casa » 2013 » novembro

Arquivos Mensais: novembro 2013

Homem ganha o sustento de sua família vendendo “Sucão” em porta de Parque

COMPARTILHE
Lobato atendendo uma Cliente

Lobato atendendo uma Cliente

O desempregado José Raimundo Silva, de 40 anos, carinhosamente chamado de Lobato, descobriu uma forma genial de ganhar o sustento de sua família, vendendo “Sucão” no centro da capital maranhense. O curioso de tudo isso, é que Lobato conquistou uma mega clientela, justamente onde jamais poderia se vender um produto tão calórico como “O Sucão”.

A entrada do Parque do Bom Menino, no centro de São Luís, foi o local exato para que Lobato encontrasse a solução de ganhar uma grana que possa dar uma qualidade de vida melhor à sua família. Armador profissional, Lobato sofre de uma hérnia de disco e já passou por uma cirurgia a qual o deixou fora do mercado da construção civil.

José Raimundo Silva é casado, tem duas filhas e atualmente mora no bairro da Vila Embratel, na área Itaqui-Bacanga. Natural da cidade de Bacurituba na baixada maranhense, Lobato fazia atletismo e já participou de 14 edições da corrida de São Silvestre. Sua melhor colocação na competição foi 98ª posição com o tempo de 59 minutos.

Lobato vende “Sucão” há 3 anos na entrada do Parque do Bom Menino, sempre no horário das 18hs, de segunda à sexta feira. De acordo com o ambulante, ele ocupa duas horas para vender em média 300 unidades do “Sucão” no fim de tarde ao preço de R$1,00 cada. “Já vendi cremosinho, mas o lucro é muito pouco. Resolvi inventar um produto que me desse mais lucro e que fosse diferente dos outros” – ressaltou Lobato.

Os Sabores do Sucesso

Os Sabores do Sucesso

Feito de frutas naturais, o “Sucão” ganhou adeptos no Parque do Bom Menino e já é um sucesso na região. Indagado sobre os ingredientes, Lobato respondeu com apenas um sorriso e contou que já pensa expandir a venda pela capital. “Não posso falar o meu segredo, mas confesso que para chegar ao sabor que está hoje, eu quebrei muito a cabeça até conseguir uma fórmula legal”- disse o vendedor.

Lobato tem o ensino médio e estudou no colégio Nerval Santiago Lebre, que fica localizado no bairro da Camboa, próximo ao centro de São Luís. Criativo e de pouca conversa, o vendedor diz que ele é apenas uma cabeça pensante e que a sua esposa é fundamental nesse projeto, já que após uma cirurgia e em véspera de outra, Lobato sente muitas dores devido à hérnia de disco.

Querido por todos da área, o Vendedor faz grande sucesso entre seus clientes e é respeitado até por seus concorrentes. Acostumado a trabalhar desde menino, Lobato sofre por dois motivos: Um por não poder fazer força e o outro por não está participando de competições de atletismo. Segundo o Vendedor, a única força que ainda está funcionando, é à força do pensamento, haja vista que o “Sucão” mais vendido atualmente, é o de abóbora com leite, inventado por ele.

Atualmente para se envolver no esporte, Lobato passou a ser Árbitro durante as corridas organizadas no Parque do Bom Menino. Na conversa com o bacuritubense, acabei descobrindo que ele é um torcedor Motense fanático e que sempre vai aos jogos do Papão.

Lobato atento aos seus Clientes

Lobato atento aos seus Clientes

Para finalizar o bate-papo com o “Suqueiro”  fiz a seguinte pergunta: Com todas as dificuldades, ainda existe felicidade em seu dia-a-dia? “Claro que existe, sou um cara pobre, doente e sofrido, mas sou um homem inteligente e de muita fé. Acredito que Deus tem um propósito na minha vida e enquanto tiver vida serei muito feliz” disse o Vendedor e torcedor do Moto Club de São Luís.

Lobato e seus Clientes fiés

Lobato e seus Clientes fiés

Pescadores do Maranhão serão beneficiados com o seguro defeso

COMPARTILHE
Dr. Julião nas ações do Defeso em Tutóia-Ma

Dr. Julião nas ações do Defeso em Tutóia-Ma

A Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Maranhão, SRTE/MA, através do Dr. Julião Amin, está realizando uma série de reuniões com representantes dos pescadores artesanais do Estado do Maranhão, juntamente com os técnicos do Seguro Desemprego, para repassar informações de procedimentos na recepção do benefício no período do seguro defeso 2013/2014.

Segundo o Superintendente Julião Amin, a Regional do Maranhão tem antecipado ações de interatividade com “os Sindicatos, Associações e Colônias de Pescadores” para que ocorra todo o pagamento das parcelas dentro do prazo, atingindo todos os pescadores artesanais do Maranhão no menor espaço de tempo possível, evitando reclamações por parte dos trabalhadores.

De acordo com a SRTE/MA, vários estudos estão sendo realizados, dentre os quais, a redução do valor a ser cobrado no recolhimento da Previdência Social que é exigido quando o pescador requer o benefício.

Com milhares de pescadores beneficiados em todo o Estado do Maranhão, o programa do Seguro defeso, foi criado pelo então Superintendente Regional do Trabalho no Maranhão, Dr. Julião Amin, que vem trabalhando incansavelmente na organização e palestras em todo Estado.

Vale ressaltar que o Seguro defeso ocorre em todo Estado do Maranhão e consiste no benefício de pagamento de seguro desemprego aos pescadores, durante a piracema (período de reprodução de peixes, camarões e caranguejos), frisou Dr. Julião.

Para que o pescador artesanal tenha direito ao seguro defeso, ele deve ser sócio em qualquer entidade da categoria e está cadastrado no IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis), possuir carteira de pescador Profissional no Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), ser inscrito no INSS como segurado especial e ter no mínimo, um ano de cadastro antes do inicio do defeso.

O pedido do seguro desemprego pode ser feito na Superintendência Regional do Trabalho no Maranhão ou nos postos do SINE/MA. Atualmente o Estado do Maranhão possui aproximadamente 170 mil pescadores registrados no MPA, segundo a Secretaria de Estado da Pesca. De acordo com o Dr. Julião Amin, cerca de 160 municípios do Maranhão possuem Colônias, Sindicatos ou Associações de Pescadores que atuam como parceiros da SRTE/MA durante o período do seguro defeso.

 

 Calendário do Defeso:

1º/Nov/2013 a 30/Mar/2014 – Defeso das Bacias do Gurupi e Tocantins
16/Nov/2013 a 15/Mar/2014 – Defeso da Bacia do Parnaíba
1º/Dez/2013 a 30/Mar/2014 – Defeso das demais bacias de água doce no estado do Maranhão
15/Dez/2013 a 15/Fev/2014 – Defeso de água salgada (camarões rosa, cinza e sete barbas)

Médicas Cubanas chegam à cidade de Bequimão

COMPARTILHE

 

Recepção do secretário Bastico às Cubanas

Recepção do secretário Bastico às Cubanas

Duas médicas cubanas que chegaram a Bequimão através do Programa Mais Médicos do governo federal, foram recepcionadas pela população e por autoridades do município. Em articulação com o governo federal, o prefeito Zé Martins (PMDB) e o secretário de Saúde, Bastico Moraes, conseguiram incluir Bequimão entre os primeiros municípios maranhenses a receber o programa “Mais Médicos”. Agora, contando com os já contratados pela Prefeitura, a secretaria de saúde do município dispõe de 14 médicos atendendo em todo território bequimãoense.

As médicas Odalys Baro Sanchez & Odalis de Cardena Mejias são experientes em programas de assistência básica à saúde na América do Sul. Sanchez participou da missão Bairro a Dentro, realizada na Venezuela, e de outra missão na Bolívia. Mejias também atuou entre os bolivianos e na Guatemala.

Nessas experiências, segundo as Cubanas, o trabalho dos médicos teve bons resultados, como a diminuição da mortalidade infantil, dos índices de morte materna e de doenças do coração. “Nosso trabalho é, fundamentalmente, de prevenção, conhecendo e acompanhando nossos pacientes. Isso que viemos fazer aqui em Bequimão”, destacou Odalys Sanchez.

Antes de chegar a Bequimão, elas passaram por treinamento durante um mês em Fortaleza, onde puderam conhecer melhor as doenças que mais afligem os moradores da região nordeste onde vão atuar e o funcionamento do Sistema Único de Saúde (SUS). Elas assistiram, também, aulas de língua portuguesa. “É bastante parecido com o Espanhol, por isso, acredito que em mais um mês vamos nos comunicar ainda melhor com os brasileiros”, disse Odalis Mejias, em “Portunhol”.

Além das barreiras da língua portuguesa, elas se dizem prontas para enfrentar os desafios da saúde em Bequimão. Para isso, apostam no atendimento humanizado. “Eu penso que o médico tem que ser muito humanista e sentir muito amor e dedicação por sua profissão. Queremos compartilhar isso com nossos colegas brasileiros e ajudar a população a viver bem”, frisou Mejias.

Recepção

Na chegada, as médicas Cubanas foram acolhidas com o calor humano característico dos bequimãoenses. Na frente da prefeitura, populares e autoridades as saudaram com palmas. Elas chegaram acompanhadas do secretário de Saúde, Bastico Moraes, que lembrou os intensos esforços para que o município conseguisse participar logo do programa “ Mais Médicos”. “Em curto espaço de tempo, esse trabalho diuturno já apresenta resultados; são apenas seis meses de muito trabalho, desde do dia 11 de maio. O intercâmbio com os cubanos deve ser maior ainda. Até março de 2014, vamos receber mais quatro médicos e ampliar nossa equipe para 18 profissionais altamente capacitados”, ressaltou o secretário.

O prefeito Zé Martins, em seu pronunciamento, enfatizou que o “Mais Médicos” é um amplo pacto para a melhoria do atendimento aos usuários do SUS, principalmente no município de Bequimão. “Um programa desse não leva só médicos e saúde; leva também, cidadania, dignidade e justiça social aos brasileiros necessitados e, de uma forma especial, aos bequimãoenses”, afirmou o prefeito.

Zé Martins elogiou a atitude do Governo Dilma e do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, por darem prioridade aos postos de saúde e à atenção básica de saúde. Com as cubanas que já estão no município, o prefeito garantiu que cumprirá sua parte. No programa ‘ Mais Médicos”, o profissional receberá do governo federal um salário de R$ 10 mil e mais ajuda de custo. Os municípios ficam responsáveis de arcar com as despesas de alimentação e moradia.

A chegada das Cubanas foi acompanhada pelo vice-prefeito Pedro Acará e pelo ex-prefeito Juca Martins. Participaram também, os secretários de Administração, José Orlando Martins; de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, Dinha Pinheiro; de Assistência Social, Neide Rodrigues; de Esportes, Kell Pereira; de Segurança, Cassiano Abreu; de Pesca, Nhô da Colônia; de Indústria e Comércio, Ademar Costa; da Extrema Pobreza, Sinara Almeida; e pela secretária adjunta de Saúde, Ramone Araújo. Estiveram presentes na recepção, os vereadores França (presidente da Câmara Municipal), Jorge Filho, Vetinho, Amarildo e Robson Cheira.