casa » 2014 » novembro (página 2)

Arquivos Mensais: novembro 2014

Ubaldo Silva aumenta passagem na hora que quer

COMPARTILHE

BT

O empresário de transporte, Ubaldo Silva, proprietário da linha “Circular” Camboa/Centro/São Francisco, e dono da BUS TRANSPORTES e SERVBUS, aumentou a passagem dos micro-ônibus que também são chamados de fresquinhos. A passagem custava R$ 1,60 e aumentou para R$2,00 no período que em que a prefeitura deu aumento este ano.

Só que desde ontem (20), os micro-ônibus Centro/Camboa/São Francisco, estão com a passagem mais caro. Agora os usuários foram surpreendidos com o valor de R$ 2,50. Ninguém entendeu a causa do aumento, mas acho que Ubaldo Silva, se confundiu, pensando que é passagem do ferry boat que aumenta toda semana.

Quero ver qual a explicação da Secretaria Municipal de Trânsito e transportes (SMTT). O blog entrou em contado com a SMTT, mas não obteve resposta, já que o telefone do órgão, ninguém atendeu. Quem mandou aumentar a passagem? O povo precisa de uma explicação urgente! Enquanto isso, o povo é quem paga o pato. Quem tem ônibus melhor, quer aumentar o preço quando quer.

 

Mulher do deputado Zé Inácio é cassada

COMPARTILHE

PT

Luzivete Botelho da Silva (Vete Botelho) Prefeita e Francisco Bosco do Nascimento (Vice), reeleitos em Itinga do Maranhão nas eleições de 2012, permanecem com seus diplomas cassados, e estão inelegíveis por 8 anos. A decisão foi proferida pelo juiz da 98ª zona eleitoral de Açailândia em dezembro do ano passado, mas foi confirmada na manhã desta quinta-feira (20), pelos membros do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão.

De acordo com o julgamento, Vete Botelho e Francisco Bosco, foram condenados a perder seus cargos e ficar inelegíveis por praticarem revisão de servidores da saúde e educação em período vedado, o que configurou abuso de poder econômico e político.

Em sua defesa, eles argumentaram que a revisão não contrariou a Resolução Nº 23.370/TSE, pois o referido aumento vem sendo implementado desde 2009, em conformidade com a Lei Federal Nº 11.738/2008; e que não foi demonstrado qualquer abuso de poder político ou econômico ou que o benefício teria sido concedido com fim eleitoreiro.

No entanto, como ponderado pelo juízo de base, apesar de não caracterizarem conduta vedada, os fatos narrados configuram abuso de poder político e econômico, afinal, o conjunto de servidores de saúde e educação constituem grande parcela dos funcionários do município e o aumento concedido pode influir decisivamente na normalidade e legitimidade do pleito eleitoral.

“Para a caracterização do presente ilícito eleitoral não há necessidade de investigar o elemento subjetivo que motivou a prática do ato, bastando a demonstração de sua existência e de seu resultado lesivo ao processo democrático, caracterizado pela possibilidade da decisiva influência na tomada de decisão por parte dos eleitores, que na circunscrição do pleito confundem-se com grande parcela dos servidores efetivos do município, beneficiados diretamente com a concessão de aumento do seu poder de compra, além do efeito multiplicador de tal conduta sobre a vontade de inúmeros outros familiares beneficiados indiretamente”, assinalou em seu voto o desembargador eleitoral Clodomir Sebastião Reis, relator do processo no TRE-MA.

Dessa forma, a Corte unanimemente considerou constatado o uso de ato administrativo por Luzivete e Francisco para fins de beneficiar suas candidaturas, ou seja, restou caracterizado o abuso do poder político, pois não visou beneficiar a população, mas sim obter efeitos eleitorais.

Por fim, Reis ressaltou que a eleição 2012 em Itinga do Maranhão foi decidida por diferença de apenas 64 votos, o que evidenciou a potencialidade lesiva da conduta em questão.

 Matéria do Blog do Neto Ferreira

Rádio dá mais Resultados que a TV

COMPARTILHE

radio antigo e novo frequencia

Reproduzimos abaixo, na íntegra, o texto do companheiro Marcel Leal, da Rádio Morena FM, de Itabuna – BA, sobre o rádio e seus resultados, numa comparação com a TV.  O estudo é completo e está disponível também no site da Rádio Morena FM (vide seção “Links”).  Acreditamos que este texto pode ser um grande aliado na hora de conquistar novos anunciantes para sua emissora. O companheiro Marcel Leal franqueou a reprodução do texto, desde que sem mudanças e citada a fonte. Então… o nosso agradecimento ao Marcel… e bom proveito a todos.  Mostrem aos seus colegas do Departamento Comercial e vamos à luta, conquistar novos anunciantes para o rádio.

15 RAZÕES SEM CONTESTAÇÃO

1 – O rádio está junto ao consumidor na hora da compra
Segundo pesquisa Marplan, o rádio é o veículo que está junto a 93% dos consumidores na hora que antecede a compra. Ou seja, não importa o que ele viu na tevê na noite anterior porque quem decide a compra é o rádio, o comercial que ele ouviu antes de ir para o comércio.

2 – As pessoas passam mais tempo ouvindo o rádio
Para convencer o consumidor seu comercial tem que ser ouvido por ele várias vezes ao dia e o rádio é o veículo que ele mais ouve, em média por 3:45h, mas com diversos casos acima de quatro horas diárias. Some a isto que as pessoas absorvem o que ouvem (palavras) com mais facilidade do que o que vêem (imagens), principalmente se a sua mensagem estiver em forma de jingle.

3 – O rádio é imbatível durante o horário comercial
O rádio tem o triplo da audiência da televisão durante a manhã e mais do dobro durante a tarde. E mais: no horário nobre da tv (19 às 22 horas), o rádio atinge mais pessoas do que a tv durante o dia. Note que o rádio é imbatível justamente no horário em que as empresas e o comércio estão abertos, fazendo dele mídia obrigatória para quem quer efetuar uma venda. A tv só tem boa audiência à noite, quando o comércio está fechado e o cliente, em casa.

4 – O consumidor passa 17% mais tempo com o rádio que a tv (e na hora certa).
Pesquisa do Ibope confirma que as pessoas que fazem compras passam 17% mais tempo ouvindo o rádio que vendo a televisão, o que dá ao seu comercial 17% mais chance de ser absorvido que o comercial da tv. E no rádio o consumidor não precisa estar olhando para o aparelho para ser atingido pela propaganda – ele pode estar na cozinha fazendo uma boquinha como é costume dos televisivos, e mesmo assim sua mensagem vai atingi-lo.

5 – O rádio atinge os consumidores dos principais ramos de atividade com mais eficiência. 
Segundo pesquisa do Ibope, o rádio atinge a quase totalidade dos consumidores dos principais ramos de atividade em 15 dias. Observe na tabela abaixo o alcance do rádio e o perfil de consumidor encontrado pelo Ibope em cada ramo:

93% dos consumidores de refrigerante tipo cola foram atingidos pelo rádio nos últimos 15 dias (as classes ABC são 71%)

91% dos consumidores de outros refrigerantes (as classes ABC são 74% do total, com idade entre 15 e 24 anos)

91% de cerveja (predomínio de homens, entre 25 e 45 anos, sendo as classes ABC 76% do total)

88% de vinho (53% são mulheres e 47% homens, entre 35 e 45 anos, com as classes ABC sendo 65% do total)

97% de móveis (58% mulheres e 42% homens, entre 25 e 39 anos, com as classes ABC sendo 72% do total)

90% viagens nacionais (56% mulheres e 44% homens, entre 20 e 40 anos, sendo as classes ABC 81% do total)

94% lanchonete (54% de homens e 46% mulheres, entre 15 e 39 anos, com as classes ABC sendo 76% do total)

94% restaurante (55% homens e 45% mulheres, entre 25 e 45 anos, sendo as classes ABC 78% do total)

93% auto-peças (75% de homens e 25% mulheres, entre 25 e 39 anos, sendo as classes ABC 86% do total)

99% motoristas que passam mais de 10 horas/dia no volante (78% homens e 22% mulheres, com idade entre 25 e 39 anos, sendo que as classes ABC respondem por 96% do total)

6 – O rádio chega onde a tv não vai. 
O rádio é o único veículo que atinge o consumidor em qualquer lugar: começando o dia com o rádio-relógio, sendo companhia no café da manhã, no ônibus e no carro a caminho do trabalho, no restaurante na hora do almoço, na lanchonete à tarde, nas lojas do comércio, no happy-hour do barzinho, à noite no encontro com os amigos, na madrugada boêmia, na praia e na fazenda, no Cooper e na bicicleta com o walkman (possuído por 51% da população), ao lado enquanto surfa na Internet. Enfim, o rádio é o único veículo que tem um público exclusivo, enorme e pronto para receber sua mensagem.

7 – O rádio está em 99% das casas, contra 75% da tv.
Nem todo mundo assiste tv, mas praticamente todo mundo ouve rádio todos os dias. Além desta vantagem nas casas, o rádio está em 83% dos carros contra 1% da tv, e mais da metade da população acorda com o rádio-relógio.

8 – O rádio atinge o consumidor que tem antena parabólica. 
Quem tem antena parabólica assiste seu canal preferido direto da rede sem ver os comerciais da emissora local. Só entre Itabuna e Ilhéus (BA) existem mais de 45.000 antenas parabólicas, o que significa um público potencial de 220.000 pessoas que não vêem os comerciais locais (quantidade igual à da população de uma das cidades!). Some a isto a concorrência das vídeo-locadoras e o “efeito zapping” (detectado através de estudos, ele provou que a maioria das pessoas muda de canal durante os comerciais por causa da facilidade do controle remoto). Anunciar na tv local tem muito menos resultados porque quase metade dos consumidores não vê o comercial local. Em compensação você pode atingi-los através do rádio FM, ouvido por 99% dos donos de parabólica. Você ainda ganha o bônus de atingir o consumidor de vídeo no carro, na ida e na volta da locadora.

9 – O horário nobre do rádio dura 13 horas, o da tv só três. 
O rádio é imbatível das 6 horas da manhã até às 19 horas, mantendo um “horário nobre” de 13 horas contra o pequeno horário nobre da tv, situado entre 19 horas e 22 horas. É quatro vezes mais eficiência a favor do rádio, uma das razões do grande crescimento do veículo nos últimos anos. E com um custo 15 vezes menor.

10 – Só o rádio acompanha o consumidor no verão. 
No verão as pessoas tendem a sair mais de casa durante a noite, o que esvazia o horário nobre da tv e aumenta bastante a audiência do rádio neste horário. Só ele pode ir com o consumidor para os bares, as praças, a beira da praia e os calçadões. É um veículo especializado em acompanhar o consumidor onde ele for, marcando presença nos melhores momentos da vida do seu cliente.

11 – O rádio é o veículo de maior credibilidade. 
Todos os anos são realizadas pesquisas para aferir a credibilidade dos vários setores da sociedade junto ao público, e todos os anos o rádio brilha. Ele é o segundo em credibilidade, logo atrás da Igreja Católica, 7 posições acima dos jornais e 17 posições acima da televisão. Ou seja: as pessoas acreditam muito mais no que é veiculado no rádio do que nos telejornais e isto se reflete também na credibilidade de sua propaganda, aceita com mais facilidade.

12 – Uma produção de alto nível no rádio custa 95% menos. 
Você pode usar dez helicópteros, vinte carros de Fórmula Um, uma fábrica inteira e milhares de pessoas em um comercial de rádio gastando quase nada e em prazo recorde. Isto porque o rádio usa a imaginação do consumidor ao invés de usar o seu bolso. Tente fazer a mesma cena na televisão e ela se transforma em uma superprodução de alguns milhares de dólares e meses de filmagem (se o tempo permitir). Além disso, quando você mostra uma “bela mulher” na tv, ela pode ou não agradar o consumidor. Mas se você diz a ele, no rádio, que ali está uma “bela mulher”, ele imagina a mulher de seus sonhos.

13 – Seu comercial de rádio pode mudar em menos de uma hora. Na tv… 
Um bom comercial de rádio pode ser produzido e estar no ar em menos de uma hora, enquanto o de tv requer mais de um dia e a boa vontade da emissora. Não é à toa que vemos tantos comerciais “de natal” sendo veiculados na tv após 25 de dezembro, coisa que não acontece no rádio porque nele o comercial já mudou na madrugada do dia 26. No rádio sua loja pode fazer uma promoção diferente por dia ou até por hora. Na tv, isto é impossível.

14 – Anunciar no rádio custa 15 vezes menos. 
Parece incrível que um veículo tão superior ainda por cima seja mais barato, mas é verdade. O rádio não só é mais barato que a tv – ele custa quinze vezes menos que a televisão. Com o dinheiro que você gasta anunciando uma semana na tv seu comercial pode passar quinze semanas no rádio atingindo muito mais pessoas com mais eficiência, e isto durante o horário comercial. E ainda chega aos milhares de consumidores que estão em lugares que a tv não alcança.

15 – O rádio é o único que dá certeza da veiculação. 
Desde abril de 2000 o rádio é o único veículo que pode dar certeza absoluta de que seus comerciais foram mesmo veiculados, através do Radio Control. É um sistema de auditagem de comerciais que monitora as emissoras 24 horas por dia, enviando uma mensagem via internet cada vez que o comercial é veiculado inteiramente. O cliente pode conferir o que foi veiculado na própria internet usando uma senha e um browser normal, isto de qualquer lugar do mundo e a qualquer hora.

Como você pode ver, o rádio é um veículo muito superior à tv e custa bem menos. Agora basta escolher uma rádio que tenha o público ideal para o seu produto.

Arena de Primeira e time de Segunda

COMPARTILHE

AR

Nem mesmo o mais pessimista torcedor palmeirense poderia imaginar que a volta para casa seria tão dolorida. Na inauguração da Arena Palmeiras, que contou com a presença de mais de 35 mil pessoas, o Palmeiras teve uma péssima atuação, sentiu a pressão vinda das arquibancadas e perdeu para o Sport, por 2 a 0, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. Por obra do destino, o ex-palmeirense Ananias foi o responsável por abrir o placar e marcar o primeiro gol da Arena. O lateral Patric fechou o caixão alviverde.

A terceira derrota seguida do Palmeiras sem marcar gols – havia perdido para Atlético-MG e São Paulo, ambos por 2 a 0 – deixou a torcida muito irritada, tanto que os jogadores foram para os vestiários debaixo de muitas vaias. Com 39 pontos, o Verdão segue na 14ª colocação e pode ver a diferença para a zona de rebaixamento, que hoje é de três pontinhos, diminuir para dois pontos desde que a Chapecoense vença o Fluminense nesta quinta (20).

Diferente do Palmeiras, o Sport emplacou o quarto jogo seguido sem derrota – três vitórias e um empate – e deu adeus as chances de rebaixamento. Com 47 pontos, o Leão subiu para a 11ª colocação e segue na briga por uma vaga na Copa Sul-Americana do ano que vem.

VAIAS PARA O PRIMEIRO TEMPO

Apoiado pela torcida, que lotou a Arena Palmeiras, o Palmeiras tentou começar o jogo pressionando o Sport, mas encontrava muitas dificuldades para escapar da marcação adversária. O Verdão não conseguia levar perigo ao gol de Magrão e os torcedores presentes já começavam a mostrar certa impaciência, assim como os jogadores alviverdes. Já o Leão praticamente não passava do meio-campo.

A primeira finalização veio apenas aos 19 minutos. Wesley arriscou de fora da área e a bola passou sem perigo por cima do travessão. Na sequência, João Pedro cruzou rasteiro e ninguém apareceu para completar. A resposta rubronegra veio com Diego Souza. O meia bateu de muito longe e Fernando Prass fez a defesa em dois tempos. A melhor oportunidade palmeirense veio aos 22.

Juninho recebeu de Diogo e cruzou para dentro da área. Felipe Menezes chegou de trás e cabeceou no contra pé de Magrão. A bola, caprichosamente, passou ao lado da trave. O lance acordou os torcedores na Arena Palmeiras. Os donos da casa pediram pênalti em cima de Henrique, mas o árbitro mandou o jogador se levantar, irritando a torcida. O Sport levava muito perigo nos contra-ataques.

Insatisfeitos com o desempenho do time no primeiro tempo, os torcedores vaiaram os jogadores na saíra para o intervalo. “O torcedor está no direito dele. Ela (torcida) nos apoiou até os minutos finais do primeiro tempo. Vamos conversar e voltar melhor para o segundo tempo” – comentou o atacante Henrique, que praticamente não teve oportunidade.

O IMPROVÁVEL ACONTECEU

O torcedor palmeirense levou um grande susto logo no primeiro minuto do segundo tempo. Danilo avançou desde o meio-campo, ganhou na velocidade da zaga e na hora da finalização foi travado por Marcelo Oliveira, que evitou o gol. Logo depois, Rodrigo Mancha arriscou de longe e Fernando Prass defendeu com segurança. O Sport procurava priorizar a posse de bola e irritava os presentes na Arena Palmeiras.

Aos 21 minutos, a bola foi cruzada para dentro da área e Danilo apareceu livre na segunda trave. O desvio de carrinho, porém, passou muito da trave de Fernando Prass. A bola parecia queimar no pé dos jogadores palmeirenses, que eram pressionados pelos torcedores. E o que ninguém imaginava aconteceu aos 32. Cruzamento para dentro da área, a bola sobrou com Ananias, que dominou e bateu no canto do goleiro adversário.

A torcida ainda tentou incentivar o time logo depois do gol rubronegro, mas os jogadores sentiram muito e não conseguiam criar lances de perigo. Já o Sport se fechou na defesa e procurou segurar o resultado positivo. O balde de água fria veio aos 45. Diego Souza puxou contra-ataque e lançou para Patric, que cortou dois e bateu colocado. Fernando Prass apenas observou. Nos acréscimos, Mouche invadiu a área e bateu na rede pelo lado de fora.

PRÓXIMOS JOGOS

O Palmeiras volta a campo no próximo domingo, quando enfrenta o Coritiba, às 19h30, no Couto Pereira, em Curitiba, pela 36ª rodada. Depois, o Verdão terá pela frente Internacional (fora) e Atlético-PR (casa). Já o Sport recebe o Fluminense, também no domingo, às 17 horas, na Arena Pernambuco, em Recife. Os últimos dois jogos do rubronegro são contra Criciúma (fora) e São Paulo (casa).

Ivaldo Rodrigues 3 X 0 Silêncio

COMPARTILHE

HJ2

Nesta semana o vereador de São Luís, Ivaldo Rodrigues (PDT), ocupou a tribuna por duas vezes e mandou ver pra cima daqueles que brincam com a dor da população Ludovicense. Na segunda feira (17) Ivaldo elogiou o trabalho feito pelo DETRAN-MA, através de uma ação realizada na avenida litorânea, em respeito às vitimas do trânsito brasileiro, onde ele também participou. Na ocasião, o vereador pediu mais emprenho do secretário de transportes de São Luís e sugeriu ao prefeito da capital, Edivaldo Junior, que divide a pasta e criasse uma secretaria de transporte e outra de trânsito. Veja o Vídeo do discurso.

Na terça feira (18) Ivaldo Rodrigues participaria de audiência pública, promovida pela vereadora Rose Sales, sobre licitação do transporte público de São Luís. Eu falei participaria. Isso porque os convidados, Secretário da SMTT, Canindé Barros e a Promotora do Consumidor, Lítia Cavalcante, simplesmente não compareceram e deram a desculpa mais esfarrapada do planeta.

“Isso é uma falta de respeito com a casa Estácio da Silveira e também com nós vereadores. Quem for fã de Canindé que seja, mas ele deve explicações ao povo desta cidade” – disse Ivaldo Rodrigues. Veja o vídeo do pronunciamento do vereador.

Hoje (19), o vereador estava bem mais tranquilo, mas subiu a tribuna do plenário e falou a respeito do Orçamento para 2015, explicando como está sendo feito pela comissão à qual é o presidente. Veja os Vídeos do Pronunciamento. A  2ª parte do Vídeo.

Projeto sobre Licitação de Transporte é uma “Colcha de Retalhos”

COMPARTILHE

Texto de Davi Max

RS

A vereadora Rose Sales (PCdoB) fez duras críticas ao projeto enviado pela Prefeitura de São Luís à Câmara Municipal, que trata da licitação do transporte coletivo para a cidade, que seria discutido em Audiência Pública de sua autoria, na terça-feira (18) naquela Casa legislativa.

A Audiência, cujo objetivo era discutir e encontrar meios de resolver a problemática do setor em nossa capital, foi cancelada devido à ausência do Secretário Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), Canindé Barros. Além do Secretário, foram convidados os representantes do Sindicato das Empresas de Transportes (SET) e a Promotora de Justiça, Lítia Cavalcante, que também não compareceu.

De acordo com a Parlamentar, a audiência não poderia acontecer sem a presença do Secretário Canindé, que deveria apresentar os subsídios necessários para nortear as discussões sobre o assunto. “É lamentável que ele não tenha vindo porque sem o Gestor da pasta não se tem condições técnicas para o que vamos discutir”, ressaltou a vereadora.

Sobre o Projeto enviado pelo Prefeito Edivaldo Holanda Júnior à Casa, que dispões sobre a licitação, Rose Sales foi taxativa em afirmar que a atual gestão está sendo omissa neste assunto, que já vem se desenrolando desde às administrações passadas, o que exige um caráter emergencial. Para ela, o tempo se esgotou e não dá mais para o Executivo ficar protelando, enquanto a população sofre com a precariedade do sistema de transporte coletivo.

“A questão de implantar efetivamente uma política de mobilidade urbana na cidade que garanta nesse processo de licitação dos transportes um resultado social real, é urgente. É para ontem. E em todo esse tempo a gestão vem protelando e não tem dado a resposta para a população de forma nenhuma. A gestão municipal está sendo na verdade omissa quando não cumpre o Plano Nacional de Mobilidade Urbana, quando não instaura o Plano Municipal ou quando não licita os transportes com um Projeto de Lei consistente”, declarou a Parlamentar.

Continuando as suas críticas, a vereadora comunista chamou o Projeto de “colcha de retalhos”, afirmando que ele não atende aos anseios da sociedade, pelo contrário, se caracteriza num mecanismo de manipulação e de convencimento ao judiciário, que recentemente decidiu pela intervenção na SMTT, a pedido do Ministério Público. “É vergonhoso o Prefeito de São Luís mandar um Projeto desses, inconsistente, que para mim é uma colcha de retalhos, que na verdade é uma forma dele (o Prefeito) se justificar perante a Justiça, e não, para dar uma resposta à população”, lamenta.

 Ao apontar falhas técnicas apresentadas no Projeto, Rose Sales listou exemplos de várias contradições do Prefeito na elaboração do documento, que em determinados momentos chega a ser inconstitucional. “Dentro do Projeto, ele (o Prefeito), diz que precisa ter o Plano Municipal de Mobilidade, o que não existe. Em determinado momento, ele delega a competência restrita ao município em relação ao sistema, e coloca em aberto para terceiros, sendo que isso é inconstitucional. Coloca o prazo de 35 anos para a concessão de transporte, quando é um equívoco. Isso tem que ser um mínimo de, pelo menos 10 anos, a partir de uma avaliação anual da qualidade na prestação de serviço, podendo prorrogar por mais 05 anos, se for o caso”, diz  Rose Sales.

Concluindo, a Parlamentar afirma, que, da maneira como o Projeto foi encaminhado ao Legislativo à apreciação dos vereadores, vai continuar beneficiando apenas os empresários do setor como vem acontecendo devido aos encaminhamentos dados pelas administrações anteriores. Enquanto isso, a mobilidade urbana propriamente dita ficará de lado, o que não dá para ser aprovado na Casa.

“Eles (os empresários) vão ficar mais uma vez fortalecidos. os interesses da população e do empresariado têm que coexistirem de forma equilibrada, e não se fortalecerem  em deprimento da população. Outro item é o reajuste  da tarifa, sem ficar clara de quem será a responsabilidade  Portanto, lamentavelmente, não dá para ser apreciado e tão pouco aprovado esse Projeto do Executivo sobre o Transporte Coletivo do jeito que ele está, quero o que e de direito da população”, alerta Rose Sales.

Weverton Rocha é absolvido pelo STF

COMPARTILHE

weverton-rocha1

Por unanimidade, o deputado federal Weverton Rocha (PDT) foi absolvido na tarde desta terça-feira (18), da ação penal Nº 678, que tratava sobre suposto desvio de colchões que deveriam ser destinados a vítimas de enchentes no estado.

A 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) julgou improcedente a ação, concluindo que não havia quaisquer provas do suposto desvio de colchões cedidos à secretaria de esporte enquanto Weverton Rocha era titular da pasta, durante o Governo Jackson Lago.

Para Weverton, a decisão demonstra a competência da Justiça brasileira em julgar baseada nos fatos e não em se deixar levar pela parcialidade de setores da mídia. “Sempre afirmei e defendi minha inocência e tive fé na Justiça, tanto do homem quanto de Deus. Hoje, tiro este peso, que carreguei injustamente, de meus ombros”, declarou.

Participaram da votação os ministros Dias Toffoli, Luiz Fux, Roberto Barroso e Rosa Weber. A prova mais concreta de que o deputado Pedetista é inocente.

#Matéria de Assessoria#

VII Expocapril foi um sucesso

COMPARTILHE

CABRA

A 7ª Expocapril, organizada pela Associação dos Criadores de Caprinos e Ovinos de Bequimão (ACCOBEQ), foi realizada nos dias 13, 14, 15 e 16 deste mês, no Parque Expocapril, situado no Povoado Frederico, às margens da MA-106, no município de Bequimão, na baixada maranhense. Com o objetivo de mostrar o poder da criação de cabras e carneiros em todo município, a Expocapril reuniu criadores de várias partes do Maranhão.

CABRA1 CABRA2

Com o apoio do SEBRAE–MA, Instituto Nacional de Apoio as Micro, Pequenas e Médias Empresas (Inapem) e da Prefeitura Municipal de Bequimão, a feira contou com centenas de visitantes de todos os lados do Maranhão. A baixada maranhense foi bem representada por criadores de vários municípios. A população já abraçou a ideia e consagrou esse evento como tradição no município.

CABRA3 CABRA4

Em sua sétima edição, a Exposição de Ovinos e Caprinos de Bequimão (Expocapril) movimentou negócios que garantem a melhoria genética dos animais do município e proporcionou momentos de lazer ao público que passou pelo parque de exposição.

CABRA3CABRA4

A cada ano a Expocapril fica maior. Desta vez, estavam em exposição cerca de 500 animais, de 16 criadores, das raças Anglo-nubiana, Boer, Dorper, Sanner, White Dorper e Santa Inês. O preço dos animais variava de R$ 240 a R$ 5 mil. “Esse evento tem mudado a mentalidade dos criadores de Bequimão. Antes, a gente botava o animal para criar e ficava esperando engordar. Agora, fazemos um controle e, com isso, conseguimos lucrar mais e ter uma carne com melhor sabor”, afirmou um dos criadores, Valbenor Costa Almeida (Bicó).

CABRA8 CABRA9

Pela importância econômica da atividade, a Prefeitura Municipal de Bequimão tem apoiado o crescimento da Expocapril. Em convênio com a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Maranhão (Sagrima), estão sendo feitas melhorias no parque de exposição, com a construção de um auditório e de uma churrascaria. “Apoiando os criadores, estamos investindo no empreendedorismo. E os resultados já podem ser percebidos, com o melhoramento genético dos animais da nossa região e crescimento do rebanho”, destacou o prefeito de Bequimão, Zé Martins.

CABRA6 CABRA7

Na avaliação do presidente da ACCOBEQ, Edilson Coelho, houve um crescimento de 200% na qualidade e quantidade dos animais criados em Bequimão. “Alguns produtores tinham dois ou três animais, não tinham aprisco. Hoje, vários adequaram suas propriedades, já têm pastagens e apriscos”, frisou o presidente, ressaltando, ainda, que todos os criadores do município trabalham atualmente com reprodutores P.O (puros de origem).

CABRA4 CABRA5

Em termos práticos, isso significa ganhos no tamanho, na qualidade da carne e leite e maior velocidade no ganho de peso. Com os animais nativos, os criadores só conseguiam, em média, de 8 a 10 kg de carne, nos animais abatidos ao completarem 1 ano. Os melhorados geneticamente têm um rendimento de 20 a 25 kg de carne, no mesmo período.

PROGRAMAÇÃO

Nos quatro dias da VII Expocapril, houve palestras técnicas, leilões de animais, laços de bode, comercialização de animais, concurso da garota Expocapril e shows. No primeiro dia, aconteceu a Expocapril Gospel, com apresentações dos cantores evangélicos Rafaela Mendes e Mauricio Paes.

“Não é pra chocar, é pra mudar” sua atitude no trânsito

COMPARTILHE

HJ3

O vereador de São Luís, Ivaldo Rodrigues (PDT), ocupou nesta segunda feira (17) a tribuna da câmara para registrar sua satisfação em ter participado no último domingo (16), de uma ação promovida pelo DETRAN, na avenida litorânea, na orla marítima da capital maranhense. Organizada pelos diretores do órgão, como Marília Mendonça, que também já foi vereadora de São Luís, pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT), a campanha visou conscientizar os usuários do trânsito em São Luís.

Com o tema “Não é pra chocar, é pra mudar” a campanha tinha o objetivo de lembrar as vítimas de trânsito no Brasil e aproveitava para mostrar o memorial do Dia Mundial das vítimas do trânsito no Brasil, principalmente motociclistas e pedestres. O vereador Ivaldo Rodrigues, foi categórico em seu discurso e se mostrou um grande defensor de campanhas em favor de um trânsito mais tranquilo e bem educado.

CD1HJ3

“Temos que mudar esse conceito violento no trânsito. Quem nunca perdeu uma pessoa da família vítima desse trânsito caótico? Todos nós já perdemos um amigo, um irmão, um primo, um compadre, enfim, alguém já morreu no trânsito e não dar mais pra ficarmos esperando cair do céu uma solução, temos que arregaçar as mangas e nos unirmos com um só objetivo: melhorar o trânsito de São Luís” – disse Ivaldo Rodrigues.

Ivaldo Rodrigues pediu a imprensa e principalmente aos jornalistas que cobrem o dia a dia da câmara municipal, que divulguem essas ações e que incentivem as pessoas a serem mais prudentes no trânsito. Segundo o vereador, essas campanhas são benéficas e fazem as pessoas refletirem e ajudam os motoristas a dirigirem melhor. Isso é um processo cultural e precisa ser trabalhado. De acordo com o vereador Ivaldo Rodrigues, esse trânsito caótico que vivemos em São Luís, parte por culpa de gestores que passam pela secretaria de trânsito e transportes (SMTT).

HJ1 HJ2

“Eu, vereador Ivaldo Rodrigues, gostaria de dar uma ideia ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior, para a gente pudesse dividir a secretaria de transporte em duas pastas; – uma de trânsito e outra de transporte, porque o que me parece, os gestores não estão dando conta do recado. Então nesse caso temos que dividir porque são duas coisas grandiosas e nós precisamos nesse caso, que tenhamos um gestor cuidando do trânsito e outro do transporte. E aí nós melhoraríamos o sistema de transporte de nossa cidade e principalmente o trânsito que amedronta nossa população”- afirmou o parlamentar.

Para finalizar seu discurso que durou pouco mais de oito minutos, Ivaldo foi categórico em afirmar, que Independentemente de bandeira política ou de partido, ele gostaria de parabenizar o diretor do DETRAM-MA, André Campos, e dizer que terá sempre seu apoio quando se tratar de ações de educação no trânsito do Maranhão e principalmente em São Luís.

 

 

Assalto na travessia do Ferry Boat

COMPARTILHE

B4

Se não bastasse a falta de conforto na viagem mais cansativa de São Luís até a baixada maranhense, o preço da passagem não para de aumentar quando o assunto é travessia de Ferry Boat. Só em 2014, essa passagem já aumentou 3 vezes. No início do ano a passagem custava R$ 16,00 reais, sendo R$ 8,00 do Ferry e R$8,00 do ônibus.

Meses depois, a passagem teve seu primeiro aumento em 2014 e passou para R$ 20,00 reais, sendo R$8,00 do Ferry e R$12,00 do ônibus. Um aumento de quase 30%. Para os empresários que transportam passageiros para a baixada maranhense, o valor não compensava, haja vista que a gasolina teria aumentado e esta seria a desculpa. Esse valor é para quem viaja com destino ao município de Bequimão, imagina quem vai para cidades como Porto Rico, Turiaçu e Serrano? Na minha opinião isso é um assalto ao consumidor.

FERRY1 FERRY2

Mas foi exatamente pouco menos de quatro meses depois, que a mesma passagem teria novo aumento e passaria de R$20 para R$25,00 reais. Quando os passageiros já estavam se acostumando, veio outro aumento e desta vez a passagem do Ferry Boat passou de R$8,00 para R$11,00 e a passagem total passou a custar R$28,00 reias. Mas isso não durou muito tempo, já que nesta semana, houve novo aumento, o terceiro só este ano e a passagem passou a custar R$33,00 reais, até quando ninguém sabe. Hoje, a viagem de São Luís até a baixada maranhense, já é a mais cara do Estado.

OPINIÃO:

Gostaria de chamar atenção do deputado estadual, Othelino Neto (PCdoB), que durante a campanha política levantou essa bandeira e até agora não se manifestou sobre o assunto. Se não estava sabendo desse abuso, agora deve se mexer, afinal Ele ainda é deputado e reeleito por mais 4 anos. Precisa ter coragem e comprar essa briga de verdade e não falar da boca pra fora. O único deputado estadual que já comprou essa briga contra esses aumentos de passagem de Ferry Boat, foi o Radialista & Jornalista José Raimundo Rodrigues e pagou um preço muito alto por isso, mas teve coragem de enfrentar.

Outro problema que precisa ser visto pelos deputados, é a falta de fiscalização na saída e chegada de São Luís, via Ferry. Acho até, que o porto da Espera seja o único lugar no mundo, onde basta comprar a passagem, que a viagem está garantida. Ninguém pede um documento, e os marginais da capital estão invadindo a baixada maranhense. Tá na hora de alguém acordar ou essa travessia se tornará a maior válvula de fuga de bandidos.