casa » 2015 » julho (página 5)

Arquivos Mensais: julho 2015

Horários novos nas viagens de ferryboat

COMPARTILHE

FERRY

A Agência Estadual de Transporte e Mobilidade Urbana (MOB), definiu o quadro de horários semanal das viagens do ferryboat. A partir desta quarta-feira (15), as operadoras terão que seguir a tabela que prevê horários fixos e pré-estabelecidos de partidas dos terminais da Ponta da Espera e Cujupe, que aumenta em duas (2) as viagens disponíveis para a população. A determinação está prevista no regulamento do transporte aquaviário publicado no último dia 15 de abril. Este foi o primeiro sistema de transporte público do Estado a ter normas e critérios definidos. O regulamento antecede o processo de licitação que será realizado para a concessão do serviço.

Com o estabelecimento do quadro de horários pela MOB, aumentam em duas (2) as viagens disponíveis para a população. Isto representa mais oferta e a diminuição das conhecidas filas de espera; tanto para passageiros comuns, quanto para donos de veículos, que muitas das vezes esperavam até 10h por dia, para conseguir uma passagem, haja vista que muita gente conseguia por baixo dos “Panos”.

As duas empresas que prestam o serviço atualmente terão que respeitar o novo quadro de horários mesmo nos feriados, finais de semana prolongados e eventos regionais que venham a provocar aumento de demanda de passageiros e veículos. As operadoras têm autorização para realizar viagens extras, mas seguindo o quadro de horários adicionais, também determinado pela MOB em portaria. Em casos atípicos, a Agência também poderá estabelecer viagens além das previstas do quadro. Neste caso, as empresas serão comunicadas e deverão colocar bilhetes à venda após 48 horas. Passa a ser uma obrigação, ainda, deixar a informação dos horários de viagem visível e clara para os usuários nas embarcações e nos postos de vendas de passagem.

Até ai ta tudo perfeito, resta saber se vão respeitar alguma regra. A travessia de ferryboat, hoje se torna a porta de entrada e saída para o crime e muito mais para os criminosos. Sem fiscalização nos portos, qualquer um consegue viajar tranquilamente como se estivesse em casa. Por esse motivo, a baixada maranhense virou um verdadeiro garimpo do crime. E isso ainda não é grave. Caso aconteça uma tragédia no mar, nenhum órgão vai conseguir saber quantas quais pessoas estavam na viagem. As passagens são vendidas no atacado e varejo.

Ivaldo Rodrigues faz discurso sobre Escola Digna

COMPARTILHE

vvvbbb

O vereador de São Luís e vice-líder do governo municipal na câmara, Ivaldo Rodrigues (PDT), ocupou a Tribuna da câmara municipal nesta segunda feira (13) para falar do projeto do governo Flávio Dino, denominado “Escola Digna” que vai acabar de vez com as famosas “Escolas” de taipa no interior do Estado.

Segundo o vereador Pedetista, o Maranhão deixará de estampar as manchetes negativas dos veículos de comunicação quando o assunto for educação. Cenas vergonhosas como a de crianças de pés no chão, sem material escolar e estudando em salas de taipa e cobertas de palha, ficarão somente no passado. Ivaldo Rodrigues ainda falou da execução do projeto no Maranhão e externou sua inteira confiança à secretária de educação do Estado.

“Ao realizar esta ação, o governador Flávio Dino, e a secretária de educação, professora Áurea Prazeres, recebem de minha pessoa, todo respeito, porque estamos garantindo uma educação de qualidade aos nossos jovens. É inadmissível que em pleno século XXI ainda tenhamos escolas de taipa no Maranhão. É nessa perspectiva, que a professora Áurea Prazeres foi convidada pelo governador para a secretaria de educação do Estado. Quero aqui externar a minha admiração a esta que é uma das mulheres mais extraordinárias que temos em nosso partido, o PDT”, comentou Ivaldo Rodrigues.

De acordo com o projeto “Escola Digna”, os professores terão formação continuada. Além disso, os gestores serão escolhidos por eleição direta e terão gratificação de acordo com o desempenho dos alunos.

FIM DA ESCOLA DE TAIPA

O governador Flávio Dino instituiu o programa “Escola Digna” com o objetivo de propiciar, às crianças, jovens, adultos e idosos atendidos pelo Sistema Estadual de Ensino e pelo Sistema Público de Ensino dos Municípios, o acesso à infraestrutura necessária nas escolas maranhenses. Com o programa, serão erradicadas do estado às chamadas escolas de taipa e palha.

A medida visa por fim às escolas improvisadas em estruturas de taipa, palha, galpões ou outros estabelecimentos considerados inadequados pelo Ministério da Educação, que hoje estima-se em cerca de 1.000 estabelecimentos. O programa será implementado pela Secretária Estadual de Educação, em regime de parceria com as prefeituras.

No caso das escolas municipais, o governo estadual construirá as escolas e as disponibilizará as prefeituras para a gestão do novo prédio e dos professores necessários para compor os quadros de atendimento ao aluno. Outro grande avanço para a educação do Maranhão será o centro permanente de capacitação para os professores.

O governador Flávio Dino regulamentou as eleições diretas para a função de diretor-geral e diretor-adjunto das escolas públicas estaduais, já em 2015. A medida, além de valorizar os servidores que atuam na rede estadual de ensino, garante um processo democrático para a composição dos quadros gerenciais das Unidades de Ensino.

A medida beneficiará gestores das Unidades Integradas, Unidades Escolares e Jardins de Infância da Rede Estadual de Ensino. Os valores são diferenciados e serão definidos de acordo com o quadro de alunos de cada escola. O projeto de lei já foi encaminhado à Assembleia Legislativa.