição de sessenta filtros de barro, com orientação sobre o uso do equipamento.

A ILHA DO CAJUAL

Conhecida por seus moradores como Santana dos Pretos, a ilha do Cajual tem mais de seis mil hectares e é rica em mangues e em diversidade de peixes e crustáceos, servindo de ponto de residência e reprodução de guarás. Localizada no limite leste da Área de Proteção Ambiental das Reentrâncias Maranhense, a ilha é um dos maiores depósitos de fosseis de dinossauros do mesozóico brasileiro, característica que desperta a atenção de diversas pesquisadores.​

Diretor da Faculdade Estácio São Luís é condecorado com medalha Simão Estácio da Silveira

COMPARTILHE

Em sessão solene realizada no auditório da Casa de Indústria Albano Franco (FIEMA), na noite da última quarta-feira (16), o professor Me. Geraldo Demósthenes Siqueira, Diretor de Núcleo na Estácio no Maranhão e Diretor Geral da Faculdade Estácio de São Luís. foi prestigiado com a outorga da Comenda do Mérito Legislativo “Simão Estácio da Silveira”

A merecida homenagem ao Me. Geraldo Siqueira foi uma indicação do Vereador Ricardo Diniz em reconhecimento aos relevantes serviços prestados na área de educação superior. Desde 2005 na direção da hoje Faculdade Estácio São Luís, Geraldo Siqueira é referência na educação superior em São Luís.

Geraldo Demosthenes Siqueira é Mestre em Comunicação e Linguagens pela Universidade Tuiuti do Paraná (UTP) possui especialização em Comunicação para o Terceiro Milênio pela PUC/PR. É graduado em Licenciatura Plena em Artes Visuais pela Universidade Tuiuti do Paraná (UTP/PR) e possui também graduação em Bacharelado em Artes Visuais – Computação Gráfica (UTP/PR).

Tem experiência na área de Gestão Educacional, Administração de Empresa Educacional, Administração com ênfase em administração pública, planejamento organizacional, administração empresarial e corporativa, tendo sido Secretário Municipal de Administração de Curitiba e também Secretário de Governo da Capital do Paraná.

Atualmente é Diretor de Núcleo na Estácio no Maranhão e Diretor Geral da Faculdade Estácio de São Luís, em São Luís – MA. Como docente, atua principalmente nas áreas ligadas a: comunicação social, comunicação empresarial, jornalismo on line, diagramação, planejamento gráfico e jornal impresso, fundamentos de linguagem visual e novas tecnologias na comunicação, além de ministrar cursos sobre administração pública, planejamento organizacional, empreendedorismo, gestão de resultados e comunicação empresarial. Docente da disciplina de Fundamentos de Linguagem Visual – FLV na Estácio São Luís. Integra o Banco Nacional de Avaliadores do SINAES – BASis, no Novo Instrumento de Avaliação dos Cursos de Graduação, na Modalidade Presencial, nos atos autorizativos: Autorização, Reconhecimento e Renovação de Reconhecimento de Cursos, com certificado de participação pelo INEP.

Entre os homenageados estava o presidente do Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor, Duarte Júnior, o Secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco, a Secretária da Juventude, Tatiana Ferreira, a Secretária de Educação, Áurea Prazeres e o Secretário de Cultura, Felipe Camarão.

MEDALHA “SIMÃO ESTÁCIO DA SILVEIRA”

A medalha Simão Estácio da Silveira foi instituída pela Lei Orgânica do Município e regulamentada pela resolução do plenário 05/95 e é destinada a agraciar personalidades locais, nacionais ou estrangeiras que tenham contribuído para o município de São Luís. Em cada período legislativo, os vereadores, individualmente, outorgam a medalha para três personalidades.

Simão Estácio da Silveira foi o fundador e primeiro presidente do Senado da Câmara de São Luís, segundo registros históricos. Tais registros assinalam que a comunicação desse fato à Coroa de Portugal, tão importante para a história política de São Luís e do Maranhão, deu-se em 9 de dezembro de 1619.

Texto: Abimael Costa

 

Esta matéria foi excluída por ordem Judicial

COMPARTILHE

PROCESSO400-07.2016.8.10.0064 (4032016)

Hospital do Câncer no MA está sem medicamentos para quimioterapia

COMPARTILHE

Se não bastasse a falta de compromisso com a saúde pública do Maranhão, o abandono dos hospitais de 20 leitos que estão sendo fechados, e das UPAs que estão promovendo o pior atendimento da história do Estado, agora foi a vez do Hospital do Câncer Tarquínio Lopes, funcionar com precariedade.

O Hospital do Câncer do Maranhão Dr. Tarquínio Lopes Filho, antigo Hospital Geral está sem fornecer sete tipos de medicamentos essenciais para o tratamento de quimioterapia dos pacientes com Ca. E o pior, não tem nenhuma previsão de quando voltará a fornecê-los, o que psicologicamente, deixa os pacientes abalados.

A denúncia partiu de pacientes oncológicos atendidos na unidade de saúde que estão sendo prejudicados sem o devido tratamento. Os pacientes marcam a sessão de quimioterapia, porém são surpreendidos com a informação de que não tem os medicamentos.

O taxol, um dos medicamentos utilizados nas sessões de quimioterapia, há tempos não tem no hospital e nenhuma informação é repassada aos pacientes, apenas dizem que não tem e pronto. As queixas do mau atendimento em Unidades de Saúde do Estado são gerais. Nas UPAs nem se fala. Pacientes que chegam para serem atendidos acabam esperando por até 5h, e às vezes tomam apenas analgésicos.

As reclamações já se tornaram constantes e os casos de falta de medicamentos essenciais para atendimento nos hospitais do governo do Estado do Maranhão, viraram rotina, sendo necessária uma maior atenção por parte da Secretaria de Estado da Saúde (SES), que está sob a responsabilidade do médico Marcos Pacheco, que até agora não cumpre com nada. Mas a mudança já começou!

 BLOG HOSPITAL DE BASE

 

Dia-Dia da Câmara Municipal de São Luís

COMPARTILHE

Lei Orçamentária Municipal para 2016 recebe total de 43 emendas

A Comissão de Orçamento e Finanças da Câmara Municipal de São Luís recebeu quarenta e três (43) emendas parlamentares ao projeto da LOA (Lei Orçamentária Anual) para o exercício financeiro de 2016. O prazo para a apresentação das emendas, que teve início em 18 de novembro, encerrou no dia 02 deste mês. As emendas protocoladas na Comissão de Orçamento e Finanças são aditivas, que sugerem itens novos à LOA e, modificativas, que alteram o texto do Projeto em tramitação.

As propostas e sugestões que foram avaliadas pelo vereador José Joaquim Guimarães (PSDB), relator do projeto, passam por discussão e apreciação para integrar ou não o relatório final do projeto retificado da LOA 2016, que estará apto para entrar na pauta da Ordem do Dia a partir desta quarta-feira (16) e deve ser votada em plenário até o fim do período legislativo. A LOA, que traz a receita prevista para o ano de 2016 de R$ 2,7 bilhões, com prioridade em saúde, educação e mobilidade urbana, foi elaborada com base num cenário econômico adverso, conforme sua redação.

Os vereadores Fábio Câmara (PMDB) e Rose Sales (PV) que integram a bancada de oposição na Casa de Leis se mostraram insatisfeitos com a repartição de recursos elaborada pelo Executivo. Por conta disso, os parlamentares apresentaram emendas aditivas e modificativas com o objetivo de alterar o texto do projeto elaborado pelo governo.

Rose Sales, por exemplo, apresentou 36 emendas. Numa delas, a líder do PV na Câmara pede para promover, construir, reformar, ampliar e conservar feiras e mercados. No caso de Fábio Câmara, ele apresentou 07 emendas. Entre as propostas, ele sugere para incluir na LOA o programa de infraestrutura de sinalização de trânsito.

TRAMITAÇÃO DO PROJETO   

A LOA traz, de forma detalhada, as ações que serão implementadas e executadas pelo Executivo Municipal no período de um ano. Deve conter todas as receitas e despesas relativas ao orçamento fiscal, o orçamento da seguridade social e o orçamento de investimentos, para um ano de exercício (no caso em questão: 2016).

A LOA é elaborada pelo Executivo Municipal e depois de pronta é encaminha à Câmara. Na Casa, a Comissão de Orçamento e Finanças o assume a análise e a coordenação dos trabalhos referentes à realização de audiências públicas, inclusão de emendas e propostas de substitutivo. Depois acontece a apreciação em plenário. Findada a tramitação e votação, o Legislativo devolve a LOA ao Executivo para ser sancionada antes do começo do ano de vigência do orçamento.

Texto: Isaias Rocha

___________________________________________________________________

Presidente do TCE recebe vereador Pavão Filho e comitiva de agentes comunitários

O Primeiro Secretário da Mesa Diretora da Câmara Municipal de São Luís, vereador Pavão Filho (PDT), acompanhado de representantes dos agentes comunitários de saúde, reuniu nesta terça-feira (15) com o presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Jorge Pavão, para tratar sobre o resultado de consulta quanto à possibilidade e legalidade da alteração do regime jurídico sob o qual exercem suas funções.

O presidente do TCE-MA informou à comitiva que, embora a matéria ainda não tenha sido objeto de apreciação do Pleno, e ainda não conte com parecer do Ministério Público de Contas, já existe um relatório com a posição do setor técnico sobre o assunto.

Representando a Consultoria Técnica em Controle Externo (Cotex), o auditor de controle externo Fábio Alex Mello, explicou que não existe qualquer obstáculo à transposição do regime celetista para o regime estatutário dos agentes comunitários de saúde e dos agentes de combate às endemias, investidos inicialmente em empregos públicos.

A única exigência, explicou o auditor, é que a transposição seja feita por meio de lei que estabeleça regras para a mudança de regime e para o reenquadramento dos agentes em cargo público. Fábio Alex Melo lembrou ainda que a despesa com pessoal não pode sofrer aumento nos últimos 180 dias do ano do mandato, conforme estabelece a Lei de Responsabilidade Fiscal e a Lei Eleitoral.

“Diante desse entendimento, o mais provável é que tanto o Ministério Público de Contas em seu parecer, quanto à decisão do colegiado sejam favoráveis ao pleito, que atende tanto ao interesse do Executivo municipal quanto a essa importante categoria funcional”, observou o presidente Pavão.

A consulta foi formalizada em nome do prefeito de São Luís, Edvaldo Holanda Junior, e tem como relator o conselheiro Washington Luiz de Oliveira.
Fonte: Assessoria do TCE-MA

_________________________________________________________

Vereador Bispo Paulo Luiz requer melhorias para o Mercado do Peixe

Uma das mais tradicionais feiras de São Luís é o Mercado do Peixe, localizado na área do Portinho, no Centro Histórico, é uma referência na venda de mariscos há mais de vinte anos.

Desde a sua fundação poucas mudanças aconteceram no mercado, em virtude da falta de investimento público no local. Um dos principais problemas apontados pelos feirantes ainda é a carência no recolhimento de lixo.

O vereador Bispo Paulo Luiz (PRB) ciente dessa situação e buscando solucionar os problemas apresentados, elaborou o requerimento nº 684/15 em que solicita da Prefeitura de São Luís, através da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (SEMOSP), a intervenção à curto prazo, em caráter de urgência, nos serviços de limpeza pública, além da adequação do saneamento básico e a manutenção total na infraestrutura do Mercado do Peixe.

O requerimento foi aprovado por unanimidade na sessão desta terça-feira (15) pelos parlamentares presentes no plenário da Câmara Municipal de São Luís.  O requerimento deve ser encaminhado essa semana para o órgão responsável pela execução do serviço, a SEMOSP.

Texto: Juliana Sipaúba

___________________________________________________________________________

Honorato Fernandes denuncia WPR por compra ilegal de terreno na Zona Rural de São Luís

O vereador Honorato Fernandes (PT) usou a tribuna na Câmara esta semana para fazer uma grave denúncia sobre a venda de um terreno de 252.000,00 M2, de frente para a Bacia de São Marcos, na área do Cajueiro, Zona Rural de São Luís, adquirido pela WPR São Luís Gestão de Portos e Terminais LTDA. A venda foi realizada pelo Governo do Estado no final de 2014, faltando menos de três meses para o fim do Governo, o que por si só já constitui numa transação ilegal visto proibição expressa na Constituição do Estado no período eleitoral. Outra ilegalidade nesta transação é que a área em questão foi transferida na década de 90, a título de condomínio, a mais 100 famílias para formação de assentamento rural, cuja finalidade não pode ser alterada ou desvirtuada.

A WPR São Luís Gestão de Portos e Terminais LTDA conseguiu fechar o negócio em tempo recorde, bastou apenas 21 dias após o início do processo de compra e venda para efetivação da escritura do imóvel em favor da empresa. As famílias que residem na região vivem sobre o terror de sair para trabalhar e ao voltar encontrar suas casas derrubadas pela empresa que já está atuando no local.

“Vale ressaltar que o valor cobrado pela área foi de R$ 155 mil reais por uma área de 252 mil metros quadrados, ou seja, R$ 0,61 centavos por metros quadrado e isso pago em 10 parcelas, considerando que este é um valor irreal para tal localização”, explicou o vereador Honorato Fernandes.

“Está mais do que claro que todos os passos desta negociação foram no mínimo estranhos. O valor cobrado pelo terreno e a “agilidade” da negociação é uma afronta a inteligência das pessoas. Quero passar tudo isso a limpo. Estou na luta ao lado dos moradores daquela região e vamos lutar para fazer valer os seus direitos”, disse Honorato ressaltando ainda que estes pontos da negociação precisam ser apurados com muita atenção.

 “No dia 8 de outubro de 2014 a WPR deu entrada em pedido de compra da área para instalação de terminal portuário. No dia17 do mesmo mês a Secretaria de Industria e Comercio pediu informações ao SPU que de forma muito mais que eficiente devolveu em menos de duas horas certidão solicitada pelo órgão. Já no dia 23, a comissão defere pela aquisição da área pela WPR sendo a escritura assinada por representantes da empresa e do Governo no dia 29 na cidade do Rio de Janeiro. Tudo isso, volto a frisar, em 21 dias”, destacou.

Com o objetivo de trazer à tona a forma que foi realizada esta negociação e os desdobramentos desta negociata para os moradores do local o vereador Honorato comunicou aos parlamentares presentes que deu entrada, na manhã desta terça-feira a uma representação, junto a Secretaria de Estado de Transparência e Controle do Maranhão, com cópia para a Secretaria de Direitos Humanos, Ministério Público Federal, Ministério Público do Estado do Maranhão e Defensoria Pública do Estado do Maranhão, sobre a ilegalidade do ato de alienação de imóvel no Disal (Distrito Industrial de São Luís).

O objetivo do pedido é a suspensão imediata de todos os processos administrativos, visando a emissão de atos autorizativos em curso na Secretaria do Meio Ambiente do Estado, além de encaminha-lo à Procuradoria Geral do Estado para que avalie a necessidade de uma ação anulatória da transação.

O vereador Honorato finalizou seu pronunciamento deixando no ar os seguintes questionamentos: Como pode a WPR comprar uma terra já cedida para a população desde a década de 90; Como pode a extensão de tamanha área ser vendida a uma empresa a R$ 0,61 centavos o M2 e ainda dividida em 10 parcelas totalizando R$155 mil reais; Como pode a mesma área ser dada como garantia ao Banco do Brasil por 270 vezes o valor de R$0,61 centavos o M2.

“Estes e outros questionamentos são pontos que acho fundamentais serem esclarecidos. Basta da população ser lesada por negócios feitos no apagar das luzes”, finalizou Honorato Fernandes.

Texto: Karina Lindoso

 

 

 

Armando Costa pede ao prefeito a instalação de abrigos para coletivos e reestruturação da sinalização de trânsito na Cidade Operária

COMPARTILHE

A Câmara Municipal de São Luís aprovou por unanimidade o requerimento do vereador Armando Costa, o Vereador Comunitário, que solicita ao Prefeito de São Luís, a construção de abrigos novos nas paradas de coletivos da Cidade Operária.

O vereador acompanhado de várias lideranças comunitárias por alguns dias esteve observando o fluxo de tráfego de veículos, com observações importantes para o considerável número de motos, autos, carros pesados e coletivos, decorrente do crescimento do bairro.

Armando Costa pediu também ao prefeito e ao Secretário Municipal de Trânsito e Transporte, a total reestruturação das sinalizações horizontais e verticais e a necessidade de um estudo técnico para que a sinalização seja estendida a outros locais, diante da necessidade, decorrente do tráfego que já é bastante intenso e o trânsito de pessoas bem acentuado.

O Vereador Comunitário tem se constituído como um dos vereadores bem articulados no meio comunitário, sempre procurando levar ao Executivo Municipal, os anseios coletivos da população de São Luís.

 

Divulgação de análise de qualidade da água tem solicitação feita por Chaguinhas

COMPARTILHE

Manifestando preocupação com saúde da população e com a qualidade da água que ela vem consumindo, o vereador Francisco Chaguinhas (PSB) aprovou, esta semana, uma indicação na Câmara Municipal de São Luís solicitando a realização de estudos técnicos para implantar um sistema de divulgação mensal setorial das análises químicas da qualidade potável da água distribuída na região metropolitana da capital maranhense.

A proposição do vereador socialista tendo como destinatários o governador Flávio Dino e o presidente da CAEMA (Companhia de Saneamento Ambiental), Davi Telles, argumenta que o pedido é formulado para respeito a Lei do Saneamento Básico 11.445/07, “que estabelece as diretrizes nacionais e a Política Federal do saneamento Básico 11.445/07, que estabelece procedimentos e responsabilidades relativas ao controle e vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de portabilidade”, justifica.

Dando mais fundamento jurídico ao seu pleito, Francisco Chaguinhas cita a Resolução 357/05 e 430/11, do Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA), bem como estabelece as condições e padrões de lançamento de efluentes, além do Decreto 5.440/05, que estabelece definições e procedimentos sobre o controle de qualidade da água dos sistemas de abastecimento e institui mecanismos e instrumentos para a divulgação e informação ao consumidor sobre a qualidade para o consumo humano.

O parlamentar do PSB diz que essa providência há muito estava precisando ser tomada para que sejam esclarecidas para conhecimento público algumas situações que provocam alguns equívocos nas cabeças das pessoas .
“Como é de conhecimento popular, existem muitas reclamações das pessoas sobre possíveis irritações e erupções na pele, bem como outros males na epiderme e enfermidades acometendo a saúde sem uma causa plausível, e atribuem tudo isso a água que estão consumindo”.

Segundo Francisco Chaguinhas é preciso verificar a qualidade da água e assim desfazer qualquer dúvida existente sobre a questão.
“Precisamos desfazer alguns mal entendidos, colocar os pingos nos iis, e confiar na lisura e prefeita prestação do serviço público, como nesse caso é o consumo da água, é que estamos pedindo para as autoridades providência como a divulgação mensal setorial das análises químicas da qualidade da água que consumimos”, finalizou ele.

 

Texto: Alteré Bernardino